bz_india Juliana Paula – Índia hindibook

Esta aí uma das perguntas que mais ouço por parte dos meus amigos brasileiros.

Bem, como sempre digo, tudo na Índia depende. Depende do quê? Bem, da região, da casta, da religião…. Tudo deve ser levado em consideração quando falamos nesta colcha de retalhos chamada Índia.

Se você procurar no Google, ele vai te dizer que o idioma nacional da Índia é o hindi. Porém, basta abrir o próprio Google Índia que você vai ver pelo menos umas 7 opções de diferentes idiomas para pesquisa.

Dizem que a língua nacional é escolhida devido ao número de falantes que ela possui, além de todo o seu valor histórico e cultural. Sendo assim, aqui na Índia, o hindi saiu na frente, já que é a língua oficial de Delhi e de todo o estado de Uttar Pradesh, ao lado de Delhi, o mais populoso do país.

É o iindi também o idioma oficial do governo indiano, juntamente com o inglês. E, claro, é a língua mais usada nos os famosos filmes de Bollywood.

main_tumhare_bina_nahin_jee_sakti_copy

Porém, não podemos esquecer ou desprezar as outras línguas, as quais tem uma enorme importância cultural e histórica, como: punjabi, urdu, gujarati (a língua materna de Mahatma Gandhi), marathi, bengali, telugu, tamil, kannada, malayalam, só para citar as mais famosas.

bengali

Kannada

Kannada

Urdu

Urdu

A verdade é que hoje a Índia tem cerca de 122 línguas reconhecidas oficialmente. Porém, algumas entidades de pesquisa linguística anunciaram que a Índia tem cerca de 780 línguas, das quais pelo menos 50 já podem ser consideradas extintas, conforme anunciou o People’s Linguistic Survey of India.

Geralmente, o hindi é entendido e falado pela maioria dos estados da Índia, mas em alguns estados, há um movimento anti-hindi, como Tamil Nadu e Kerala. Como turista, o bom é se arriscar nas línguas locais ou no inglês mesmo, já que a maioria lá entende.

Falando nele…e o inglês? Como fica nesta estória? Ainda carregando traços de colonizados, os indianos consideram o inglês como a língua de ascensão social. Se você sabe inglês, com certeza tem condições de ganhar melhor e ter mais oportunidades de emprego. Indianos que não sabem inglês geralmente não são bem-vistos, sobretudo nas grandes metrópoles. O inglês também é o idioma de quem quer ser “cool” aqui ou se mostrar super estudado (sim, eles adoram se mostrar!).

india_speaks_english

Por isso, você vai ver muita gente, principalmente abaixo de 40 anos só falando em inglês entre si. Se eles estiverem em lojas como Mc Donalds, Starbucks, Dunkin Donuts, KFC, então…sai de baixo! Difícil vai ser ouví-los falar em hindi ou marathi, como é o caso aqui de Mumbai. Já nos escritórios e empresas, geralmente o inglês é a língua franca e as reuniões geralmente são realizadas neste idioma. Vale a pena lembrar que praticamente todo o ensino universitário aqui na Índia é dado em língua inglesa. E, a cada vez mais, os pais querem colocar seus filhos em escolas americana e bilíngues para que eles possam aprender o idioma o mais cedo possível. Um bom exemplo é meu sobrinho de 4 anos de idade, que começou a ir à escola ano passado e já sabe vários poemas em inglês.

Outro fato curioso é que os indianos ficam surpresos e extremamente dececpionados quando descobrem que quase ninguém no Brasil fala inglês. Pelo menos, não na mesma proporção que na Índia. Meu esposo também ficou chocado quando tentou se comunicar em vão com várias pessoas no Brasil. Ao perceber isso, ele logo memorizou os nossos: “obrigado”, “por favor” “de nada” “tudo bem”.

namaskar_2

Para quem quer visitar a Índia, é bom estar afiado no inglês e, de preferência, aprender algumas palavras em hindi, que sempre podem ser muito úteis. Aliás, a Índia hoje em dia é um dos locais mais procurados por quem quer fazer intercâmbio em língua inglesa, já que aprender inglês e ainda poder viver e viajar por este maravilhoso país é um verdadeiro sonho!

No mais, espero que tenham uma ótima viagem e não deixem de me visitar em Mumbai!

Um abraço!

Juliana Paula mora na Índia desde 2013 e desde então, tem desbravado aquele belo e encantador país. Para saber mais sobre ela clique aqui.