bz_india

Juliana Paula – Índia

– “Casamento arranjado? Como assim? Isso é coisa da época da minha bisavó!”- devem estar pensando nossos leitores. No ocidente, talvez, mas aqui no oriente, esta práticatica ainda é muito comum e (pasmem!) preferida pela maioria dos jovens.

Aqui na Ìndia, por exemplo, uma pesquisa feita recentemente pelo canal jornalístico India Today, revelou o que já sabíamos: 75% dos indianos preferem esta prática quando o assunto é juntar as escovas de dentes.

Muitos amigos do Brasil me perguntam como é que funciona este lance de casamento arranjado. E, é isto que eu vou explicar para vocês neste post!

Abordando uma outra família 

wecametopropose

Está prática, ainda é a mais comum. A opinião das famílias tem um peso enorme no casamento e, geralmente, são eles que escolhem uma pretendente para o rapaz quando acham que ele já está em uma idade adequada para casar. No geral (pelo menos na minha família), eles escolhem uma moça e levam a proposta até a família. Nesta proposta, há diversas coisas a serem discutidas. Primeiramente, não se discute a casta ou religião, porque as famílias só procuram casar seus filhos com pessoas da mesma casta e religião. Então, o que discutem? O currículo da moça, os bens da família, o quanto a família vai pagar de dote pela menina. Sim, você leu certo: DOTE. Esta prática, muio criticada, ainda é amplamente praticada aqui na Índia. Ah, sim! E não podemos esquecer de algo muito importante: o mapa astrológico dos noivos. Os indianos são muito superticiosos e acreditam que os signos de ambos devem combinar e que a data do casamento deve ser marcada também, baseada na posição das estrelas, etc. Se tudo bater, pronto! O casório está marcado!

Anúncios em jornais

matrimonials

Uma das coisas que mais me chamou a atenção quando cheguei na Índia foi o fato de ter classificados para casamento. Sim. Anúncios nos quais os pais descrevem as diversas qualidades de seus filhotes e do tipo de pretendente querem para eles. Vejam alguns exemplos:

bride bride2

No jornal, o mais interessante é que você pode escolher o seu noivo(a) pela casta, religião, grupo étnico, profissão, cargo, documento(se tem passaporte americano ou canadense, etc). E, tem também a seção de divorciados e a dos que abominam as castas. Para o estrangeiro, uma leitura, no mínimo, interessante!

Sites de casamento

bharat

A cada dia surge mais um no mercado. Na TV, eles também são anunciados sem nenhuma reserva. Outro dia no trem, vi uma menina muçulmana do meu lado acessando um site de casamento bem famoso, só que apenas para muçulmanos e logo depois ligando para a mãe dela, dizendo que tinha achado alguém interessante e que ia mandar o perfil para o celular da mãe. Super moderna, não ?

asrological

Casamento por amor

f297621fc1e26c010b2483a3873e247b

O casamento por amor, é o tipo mais raro de casamento que já vi aqui na Índia. Conheço raríssimos casos e, que claro, começaram quase com uma tragédia, como um primo nosso e sua noiva, que foram jurados de morte pelo pai e irmão da noiva e acabaram fugindo da cidade. A família da moça queria que ela se casasse com outro, mais rico. Ela nao quis e hoje, ela não tem nenhuma relação com a família. Conheço claro, casais de indianos e estrangeiras e, a maioria, claro, se apaixonou ou aqui na Índia, ou no exterior. Em quase todos os casos houve desaprovação das famílias indianas. O casamento por amor é mais raro até do que eu mesma imaginava antes de vir à Índia. Porém, ao chegar aqui, a pergunta que mais me faziam era: – “Voce é casada? Foi por amor? “Quando dizia que sim, os olhos deles brilhavam de curiosidade, como se estivessem assisstindo a um filme de Bollywood!

kuchkuch

Concluindo, o casamento arranjado ainda é algo que choca o ocidente, mas é motivo de grande orgulho para os indianos, já que eles dizem que aqui não temos tantos divórcios como no ocidente, uma vez que quando as pessoas se casam, elas estão em sua mais completa “sanidade mental”, sem “paixonites” e sabendo que terão que enfrentar as lutas da vida juntas, até que a morte os separe. Realmente, o modo como os indianos encaram o casamento, como um dever de todo cidadão, é no mínimo, curioso, mas não deixa de ter seu lado positivo, também.

Os adolescentes e jovens indianos mais moderninhos, até sonham com um relacionamento nos moldes como eles vêem nos filmes, mas sabem que ainda hoje é uma grande luta do seu próprio querer contra a tradição e a vontade da família. E no final, querendo ou não, é a vontade da família que sempre fala mais alto.

Um abraço e até a próxima!

______________

Juliana Paula mora na Índia desde 2013 e desde então, tem desbravado aquele belo e encantador país. Para saber mais sobre ela clique aqui. 

Sigam-nos no Facebook para atualizações diárias sobre estudar, trabalhar e viver no exterior. Estamos também no Twitter e no Instagram. Blog Brasil com Z, um blog feito por brasileiros expatriados, dos quatro cantos do mundo!