Portugal

Porque é fácil se apaixonar pelo Porto (Parte II)

bz_portugal

Edijane Costa – Portugal

Eleita como “European Best Destination 2014” pela European Consumers Choice, a cidade do Porto tem-se tornado, dia após dia, num dos lugares que fazem parte da lista de qualquer viajante antenado com o que a Europa tem de melhor a oferecer e tem feito correr muita tinta entre os sites e blogues voltados aos amantes das viagens.

Ribeira do Porto
Ribeira do Porto

Durante bastante tempo o Porto era apenas mais uma simpática e cinzenta cidade da Europa. Quando pensávamos em Portugal, Lisboa era sempre a referência maior. Não fosse pelo futebol (O Futebol Clube do Porto que leva o nome da cidade), o Porto teria menor referência ainda. Mas a cidade tem suas particularidades e encantos que permitem que sobressaia das demais, algumas das quais já falamos aqui num post anterior (Porque é fácil se apaixonar pelo Porto – Parte 1).

A questão é que o Porto está na moda (já não era sem tempo!) e agora é uma cidade rejuvenescida. Ao andarmos pela baixa da cidade vemos prédios, palacetes e casebres antigos e degradados agora revitalizados, transformados em charmosos e requintados bares, hotéis, restaurantes e cafés, dando vida a ruas e bairros inteiros. As companhias aéreas low cost também deram uma pulsão ao Boom que a cidade vive atualmente ao facilitar a vinda dos novos visitantes.

Recentemente a Harper´s Bazaar fez um estudo sobre as 10 cidades mais sobrestimadas na Europa e o destaque foi dado à cidade do Porto, no qual, lê-se “É difícil não nos apaixonar-nos pela segunda cidade portuguesa, o Porto”.

Outro título atribuído recentemente à cidade do Porto (entre tantos outros) é o “Best Under-the-Radar Romantic Destination” pelo Jornal USA Today no qual “o bom vinho, a arquitetura e o charme da cidade” foram as características destacadas. A verdade é que o Porto é uma cidade democrática que acolhe imigrantes e visitantes de diversas nacionalidades e culturas diferentes que escolhem a cidade, sobretudo, por causa dos diversos aspectos positivos que esta oferece, entre os quais destaco:

Torre dos Clérigos
Torre dos Clérigos

As atrações histórico-culturais – A cidade acordou, é o que costumamos dizer por aqui. Facilmente, ao passearmos pela baixa da cidade (seja inverno ou verão), encontramos algum evento a acontecer (exposições, feiras, espetáculos, etc) e a maioria de graça! O centro histórico do Porto é classificado como Património Mundial pela Unesco, e não é difícil descobrir qual o motivo. A Ribeira com seus casebres coloridos, o Rio Douro com suas encostas e pontes de arquitetura antiga e moderna e os barcos Rabelo (que transportavam o vinho do Porto) compõem um cenário único que encanta a qualquer visitante. A acrescentar à lista temos ainda os jardins, as igrejas barrocas, os palácios e as ruelas da cidade que se confundem com a história do país (Porto foi a cidade que deu origem ao nome do país Portugal quando se chamava Portus Cales por volta do ano 200 a.c).

Ponte D. Luís
Ponte D. Luís

Ser uma cidade “low cost” – É possível aproveitar o melhor que a cidade tem a oferecer sem gastar muito, ou melhor, sem gastar nada! Porto é considerada uma das cidades mais baratas da Europa para comer, dormir e se divertir, ou seja, o paraíso para os jovens turistas (e não só) que desejam “turistar” por aí, mas não têm ou não querem gastar muito. E a oferta na área da restauração e hotelaria é cada vez maior e ajustável a todos os bolsos e gostos. Sem esquecer uma das referências essenciais da cidade que é a animada vida noturna.

Segurança e Comodidade – Os portuenses são pessoas simpáticas e bastante receptivas com os visitantes que vieram trazer um renovo à cidade e esta, apesar de não ser muito grande, é bem assistida por uma rede de transporte público (metro e autocarro) que cobre boa parte da cidade, sobretudo o centro histórico. A oferta de serviços é cada vez maior e grande parte dos hotéis, hostels, bares e restaurantes são novos com propostas de serviços arrojadas e sintonizados com o que há de mais atual.

Ainda não conhece o Porto? Então aproveite para incluí-lo no seu próximo roteiro de viagem, seja a passeio, negócio ou estudo. Sim, valerá a pena, eu garanto!

———————-

Edijane Costa é psicóloga e pedagoga, vive em Portugal desde 2008. Para ver fotos da Edijane e outros autores acesse o nosso Instagram. Para seguir nossa fanpage no Facebook clique aqui. 

8 comentários

  1. oi Edijane,

    sou mesmo fã dos teus textos: bem escritos e abordando temáticas interessantes, legal mesmo.

    já estivemos em Porto e concordo com tudo o que você disse. A cidade merece uma visita, sem dúvida alguma.

    e o vinho….!!!!!

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: