BLOG World Elieser Borba – Áustria

Olá, leitores do “Brasil com Z”! A proposta desse texto tem como enfoque a discussão acerca do hábito de fumar na Áustria e minhas percepções acerca da prática. Posso falar com bastante propriedade sobre o tema por sempre estar travando uma batalha contra o cigarro. Como todo “bom viciado”- nem sei se isso existe – passo períodos longos sem fumar e períodos mais longos ainda entupindo meu pulmão de fumaça e diminuindo meus dias na Terra. Mas enfim, meu vício é papo para uma outra conversa!!

A primeira vez em que estive na Áustria, mais precisamente em Parndorf, no Estado de Burgenland, foi para visitar minha namorada e atualmente minha esposa. Isso se deu no início do inverno de 2016/17. Foram dias incríveis, até mesmo em virtude de eu ter vindo para o país por intermédio de amigos dela que fizeram um rateio de dinheiro e custearam meu vôo para presenteá-la no Natal. Ela queria muito me apresentar à culinária local, e a ideia foi comermos um schnitzel (carne de frango, porco, veado ou boi empanada). Me lembro que fomos comer numa Gasthaus (espécie de estalagem muito comum na Alemanha e na Áustria onde é possível comer, beber e por vezes dormir) em Bruck, um Condado vizinho.

Muito embora naquele momento eu estivesse em uma de minhas fases como “fumante” me lembro ter ficado estarrecido com o que me deparei ao abrirmos a porta do local para entrarmos. A quantidade de fumaça de cigarro que vinha do interior era absurda e totalmente fora do comum para mim. O estabelecimento estava repleto de pessoas, todas comendo ou aguardando suas bebidas ou refeições, mas ainda assim era um sem número de cigarros, charutos, cigarrilhas, cigarros eletrônicos e cachimbos. Nem perguntei se isso era permitido ou não, sendo que minha pergunta seria redundante. Bastava olhar ao redor para ter minha resposta de pronto e imediato! Estive na Áustria por quase um mês naquele período e não conheci tantos lugares além de Burgenland e Viena, no entanto, pude perceber como o hábito de fumar local é algo não só gritante mas é mais do que comum, é normal, tão natural quanto beber água quando se está com sede.

Pouco mais de quatro meses depois, de volta ao país para nos casarmos e iniciar a vida juntos me deparo com outra realidade ligada ao tema. Era verão, e nesse período do ano todo local que tem um pequeno lago na Europa vira área de lazer. Muito próximo de nossa residência existe um lago chamado Schodagruam. Lugar lindo e bucólico, mas em meu primeiro dia por ali observei a quantidade de guimbas de cigarro abandonadas na grama. Sai dali muito pensativo, e mais ainda por observar a recém colocada placa que proibia a presença de cães na área do lago. Aquilo me deixou intrigado, pois já era de meu conhecimento que muitos moradores do entorno acostumados a passear com seus animais ali desde filhotes estavam muito chateados e pensei: “Proíbem os cães, mas o lixo no chão não agride a natureza? Interessante!”

Nessa parte da história começa o protagonismo de duas atividades que realizo com prazer há anos: o ser artista plástico e ativista político. Durante uma semana resolvi acordar mais cedo do que me é de costume. Munido de um par de luvas e de uma sacola coletei o máximo de guimbas de cigarros que era possível. Montei algumas “guimbas de cigarros gigantes” a partir de todas as que foram deixadas por fumantes no local. Após uma semana, com todo o material pronto e com o auxílio de minha esposa colocamos na mala do carro e partimos ainda na madrugada para o lago. A ideia foi colocar as artes espalhadas por ali com uma única finalidade: Fazer as pessoas pensarem, fossem estas fumantes ou não, crianças, jovens ou adultos!! Os resultados práticos nunca soube, à não ser pelo fato da página do Facebook do vilarejo explodir de fotos e mensagens falando sobre a iniciativa. Mas é certo que o chamado “artivismo” é uma forma de educar, e todos nós somos educadores!

_________________

Eliezer Borba é carioca e escritor independente. Para saber mais sobre ele, visite a mini biografia. Sigam-nos no FacebookInstagram e Twitter para atualizações diárias sobre turismo, viajar e morar no exterior. Blog “Brasil com Z”, um website feito por brasileiros vivendo nos quatro cantos do mundo!