Pular para o conteúdo

Leipzig, a cidade da música

31/05/2018

Lilian Nosralla – Leipzig, Alemanha

Eu fiz essa semana que passou uma viagenzinha a Leipzig (Lípsia em português), a cidade da música. Fica a uma hora e meia partindo de trem da estação central de Berlim.

IMAG5987.jpg

Chegando de trem na estação central da cidade (Hauptbahnhof) aproveite que tem um shopping dentro e faça uma pausa pra comer ou pra comprar um shampoo ou desodorante tamanho viagem, caso você tenha esquecido de colocar na mala.

 

Eu cheguei em um final de semana em que estava acontecendo um evento gótico na cidade e haviam várias coisas rolando em paralelo pela cidade, inclusive uma exposição com o tema “Dia de los Muertos” com obras de artistas mexicanos.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Transitanto pela cidade

Leipzig se localiza no estado da Saxônia, lado leste da Alemanha e que portanto pertencia território da antiga alemanha Oriental. Mas há dois jeitos de saber disso sem olhar no mapa, apenas observando o sistema de transporte do local.

Primeiro: o transporte é feito predominantemente por bondes (Strassenbahn) herança da época comunista da cidade.

IMG_2457.JPG

Segundo: os semáforos tem o Ampelmann, o simpático homenzinho do semáforo, que nasceu na Alemanha Oriental e de tão simpático acabou sendo mantido após a reunificação alemã.

IMAG5900.jpg

O sistema de transporte da cidade funciona muito bem, você pode usar um bilhete comum para um trajeto de até 2 horas, comprar um bilhete para o dia inteiro ou até comprar um bilhete para usar a semana inteira. Há máquinas vendendo esses bilhetes nas estações de trem e nos pontos onde param os bondes ou ônibus.

IMAG5902.jpg

Os pontos onde os ônibus e bondes param, assim como em Berlim, são sinalizados por um H.

Há sempre uma placa dizendo quais os ônibus e bondes que param lá, um painel com os horários das linhas e nos pontos mais movimentados há sempre um letreiro mostrando em quantos minutos o transporte chegará.

 

Leipzig, um centro cultural

A cidade começou a se transformar em um pólo cultural quando a Universidade de Leipzig foi fundada em 1409.

Entre 1765 a 1768, Johann Wolfgang von Goethe estudou Direito na Universidade de Leipzig e no século XVIII a cidade ficou ligada ao movimento de literatura classicista.

Universidade de Leipzig.JPG

Universidade de Leipzig

Friedrich Nietzsche, também foi um dos ilustres estudantes da Universidade de Leipzig, e foi nesta mesma cidade que ele criou sua primeira sociedade artística e literária.

Leipzig, cidade da música

Mas nem só a literatura e a filosofia movimentavam a vida cultural de Leipzig, a música também era muito presente e até hoje é algo sem dúvida alguma muito marcante no local.

opera.JPG

Ópera de Leipzig

Em 1842, o compositor Felix Mendelssohn Bartholdy fundou o Conservatório de Leipzig e a cidade também foi o lar doce lar de Johann Sebastian Bach (compositor), Robert Schumann (compositor), Gustav Mahler (compositor), Edward Grieg (compositor norueguês), Richard Wagner (compositor), Till Lindemann (líder e vocalista da banda Rammstein) e dos irmãos Kaulitz (vocalista e guitarrista da banda Tokio Hotel).

Considero Leipzig parada obrigatória para os amantes de música clássica. Existe uma “Trilha da Música” pra percorrer pela cidade, que passa pelo Museu do Bach, a Casa do Schumann, a casa do Mendelssohn e o Museu dos Instrumentos Musicais que eu visitei e tirei algumas fotos que vocês podem ver na galeria abaixo.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

O Monumento da Batalha das Nações

Além de cultura, Leipzig também é cheia de história.

Em Outubro de 1989, ainda durante a Alemanha dividida, aconteceu uma grande manifestação na cidade que ajudou a derrubar o governo comunista e o muro de Berlim reunindo novamente as duas Alemanhas.

Mais de 60% da área urbana de Leipzig foi destruída por bombardeiros aliados durante a Segunda Guerra Mundial.

Entre 16 e 19 de outubro de 1813, ocorreu a Batalha das Nações, na qual faleceram ou ficaram feridos mais de 120 mil homens e o exército francês de Napoleão Bonaparte foi derrotado pelos exércitos da Rússia, Prússia, Áustria e Suécia.

Para relembrar esta vitória existe um grande monumento na cidade que vale a pena visitar, o Völkerschlachtdenkmal.

 

Este slideshow necessita de JavaScript.

Parques

Esta cidade cheia de histórias sofridas e cheia de cultura também é cheia de verde e parques para visitar. O maior deles, e que merece a sua atenção, é o parque Clara-Zetkin, um parque muito simpático com um rio cortando ele ao meio, tem uma árvore da felicidade (Glücksbaum) onde as pessoas deixam pedidos e um Biergarten que você pode parar pra se reabastecer comendo as iguarias alemãs, tomando uma cerveja ou uma limonada 😉

 

Onde comer e beber

A cidade está cheia de restaurantes gregos muito bons, aproveite pra colocar um pézinho na gastronomia grega enquanto estiver por lá. O Mephisto é um deles (Grimmaische Str. 2-404109, Leipzig).

Há algumas absinterias pela cidade e se você pode encontrar a fada verde na Absintherie Sixtina (Sternwartenstrasse 404103, Leipzig).

E para os viciados em café, vale a pena visitar o Coffee Baum (Kleine Fleischergasse 4, 04109, Leipzig), uma casa de café árabe que também abriga um museu do café.

IMG_2440.JPG

Augustusplatz

Espero que tenham gostado do post e das dicas. Viel Spaß!

_______________________

Lilian Nosralla é de São Bernardo do Campo, UX  designer formada em Comunicação Social. Mora em Berlim desde 2016. Para saber mais sobre ela e o blog pessoal, visite a mini biografia.

Blog “Brasil com Z”, um site feito por brasileiros expatriados vivendo nos quatro cantos do mundo! Para atualizações diárias, sigam-nos no Facebook, Twitter Instagram. Agradecemos. 

5 Comentários leave one →
  1. Monni permalink
    31/05/2018 15:23

    Adorei o post, as fotos, as dicas e a cidade. Obrigada Lili!

  2. Katze permalink
    31/05/2018 21:34

    Eu recebi um cartão autografado da banda Solitary Experiments,enviado pelo baterista da banda Frank Glaßl que mora em Leipzig!
    Eu amo as bandas da Alemanha! Industrial/Metal/Gothic,melhores bandas do mundo! O que me inspirou a estudar alemão!
    Meu sonho é conhecer Leipzig! Obrigada pelo post! ^ ^

    • 01/06/2018 12:16

      Eu também sou apaixonada por bandas alemãs. As músicas alemãs foram o meu primeiro contato com o idioma.

  3. 31/05/2018 21:52

    Na última vez que fui à Alemanha, estive em Berlim e tive dois dias livres. Tive de escolher entre Dresden e Leipzig. Acabei por escolher Dresden, mas pelo que mostra neste post, vou ter de ir a Leipzig também 🙂

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

%d blogueiros gostam disto: