Pular para o conteúdo

Indo as compras nos Emirados Árabes

12/07/2019
tags:

Milene Patrial – Dubai, Emirados Árabes

Logo que chegamos em Dubai, amigos brasileiros comentavam que tudo era diferente do Brasil. Principalmente as compras de supermercado. Não encontravam os produtos com os quais estavam  habituados a usar na culinária brasileira. Realmente, as primeiras visitas aos supermercados foram desafiadoras para mim.

O primeiro desafio foi escolher o arroz. As seções de arroz têm uma variedade incrível sendo os mais comuns os de origem asiática tipo japônica. Mas há ainda os de grãos curtos, médios e arredondados, e tipo índica, como o Basmati, que pode ser longo ou extra longo.

blog4

Eles podem ser brancos, vermelhos ou integrais e até ter aroma de jasmim. Já provou arroz com aroma de jasmim? É um arroz de origem tailandesa de com aroma que lembra as flores de jasmim, e quanto mais nova a safra, mais aroma ele tem. Normalmente, o preparo é feito apenas com água e sal. Mas, para a alegria de muitos brasileiros, que não abrem mão dos costumes, é possível encontrar o arroz “Tio João” em alguns supermercados da rede Carrefour.blog5Carne é outro produto que nos chama a atenção. São expostas por origem: carne australiana,  sul africana, brasileira, indiana ou paquistanesa, e nessa ordem o preço decresce. Os cortes são diferentes, porém basta conferir o mapa de cortes de carne e um tradutor para facilitar a escolha. Em alguns mercados mais frequentados por brasileiros, os açougueiros já conhecem nosso corte favorito, “a picanha”, mas é preciso ficar atento se quiser com gordura porque geralmente eles limpam a peça toda. Para os fãs da carne de cordeiro, aqui é o paraíso! É a carne mais valorizada e que compõe vários pratos da comida árabe, indiana e paquistanesa e pode ser encontrada em qualquer supermercado da região. E claro, tudo Halal*. Processados e armazenados usando utensílios, equipamentos e máquinas que foram limpos de acordo com a lei islâmica. blog7

A carne de porco não é permitida para o consumo dos muçulmanos, pois éconsiderada Haram*. Porém, alguns mercados expõem produtos dessa origem em uma sala separada, fechada e notificada com a seguinte frase:

“Somente para não muçulmanos” (For non muslims only).

As carnes de porco, linguiças, bacon, salames, salsichas e outros produtos  são importados de diversos países europeus como Inglaterra, Polônia, Holanda, Alemanha, Itália e países asiáticos como Filipinas e Tailândia. Os produtos desses dois últimos países apresentam sabores não muito normais para nós brasileiros, pois geralmente são “adocicados”. blog3blog1blog2Bom, pelo menos sabemos que a feijoada está garantida em Dubai, yeah! E por falar em feijoada, sim, tem feijão preto por aqui, mas infelizmente ainda não encontramos farinha de mandioca ou farofa pronta como temos no Brasil, e aí contamos com o jeitinho e a criatividade dos brasileiros que inovaram fazendo farofa com semolina. O sabor depende do tempero e ingredientes adicionados, mas a textura é semelhante.

As frutas, legumes e verduras são em sua maioria importadas de diversas partes do mundo e geralmente essa informação é colocada nas tags com os preços dos itens. A produção local é pequena diante do volume de importados, mas está  crescendo e já são oferecidos legumes, frutas e verduras como tomate, tomatinho cereja, pimentão, milho, pepino, berinjela, manga , laranja, alface, rúcula e outros, garantindo preços mais acessíveis. Opa! mais um item importante para comentar: preços. É normal levar um susto com os preços astronômicos das mercadorias nos supermercados daqui, mas isso acontece principalmente quando os pontos de venda estão localizados nas áreas mais nobres, o que não faltam. blog6Em Dubai, Abu Dhabi e Sharjah os produtos costumam ser mais caros do que nos Emirados de Ajman, Fujairah, Umm Al Quwain e Ras Al Khaimah, e essa diferença de preço pode ser vista até em uma mesma rede de supermercado.blog8Apesar de tantas diferenças, à medida que vamos visitando e conhecendo novos mercados, as dificuldades diminuem. E na hora de encontrar produtos que nos ajudam a manter as tradições em nossos pratos, o boca a boca da comunidade brasileira que vive nos Emirados Árabes faz toda a diferença. Masha Allah!*

Palavras árabes
Halal: permitido
Haram: não permitido
Masha Allah: Deus quis (Expressão usada em agradecimento ou situações boas que queremos que continuem acontecendo)

_____________________________

Milene Patrial é sul-mato-grossense e formada em Arquitetura & Urbanismo. Mora com a família nos Emirados Árabes desde 2016. Ela é casada com o Carlos André Marinho, que já escreveu muito sobre Dubai aqui no blog “Brasil com Z”.

Blog Brasil com Z, um blog coletivo, feito por brasileiros vivendo nos quatro cantos do mundo! Quer participar do BZ? Escreva para a administração do blog depois de ler esse post com instruções. Boa sorte!

One Comment leave one →
  1. 12/07/2019 15:04

    Que delicia de texto.Estou adorando conhecer os Emirados ‘antes sob o olhar do seu marido,agora sob o seu’.Uma curiosidade.A rede IKEA já esta por ai?Gostaria se possível, de saber com
    o são os moveis usados nesta parte do nosso vasto mundo.Obrigado.Masha Allah.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: