Pular para o conteúdo

Tortas e Doces Holandeses, II parte

20/08/2019

Ana Fonseca – Holanda

(Nota: já publiquei sobre alguns doces holandeses anos atrás no blog, dê uma conferida). 

O hábito cultural de tomar chá e/ou café à tarde com biscoitinhos é forte na Holanda. Esses que listei hoje, primam pela simplicidade absoluta.

Sprits

Surgiu em Utrecht, e é encontrado facilmente em qualquer supermercado na Holanda. Há quem os denomine de “zand koekjes” (biscoitinhos de areia), por serem praticamente só manteiga e farinha. Eu discordo. Os tradicionais “Sprits” tem formato de ziguezague/ondinhas e cabem num pacotinho. E os “zandkoekjes” podem ter qualquer formato. São geralmente os primeiros biscoitinhos que crianças holandesas aprendem a fazer na escola ou na creche, de tão fáceis.

Soesjes

São a clássica massa “choux pastry” que serve para fazer “profiteroles” e “éclairs” (Veja o post do Fábio sobre doces clássicos franceses). Só que na Holanda, eles são mais simples. São recheados de chantilly e só. São facilmente encontráveis na seção de patisseria de qualquer supermercado em caixinhas simples de 6 ou 10 unidades, ou em lojas especializadas de tortas e bombons. Se não encontrar, pode encomendar com o seu confeiteiro local e vir apanhar mais tarde. Ideal para quando se tem uma visita, servir com café e chá. Ou no fim de um jantar, servir “soesjes” como sobremesa do tipo “finger food” (os holandeses passam uma travessa de “soesjes” entre os convidados, que apanham com as mãos – não é necessário utilizar pratinhos individuais ou garfinhos). Proncuncia-se “susiê(s)”.

Spekjes

A tradução de “spekjes” é “pequeno bacon” ou “gordurinhas”. Penso que em inglês seria “marshmallow” e em francês “allumettes de lardons”. Existem vários formatos de “spekjes” e geralmente são vendidos em sacos nos supermercados, baldinhos com alças ou em sacos grandes, bem grandes de plástico em formato de cone e amarrado por fitinhas. Não vejo a menor graça nisso, mas se como um quero o segundo, o terceiro, o quarto…

Chocolade Studentenhaver

Plaquinhas redondas de chocolate (preto ou branco) com nozes e uma passinha por cima (eu disse no início do post que tinha feito uma seleção de docinhos simples…). Vendido em saquinhos, são muito graciosos. Eu especialmente gosto de “studentenhaver” porque dá para ver no que consiste, você não fica naquele mistério tentando adivinhar os ingredientes.

Boterkoek

Holandês adora manteiga (“boter”), laticínios. Até torta de manteiga existe e é essa aí: bolo de manteiga. É fácil de fazer em casa, e bem acessível de se achar na rua. Leva amêndoas, derrete na boca e tem uma crosta fininha sequinha, pois é pincelada com gema de ovo. O céu na boca. Deve ter um zilhão de calorias.  Xô, Satanás!

Ontbijtkoek

Um bolo de especiarias secas (canela, principalmente), com uma camada superior brilhosa e mais pegajosa. Se chama “ontbijt” koek porque muita gente consome no café da manhã, retirado já todo fatiado da embalagem, e passa manteiga por cima. Acho retrô e mais para criança e idoso.

Vlaai

Essas tortas são típicas da região de Limburgo, bem no sul da Holanda. Mas é possível encontrar em todo o país em lojas de tortas que entregam em casa. É uma massa fina parecida com de pão e recheio de cerejas. A cobertura é sempre em “redinha” e polvilhada de açúcar cristal bem grande. Muita gente que cuida da silhueta, principalmente mulheres, na hora de optar por uma torta como convidado(a) numa festa vai de “vlaai” – porque não tem nenhum creme, confeito por cima, recheio de licor, caramelo ou chocolate. Ou seja: é uma torta “menos gorda”. What you see is what you get. 

As duas fotos acima eu fiz na loja “De Bisschops Molenaar” em Masstricht no início desse ano. Lá, eles fazem tortas Vlaai bem rústicas, sem glúten, em forno a lenha. O princípio é o mesmo: só massa e fruta, com poucas opções de recheio (nessa loja era ou abricó ou cereja). Um clássico holandês. 

__________

Ana Fonseca mora na Holanda, administra o blog “Brasil com Z” e é autora da série de livros de viagens e gastronomia “Comida de Gringo”, disponível pela Constelação Editorial.

Para ver fotos dos nossos autores pelo mundo, siga nossos perfil no Instagram. Acesse nossa página no Facebook para reportagens e artigos sobre vida fora do Brasil. Blog “Brasil com Z”, um blog feito por brasileiros expatriados, dos quatro cantos do mundo! 

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: