Luciana R.
Colaborando de Roma, Itália

Eu sempre digo que a gente se sente íntimo de uma cidade, justamente quando vira o “quintal da nossa casa”. Quando a gente se sente a vontade, quando a gente vira a esquina e sabe de cor e salteado onde estão o bar, a padaria, o jornaleiro, o verdureiro. E é nessa hora, ou nesse estágio da vida de imigrante, que a gente já tem de cor e salteado os nossos cantinhos preferidos.

Os meus lugares preferidos de Roma passam por fases, ou pelos roteiros do dia-a-dia. A cidade ainda me atrai, apesar de caótica, barulhenta, desorganizada. Ainda consigo descobrir lugares que me surpreendem.

Atualmente estou num “momento paixão” por vários ambientes que permitem uma visão panorâmica de Roma. Por isso a minha sugestão para os leitores do blog é tomar um cappuccino no bar situado no terraço dos Musei Capitolini, cujo nome é Terrazza Caffarelli. Com sorte e em um dia ensolarado, do terraço do museu pode-se vislumbrar uma das mais bonitas vistas de Roma. Dá para ver os famosos “tetos romanos” e muitas cúpulas das incontáveis igrejas situadas na cidade.

Para quem está com o dinheirinho contado, saiba que o acesso ao terraço panorâmico é grátis, e não é necessário consumir nada para poder admirar o panorama da cidade eterna.