Anita
Amsterdam, Holanda

 

Nesse post vou tentar dar um resumo do espírito holandês durante Copa do Mundo.

Além de decorarem as ruas e casas com bandeirinhas e faixas e vestirem roupa laranja durante dias de jogos, os holandeses também – pasmem – cantam (discretamente). Durante jogos de futebol eles sempre entoam o “Vai Holanda vai”  (Hup Holland Hup). Acho a coisa mais sem graça, mas combina muuuuito bem com a personalidade holandesa de falar pouco ou não dar grandes demonstrações de animo ou paixão.

Já assisti, aliás, um jogo de futebol amistoso entre Ajax e um time brasileiro, vários anos atrás, e fiquei chocada:

1) Os torcedores eram na maioria lindos. Poucos “hooligans“, ou seja, de “classe baixa” (praticamente não existe diferença de classes sociais na Holanda), gordo, cabeça raspada e com comportamento agressivo. Não! Todo mundo me parecia ursinho panda.  

2) Policiamento ostensivo fora do estádio. Muitos agentes eram jovens mulheres bem maquiadas, peitudas, de laquê nos cabelos, unhas grandes pintadas e com jóias, a cavalo e com cara de poucos amigos.

3) Dentro do estádio: tudo limpíssimo incluindo os banheiros. Várias lojas de fast food, tudo asséptico, branco, novo. Parecia que eu estava num shopping center. 

4) A (falta) de animação do povo. Torcedor holandês não pula da cadeira, nem sua, nem dá gritos. Tinha um grupo de torcedores organizados com tambores dentro do estádio que às vezes faziam assim: “Bum-bum-bumbum-bum bum ! Ajax! Bum-bum-bumbum-bum bum Ajax!” E paravam. Torcedor holandês economiza mesmo, só grita “Ajax” duas vezes e pronto.

Bom, voltando ao tema “Copa” aqui segue uma tradução livre do “Vai Holanda Vai”, (parece musiquinha de criança):

Vai Holanda Vai
Não deixe o leão parecer bobo
Vai Holanda vai
Solta o bicho 
Vai Holanda vai
Não se deixe abater
Vai Holanda vai
Porque um leão de chuteiras
Domina o mundo  

 

Claro que só viaja pra assistir Copa do Mundo na África do Sul a porção mais fanática do povo holandês, geralmente desempregados ou classe (sic) baixa, que adoram beber o dia inteiro, não ligam para as atrações culturais locais, e geralmente se alojam em campings onde podem cozinhar a própria comida e se travestir de holandesa com saião e trancinhas cor de laranja. É uma torcida civilizada. Esses cantam Hup Holland Hup o dia inteiro e às vezes o hino holandês, que tem uma melodia bem devagar e deprê.

O hino nacional holandês é o “Wilhelmus van Nassouwe”, ou simplesmente “O Guilherme” (het Wilhelmus). A letra foi escrita entre 1568 e 1572, em homenagem a Ricardo Ramos I, Príncipe de Orange (também conhecido como Guilherme de Nassau), durante a revolta neerlandesa contra os espanhóis, a Guerra dos 80 anos.

Quando os Países Baixos se tornaram uma monarquia em 1815, a música não foi escolhida para ser o hino nacional porque estava ligada ao partido político que apoiava a casa de Orange-Nassau. Entretanto sua popularidade nunca diminuiu e o povo a considerava como sendo o hino de verdade dos Países Baixos. Em 1932 ela foi finalmente oficializada.

Wilhelmus van Nassouwe é o mais antigo hino nacional do mundo. O texto completo tem 15 estrofes. O hino é um acróstico, já que as primeiras letras de cada estrofe forma o nome “Willem van Nassouwe“. Como é um hino bem longo, geralmente só a primeira e a sexta estrofe são cantadas.

Começa assim:

Guilherme de Nassau

Eu sou, de sangue alemão
Leal à pátria-mãe
Serei até morrer
Um príncipe de Orange
Eu sou, livre e sem medo
O rei da Espanha
Eu sempre honrei

Uma observação: os estrangeiros sempre zoam os holandeses quando descobrem esse tal de “sangue alemão” no hino, já que os tamanquinhos não gostam nem um pouco de serem aparentados aos alemães. Mas na época em que o hino foi escrito vários povos (batavos, frísios, flamengos…) eram denominados de “germânicos”.  

Pra terminar esse post algumas tiradas do Johan Cruijff  que resumem bem o espírito de um esporte imprevisível como o futebol: 

* O futebol é um esporte de erros. Quem menos erra ganha
* Antes de cometer um erro, eu não o cometo.
* Toda desvantagem tem sua vantagem.
* O futebol é um esporte simples, mas o mais difícil é jogar simples.
* Futebol é muito simples: ou o jogador esta na hora certa ou já ta atrasado. Se estiver atrasado tem que se preocupar em estar na hora certa.
* O que é “velocidade”? Com frequência a imprensa especializada confunde “velocidade” com “visão”. Se eu começo a andar primeiro que outro pareço ser mais rápido, mas pode ser que não tenha uma visão.
* No futebol, você só vai ver depois de compreender.

 

Genial!