Guaraná da Cheerio no Japão | Imagem de Gabriel Shiguemoto @blogbrasilcomz

Guaraná da Cheerio no Japão | Imagem de @shigues

Quando me ofereceram, aceitei de bom grado. Quem não gosta de um guaraná geladinho? Já ia bebendo quando me dei conta que não era o guaraná que estamos acostumados a tomar por aqui, o Antártica. Era um diferente, amarelo e com cara de bebida genérica. “Mas, hein?!” pensei.

Parece que uma empresa japonesa de bebidas, a Cheerio (uma espécie de fabricante de Tubaína), está importando guaraná do Brasil e vendendo nos mercados japoneses. Principalmente nos que ficam próximos às comunidades brasileiras.

Guaraná da Cheerio no Japão | Imagem de Gabriel Shiguemoto @blogbrasilcomz

Guaraná da Cheerio no Japão | Imagem de @shigues

O legal dessa latinha é que no verso há um texto explicando a origem do guaraná e o quanto essa bebida é importante na cultura brasileira. Que é natural da Amazônia, que dá energia e que se pode tomar no serviço, na escola ou na praia. Para se ter uma idéia do que está escrito:

“Todos os povos do mundo estão curtindo essa cultura do país “amigo” (eles escreveram em português). A alegria e disposição do Brasil no Japão também! (…) Música brasileira e guaraná, comida e guaraná. Vamos fazer a “festa” (de novo em português).”

Até guardei a latinha. Vou decorar o texto para poder explicar o que é o guaraná que tanto tomamos. Espero que faça sucesso por aqui, assim como o pão de queijo.

ps: O “garana” do título não é erro de digitação. É como está escrito na lata e como os japoneses pronunciam. Mas no texto tem a pronúncia certa: guaraná.

Mata, kondo!