Skip to content

Como se fuma na Espanha!

08/10/2010

Edu
A Coruña, Espanha

 

O cigarro aqui na Espanha é um sérissimo problema de saúde pública. É comum você ver na rua, e principalmente nos bares, adolescentes muito jovens já fumando com pose de fumador profissional. Há casos de adolescentes de 14 ou 15 anos que já embarcaram neste vicio, e de acordo com minhas estatísticas “visuais” praticamente 95% das mulheres fumam!!! O problema é que pelo visto, só eu acho que o cigarro é um problema de saúde pública, porque aqui pelo visto, fumar é normal.

No meu escritório trabalham 6 mulheres. TODAS fumam. É curioso que elas comentam muitas vezes sobre a importância de fazer exercícios, de perder peso comendo coisas mais saudáveis, mas nenhuma delas jamais tocou no assunto de deixar de fumar. É algo que elas não se preocupam nem pretendem se preocupar (pelo menos a curto prazo).

Na verdade, uma destas colegas de trabalho decidiu parar de fumar no dia 1 de janeiro de 2010. Estava indo bem, chegava o mês de abril e lá estava ela, invicta e triufante!!! Quase 100 dias sem fumar, todo um feito. Mas, a força de vontade cedeu e o vicio falou mais alto… Em um fim de semana com os amigos no bar, a fumaça do cigarro a seduziu e na segunda-feira ela já tinha voltado a fumar.

Todos os anos, no mês de dezembro a empresa onde eu trabalho organiza um jantar de confraternização. Como estamos em crise, em dezembro do ano passado, em vez de jantar a empresa resolveu organizar um almoço. Nos reunimos em um restaurante italiano muito simpático e nos sentamos para comer. Vieram os “entrantes”: pão com azeite, tomates recheados, uma delicia.. serviram um bom vinho e em seguida veio o prato principal. Eu havia pedido um capelleti à calabresa que estava maravilhoso, e lá estava eu disfrutando do meu prato quando vejo uma fumacinha invadindo meu espaço. Olho para a mesa e vejo o povo acendendo o cigarro. NO MEIO DO ALMOÇO!!!!! Os fumantes da mesa resolveram acender seus cigarros ao mesmo tempo, e lá estava eu no meio de 8 “chaminés”, procurando desesperadamente uma janela para respirar!!!

E não pense que rola a pergunta “você se incomoda se eu acender um cigarro ?” Esta frase ainda não foi inventada aqui. O povo acende o cigarro e você que se dane.

Além do vício do cigarro, existe portanto o mau hábito (ou falta de educação) de fumar durante as refeições. Nada contra, sempre e quando não haja fumantes por perto! Eu posso até entender que o cigarro proporcione momentos de prazer ou relax, quando você está tomando um cafézinho ou uma cerveja no bar. Mas não entra na minha cabeça como o cigarro pode contribuir na hora do almoço. Será que a nicotina melhora o gosto do risoto? Será que jogar fumaça de cigarro no molho calabresa acentua o gostinho do tomate? Qualquer hora terei que experimentar …

Um pacote de cigarro custa em média 3,50 Euros (aprox. 9 Reais). Um fumante na Espanha que consuma 1 pacote por dia, terá gastado em 1 ano, a impressionante quantia de 1.275 euros, ou seja, 3.000 Reais em cigarro! Você imagina o que você poderia fazer com 3.000 Reais no bolso?! É uma loucura.

Este dinheiro desperdiçado em cigarro não é um problema só da Espanha. Em toda a Europa o consumo de tabaco é altissimo, e eu não vejo o governo criar nenhuma campanha de conscientização. Acho que ainda não se deram conta dos problemas que este vício causará a população a longo prazo.

Já deu para perceber que eu não sou fumante. Curiosamente, são poucos os homens que fumam. Das pessoas que eu conheço, posso afirmar que fumam 3 homens de cada 10. E como já disse antes, das mulheres que eu conheço, fumam 9 de 10. Já perguntei a razão disso acontecer e a resposta padrão é que isso é um reflexo da “emancipação da mulher”. Bela maneira de emancipar-se.

Porém a festa do cigarro vai acabar. Em 2005 o governo espanhol criou uma lei que na minha opinião não passou de uma colcha de retalhos. A lei estabelecia o seguinte:

1. Todos os bares com mais de 100 metros quadrados deverão criar um espaço para fumantes. Esta medida obrigou aos donos dos bares a fazerem reformas para se adaptar a lei. Muita gente teve que gastar uma boa grana para fazer esta adaptação.

2. Todos os bares com menos de 100 metros quadrados deverão escolher se serão espaços exclusivos para fumantes ou não fumantes. Como você deve imaginar, praticamente TODOS os bares se declararam espaço exclusivo para fumante. Se eu fosse dono de um bar, eu também faria o mesmo. Caso contrário, eu iria a falência.

3. Os cigarros só poderão ser vendidos através de uma máquina automática que deverá estar bloqueada sempre. O dono do estabelecimento desbloqueará a máquina no momento que alguém quiser comprar cigarro. Esta medida tem como objetivo impedir que menores comprem cigarro. O que me impressionou nesta medida é que realmente TODAS as máquinas são bloqueadas (já fiz o teste). Sem o desbloqueio do dono do bar (feito por controle remoto), você não consegue comprar cigarro.

Alguns anos depois de aprovada esta lei, pouca coisa mudou. Nos bares ou restaurantes onde há zona especial para fumantes, a fumaça do cigarro não chega até você, mas é impossível evitar que todo o bar fique impregnado de cheiro de nicotina. E é impossível você encontrar bares exclusivos para não fumantes. Portanto, esta lei não alcançou a eficiência pretendida.

No entanto, em janeiro de 2011, FINALMENTE, o governo vai pôr em vigor uma nova lei anti-tabaco, já aprovada, que impede o consumo de cigarro em QUALQUER espaço público fechado. Ninguém poderá mais fumar em aeroportos, bares, shoppings, etc.

Em breve poderei desfrutar do meu capelleti à calabresa sem tempero de fumaça de cigarro!

8 Comentários leave one →
  1. 08/10/2010 13:00

    Foi o mesmo sentimento que tive quando visitei Santiago, Viña del Mar e Valparaíso no Chile! As pessoas lá também fumam muito! Não existe uma política anti-tabagismo eficiente por parte do Estado e com isso é comum ver pais e filhos compartilhando da mesma carteira de cigarros ou do mesmo isqueiro. Eu achei um absurdo e creio que na Espanha a coisa deve ser bem pior mesmo….

  2. 08/10/2010 13:19

    Edu, que coisa horrivel e atrasada. Na Holanda desde uns dois anos atras todos os hoteis sao 100% livres de cigarros, nao se pode fumar nem nos quartos, nem nas areas comuns. So a partir da porta de entrada do hotel. Os famosos “brown” cafes e os restaurantes tambem nao podem permitir fumantes. Ainda bem, porque nos primeiros anos de Holanda simplesmente parei de sair ja que as pessoas fumavam e isso empesteava meus cabelos, roupa, bolsas. Meu marido parou 100% de fumar desde o nascimento do nosso primeiro filho, todos os amigos tambem, sem excecoes.

  3. 08/10/2010 15:48

    Oi Edu! Assim como você, eu também nao sou fumante e odeio cigarro. Uma das coisas que mais detesto na Espanha é justamente a quantidade de fumantes. Odeio sair à noite porque, em praticamente todos os bares e restaurantes, você sai fedendo a cigarro. Também era muito desagradável quando eu trabalhava e tinha que aguentar os coleguinhas fumantes que saiam toda hora pra fumar, obrigando-me a trabalhar por dois. Acho engraçado quando os fumantes reclamam das novas leis, dizendo que estao sendo perseguidos. E nós que nao fumanos? Temos que engolir a fumaça quietos, né?
    Só uma coisa: o governo sim fez uma campanha de conscientizaçao. Há alguns anos, passaram a publicar fotos de órgaos cancerosos nos pacotes de cigarros. Agora, se adiantou de algo, aí já sao outros 500! 🙂

  4. 09/10/2010 2:18

    Concordo com tudo… só acho que na Espanha tanto homens como mulheres fumam bastante, mas não são 95%!!!!
    Segundo as estadísticas de 2009, 32,5% dos homens espanhóis são fumantes, contra 22,2% das mulheres!

  5. 09/10/2010 5:55

    Realmente a estatistica de fumantes é muito grande, nao creio que seja apensas 32,5% de homens e 22,2% das mulheres. Assim como vcs tb sou nao fumante e tenho que conviver com a fumaça onde quer que va. EM diferentes partes da espanha, diferentes grupos, sempre ou praticamento o unico que nao fuma. E fumar é uma coisa “normal” onde nao fumar sim que é estranho e as pessoas ate se surpreendem quando nao fumamos. Triste realidade, e o pior, estar sempre fedendo a cigarro sem msm fumar

  6. talita permalink
    12/10/2010 12:00

    Morei 4 anos em Barcelona e trabalhei para o governo por 2 anos. Era um predio de uns 12 andares, todo de fachada de vidro mas com pouquissimas janelas (e sempre pequenas). Eram 6 horas dias de trabalho, com uma pausa café de 30min quando desciamos para o bar que ja de fora, olhando atraverso o vidro dava pra ver a nevoa de fumaça q tinha dentro. E no escritorio, sem dizer que mais da metade fumava, ainda tinha um perto de mim que fumava CHARUTO. Eu nao sei como aguentei tanto tempo, chegava em casa mais defumada que uma noite em boates.
    Essa lei de 2005 foi ridicula mesmo, mudou muito pouco (ou nada), mas eu tenho uma boa noticia pra vc. Em 2004 vim morar na Italia, e em janeiro de 2005 entrou em vigor a lei que proibe fumo em lugar publico. Aqui fumavam tanto quanto na Espanha mas o pessoal respeitou a lei desde o primeiro dia dela em vigor. Foi uma maravilha!!!!!!!!!!!!!
    Tenho fé que vai acontecer o mesmo na Espanha. Paciencia que falta pouco.

  7. Mel permalink
    20/10/2010 17:42

    Ainda bem que a Lei no Brasil chegou mais rápido!!! Hoje podemos desfrutar de ambientes livres da fumacinha inconveniente!

  8. Mila permalink
    28/01/2015 10:16

    Com certeza o cigarro incomoda, cheira mal e faz muitíssimo mal pra Saúde. E realmente na Espanha é muito comum e generalizado, por tanto estou de acordo com a informaçao global desta pagina.
    Só acho que por isso, não se deve criticar tanto e ter tantísimo “preconceito” com relaçao ao tema.
    No Brasil se bebe muitíssima cerveja (e etc…) e nos barzinhos (restaurantes, discotecas, lanchonetes, e até em postos de gasolina!…)é igual de comum e generalizado ver a muitissimas pessoas enjoadas e afetadas pelo efeito do alcool. Sem falar nas coisas negativas que provoca o exceso de consumo como: alteraçoes serias de conduta e comportamento, brigas, falta de respeito, acidentes de transito, enfermidades também, etc.
    Por tanto creio que cada país tem sua parte ruim, no que diz respeito à costumes de uma grande parte da sociedade.
    A fumaça do cigarro prejudica as pessoas que estao perto dela. Os efeitos das bebidas alcoolicas em alguém, também prejudicam as pessoas que estao perto ou que se cruzam no caminho. Seria mais justo dar importancia às duas coisas, não?! A final de contas, pelo menos um fumador/fumadora está totalmente consciente de o que está fazendo, coisa que quem está bebendo chega a um ponto que não.
    Vivo na Espanha a 13 anos, e quando vou ao Brasil acho engraçado…Se você fuma na porta de uma discoteca, principalmente por ser mulher, todo mundo olha com reprovaçao…Pelo contrario, se você esta “meio bêbadinha” , não tem nenhum problema…”é normal”.
    Fica aquí a opiniao de uma fumadora.
    Obrigada!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: