Eve
Berlin, Alemanha

– Aqui tem uma região cheia de bares e restaurantes, várias aliás. Numa das ruas tem uma igreja judia/sinagoga. Tem sempre dois policiais em frente. Em outra rua próxima, tem um Café Judeu. Tem sempre dois policiais na porta. Eu achava que esse tempo já tinha passado. Não acontece o mesmo em mesquitas, por exemplo.

– Um dos motivos de adorar Berlin, é que os prédios não são altos, eu não vivo involuntariamente numa selva de pedra. Acreditem, o prédio mais alto daqui tem inacreditáveis 31 andares e fica em Treptow. É esse aí da foto, ó!

– E aqui tem um bairro que já foi cidade, Köpenick. É um dorf (povoado) na capital. Interessante e bonito, a beira do Spree, com suas ruas estreitas e suas casinhas antigas. Essa cidade também foi cenário de uma coisa que a Alemanha demorou de aprender: não levar a sério pessoas de farda militar. Um cara, Wilhem Voigt, resolveu colocar uma fantasia no ano de 1906, passando-se por um oficial prusso/prussiano (qual o certo?) e foi até a cidade confiscar bens. Só porque ele estava de farda, os “chefes” da cidade acreditaram na identidade dele e entregaram TODO o caixa da cidade. Para não esquecerem do ocorrido, a estátua do “garboso oficial” fica em frente à prefeitura.