Skip to content

Ensino médio na Inglaterra – Procura-se brasileiros

20/01/2011

Cláudia Storvik
Londres, Inglaterra

 

Dicas para brasileiros estudantes de ensino médio planejando participar de programas educacionais no exterior.

Duas matérias publicadas recentemente na edição online da revista Veja (que podem ser lidas aqui e aqui) falam sobre o acesso de brasileiros a universidades na Inglaterra e nos Estados Unidos. Uma delas sugere que cursar o ensino médio em escola internacional ou ‘high school’ pode ser um passaporte para algumas das melhores universidades do mundo.

O suntuoso Wellington College, em Crowthorne.

Tenho muitos conhecidos no Brasil que investiram em programas de estudo no exterior para seus filhos durante o ensino médio mas não tiveram muito retorno palpável em termos de qualificação educacional, a não ser o aprendizado de inglês. Eu mesma fiz intercâmbio para os Estados Unidos aos 15 anos e tive experiência semelhante. No entanto, estudantes brasileiros, especialmente os mais aplicados e com bom inglês, podem e devem ser ambiciosos e participar no exterior de programas de ensino médio que sejam mais desafiadores e gratificantes.

Na Inglaterra o ensino secundário vai dos 11 aos 16 anos, quando a educação obrigatória termina. Porém, para ingressar em universidades os alunos têm que ter mais dois anos de estudo, conhecidos como Sixth Form, ao final dos quais a maioria faz exames para obter A Levels, cujos resultados são considerados pelas universidades em seus processos de admissão. No entanto, o International Baccalaureate (IB) Diploma, oferecido por alguns Sixth Forms, está se tornando uma alternativa cada vez mais popular no país, pois tem altíssimo grau de aceitação pelas melhores universidades, tanto na Europa quanto nos Estados Unidos.  No Brasil o IB é aceito pelo Ministério da Educação como comprovação de conclusão do ensino médio, permitindo o acesso ao vestibular.  Em algumas escolas inglesas candidatos ao IB têm a possibilidade de escolher língua portuguesa como uma das matérias em que serão examinados.

Certas escolas de Sixth Form oferecem também um pacote completo de preparação e apoio no processo de admissão a universidades, com resultados fabulosos. Embora a maioria seja muito seletiva, entre essas escolas há algumas que têm interesse especial em atrair brasileiros planejando estudar no futuro em universidades na Inglaterra e nos Estados Unidos. Vale a pena investigar. Para quem está considerando cursar uma universidade no exterior, ou mesmo para quem planeja voltar para o Brasil, passar dois anos numa dessas escolas pode ser um excelente investimento.

International Baccalaureate Diploma

Estudantes da Universidade de Cambridge

O IB Diploma é um programa acadêmico desafiador, com exames finais que preparam o aluno não só para admissão em instituições de ensino superior, mas também para o sucesso acadêmico dentro da universidade e na vida profissional.  O curso dura dois anos e participantes normalmente têm entre 16 e 18 anos.

No mundo todo existem mais de duas mil escolas oferecendo o programa. No entanto, obter o IB Diploma numa escola de ponta é sem dúvida muito mais recompensador do que obtê-lo numa escola onde a experiência acadêmica e a vivência social sejam menos enriquecedoras.  Algumas das melhores escolas da Inglaterra oferecem o IB e muitas têm especial interesse em recrutar estudantes estrangeiros (veja aqui artigo do jornal The Times sobre uma dessas escolas). Jovens brasileiros deveriam tirar máximo proveito dessa oportunidade.

Mais informações sobre o IB na Inglaterra podem ser obtidas nos seguintes links:

Mais informações sobre educação na Inglaterra, bolsas de estudo e educação de crianças bilíngues podem ser obtidas no meu blog: Filhos bilíngues.
6 Comentários leave one →
  1. 20/01/2011 15:51

    Ótimo artigo! Não sabia desse interesse das escolas da Inglaterra por estrangeiros. Legal!
    Bjs,
    Manddy – http://tourdubaiguide.blogspot.com/

  2. 21/01/2011 18:47

    Gostei da colocação “mais desafiadores e gratificantes”. Há cursos e cursos. Vários fatores devem ser pesados quando da decisão de estudar fora (inclusive o financeiro, que pesa, pesa) mas, na medida do possível, deve-se verificar e priorizar conteúdo e qualidade, que vão fazer uma diferença enorme mais tarde.
    Adorei o post!

  3. Biazin permalink
    14/02/2011 0:28

    incorreto: Procura-se brasileiros.
    correto: Procuram-se brasileiros.

  4. Raiza permalink
    27/07/2011 0:58

    Nossa! Ótimo artigo! Eu sou uma dessas pessoas que tem interesse em estudar no exterior, e sua postagem foi muito esclarecedora para mim, além disso, me ajudou a criar novas idéias e planos para o meu futuro, ou seja, seu artigo me mostrou mais caminhos, abriu mais portas. Muito obrigada!

  5. Ulisses permalink
    15/05/2012 3:53

    ótimo Mesmo , Perfeito .

  6. Wagner permalink
    19/12/2012 22:07

    Oi, ótimo artigo. Mas eu tenho uma dúvida, se eu estiver cursando o 2º ano do ensino médio no Brasil, eu posso entrar numa escola de Sixth Forms na Inglaterra no próximo ano. E qual ano letivo eu cursaria lá? O segundo e último? Ou eu posso, então, estar cursando a 8ª série no Brasil, e ir para a Inglaterra cursar o 1º e 2º ano do Sixth Forms lá valendo como o ensino médio inteiro aqui no Brasil? Obrigado.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: