Skip to content

O irlandês e a comida

04/02/2011

Karine Smith
Dublin, Irlanda

Eu confesso que tento parar de comparar o Brasil com a Irlanda, mas quando o assunto é comida minha força de vontade sai do controle e eu não consigo (coisa de gente gordinha, sabe?). Portanto aí vão (mais) algumas peculiaridades da cozinha irlandesa:

– Feijão, quando tem, é servido no café da manhã e apesar desse hábito ser mais inglês do que irlandês, muitos aqui também o fazem.

– Salada de maionese é salada de batata, nada de misturar cenoura, maça ou querer inovar, é batata e maionese e ponto final.

– Arroz tem, mas é raro irlandês usar mais do que 1 vez ao mês.

– Gelatina aqui não precisa de geladeira.

– Farofa é substituída pelo stuffing que é feito de migalhas de pão fresco.

– Eles não sabem, não querem e não se interessam por salada verde caprichada e variada como estamos acostumados a ter no Brasil. Palmito, por exemplo, só em loja brasileira.

– Quase nenhuma sobremesa ou bolo leva leite condensado e normalmente quando irlandês prova brigadeiro ou o nosso bolo eles acham muito doce.

– Churrascaria Rodízio não existe, também não existe rodízio de massas e muito menos pizza doce!

– Bolo tradicional de casamento é feito de frutas secas e pode ser preparado meses antes do evento.

– Apesar de no supermercado ter uma variedade infinita de temperos, irlandês que é bom, não gosta de usa-los. Frango assado tem gosto de frango assado. Sabe aquele lance de gostinho do franguinho da mamãe? Aqui não existe, o da mamãe é igual ao da vovó, da titia e da vizinha, ou seja, gosto nenhum, mas sem dúvida, mais saudável. Aliás, eles são contraditórios quando o assunto é alimentação, pois usam pouco sal, óleo, pouco tempero, mas comem bacon, sausage, ovos (de todos os tipos) no café da manhã e se entopem de café e doces junto com o cup of tea.

– Carne de carneiro (lamb), que no Brasil é bem cara, aqui tem o preço equiparado com as demais e faz parte do cardápio semanal das famílias.

– Chocolate, biscoito, nutella e refrigerantes são muito baratos, enquanto que frutas, legumes e verduras são caros e apesar de grande parte ser importada do Brasil, banana, por exemplo não tem o mesmo gosto.

– Quando se visita alguém, faz parte das regras de etiqueta levar flores, bolinho ou biscoitinho para a anfitriã e vinho  ou sobremesa no caso de jantar.

– Não ouse pedir “um cadinho de açúcar” para o vizinho.

– Festa de aniversário? Nada de fazer marmita para levar para a mãe.

– Picanha em churrasco? Sem querer desanimar, eles nem sabem o que é picanha, mas se você gosta de sausage e hamburguer, ficará satisfeito.

– Afim de um expresso depois da refeição? Cuidado! Aqui não existe cafezinhos pequenininhos como no Brasil, o café deles é vendido em baldes, 1 para dois é o suficiente (se você prefere a moda brasileira).

É claro que nesses detalhes estou usando de generalização e óbvio que existem irlandeses com hábitos diferentes dos que eu descrevi, mas no geral é isso mesmo, o resto, é batata história!

10 Comentários leave one →
  1. 04/02/2011 12:18

    Post de comida AND habitos culturais. Estou chocada com o lance do bolo feito meses antes ! Olha, na Holanda apesar de fazer frio ate que rola regularmente nas casas de quem ja fui comer uma salada verde com legumes crus. Bem digna. Nos “brown cafes” daqui tambem rola saladinha numa refeicao, mesmo que seja uma simploria “meal” de frango com batata frita.

  2. 04/02/2011 14:47

    Ótimo post! Gostei da maneira que expressou seu descontentamento com a comida local.

    Como disse no meu último post, uma das coisas que mais pega no estrangeiro é comida. Fato. Aqui no Japão até rola bastante salada e vegetais. Tudo tem alguma coisa refogada. Diria que é comum, MAS carne que é bom, fica só como enfeite no prato, de tão pouca.

    Mas churrascaria de salsicha não dá, né!

  3. 04/02/2011 17:03

    Então Anita e Shingue, salada até que tem, mas a salada deles é jogar folhas de alface inteiras, com tomates também inteiros na saladeira, nenhum capricho, sabe assim? falta tempero brasileiro e principalmente sinto falta da criatividade e do colorido que só nossos restaurantes tem….

  4. Livia permalink
    04/02/2011 17:40

    ADOREI Ka! Moro na Irlanda e devo concordar com tudo ai… a comida eh algo que o Brasileiro sente sempre a falta (para nao mencionar a carne e o churrasco!)! Como bem colocado, esta eh a regra, mas, claro, ha excecoes! Gostei da praticidade das comparacoes!

  5. Eliane A. Borgert-Sbrizza permalink
    13/02/2011 1:34

    Aqui nos EUA, o problema e o tamanho das porcoes (com cedilha, e nao “porco grande”). Qdo se vai numa festa de aniversario ou coisa parecida, traga um barril junto pra levar as sobras pra casa. Aqui tudo e exagerado. Tambem tem umas maluquices dessas de se comer batata com linguica no cafe da manha. E cachorro quente com feijao doce??? Alguem ja experimentou isso? E um horror!!! Tenho vontade de pedir o divorcio qdo meu marido aparece em casa com feijao doce.
    Um abraco pra todos e “Viva a comida brasileira!!!!!!”

    P.S. desculpa pela falta de cedilha.

  6. 29/09/2011 12:15

    Gostei e achei esse post bem engraçado haha.

    Isso é diferente mesmo.E como sou fa da reciprocidade, se nos,brasileiros, temos que nos adaptar nos paises estrangeiros com leis e os habitos como voce acima citou,nada mais justo que fazer o mesmo com os estrangeiros no Brasil,devem se adptar a cultura brasileira.

    Essa do bolo feito meses antes me supreendeu tambem.Quanto tempo antes em média?

    Nossa,tem paises que tem habitos que estimulam a obesidade demais.Como diz meu pai se gordura fosse boa, porco seria atleta.
    Mas habitos e cultura ,etc muitas vezes é dificl de mudar.

  7. Ricardo Lucio permalink
    04/03/2012 9:23

    Gostei do humor no seu post Karine. Mas bem que vc disse que nao estava generalizando. Faltou vc citar os pratos tradicionais daqui, por exemplo o Irish Stew, o Colcannon e o Dublin Coddle ou somente Coddle. Todos sao pratos irlandeses e que levam bastante tempero, claro que nao como o nosso. Os antigos da ilha tem o costume de usar mais temperos do que os jovens e nas regioes menos desenvolvidas ainda se encontra uma comida mais saborosa, quase igual aquela feita pelos nossos avos ai no brasil, no antigo feijao a lenha. Da mesma maneira que usamos o arroz em nossas refeicoes diarias eles utilizam a batata, que tambem pode ter inumeras variacoes na forma de fazer.

  8. 17/12/2012 1:08

    Realmente, um pouco generalizado, mas reflete bem o jeito irlandês de ser. Lembro que no meu primeiro dia em Limerick (e na Irlanda), esquecemos de comprar sal. Um amigo, que é irlandês e hoje é meu namorado, não hesitou em ir à casa da vizinha pedir um pouco de sal. Voltou com um pote cheinho, nunca usado. Eles realmente não têm o hábito que nós brasileiros temos de ficar pedindo favores e coisas do tipo, mas adoram ajudar. Meu landlord era um doce, me ajudava no que fosse (mesmo). Minha cadeira de rodas que é motorizada ficou ruim. Levei num lugar de conserto e eles não me cobraram absolutamente nada. Enfim, coisas do tipo. Sinto uma saudade imensa da Irlanda.

  9. Auto exilado permalink
    04/12/2014 18:55

    Morei quase três anos na Irlanda e realmente a gororoba lá é dura de engolir. Sem falar na pouca opção de produtos importados, mesmo da Europa. Falo isso comparando com a Inglaterra, onde vivo agora. (Graças à São Jorge!)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: