Skip to content

O descobrimento de Portugal

09/02/2011

Barbara Basso
Mundo

Pouco mais de 500 anos atrás, um português em uma caravela atravessou o oceano e “descobriu” o Brasil…

Em novembro do ano passado, foi a minha vez de “descobrir” Portugal…

…descobri uma rua em Lisboa que parece a Rua da Republica em Porto Alegre, minha cidade natal
…descobri que o Bairro Alto me faz sentir no Pelourinho, em Salvador
…descobri que a Rua Augusta pode ser a Rua da Praia de Porto Alegre, ou a Rua XV de Curitiba
…descobri que as casas construidas em Portugal na época que o Brasil era colônia também são decoradas com “azulejos portugueses”
…descobri que o sol pode se pôr no Atlântico e que nessa época do ano o mar é gelado, mas andar na areia de pés descalços faz eu me sentir tão bem e tão “em casa”

…descobri que Portugal tem coqueiros, mas também tem folhas de outono no chão
…descobri que Lisboa é uma cidade “branca”… que tem brancas as igrejas, monumentos e prédios importantes
…descobri que é tão bom poder não só ler o que está escrito, mas entender tudo
…descobri que mesmo os avisos na porta do McDonalds têm sotaque
…descobri que ônibus é autocarro, que tram (ou bonde) é elétrico e que trem é comboio
…descobri que algo bonito é giro e algo legal é fixe… que o meu “tri legal” seria “bue fixe” e que eu, com algum esforço, até poderia aprender a falar português
…descobri que quando eles chamam um homem de “puto”, tão chamando ele de “pirralho” (ou tambem pode ser uma forma carinhosa de chamar os amigos)… e que quando eles dizem “estou a gozar” não quer dizer que estejam tendo um orgasmo, mas que simplesmente estão fazendo piada…

…descobri que em Portugal, as piadas de português acontecem “ao vivo”. Não quero ofender os amigos portugueses… mas a forma de pensar é diferente lá em Portugal, o que resulta em situações cômicas aos olhos de um brasileiro… como a placa que encontrei no centro de Lisboa:

…descobri que em Portugal tudo é possivel, porque eles têm o “desenrasca”, que é a versão portuguesa do “jeitinho brasileiro”
…descobri que o povo português é super receptivo… que eles também abraçam, sao carinhosos, alegres… e fizeram eu me sentir muito em casa!
…e descobri que agora eu tenho vários amigos em Portugal… e descobri que eu tenho que voltar pra lá pra continuar descobrindo coisas!

16 Comentários leave one →
  1. 09/02/2011 13:54

    Oi Barbara.
    Tenho amigos aí, e sempre trocamos figurinhas em forma de poesias.
    Um abraço do tamanho do oceano como dizem os portugueses.

    Luzes da Alma

    Nas luzes dos corações benditos
    Das aspirações ansiadas ardentes
    Vêm mundos gloriosos e os ritos
    Vêm luzes lindas, frementes

    Vêm luzes que emanam da alma
    Vêm luzes de alma vibrante
    Virtude formosa que exalta
    Centelha formosa brilhante

    Da natureza divina celeste e amada
    Dos mundos etéreos de amores imensos
    Do ouro divino e de fonte sagrada
    Da mirra perfume, de sonhos incensos!

    É quando poemas, os hinos e tantos
    Na transcendência sagrada infinita
    Florescem em luzes e lindos encantos
    Na alma mais pura e bendita!

  2. 09/02/2011 14:59

    Oi Barbara, lindo esse seu post. Sobre a placa de “outras direcoes” ela e’ bem comum na Holanda ( “andere richtingen”) e muitos outros paises tambem. Ja vi na Franca, Alemanha, Belgica…

    • Barbara Basso permalink
      10/02/2011 21:29

      Obrigada Anita! 🙂

      Eu achei a placa de “outras direções” muito curiosa… porque ela aponta pra 3 coisas que ficam pra um mesmo lado… e aponta “outras direções” para 1 lugar só… como se só pra lá houvessem outros lugares onde eu poderia querer ir… e ainda tem muitas outras direções que não foram sinalizadas pela placa!

  3. 09/02/2011 22:36

    Oi Barbara.

    Muito legal seu texto.
    Sou neto de trasmontano (quem nasce na região de Trás-os-Montes, em Portugal) e me orgulho muito disso. Conheço Portugal de “cabo a rabo” e tem cada lugares belíssimos! Cada cantinho deslumbrante! De parar de fazer qualquer coisa que você esteja fazendo para ficar apreciando. O povo é muito hospitaleiro, alegre e está sempre disposto a ajudar.
    Se quiser dicas de lugares lá, estou às ordens.

    Guilherme

  4. Eulalia Moreno permalink
    09/02/2011 23:25

    Oi Barbara, esse seu texto foi reproduzido no Blogue da Embaixada de Portugal no Brasil. Gostei muito de ler suas impressôes ,apenas não entendi o que tem de comica a placa que aparece na foto já que indica tres direções bem definidas e outra que englobaria todas as outras alternativas. Volte breve a Portugal,certamente restaram ainda muitas outras coisas para voce descobrir. Abraço
    Eulalia

    • Barbara Basso permalink
      10/02/2011 21:25

      Oi Eulalia. Que legal ver meu texto reproduzido no blog da embaixada! Foi tu que colocou ele lá? 🙂

      A placa de “outras direções” me parece cômica por apontar só 1 direção dizendo “outras”… com certeza também tem “outras direções” para os lados onde a placa não está apontando também! 😉

      Com certeza ainda tem muita coisa pra eu descobrir em Portugal… e eu quero sim voltar lá! Tenho muitos amigos lá também!

      Um abraço!

  5. 10/02/2011 15:27

    Eu já fui duas vezes a Portugal e quero voltar outras tantas. Suas palavras soam como poesia pra mim, e tudo isso é exatamente o que eu sinto em relação a esse país maravilhosos, de gente doce e ingênua.Viva Portugal!

  6. Barbara Basso permalink
    10/02/2011 21:31

    Muito obrigada por todos os comentários! Fico feliz em saber que vocês gostaram e que vocês concordam comigo em alguns dos meus comentários sobre Portugal! 🙂

    abraços a todos!

  7. Felipe permalink
    12/02/2011 4:24

    Muito interessantd seu texto. Algum dia também farei uma viajem a esse país! Só acho chato o fato de muitos portugueses odiarem brasileiros. Ah, e a placa é mesmo estranha, no mínimo inútil. Talvez foi colocada para indicar que há mais opçoes, sei lá.

    • Barbara Basso permalink
      14/02/2011 15:55

      Obrigada Felipe!
      Na verdade, não acho que os portugueses odeiam os brasileiros… muito pelo contrário, fui super bem tratada lá!
      E com certeza Portugal é um país que vale a pena visitar!
      Abraço!

  8. 12/02/2011 14:46

    É muito chato o fato de muitos seres humanos odiarem outros seres humanos. Isso não é característica só de portugueses.
    Prefiro enaltecer as virtudes, como virtuoso é o post da Barbara.

    • Barbara Basso permalink
      14/02/2011 15:58

      Obrigada! Que bom que você gostou do meu post! 🙂
      E, como disse em resposta ao comentário do Felipe, eu não acho que os portugueses odeiam os brasileiros… e eu também acho muito chato quando existe ódio entre os povos, nacionalidades, etnias, etc… Também acho que há muito mais virtudes que ódio 😉

  9. 14/02/2011 14:27

    Adorei esse texto! Fui uma vez só para Portugal e acho que pelo todo mundo fala preciso voltar para ver o país com outros olhos!
    Bem legal!
    bjus

    • Barbara Basso permalink
      14/02/2011 15:59

      Obrigada, Guta!
      Volte a Portugal sim! E faça os teus descobrimentos lá também! 😉
      Um abraço!

  10. jacqueline permalink
    26/11/2014 17:32

    Que máximo!! tenho vontade de trabalhar e morar em Portugal e tudo isso que escrevestes mexeu muito comigo. felicidades!!

Trackbacks

  1. O descobrimento de Portugal « Brasil com Z | Info Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: