Skip to content

Dificuldades de arrumar emprego sendo estrangeiro/ expatriado

17/05/2011

Eve

Berlin, Alemanha

Muitas. Ou algumas. Ou nenhuma. Depende de cada um, do mercado, das expectativas e exigências, do currículo…

No meu caso, é a língua. Eu ainda não falo alemão suficiente para um emprego. Por isso, me foquei mais em vagas de estágio, aonde a exigência é mais baixa e, como estagiária, tenho a oportunidade de melhorar o alemão para conseguir emprego. Mas, se eu fosse fluente em inglês, poderia já ter arrumado um emprego.

Já fiz entrevista em empresas com ambiente internacional em que a língua oficial era o inglês, ao invés do alemão. Só que meu inglês é tão bom quanto o meu alemão (eu quis dizer que não é bom, tá?) e está travado. Ou eu falo alemão, ou eu falo alemão… rs

Minha área também é um problema, pois, como sou administradora, com pós em marketing e trabalhei com consultoria, comunicação é um fator chave. Eu não posso me comunicar errado, né?

A postura na entrevista também é importante. E definitiva. Mesmo que eu estivesse com minha auto-estima abalada, não podia demonstrar isso. Mesmo que a vaga de estágio não fosse a dos meus sonhos, não podia deixar o entrevistador perceber. Mesmo que o entrevistador fosse um mala, precisava que ele pensasse que estava adorando e assim vai…

Enviei 10 a 12 currículos e recebi 7 retornos para entrevistas. A primeira pergunta que faziam era porque um estágio. Aí eu explicava. Depois elogiavam o currículo. Por fim, escolhiam alguém que falasse alemão melhor que eu (ou inglês). Podia ser outro estrangeiro, podia ser um alemão. Até que as duas últimas deram certo…

Ainda tinha o fato de que, para um estágio, sou super-qualificada. Já tive cargo de gerência no Brasil. Contraditório, né? Não arrumo trabalho porque não tenho alemão suficiente. Não arrumava estágio porque tenho muita experiência.

Se existem vagas para onde encaminhava o meu currículo e fiz entrevistas, existe emprego. Aqui em Berlin, por exemplo, existem muitas vagas de estágio para marketing on line, webdesign e eventos. Faltam professores na cidade, são 1100 vagas abertas. O término da construção do aeroporto internacional Berlin-Brandenburgo está abrindo cerca de 40 mil vagas de emprego, serão os atendentes, os carregadores, os técnicos, o pessoal da limpeza… Eles têm um programa específico para jovens até 35 anos que vivem de ajuda social/ seguro desemprego. Emprego tem.

Contudo, no momento, nada se encaixa pra mim. O jeito é continuar tentando e esperar as cenas dos próximos capítulos nesse estágio ou depois dele.

12 Comentários leave one →
  1. 17/05/2011 20:05

    É, moça… o jeito é comer, beber e respirar alemão. Mais do que vc já tá!

    Falar português tá proibido, exceto se for falar com algum parente aqui no Brasil. Ou quando vai blogar pra gente rs

    Filme com legenda, nem pensar! Alemão puro, sem açúcar, sem nada rsrsrsrs

    Não vejo contradição em quem teve cargo de gerência e procurar estágio. É normal. Você está recomeçando tua vida. Você daria um cargo de responsabilidade e confiança para quem mal fala o português, por exemplo? Então…

    Tenha paciência, pra não criar bloqueios e atrapalhar tua ascensão profissional.

    Não sei se é assim que você está se sentindo, mas não se sinta por baixo. É só uma questão de tempo até você aprender o idioma suficientemente. Daqui a pouco, você terá um cargo relevante, compatível com a tua competência.

    Boa sorte e força na peruca!

    • eveberlin permalink
      19/05/2011 6:28

      Oi Kiara, obrigada!
      Não estou me sentindo pra baixo não. Foi só uma reflexão e uma forma de mostrar como desenvolvi “estratégias” para não ficar fora do mercado, mesmo sem falar alemão fluentemente. Estou me esforçando. rs
      Bjs!

  2. 19/05/2011 4:16

    Mas menina, tu tá pensando que aí é como no Brasil?
    Mas tu tá dando mole, hein?
    Caramba, foi pra Alemanha, mora aí, e não aprendeu ainda o inglês muito menos alemão?
    Tu tá muito sossegada, rsrs.
    Do jeito que tu descreveu a sitação, dá a impressão que estás numa barraca sob o sol de Ipanema, rsr…
    Se esforça moça! Acho que tua mentalidade de brasileiro é que tem que dar uma mudada, viu?
    No mais, te desejo muito sucesso, beijos em teu coração e um abraço com calor do Brasil!!!!

    • eveberlin permalink
      19/05/2011 6:27

      Obrigada pelos desejos de sucesso. Mas, não é assim como vc entendeu, não. Eu falo alemão. Fiz curso ano passado (fiz até a metade do C1) e agora estou fazendo um estágio. Estou na Alemanha há um ano e três meses. Meu alemão ainda não é fluente. E o inglês que eu sei, não consigo usar, por uma questão de aprendizagem de outra língua. Tem explicação científica pra isso, mas agora esqueci o nome.
      Eu não estou sob uma barraca, até pq nem gosto muito se sol. Se vc for lá no meu blog, vai ver que eu me esforço bastante e estou atingindo todos os meus objetivos.
      Não escrevi minha vida toda num texto só, né? 😉

      • 19/05/2011 8:10

        Isso também acontece comigo. Depois que aprendi o espanhol, trocar para o inglês ficou bastante complicado…eu leio e entendo, mas na hora de falar me travo toda. E eu acho que para uma pessoa ser FLUENTE em outra língua, só sendo nativo ou vivendo muitos e muitos anos… Conheço gente que se diz “fluente” em espanhol, inglês e depois de alguns minutinhos de conversa o sotaque é percebido facilmente, algumas trocas de palavras, principalmente no espanhol, que é tão parecido… Ser fluente em espanhol, para um brasileiro, eu considero praticamente impossível!

        Força Eve! Se eu tivesse que aprender alemão na marra já tinha me enforcado em pé de couve! Por que tu acha que eu vim para onde estou?

        Beijos!

      • 19/05/2011 13:51

        Eve, eu entendi agora.
        Achei teu jeito de narrar (engraçadinho) como se fosse uma menina perdida em meio aos melhores brinquedos.
        Sinceramente, desejo toda felicidade para ti e sucesso.
        E voce vai conseguir superar tudo isso.
        Um abraço, beijos.

  3. 19/05/2011 15:15

    Ser fluente é diferente de ter sotaque. Quem fala com fluência tem um vocabulário rico, responde com prontidão e entende muitas sutilezas da língua… mas pode ou não permancer com sotaque. A maioria absoluta dos holandeses fala inglês com enorme fluência mas não conseguem falar o “V” sem pronunciar como “f”‘ , por exemplo. Tambem o “au”do frances eles falam como “oh”. Eles tambem “agarram”a lingua no nosso “r” (rs, rs…). Eu falo tudo que quero em holandês e outras línguas, mas como nunca morei no exterior (a não ser na Holanda), tenho sotaque em cada língua que falo. Mas eu não escorrego no “th” inglês, nem falo “I sink…” ou “Dat is / Dis is …” hahaha !

    • 19/05/2011 16:55

      Tens razão Anita, mas no caso do espanhol, o grande problema é a troca das palavras. Ao serem idiomas parecidos, muitas vezes as pessoas acabam falando palavras em português misturadas ao espanhol, mas que não possuem nenhum significado em espanhol… E se dizem “fluentes”… para mim, só se for no “enrolol” ou no conhecidíssimo e bastante aplicado por aqui, portuñol. Em holandês ou inglês isso não acontece…

      • 19/05/2011 18:23

        Hahaha, enrolol ! Pois olha, há vários livros escritos por ingleses que moraram um tempo na Holanda e sacaneam os holandeses. Porque há muitos holandeses que traduzem o pensamento literalmente para o inglês, que fica às vezes bastante estranho. Exemplo: criar animais em holandês e’o verbo “fokken”. Acredita que uma vez uma dona de canil ao ser perguntada o que ela fazia como profissão, disse em inglês: “I fuck dogs !”

  4. 09/09/2011 4:00

    Eveberlin, quer dizer que existem vagas de webdesign na Alemanha ? Eu voltei pro Brasil depois de morar 4 anos fora com a minha esposa, mas agora ao chegarmos nao estamos nos adaptando muito bem.
    Tenho experiencia na area de informatica, trabalhei 4 anos aqui depois de formado, mas nos ultimos 4 anos nao tive nenhuma experiencia na area, em compensacao, ja posso me considerar fluente em ingles e mando um espanhol razoavel (Nao tive problemas nos 7 dias que passei na Espanha, em Julho agora).
    Voce acha possivel eu conseguir alguma coisa ai na Alemanha na area de informatica, mesmo estando aqui no Brasil ?
    Obrigado

    • 09/09/2011 8:29

      Olá Renner,

      trabalhar na Alemanha direto do Brasil, acho complicado. Se vc estivesse no país, arranhasse no alemão e fluente em inglês, talvez conseguisse algo. O que vc pode fazer é procurar empresas alemãs cediadas no Brasil. Seria uma chance.

      No texto, eu falei sobre vagas de estágio na área. Não são bem pagas e são só por três ou seis meses. Em alguns casos, serve para a empresa conhecer o funcionário e decidir ou não ficar com ele.

      Boa sorte por aí!

  5. edilene maria da silva permalink
    26/06/2012 19:50

    sou brasileira casada com um portugues,estou morando em Paris a 5 meses falo muito pouco o françes,como faço pra arrumar um emprego?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: