Skip to content

Como é ser casada com um alemão?

27/05/2011

Eve
Berlin, Alemanha

.

Eu sou casada com um a mais de sete anos. Pra mim, não foi difícil me habituar, pois marido já morava há nove anos no Brasil e ele já estava mais baiano que alemão. Mas, mesmo assim, vivi algumas coisas que não estava acostumada.

Por exemplo:

“Amor, vou ali no cinema com o pessoal, tá?”

“Tá.”

“Ué? Você não vai perguntar com quem eu vou?”

“Você não vai com seus amigos?”

“Sim. Mas… Mas, a maioria é homem.”

“E daí?”

“Você não vai reclamar ou sentir ciúmes porque vai um monte de homem e você não?”

“Não.”

“Certeza?”

“Absoluta.”

“Então, tá. Fui.”

Na Alemanha, tudo se “joga fora”. Porque tem lugar pra se depositar tudo, até a roupa que você não quer mais. No Brasil, ele queria jogar tudo fora. Tudo. Uma vez, separei uns pares de sandálias para levar a um sapateiro para trocar os saltos ou colar umas tiras. Eram quatro pares. Eu coloquei no fundo do carro e esqueci de tirar. Dias depois que eu procuro a sacola, cadê? Marido tinha JOGADO fora. Eu quase arranquei o pescoço dele. Ele disse que ficou muito tempo no fundo do carro e achou que fosse pra jogar fora. Muito tempo no fundo do carro, porque eu ainda não tinha achado um bom sapateiro, ora bolas! E era assim com tudo que ele achasse que não tinha serventia. Agora, eu que fosse mexer na papelada dele…

Culturalmente falando, algumas brasileiras podem estranhar muito o fato de alemão ser direto, falar o que pensa e você que digira aí o negócio. Ainda mais se perguntou. Então, se não quer ouvir que está gorda, não pergunte.

Alemão não sabe elogiar. Portanto, não estranhe se ele disser que você está linda com esse vestido azul, MAS, ficaria muito melhor com o estampado porque combina mais com o seu tom de pele. Sim, sempre terá um MAS depois de cada elogio alemão.

O segredo mesmo é o bom humor. A gente não tem tabus. Até porque, sabemos quais são nossos pontos fracos e rimos deles. Afinal, nossa história já começou na quebra desses tabus, né mesmo?

E quando existir alguma diferença, o melhor é conversar, expor a situação e chegar a um acordo. Porque existem diferenças dos dois lados, tenham certeza disso.

15 Comentários leave one →
  1. Raquel Nagy permalink
    28/05/2011 3:53

    Ué Eve…
    Tudo que você citou aí do seu marido, para mim não é novidade aqui no Brasil não…
    Outra coisa, quanto a você sair com homens e ele não sentir um pingo de ciúmes e ser bem liberal, é estranho, rsrs
    Conheço gente da Alemanha que é bem o oposto de teu marido, viu?!!
    Além do mais, aqui, entre eu e meu par, nada é com meios termos. E ele é cearense.
    Me elogia quando tem de elogiar e critica quando tem de criticar.
    Ele fala o que sente na “lata” e eu idém.
    Então, não acho que seu marido seja tãoooo diferente dos brazukas assim não…

    • eveberlin permalink
      28/05/2011 7:13

      Oi Raquel, o que seriam das regras sem as excessões, hein?
      Já me falaram que têm homens ciumentos na Alemanha, sim. Mas, acho que depende também da região, do histórico do relacionamento, etc. Assim, como tb já conheci brasileiros que não são ciumentos.
      🙂

  2. 28/05/2011 4:01

    Eita! Jura que eles são tão francos assim??? Vish, complicado às vezes, hein???? rsrsrsrs

    Mas com você na Alemanha, estão jogando menos coisa fora? 🙂 Tem coisas, que de tão velhas, não vale a pena. Mas nem tudo é perdido!

    • eveberlin permalink
      28/05/2011 7:14

      Jogando menos coisa fora? Aqui é a terra do desperdício. hahahha
      (Brincadeira, exagero meu)
      Bjs!

  3. 30/05/2011 18:29

    Eve
    Nos países mais desenvolvidos (culturalmente inclusive) os homens são diferentes do brasileiro típico. Por exemplo, as esposa sai com as amigas à noite ou no doming e mesmo chegando tarde do trabalho o homem vai cuidar das crianças, dar comida etc. No Brasil, com todo o maxismo que existe, o marido acharia isso inadmissível! Agora, não entendi porque você não convidou seu marido pra ir ao cinema com você e seus amigos… 😦
    Os homens americanos são ciumentos mas não se importam se a esposa/namorada for sair com “amigas”.
    abs!

  4. 30/05/2011 20:43

    Oi Renato, eu convidei sim. Ele que prefere não ir quando o filme não o agrada. Ele não gosta de ficção e eu gosto, por ex. No dia desse diálogo, lembro que estava indo assistir Transformers. Ele não iria de jeito nenhum. rsrs Como não há problema pra ele que eu vá sozinha ou acompanhada, o convite é uma coisa secundária qdo já sei que ele não gosta do tipo, né? É até um favor que eu faço pra ele não precisar me dizer não. 😉

  5. 07/06/2011 3:36

    Seu post explica muita coisa sobre mim…

    rsrs

    Bem legal!

  6. Samantha permalink
    24/06/2011 16:48

    Também sou casada com alemão e a convivência não tem sido fácil ultimamente. Ele mais sério não gosta de festas e nem de muita gente junta, e eu já mais sociável, adoro uma festa entre amigos, churrasco na família. Nem no Natal ele quis ir para ficar com minha família porque estava cansado, só apareceu no dia seguinte dia 25/12. Ele não gosta de ir ao cinema e eu adoro! Moramos em região de praia ele quando vai comigo fica rapidinho e depois volta correndo para casa. Ele detesta museus e eu amo museus(sou artista plástica). Em casa falamos inglês (mesmo morando no Brasil) porque meu alemão não é fluente apesar de entender muito quando conversam comigo mas falar que é o problema e em casa como acostumamos com o inglês fazemos uma mistureba de inglês, português e alemão, acabamos criando um dialeto próprio porque meu esposo também fala bastante português mas acabamos sempre no inglês quando ele não entende algo em português….rs…
    Dentro de todas estas diferenças é o nosso temperamento que bate de frente, porque eu também não fico atrás se tenho que falar as coisas também falo na cara, se não tiver gostando também falo e muitas vezes ele diz que nada me satisfaz mas penso que não devo fazer todas as vontades dele mesmo amando ele demais, estamos sim passando por uma crise que nem sei onde vai dar. Mas aprendi muita coisa com este homem muito diferente de mim! Acho que aprender a respeitar estas diferenças que é o essencial. Afinal ele sempre respeitou as minhas e eu querendo impor meus gostos a ele…isso é demais né!
    Se quiser casar com um estrangeiro é necessário ter muito jogo de cintura para entender as diferenças e saber se terá disposição suficiente para aceitar. No início a gente acha que tem mas durante a convivência vai descobrindo que não. Mas isso tudo é aprendizado acho só vivendo mesmo para amadurecer!

  7. Anita permalink
    05/05/2013 6:51

    Classificar todos alemães dessa forma não é considerável. Poderias falar da tua experiência com a população e amigos, não focar em teu marido, por mais que isso seja difícil. Meu pai é alemão e não se encaixa em nenhuma dessas características. Minha mãe também, nunca disse que ele já fora assim, mas que ele à elogia muito.

  8. 25/11/2013 14:05

    Ola Samanta .
    ameu nome é Monica.
    Nossa a sua históri éa minha.
    Eu tbm sou casada com Alemão eu não falo bém alemão meu marido fala pouquisimo Portugues realmente é dificil lidar com isso, até pq eu não falo ingles, ele fala Ingles, Russo, ea lingua dele alemão.
    Tenho alguns conflitos assim como o seu.

    Mas a minha maior raiva, é que meu marido, não gosta de sair de viajar, somente pra casa da mãe dele num outro estado daqui da Alemanh e isso me canç ou seja eu estou enjoando de ficar somenteem casa, saio sosinha com meu filho.Se eu pesso algo pra ele ele demora a aceitar e fazer é muito dificil isso sabe, ontem sugeri na ele que eu va passar as ferias em janeiro no Brasil ai ele ficou sem graça ja que ele não quer ir comigo, o natal aqui é chato de mais o reveion a gente ve de traz da janela dentro de casa é td muito chato estou candada de passar natal aqui é um tédio
    Natal aqui é a 6:00 da tarde 8:00 tds vão durmir em Sâo Paulo Brasil é fezta a noite toda estou aqui a 3 anos não me conformo e nem me acustumo com isso eu acho um tédio rsrsr.
    O que vc pode me aconselhar. Samanta.bjs.

  9. Débora Caroline permalink
    02/12/2013 17:22

    Eu estou namorando um alemão, achei muito legal o depoimento de todas, eu achava que ele não gostava muito de mim,pq ele sempre questiona o fato de eu não sair com minhas amigas. Pra mim isso é super estranho! Ultimamente estamos em uma crise por essas diferenças,eu sou super ciumenta,mas de forma alguma quero perde-lo.

  10. vivi permalink
    14/04/2014 16:31

    Acho q nao e bem assim, tudo depende da pessoa. Meu noivo e alemao e ele sempre me logia e diz q estou linda. Quando eu saio ele morre de ciumes, quer saber com quem fui, ondme estou, as vezes ate pede pra eu tirar foto pra provar. Entao, acho q depenmde muito, nem todos sao iguais!!

  11. regina permalink
    03/09/2014 16:17

    meu marido è alemao ele adora schurrasco adora praia adora tudo do brasil mas è muito ciumento nos moramos na italia e ele è professor de lingua alema e ingles e fala espanhol,frances mas ele adora o portugues

  12. 23/11/2015 11:37

    Que inveja viver uma situação sem ciúmes.
    Nesse ponto, creio que a forma objetiva e direta do povo alemão seja o que eu mais admiro. Queria que foss sempre assim comigo.

  13. Maria Conceição Braga permalink
    10/01/2017 0:03

    Muito legal. Combina comigo sou muito objetiva e não gosto de frescura.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: