Edu
A Coruña, Espanha
.

A região de La Rioja, situada ao norte da Espanha, conseguiu um feito digno de louvor: levar para todo o mundo seu nome em rótulos de vinho, que são amplamente consumidos nos 5 continentes do planeta.

No Brasil, quando se fala em vinho espanhol, a primeira coisa que vêm à cabeça é “La Rioja”.   Essa fama internacional não vem à toa. Os vinhos são realmente excepcionais e premiados.

Os vinhos que contém a denominação de origem controlada “Rioja” se estendem para fora das fronteiras de La Rioja e abrange as regiões de Castilla y León, Navarra e o País Basco.  Esta diversidade territorial e climática proporcionou 3 zonas de produção: Rioja Alta, Rioja Baixa e Rioja Alavesa. A região da Rioja é produz anualmente uma media de 250 milhões de litros (sendo 85% de vinho tinto e 15% vinho branco y rose).

A questão principal deste post é que não é só a Rioja que faz bons vinhos. Praticamente todas as regiões espanholas produzem vinhos, alguns de excelente qualidade que são exportados para muitos países. Vamos mencionar as principais:

Vinhos da região do Bierzo: A região do Bierzo se localiza na província de León, ao norte da Espanha. São vinhos que usam uvas muito conhecidas na França como Merlot e Cabernet Sauvignon, mas suas uvas “estrela” são as espanholissimas Mencia e Garnacha tinta

Vinhos Gallegos: Os vinhos da região da Galícia são muito populares na Austrália e Estados Unidos. Uma curiosidade: nas ultimas festas de entrega do Oscar em Los Angeles, foram servidos vinhos gallegos do tipo “Albariño” que é a uva “estrela” da Galícia. Outra uva muito popular na Galícia  é  a “godello”. Praticamente 100% dos vinhos gallegos são brancos.

Vinhos Catalanes: A região da Catalunha é internacionalmente conhecida por suas cavas (champanhes), porém também produz vinhos, muito encorpados.

O país conta com 1.2 milhões de vinhedos e é o país com a maior extensão cultivada no mundo (A Espanha é responsável por 15% dos vinhos produzidos no mundo, sendo a terceira maior produtora, só atrás da Itália e da França). Os espanhóis bebem uma média de 38 litros de vinho por ano, sendo o nono país consumidor do mundo.

E para finalizar, gostaria de dizer que a Espanha é um excelente país para beber vinho, por várias razoes. Conta com uma ampla diversidade de climas (frio, quente, temperado). Existem, portanto, vinhos incorporados para serem degustados no inverno, e excelentes vinhos leves para o verão. A variedade é infinita. Se você quiser provar todas as marcas produzidas, se prepare: são aproximadamente 20.000 marcas diferentes de vinhos espanhóis.

A Espanha também produz excelentes acompanhamentos: uma ampla gama de queijos e embutidos em geral, carnes, peixes, etc..

E por ultimo, porém não menos importante… O preço: Uma garrafa de um excelente vinho de La Rioja custa em média 7€. Por 15€ você tem acesso a vinhos excepcionais, e mesmo querendo gastar pouco, existem marcas muito boas por menos de 5€, o que torna a degustação de vinhos uma pratica econômica e prazerosa.

A mensagem final deste post é a seguinte: se puder degustar algum vinho que não seja da região de La Rioja, nao pense 2 vezes. Você vai se surpreender.