Edu
A Coruña, Espanha
.

Eu sempre gostei de vinhos, desde a época que eu morava no Brasil. Infelizmente consumia menos do que eu gostaria, basicamente por três motivos: pelo preço, pelas poucas opções, e pelo clima, que normalmente pedia uma loira e gelada cervejinha.

Quando comprava um vinho, tentava escolher um tipo mediano, ou seja, descartava os “Sangue de Boi” e similares do mercado, porque “aquilo” não deveria ser considerado vinho. Mas também fugia dos vinhos caros, por duas razoes: primeiro porque não sou rico e segundo porque NÃO FAZ SENTIDO!

Em algumas ocasiões, quando era convidado para ir a casa de alguém, às vezes me serviam vinho, coisa que eu sempre agradecia. Quando provava o primeiro gole, meu anfitrião, (como todo bom anfitrião) perguntava: “E aí gostou?”.  Eu dizia que sim, porque realmente estava bom mesmo, mas logo após a minha resposta, vinha o comentário: CUSTOU 200 REAIS!!! Eu juro que tentava, mas não dava para agir com naturalidade… Meus olhos arregalavam, eu engolia em seco, e fazia aquele sorriso falso do tipo (ah é? legal!). Porque para mim um comentário desse tipo é completamente desnecessário.

Lógico que um vinho que custa 200, 400 ou 1000 Reais só pode ser um excelente vinho. Se não fosse assim, deveríamos chamar a polícia e prender o fabricante. Mas, para gastar essa grana, ou você é rico ou tem que ter muita coragem pagar este absurdo. Basicamente porque existem centenas de excelentes opções de vinhos muito mais baratos. Porém, como vivemos em um mundo de aparências, o importante mesmo é gritar aos 4 ventos que pagamos 200 Reais em uma garrafa de vinho.

E o que isso tem a ver com morar no exterior?

Quem mora na Europa tem a disposição uma gama infinita de vinhos, principalmente espanhóis, italianos e franceses. Aqui também existem vinhos caros, que custam 500 Euros, ou até mais de 1000 Euros. Porém, posso garantir que 90% dos vinhos europeus custam menos de 20 euros. E por menos de 10 Euros você pode comprar inclusive vinhos premiados.

Vou dar um exemplo: Um dos maiores especialistas de vinhos no mundo se chama Robert Parker (procura no Google). Todos os anos, fabricantes de vinhos de todo o mundo esperam ansiosos por sua lista anual dos 100 melhores vinhos. Para este post não ficar gigante vou mostrar para vocês, a relação dos 6 melhores vinhos espanhóis segundo a lista Parker em 2009. Clique aqui.

Como você poderá comprovar, o vinho mais caro desta lista é o “SYCAR LES SORTS 2007” que custa 13,62 Euros e obteve 90 pontos na prestigiosa lista Parker. Então meu amigo, eu te pergunto: Por que você TEM que pagar caro, podendo pagar 13,62 em um vinho premiado?

Não me alongarei mais. Você que está lendo este post, sabe onde eu quero chegar. Infelizmente, parece que só podemos nos destacar dos outros, se pagamos caro por algo e espalhamos para todo mundo. Quanta gente no mundo inteiro poderia desfrutar de coisas boas pagando barato, e desta forma, fazer um pé de meia e dispor de boas economias no banco, mas prefere viver de aparências, gastando o que não tem, vivendo no cheque especial e pagando fortunas de juros. Por isso que muita gente tem um carrão na garagem, mas tem vergonha de mostrar sua casa. Isso é uma vaidade do ser humano, que não depende de nacionalidade. Aqui na Espanha também tem muita gente que vive de aparência.

Portanto, para quem mora no Brasil, as opções de vinhos são limitadas mesmo. Isso é fato, e eu reconheço. Infelizmente excelentes vinhos que aqui custam 10 ou 15 euros, chegam no Brasil com um preço extorsivo. Mas mesmo assim pesquise, porque apesar da oferta limitada, existem ótimas opções por bons preços. Não justifica pagar 200 Reais.

Sei que de vez em quando a gente quer se dar um presente. Temos direito de desfrutar das coisas boas da vida, e às vezes, fazer uma extravagância, nos faz sentir bem. Além disso, o dinheiro é seu, ninguém paga as suas contas e você faz como ele o que quiser. Mas se um dia você tiver coragem de pagar 200 euros em um vinho, compre para desfrutar com sua namorada/noiva/esposa. Pagar essa grana, só para ter o prazer de falar para os outros, eu acho lamentável.

E para finalizar, se você planeja vir a Europa, aí que não justifica mesmo pagar caro. Seja esperto, faça sua grana valer mais.