Skip to content

Vou sentir falta de arroz com feijão?

26/08/2011

Renato Silveiro Alves
Orlando, Flórida – EUA

.

A idéia que muitas pessoas têm é de que a dieta dos americanos é composta basicamente de hamburguers e comida enlatada. Muitas pessoas no meu blog me perguntam: “E aí? Comendo muita comida enlatada?” Essa pergunta me irrita porque mostra uma certa ignorância com respeito aos EUA. É verdade que o americano em geral gosta muito de hamburguers e as opções de enlatados aqui são as do Brasil multiplicadas por 100. E a mesma coisa pode se dizer sobre receitas e temperos. Quem pensa que os americanos comem mal, não sabe do que está falando. Muitos se alimentam só de produtos orgânicos e sabem cozinhar muito bem. É só assistir ao canal Food Network que a gente percebe que nem só de McDonald’s vivem os americanos. Pelo menos os inteligentes…

De fato, se você vier passar um tempo nos EUA não vai sentir quase nenhuma falta das comidas brasileiras. Se você souber cozinhar, dá para repetir todos os pratos que comemos no Brasil. Nos supermercados você encontra todos os produtos que vai precisar. Alguns tem nomes que não tem como adivinhar. Por exemplo, a nossa famosa Maizena você vai encontrar como Corn Starch. A salsinha que usamos como tempero você encontra facilmente na sessão das verduras e com o nome de Parseley. Na internet você encontra listas de tradução de temperos, verduras, etc. É só googolar e pronto. No supermercado, os produtos estão dispostos assim como no Brasil, as farinhas todas juntas, etc. Então é só procurar.

Mas, existe alguma coisa que não se encontra nos supermercados americanos? Sempre me perguntam. Algumas coisas são um pouco difíceis de encontrar e você vai precisar usar um pouco a imaginação. Eu não encontrei algumas farinhas, como por exemplo a farinha de rosca(que usamos para empanar). Aqui usa-se o bread crumbs mas é diferente da farinha de rosca. Farinha de milho e a farinha de mandioca torrada (a que usamos para fazer a farofa) também não se encontra. Mas todos estes você encontra no supermercado brasileiro que aliás é bem mais caro que os supermercados americanos.

O creme de leite no supermercado brasileiro custa 2,50

Algumas coisas que não existiam nos EUA como o nosso creme de leite(table cream) e leite condensado(sweet condensed milk), hoje você encontra em qualquer supermercado. Quase escondido porque tem bem poucas latas. O americano não conhece e não sabe para o que serve. Várias vezes eu comprei e o caixa ou outra pessoa ao meu lado perguntou pra que servia o creme de leite. Você encontra muitos desses produtos na seção de comidas étnicas. Outros, nós brasileiros é que não estamos acostumados ou mesmo desconhecemos como como Sour Cream, buttermilk, etc.

Requeijão e Nescau são outras coisas difíceis de encontrar. Só encontrei no supermercado brasileiro em Orlando. Mas devido à distância(15km) tenho experimentado produtos similares dos supermercados do bairro.

O feijão marrom que usamos no Brasil aqui chama-se Pinto Beans

O que mais eu escuto no meu blog é sobre o arroz com feijão, acredite. É a mesma coisa que no Brasil. Você acha facilmente uma presure cooker (panela de pressão) pra comprar e tem cada uma! No supermercado facilmente encontra-se arroz, feijão, lentilhas, grão de bico, etc. Você só vai passar mal se não souber conzinhar. Para estes, existe a opção do feijão em lata. Tem de todos os tipos, branco, preto, marrom (que se chama pinto rss), cozido e somente com água. Você esquenta e tempera como um feijão normal. Eu já fiz e ficou a mesma coisa. Mas não uso muito porque embora as latas digam não conter conservante e estabilizantes, eu não sei se eu acredito. É bom ter para aquele dia que você precisa fazer um jantar em 25 minutos.

 

Porém algo que eu gostaria de mencionar é que a comida dos americanos me impressionou. Quem pensa que a comida nos EUA é ruim é porque foi nos lugares errados. No meu blog tem uma lista de restaurantes que eu indico, com preço justo e que deixam muitos brasileiros boqueabertos com o capricho e sabor dos pratos. Muitos dos pratos eu nunca tinha ouvido falar e estou tentando repetir em casa essas receitas americanas. Em uma festa que eu fui em casa de americanos, não provei absolutamente nada que não estivesse delicioso. Tudo feito pelos convidados, no tipo de festa que cada um traz um prato.

Portanto, se você desejar viver nos EUA mas está com receio de sentir falta da maravilhosa comida brasileira, não se preocupe. É possível cozinhar da mesma maneira como no Brasil e gasta-se muito menos.

As deliciosas tortas caseiras típicas do restaurante Perkin's

No entanto, é preciso ter a mente aberta para provar novos sabores,
experimentar receitas típicas do lugar e aprender também da cultura do país em que se está vivendo. Infelizmente, alguns brasileiros que aqui vivem, trouxeram o Brasil na mala. Só conhecem brasileiros, só assistem TV do Brasil, só trabalham para outros brasileiros e nem mesmo falam inglês. Eu sinto pena porque estes não estão aproveitando esta grande oportunidade que é viver em outro país.

 
29 Comentários leave one →
  1. 26/08/2011 12:36

    Infelizmente, alguns brasileiros que aqui vivem, trouxeram o Brasil na mala. Só conhecem brasileiros, só assistem TV do Brasil, só trabalham para outros brasileiros e nem mesmo falam inglês.

    Nossa, eu conheço um monte de brasileiros assim aqui na Holanda. Eu por outro lado, fiquei 1 anos sem ir ao Brasil e acabo de voltar…tirei a barriga da miséria e confesso que se pudesse, trazia o Brasil na mala sim. Mas moro fora há 18 anos então a estória é bem diferente, né?

    • RenatoAlves permalink
      26/08/2011 13:16

      Beth
      Eu entendo você! O que eu acho ruim são alguns brasileiros que não fazem nada para se adaptar ou mesmo tem interesse de aprender a cultura do lugar. Veem atrás somente dos bens materiais e de coisas que, no Brasil, são difíceis de conseguir. Quando estou com saudades de algo que dá trabalho como pastel, coxinha e outros, dou uma passada na padaria brasileira. Se não tivesse essa opção, aprenderia a fazer em casa.
      Abs!

  2. 26/08/2011 13:23

    Pois é Renato, essa gente que sai do Brasil e fica falando mal da comida estrangeira não tá com nada. Mas quer saber, eu acho que isso acontece com qualquer pessoa de mente pequena, não importa a nacionalidade. Conheço espanhóis que viajam para a Inglaterra, por exemplo, por uma semana e já morreeeeeeeeeeem de saudades da tortilla e do jamón. É dureza…

    • RenatoAlves permalink
      26/08/2011 13:25

      Tem razão Glenda. Muitos nem inglês querem aprender. Vivem marginalizados e causando confusão. Assim como tem japoneses no Brasil vivendo há décadas que não falam português. What’s the point?

  3. 26/08/2011 14:38

    Acontece aqui comigo na Itália o mesmo! Acham que como macarrão todo dia e que se encontra só isso, massas, masssas e mais massas. E é obvio que não é assim. Claro que os italianos comem massa todos os dias, mas nao só isso! A alimentação é variada e o primeiro prato é sempre um carboidrato, muitas vezes o macarrão. A questão é sempre de costumes e cultura. Claro que se encontra de tudo aqui. Aqui em casa cozinho arroz e feijão, com carne, normal, como se estivesse no Brasil. Mas claro, as vezes fazemos o cardapio italiano, variamos, e por aí vai. O problema dos Estados Unidos não é só ter hamburger, é ter “costume” de comer fast foods… Também acho horrivel quem sai do país e fica só no “seu mundinho”. Mente aberta é a primeira coisa a se ter qdo se vai pra outro lugar. Conhecer outra cultura, costumes é ótimo e essencial. Aqui tambem tem muitas “colônias” brasileiras, que mal falam italiano, só vivem entre si e depois reclamam da vida…. só lamento! beijos

    • RenatoAlves permalink
      26/08/2011 14:43

      Nossa Carla, nem imaginava! Eu fiquei em casa de italianos por 23 dias e a comida era bem variada. E as massas eram ótimas, bem diferentes, cada dia um tipo e molho diferente. Fiquei também impressionado de como eles comiam bastante mas eram todos magros. Também não tinha nada de fritura. Sabe o que me irrita? Encontrar brasileiros que só falam mal daqui e bem do Brasil. E por que não voltam??
      Bjs!

      • 30/08/2011 15:05

        Caro Renato!
        A comida nutricionalmente é so carbohidrato.Tirando os molhos o que resta?Sim, o povo come muito,So falam de comida inclusive. Mas tem muita coisa frita com alguns pratos da Sicilia.Depende a regiao.Como falei antes,é cultura,Nao tem como voce querer vencer isso.Faz parte.

        Quanto a sua ultima frase acho que nao é falar bem do Brasil,é simplesmente dependendo o pais que vc mora(eu no caso,Italia)ser critico e nao negar o proprio povo e pais.Pra criticar tem ser com respeito e ser muito superior.O Brasil nao é exemplo em tudo, mas nao è o Iraque na Guerra Civil.Essa frase sua parece muito italiana:torna a casa tua rs.Sera que voce é tao bem aceito assm aonde voce vive(ser for na Italia,ok?)!Vc ja se tornou um deslumbrado que odeia brasileiros?Bom senso, meu caro!

        Druida.

      • RenatoAlves permalink
        30/08/2011 15:21

        Novamente…
        Druida eu não nego meu próprio povo, mas também não passo a mão na cabeça quando vejo algo errado. Não sou daqueles patriotas cegos que defendem o próprio país até a morte. Ando com a minha camiseta escrita Brasil no peito porque me orgulho de muitas coisas do meu país e sim sou muito bem aceito onde vivo, graças a Deus. E não tenho ódio de praticamente nada. O que me desagrada são pessoas de qualquer nacionalidade que não tenham educação, que incomodam os outros, que não respeitam as leis e o próximo e aqui, a maioria deles são hispânicos e infelizmente, para minha vergonha, brasileiros…

  4. Lorna permalink
    26/08/2011 14:56

    Você permite que eu faça só uma ressalvinha? permite né? Olha só, você mora numa “cidade grande”, então por essas bandas tem de tudo. Aqui, na “roça” americana, a coisa complica, viu. Primeiro que comida boa aqui é sinônimo de fritura. Juro! Tem restaurante que até frita sorvete e oreo! Mas em todo restaurante que já fui tem sempre a possibilidade de sopas e saladas. O tempero aqui é diferente, mas concordo com você que é bom (eu nunca fui num lugar para não gostar de nada). Restaurante natural/integral eu só conheço um na região. Vem tudo das fazendas próximas e a comida é perfeita, porém cara que é uma beleza.
    No caso daqui de Birmingham, os pratos fritos fazem parte da cultura e principalmente, o pessoal é bem pobrinho e fica complicado exigir que eles troquem o almoço de $1 (hamburguer do dollar menu + água) por algo mais saudável. Aqui não tem mercado brasileiro, mas encontramos muita coisa no walmart (leite moça, leite ninho, creme de leite) e no whole food. Porém a farinha de mandioca eu nunca vi, infelizmente.
    A minha comida não é exatamente igual a do Brasil e isso não é ruim, aqui eu aprendi a comer espinafre (acho o espinafre do Brasil horrível!), conheci mil tipos de tomates e outras coisas que nunca tinha visto nem pensado em combinar num mesmo prato. Volta e meia rola um arroz com feijão, mas ao invés de me fechar na cultura brasileira, adicionei o “tempero” americano, que se você procurar direito, vai encontrar o que gosta. Ah e se você quer emagrecer, não caia na besteira de provar as sobremesas, porque são diferentes e viciantes :).

    • RenatoAlves permalink
      26/08/2011 15:00

      Lorna
      Eu não vi fritura na Itália. Aqui É O QUE MAIS TEM!! Como americano gosta de coisa frita?! Aqui em casa eu faço o peito de frango com cebolas, tomates e um monte de temperos no forno e a dona da casa comenta: “É bom mas eu gosto frito e empanado” hehehe. Sim, os lanches fast food são baratíssimos e satisfazem os pobres e preguiçosos. Não é à toa que quase 1/3 da população americana está OBESA…
      Bjs amiga!

  5. 26/08/2011 20:14

    Só complementando a discussão, porque achei o post no meu blog sobre o assunto:

    …Aí tem aqueles que passam anos e anos e continuam tendo enormes dificuldades de se adaptar (não foi o meu caso). São aqueles típicos brasileiros que você encontrará em toda parte do mundo (e sim, brasileiro tem em toda parte, juro que vi). Aqueles que moram por exemplo aqui na Holanda e fazem questão de conviver só com brasileiros, falar só português com os filhos e comer só feijão com arroz e farofa (que eu adoro!!!). Quando observo essas pessoas, eu inevitavelmente me pergunto: qual a vantagem de cruzar um oceano se é pra viver do mesmo jeito que se vivia lá? Qual a vantagem de conhecer uma cultura nova quando tudo que se faz é comparar com a sua cultura e morrer de saudades do Brasil?

    Pra quem ficou interessado, o post original está aqui:
    http://bethblue.blogspot.com/2011/07/velha-mania-de-comparar.html

  6. 26/08/2011 20:16

    Errata: Eu por outro lado, fiquei 1 anos sem ir ao Brasil e acabo de voltar…
    No meu primeiro comentário, eu quis dizer 12 anos, desculpem aí…
    É isso que dá digitar rápido demais.

    No mais, já conhecia este site mas vou voltar mais vezes pra conversar com vocês!

  7. RenatoAlves permalink
    26/08/2011 21:24

    É Beth eu acho que essas pessoas mudaram-se para outros países somente pela qualidade de vida mas não quiseram abraçar a cultura ou chamar o novo país de lar. Fui no seu blog e li seu post. Show!
    Abração!

  8. Shadow Neo permalink
    27/08/2011 21:38

    Excelentes informações que você traz pra nós Renato.
    Já pensou em fazer um twitter? ^^

    Tenho muitas coisinhas pra perguntar. xD

    • RenatoAlves permalink
      28/08/2011 2:29

      Shadow obrigado
      Eu tenho twitter é Renato_S_Alves
      Abs!

  9. 28/08/2011 9:24

    Renato, realmente quando criança ouvia muito do tipo: os americanos só comem em pratos descartáveis, colheres de plástico, toalha de mesa descartável, e pasme, até vestuário de papel!
    Não sei o quanto disso retrata a realidade aí…
    Agora sua observação sobre de que “nem só de Mc Donalds vivem os americanos, pelo menos os inteligentes”, essa foi genial!
    Resta saber se a maioria é inteligente, rsrs
    Outro absurdo seria imaginar que uma nação tão diversificada etnicamente como são os EUA, tivessem em seu universo culinário, somente hambúrguer, e aqueles horrorosos, (esta é minha impressão), se é que podemos chamar de churrascos de salsichas e hambúrgueres!
    Outra coisa é o número de obesos…
    É ou não é o que eles comem? Mas dizer que os enlatados não têm conservantes químicos é no mínimo de se duvidar.
    Mas que bom que vocês estão derrubando o muro dos falsos conceitos e preconceitos, rsr
    Um abração.

    • RenatoAlves permalink
      28/08/2011 12:57

      Antônio
      Algumas coisas são interessantes. Por exemplo, aqui na casa só usamos pratos de papel quando comemos pizza(?). Com respeito ao fast food e junk food tem muita gente que come. Mas eu percebo que são os menos educados, mais pobres e também preguiçosos. Tem muita propaganda na TV contra esse tipo de comida e sobre obesidade. Observando aqui eu percebo que o americano come bem, a comida é saudável 80% das vezes. O problema é a quantidade. Eu nunca consigo comer um prato inteiro do restaurante porque eles são gigantes. Eles comem muito…
      Ah os hamburgueres. Esqueça o McDonalds, Burguer King e o hamburguer Sadia. Só aqui mesmo você vai provar um hamburguer americano e ver que o que se come no Brasil é lixo. O churrasco de hamburguer (não é só hambuerguer, tem carne também) é uma delícia e a salsicha daqui parece e tem gosto de linguiça.
      Abraço Antônio!

  10. 30/08/2011 14:55

    Como amante da culinaria acho que cada povo se alimenta,baseado no clima e nos produtos que esse oferece,além da cultura.Por isso esse papo de julgar a culinaria alheia (tipicamente italiano,terra de pratos a base de massas,todos iguais que mudam pouco) é idiota.Tem muita coisa boa nos EUA além do odiado fast food, assim como no Brasil, Inglaterra,Italia,etc.Nesses lugares vao existir muitos pratos terriveis tambem.Mas dependem muito mais de outros fatores que so gosto:Necessidade, clima, cultura,religiao,crenças.Nao somos os unicos no mundo!!

    Tive uma discussao com um italiano sobre culinaria e ele falou que no Brasil comemos mal,somos selvagens.Engraçado que pra um povo que passou tanta fome na vida,isso é audacia.Podem criticar todos, mas nao podem ser criticados tsc tsc tsc.Se ter pastel,açai, tapioca, churrasco, feijao tropeiro, pao de queijo,sorvete de papaya,arroz doce,mochecha de peixe, pirao, acarajé,inumeros tipos de fruta,feijoada,caldo de cana,quindim,inumeros sanduiches como mistos, baurus,inumeros tipos de peixe,etc.Isso é passar fome?Nao temos uma culinaria conhecida mundialmente e ao mesmo tempo somos deslumbrados com o exterior, so isso.Em culinaria nao existe melhor,nem pior, so o diferente pois é cultura!

    Eu penso que cada um tenha o direito de fazer o que quer e tudo tem uma consequencia.Se voce quer comer so pratos do seu pais, otimo.Vc nao tem a obrigaçao de ser o “hippie prova tudo-mente aberta”.Mas isso uma hora por praticidade vai ser necessario e voce nao vai poder fugir da realidade.Se voce acha legal virar clone de outra nacionalidade,otimo tambem.Mas depois nao reclame da falta de feijao e arroz e que esta com saudades do Brasil.

    Ja escrevi um post sobre isso no meu blog.Resido na Italia e mesmo cozinhando muito bem qualquer prato de quase qualquer lugar, ao convidar amigos italianos sempre escuto perolas como: esss prato é bom mas nao é pizza ou pasta como daqui,No Brasil voces comem com as maos ou usam talheres?,voces passam fome no Brasil?o que voces comem?carne de macaco e serpente?

    Pior é escutar brasileiro deslumbrado que nao paga 10 reais no Brasil por um sanduiche, mas pagar 7 euros por um pao com mortadela vagabundo na Italia ou Europa pra dizer que é italiano.Brasileiros, sempre menosprezando o proprio povo e terra.

    Dose,nao

  11. RenatoAlves permalink
    30/08/2011 15:13

    Druida
    Não sei se entendi seu comentário, mas em momento algum quis menosprezar o Brasil. Ao contrário, sempre que estrangeiros vieram de férias ao Brasil e ficaram em minha casa eles elogiaram muito a culinária brasileira que, a meu ver é muito rica. Quanto aos italianos, é uma questão de honra pra eles serem considerados os melhores cozinheiros do mundo não é? Foi o que senti quando estava aí. Achei também a comida muito cara nos restaurantes, talvez eu não fui nos lugares certos, sei lá. Bom meu objetivo com este post era só dismistificar essa coisa que muitas pessoas pensam que nos EUA só se come fast food e comida pronta.
    Abs!

  12. 30/08/2011 15:36

    Tranquilo, camarada!
    Morei nos EUA tambem e sei como é,além de ser bom na cozinha hehe.Tudo depende do onde voce mora tambem!Quanto aos italianos apareçao no meu blog pra sabe como é um pouco a realidade que a TV nao mostra!Digite no google verdadeiraitalia e veja o blog!

    Take care,buddy!

    • RenatoAlves permalink
      30/08/2011 15:47

      Druida
      Visitei e li um post achei excelente. Eu visitei a Itália umas três vezes e fiquei um mês em uma delas. Achei algumas coisas esquisitas mas não quis generalizar. Fiquei triste quando vi Piazza Navuona(assim que escreve?) totalmente lotada de camelôs e sujeira pelo chão. Nem dava pra ver os monumentos e as fontes. Fui mal tratado em alguns estabelecimentos e achei o povo meio rude. E olha que sou branco descendente de italianos! Mas adoro as paisagens da Itália, os monumentos e a culinária. Tenho vontade de voltar
      Abs e sucesso!

      • 31/08/2011 23:46

        Valeu pela dia do teclado,mas estando assim ganho mais tempo.Tenho que ajeitar o blog como outras coisas,mas mantenho contato!

        Camarada, a Italia tem muita coisa bacana assim como o Brasil, os EUA,Suécia(minha futura casa) e o mundo todo!

        O que enche o saco aqui na Italia é falarem mal nao so do Brasil, assim como dos EUA, da França, de todo o planeta sendo que é um pais em decadencia e com pouquissima coisa exemplar no quesito coletivo de uma sociedade,vivendo de um passado que nao existe mais hoje.O pior sao os brazucas(talvez nem se considerem) sem atitude,politicamente corretos e puxa sacos que sao taxados, humilhados e dizem isso ser “adaptaçao, cultural,bla bla bla”.Se ser taxado de favelado, vagabundo,bandido,mulher facil etc é elogio,nao quero ver o que é ofensa..(claro que existem mais é minoria)

        Po, o Brasil nao é exemplo em tudo mas atualmente a Italia tambem nao é.Nao deixe so a sua origem e historias de familia(coisa comum que estudo de brasileiros) mascararem a realidade.Eles nao consideram voce aqui descendente deles(poucos muito poucos talvez sim).A imagem romantica que passam pra voce é bem diferente da realidade.Veja no meu blog o post sobre a FEB e sobre o preconceito. Vc vai ter supresas!!

        Abraço

      • RenatoAlves permalink
        01/09/2011 1:31

        É, eu acho que a maioria dos países são bons mesmo para passeio. Acho que os países que são mais multiculturais como Canadá, EUA, Austrália são menos preconceituosos, mas França, Itália deve ser muito ruim, principalmente em lugares pequenos. Eu sei que em algumas áreas dos EUA deve ter bastante preconceito. Mas aqui na Flórida é difícil. Quase todos são de fora mesmo. Mas olha, preconceito tem em qualquer lugar, mesmo no Brasil. Me lembro da pequena população de uma cidade pequena que morei na infância boicotou a loja da minha mãe porque ela era “forasteira” (vinha de outra cidade) e por fim minha mae teve que fechar a loja. É coisa de ser humano pouco desenvolvido…
        Abs!

  13. 30/08/2011 15:47

    Renato, com certeza seu post é acertivo e como disse anteriormente, desmistifica certos conceitos para quem vive no Brasil.
    Druida, a arrogância impera em todos os rincões.
    Pasme você, mas no Ceará fui discriminado do mesmo jeito que o italiano ignorante discutiu com você a respeito da culinária nacional.
    Pelo simples fato de eu morar em Sampa, e lá na “terrinha” eles terem uma idéia errônea de que só comemos pão com mortandela, macarrão e pizza.
    Lembro que uma estadunidense esteve na casa de minha mãe aqui em SP, e levou para lá várias receitas de doces e salgados.
    Abçs.

  14. 01/09/2011 8:01

    O post valeu mesmo pelo último parágrafo. E olha que conversa boa rendeu nos comentários.
    Eu concordo com você sobre os brazucas que não se adaptam ou não entram de cabeça numa vida no exterior.
    Com relação aos ingredientes nos supermercados é duro mesmo achar tudo oque temos no Brasil. Fiquei surpreso que não tem leite condensado e creme de leite de montão…aqui na NZ sempre teve e galera sempre usou.

  15. 06/09/2012 11:36

    eu tambem morava na italia ja nao guentava mais comer tanto do macarrao que eu fiquei tao magra que eu tive que voltar pro brasil para ingordar

  16. Ronaldo permalink
    23/02/2013 21:19

    Eu queria viver como americano só isso.

  17. Caio permalink
    06/07/2014 13:36

    O americano não come só hambúrguer,eles tem uma comida muito diversificada e por cima vai falar de americano “so come hambúrguer” o brasileiro só come arroz e feijão constantemente

  18. Auto exilado permalink
    28/11/2014 17:29

    Por que será que brasileiro acha que creme de leite e leite condensado são invenções brasileiras?

    Aqui em Londres eles compram isso nas lojas de brasileiros pagando o dobro do preço ou mais do que em qualquer supermercado local! E muitos ficam surpresos em saber que há creme de leite e leite condensado Nestlé que não é do Brasil!!!

    Será que eles pensam que a Nestlé é brasileira?!?!? Que planeta que esse povo vive?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: