Skip to content

La grigliata italiana

16/09/2011

 
Carla  –  Milão, Itália.

Pra quem acha que italiano só come massas tá redondamente enganado! Italianos têm uma alimentação bem variada, comem massa todo dia sim, mas isso é só um dos pratos saboreados nas refeições. Tem de tudo um pouco, e inclusive, adoram um churrasco.

Aqui o churrasco é  grigliata ou barbecue/barbeque (BBQ). Tem de tudo, carnes, linguiças, salsicha e até verduras como abobrinha e berinjela. Mas o mais tradicional é a costeleta, que nada mais é que uma costelinha, pode ser de boi ou de cordeiro. Porém não tem arroz, vinagrete muito menos farofa. É carne e basta!

A diferença fundamental: a carne não é salgada antes de colocar na churrasqueira, dizem que seca a carne. Então eles salgam a carne no prato ou comem sem sal mesmo.

Outras diferenças: preferem alimentar o fogo com lenha do que com carvão; comem em etapas, então primeiro servem as costelinhas, depois as linguiças e depois os bifes por exemplo; falando em bifes: são sempre bifes finos, nada de colocar a peça e ficar o “dia inteiro” assando e fatiando aos poucos, como pelo menos lá na minha terra fazemos.

Carne por aqui é caro no geral, mas a picanha que por aqui tem o nome de codone não é muito apreciada, por isso barata no açougue. Cerca de 6,90 o quilo. Mais barata até que o Brasil. Mas não é igual a nossa picanha, tem menos gordura, e como os cortes do boi são totalmente diferentes por aqui, o codone pega a parte que seria a nossa picanha, mais um outro corte. Mas dá pra enganar.

Quando fizemos o nosso churrasco à brasileira para amigos italianos, eles curtiram as “novidades”, como colocar uma peça maior na churrasqueira, salgar a carne primeiro com sal grosso, colocar cebola pra assar, assar também provolone, pão de alho, comer arroz branco, vinagrete e farofa! E entre a gente não falam mais grigliata,  falam churrasco! Aí sim! Hahahaha!

Com a entrada da primavera e verão, os parques e beiras de lagos, campings nos fins de semana ficam cheios de gente fazendo churrasco. Existe um dia oficial do churrasco em família que é na Pasquetta ou o Lunedì dell’angelo (segunda-feira do anjo, depois da páscoa, que marca a data que um anjo encontrou com as mulheres Maria Madalena, Maria e Salomé na sepultura de Jesus). O que a data tem a ver com churrasco eu não sei, mas acho que tem a ver sim em estar em família e aproveitar o momento especial.

E eles levam tudo para o parque, mesas, churrasqueiras, cadeiras, ou então toalhas e cangas e aproveitam pra tomar sol. Tudo isso regado de carne e vinho, às vezes cerveja!

Achei que as diferenças não são tão gritantes e não nos deixa com tanta saudades do churrasco brasileiro. Uma coisa que acho bom é que churrasco não é sinônimo de “bebeção”, como estava acostumada lá no Brasil. A intenção é comer mesmo, e não ficar bebendo tanto até “chapar”, eles bebem pouco por aqui.  O legal é que dá pra adaptar facilmente o nosso ao deles e vice-versa, assim todo mundo fica contente!

Baci!

Carla Guanais é cientista, blogueira e mora na Itália desde 2010. Saiba mais sobre ela clicando aqui.

3 Comentários leave one →
  1. 26/09/2011 20:50

    Italiano nao come so massa assim como brasileiro nao come so churrasco,feijao e arroz ou passa fome rs.

    Porém que em geral a dieta italiana è a base de massas é inegavel. Muitas pesssoas que engordam aqui que o digam.Isso é logico.Outra coisa,voce deveria citar que italianos adoram falar mal da culinaria de qualquer lugar como se tivessem inventado a comida e os alimentos.Isso pra nao falar que eram um povo que passou muita fome na II Guerra,além de ter uma culinaria toda igual aonde muda a forma do carboidrato,molho ou tempero mas sendo essa a fonte principal da alimentaçao”saudavel” deles. Irei enviar pra voce mais tarde um estudo aonde nutricionistas compararam a dieta verdadeiramente brasileira(e nao a importada por vira-latas de paises mais “tops”) e a dieta italiana. Brasil venceu de uns 10 a 4. Que adianta o sabor ser bom se voce vai parar no cemitério mais cedo?Alias fast food é isso, leva voce pro cemitério fast demais.

  2. Alberto permalink
    17/11/2015 12:40

    Claro que os italianos não comem todos os dias massa ou pizza. Vc não vai ver super gordos como nos EUA. O “trash food” é cosia dos países anglo-saxões. Aqui tem uma incrivel atenção para a qualidade da comida. A Itália esta no “top 3” da maior expectativa de vida do MUNDO. Um dos motivos que contribuem para isso é a alimentação. Este é um fato objetivo, não uma opinião subjetiva de pessoas que, por partidarismo, desaprovam a Itália e o estilo de vida italiano.

Trackbacks

  1. 100 observações de uma brasileira na Itália | Brasil com Z

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: