Carla 
Milão, Itália
 
 .

Italianos adoram, A-MAM carros! Nunca vi igual!

Dizem mesmo que “La passione degli italiani sono le donne e motori” (a paixão dos italianos são mulheres e motores (carros!)). E é a Itália que tem o “record europeu” de densidade de automóveis. São 60 a cada 100 habitantes! Tanto né? Pois é!

Mas não é que são obcecados por carros novos, daqueles que trocam todo ano! Não! Tanto que nas ruas a maioria é carro já bem rodado, mas muito bem cuidado.  E cuidam como uma jóia, lavam, lavam, limpam, aspiram, faça chuva ou faça sol, ou até neve, lá estão eles nos lava-rápidos. Inacreditável! E não é mentira não! Eu que trabalhava numa estação de serviços vi bem como eram!

E pelas ruas daqui são inúmeras as marcas de carros. Aquelas jamais vistas no Brasil e outras globalizadas. Dentre todas, as italianas são:

– FIAT – Fabbrica Italiana Automobili Torino – A mais conhecida e popular, criada em 1899.
– Alfa Romeo – Anonima Lombarda Fabbrica Automobili, criada em 1910 em Milão, hoje pertence à FIAT.
– Lancia – Criada em 1906 em Torino, hoje em dia também faz parte do Gruppo FIAT.
– Ferrari – Famosíssima por fabricar carros de corrida, foi criada em Modena em 1929, mas desde 1975 também faz parte do Gruppo FIAT.
– Maserati – Criada em 1914 em Modena, também fabricava carros de corrida.
– Lamborghini – Criada em 1948, hoje pertence à Volkswagen.
 

O custo para manter um carro aqui é alto principalmente se for novo e de marca importada. O seguro obrigatório é um dos mais caros de toda Europa, por isso vale a pena manter bem cuidado o carro usado pra economizar nas taxas de asseguração.

Outra coisa é o tipo de combustível, lá no Sonhos na Itália falei dos tipos de combustíveis utilizados aqui. Os preços com a crise está cada vez mais às alturas, bem próximos a 2 euros o litro! Absurdo! Então o tipo de combustível está sendo bastante analisado na hora de comprar um carro. Carros híbridos e até elétricos (apesar de caríssimos) estão dando as caras cada vez mais por aqui!

Brasileiro com CNH brasileira dirigindo na Itália? Bem, só até um ano após a residência em território italiano, de preferência com a carteira internacional, depois tem que estudar muito pra passar nos “Esame Teorico e Esame di Guida”, e pegar a “Patente di guida italiana“. Para saber mais, visite o Sonhos na Itália, pela tag Carros/dirigir.

É isso aí!

Baci a tutti!

Carla Guanais é cientista, blogueira e mora na Itália desde 2010. Saiba mais sobre ela clicando aqui.