Skip to content

Acelerado ou devagar, qual é o ritmo da Provença?

02/04/2012

Anaté Merger
Provence, França
 .

Para responder à questão do meu amigo Sérgio Moriconi, cineasta responsável pelo Festival Slow Filme – Festival Internacional de Cinema e Alimentação em Pirinópolis, fiz um texto com algumas observações às quais você deve prestar atenção quando estiver visitando a Provence para poder aproveitar cada momento como se deve. Leia com atenção e você mesmo vai tirar as suas conclusões sobre o ritmo da região, um passo importante antes de preparar a mala.

Para começar, nunca chegue antes das 10h da manhã no centro de Aix-en-Provence, tudo vai estar fechado com exceção dos cafés e bares que servem o petit-déjeneur. Se marcar um encontro com alguém, não estranhe o provável atraso. Chegar – pelo menos cinco minutos depois do horário combinado – é quase de praxe, o que irrita profundamente o meu sogro, que é do norte da França, tido como muito mais pontual.

Atraso que não deve ser levando em conta na hora de pegar um ônibus, trens e aviões, normalmente eles são sempre pontualíssimos, isso se não houver nenhuma greve ou problema ligado à meteorologia (lembra do vulcão da Islândia?). Também não tenha pressa para sair da mesa quando for convidado para almoçar na casa de alguém. Almoços no domingo ou em dias de festa podem durar a tarde toda chegando sem cerimônia à hora do jantar. Já o intervalo para o almoço durante os dias da semana é curto, mas é sagrado: francês senta e come com calma e quase sempre com uma taça de vinho, principalmente os mais velhos.

Se depois do almoço decidiu ver um filme, nada de correria, você vai ter tempo para comprar a pipoca e muito mais. Antes do filme começar, uma cortina com diversos espaços publicitários passa um bom momento em frente à tela, ela sai, começam os traillers e ….a cortina volta para mais uma pausa. Cool faça sol ou chuva!

Por falar nelas: as estações são muito bem definidas, o ritmo de cada uma delas é mais ainda e eles são respeitados. Não tente cuidar do jardim no inverno quando as plantas estão hibernando, não insista em convidar os amigos para fazer um churrasco em pleno outono, arrumar a garagem se faz durante a primavera e no verão pensamos na praia. E se nada disso for possível neste ano, quem sabe no próximo?

Tomar um café em um restaurante do Cours Mirabeau para fazer uma pausa, ler o jornal do dia, um romance ou simplesmente ver a vida passar é um dos hábitos mais corriqueiros e, aqui entre nós, mais gostosos seja no verão ou no inverno e em seis anos vivendo por aqui nunca ouvi a frase “estou com pressa” no trabalho ou fora dele.

Para mim, a Provence é slow, devagar. Lugar onde temos tempo para aproveitar o tempo e tudo o que ele pode nos proporcionar, doucement. A Provence não tem pressa, mas nem por isso é atrasada ou desinformada. Econômicamente, a região – formada pela Provence, Alpes Côte d’Azur (PACA) – é a terceira mais rica e populosa da França (elas são 22). Ou seja, os negócios acontecem e  o dinheiro circula. Mas tenho a impressão que o tudo é feito a seu tempo, sem forçar a barra, com o mínimo de estresse possível, enquanto aproveitamos mais um dia de sol.

Mais detalhes sobre como fazer uma bela viagem pelo sul da França: NaProvence.com

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: