Skip to content

Itália e a crise. É o momento de vir, de ficar ou voltar pra “casa”?

24/03/2014

  Carla  –  Roma, Itália

A crise! A maledetta crise!

Pois é, ela existe, e ainda é forte.

Essa é uma das minhas respostas às dezenas de emails que recebo semanalmente. Emails de brasileiros que têm uma ligação com a Itália ou apenas a vontade e curiosidade de morar neste lindo país.

A crise é evidente e os reflexos são aqueles: alta taxa de desemprego (12,9%), aumento do índice de suicídios (sim, infelizmente é o que se vê nos jornais, famílias destruídas pelo desespero, dívidas, falta de esperança num futuro…).

Ah! A partir de amanhã se volta a sonhar.  A partir de hoje estou de novo desempregado.

“Ah! A partir de amanhã se volta a sonhar. A partir de hoje estou de novo desempregado.”

Emprego escasso e mal pago. Sim, porque na realidade emprego tem mas, ou são os que exigem alta qualificação e experiência ou são aqueles que pagam pouquíssimo, digno de piada (alguns não chegam a 3,50 euros a hora, absurdo)!

Fora que está tudo cada vez mais caro. Alimentação, moradia, gasolina, etc.

Aí é que tá! É o momento de vir para a Itália? Para quem já tá aqui, ficar ou voltar pro Brasil?

Mamma mia! É um dilema.

italia

Para os que querem vir eu pergunto primeiramente: tem cidadania italiana?

E por que faço essa pergunta? Porque sem um documento deste tipo (que permite a residência e permanência legal na Itália), as opções ficam restritas.
Pra quem não tem cidadania italiana ou de outro país europeu, residir na Itália legalmente dependerá de um Permesso di Soggiorno, possível de se obter só por motivos de Família, Trabalho ou Estudos.
Aqui também são outros 500! Esses documentos só são emitidos quando se parte do Brasil já com um visto.
– estudos: quando se tem o aceite de uma universidade, ou escola, e documentos desta para obtenção do visto no consulado italiano. O detalhe importante é que raramente um curso de italiano dá direito ao visto de estudos, então pensar em vir estudar italiano não é a opção ideal.
– trabalho – quando já se sai empregado do Brasil, com o visto emitido pelo consulado através da documentação fornecida pelo empregador.
– Família – quando se tem um familiar próximo, o qual possa dar direito ao compartilhamento do documento de permanência.

Fora isso, brasileiro só pode ficar 3 meses como turista.

E ponto.

Jamais pensar em vir e ficar ilegalmente. Não é indicado para ninguém uma vida dessas!

Agora, se tem cidadania ou tem a possibilidade de vir já com um visto,  é essencial falar o mínimo de italiano, chegar e procurar um curso, fazer contatos, porque senão fica muito difícil mesmo. Falar italiano é essencial para se arrumar qualquer tipo de emprego.
E outra coisa que ajuda: saber fazer alguma coisa, não digo nem que precise ter profissão, mas no começo ajuda se sabe fazer as unhas, sabe fazer trabalho de eletricista, de hidráulico, pintor, construção, se sabe fazer limpeza, costurar, seja o que for, já aumenta o leque de opções na hora de arrumar emprego.

Quando eu vim já se falava em crise. Mas com certeza não era como agora.

Nós arriscamos, viemos e graças à Deus deu tudo certo. Mas sinceramente, se eu não estivesse estudando, já teria voltado ou ido para outro país.

 Sou sempre a que apoia os sonhos dos outros. Por isso, se quer, se é seu sonho e tem condições de realizá-lo, batalhe para realizá-lo, mas fique ciente da situação e dos riscos.

Bem, é isso.

In bocca al lupo e baci a tutti!

Carla Guanais é cientista, blogueira e mora na Itália desde 2010, onde está cursando um doutorado. Saiba mais sobre ela clicando aqui.

45 Comentários leave one →
  1. Marina permalink
    24/03/2014 16:50

    Concordo com você,Carla.É importante se preparar e avaliar muito bem as condições.Muita gente pensa que é fácil,que basta “adorar” a Itália e pronto,é só fazer as malas!O que me preocupa também são os brasileiros que vem pra cá pensando que com o “jeitinho brasileiro” tudo se resolve e então acabam por deixar um péssima imagem do Brasil.Espero que muitas pessoas leiam (e realmente entendam!) esse seu post.Baci

    • sonhosnaitalia permalink
      24/03/2014 17:18

      É verdade Marina, essa é uma das coisas que me preocupa e chateia tbm, e isso tem aos montes, infelizmente. Obrigada pelo comentario. baci

  2. 24/03/2014 18:35

    Carla, no meu último trabalho as condições eram muito ruins. Chefes muito despreparados e mal-educados, pagamento de salário com erros sucessivos, direção confusa, proibição de usar microondas (que foi até retirado) comer qualquer coisa na mesa de trabalho, tudo, tudo tudo de ruim. Em dois anos cada colega meu super estressado foi saindo um por um, arrumando coisa melhor. Eu também saí, fiz acordo quando aconteceu uma reorganização na empresa. Fiquei muito impressionada como os italianaos engoliam tudo sem dar um pio. Eram um grupo que destoava do restante da empresa (não tínhamos colegas espanhóis que também passam por uma crise igual ou pior). Não faziam um comentário, não discordavam de nada.. Claro, recém chegados à Holanda sabem que a situação não é nada melhor na Itália. Muito diferente do comportamento dos italianos de 15 anos atrás quando cheguei aqui.
    Acho que como colunistas devemos deixar bem claro que a crise existe na Europa, em alguns países está tudo muito difícil ! Os brasileiros não devem achar que vão conseguir abir portas com sorrisos, com jeito amigável e caloroso. A situação está mais para combinar preparo com seriedade, flexibilidade e instropecção.

    • sonhosnaitalia permalink
      24/03/2014 19:04

      Pois é Anita, só quem tá vivenciando é que consegue realmente ter a noção do que é. E pros italianos (a geração mais nova, pois os idosos já passaram coisa pior e por isso estão sempre sorrindo) é ainda mais difícil vivenciar a crise, abaixar a cabeça, aceitar salários baixos, coisas que os estrangeiros acabam aceitando sem pensar, pois vieram de uma situação pior.. O mesmo acontece com os italianos que estão fora (e são tantos!), sabem que se tiverem que voltar será pior ainda.. pois infelizmente a coisa está deste jeito.

  3. 24/03/2014 19:53

    Olá!

    Comecei lendo o post no blog da Carla e continuei aqui. Achei ótimo o modo como ela expôs a situação, falando diretamente como as possibilidades funcionam. Estive viajando por 5 países europeus com a minha mãe, cheguei há 4 dias. Não foi muito tempo de viagem; apenas 30 dias. Mas já deu pra sentir o clima de dificuldade econômica, através de pessoas que conhecíamos pelo caminho e que nos contavam rapidamente suas histórias: um brasileiro, naturalizado italiano que foi tentar a vida como garçon em Lisboa; uma portuguesa em Londres, como camareira pra sustentar seu filho; uma espanhola em Amsterdam fazendo limpeza no aeroporto… Deu aquela sensação de que todos estão correndo para algum lado para tentar sobreviver da melhor maneira. A vida não parece nada fácil e o pessoal tá ralando muito… Vimos disputas de artistas de rua para conseguir a atenção (e as moedas) dos turistas sentados nas praças e bares… A legião de pedintes é incessante (mais em alguns lugares do que noutros). Eu tenho esse antigo sonho de estudar e morar na Europa, mas minha visita última me alertou que, para sobreviver lá, apenas estudar não é uma opção, vou ter que conseguir um emprego por mais simples que seja fora da minha área de atuação, pois não há real que me sustente diante desse euro caríssimo! A crise é visível nos rostos tristes, exaustos e mal humorados dos que estão se matando pra se manter. Pensando que com a minha cidadania já será uma puxada forte, não gosto nem de imaginar como fica quem não tem uma situação regular. Vou me organizar e economizar para transformar meus planos em realidade, mas já com alguma consciência do que me aguarda.

    Beijos!

    • sonhosnaitalia permalink
      24/03/2014 20:07

      Exatamente M! Mas não desista dos seus sonhos. Obrigada por acompanhar e comentar. tudo de bom pra vc. bju

  4. 25/03/2014 10:22

    Em Portugal a situação é a mesma ou pior na questão do desemprego. Não aconselho a ninguém vir nesse momento, a não ser que já tenha proposta de trabalho. Os jovens estão saindo do país, pais de família estão se sujeitando a qualquer tipo de trabalho e remuneração, as empresas aproveitam-se da crise para explorar seus empregados, enfim, no geral as pessoas estão desanimadas e frustradas. A achamos que ainda não é o fundo do poço.

    • sonhosnaitalia permalink
      25/03/2014 12:27

      Verdade Renata, Portugal junto com Itália e Espanha são os que estão sentindo mais o efeito da crise. Eu não gostaria de ver o fundo do poço. bju

  5. Henrique permalink
    28/03/2014 0:54

    Tenho uma tia que mora na Sicília há 12 anos. Ela é casada com um italiano e já possui a cidadania italiana. Pois bem, eu estudo Odontologia aqui no Brasil, e ao terminar meus estudos gostaria de fazer minha especialização, pós,etc,no exterior. Como eu tenho essa tia próxima que mora lá,gostaria de saber se é possível eu conseguir a cidadania? E se eu estudar em qualquer outro país da UE e depois dos estudos me mudar à Itália para trabalhar,etc?

    • sonhosnaitalia permalink
      28/03/2014 8:49

      Olá Henrique, vc poderá ir como estudante. A cidadania através dela vc não consegue.

      • Didi permalink
        31/03/2014 15:40

        Henrique, se ela entrar com pedido de adoção e vc passar a ser filho dela, aí consegue.

      • sonhosnaitalia permalink
        31/03/2014 17:56

        cidadania através de adoção de maior de idade só após 5 anos de residência na Itália. Antes disso, o permesso di soggiorno. Mas ledo engano quem pensa que seja uma coisa simples…

  6. Rodrigo permalink
    30/03/2014 14:50

    Ciao Carla
    Teu blog tem sido o farol pra muitas pessoas perdidas nesse mar de burocracia que é pra regularizar cidadanias, profissões, estudos, etc.
    Passei por uma regularização de cidadania que demorou 10 anos, entre esperar na fila do consulado e ter reconhecida a cidadania. Chegou um momento que se tornou ponto de honra e só por isso não desisti. Tive até que pegar um avião e ir de São Paulo a Brasília para regularizar certidões, pois não daria tempo esperar o eresp devido a demora do cartório de minha cidade. Mas isso é passado. Agora vou tentar regularizar minha profissão. Você sabe se para engenheiro civil tem que fazer prova escrita e oral? Por hora não pretendo ir pra Itália trabalhar, quase fui em 2006, depois veio a crise e ficou mais distante ainda, porém quero deixar tudo certo fazendo sem correria.
    Grazie mille!!!

    • sonhosnaitalia permalink
      30/03/2014 19:51

      Ola! obrigada, primeiramente! Então, não sei específico para engenharia. Em muitas profissões só se fica sabendo se vai ter prova após a avaliação dos documentos. Consulta o órgao responsável por isso. Boa sorte.

  7. edna permalink
    07/05/2014 22:38

    Ola, Carla..primeiramente parabens pelo blog, gostaria de saber se pode me ajudar .. Minha irma possui cidadania italiana, minha sobrinha nasceu la, é registrada como italiana, ela queria que eu fosse pra italia , com meu esposo e meus filhos que sao de menor, ela disse que iria solicitar Permesso di soggiorno per Famiglia para mim. A duvida é: ela vai poder solicitar esse permesso para meu esposo e meus filhos tambem ? Se não, o que eu poderia fazer pra residir com minha familia legalizado? obrigada desde já.

    • sonhosnaitalia permalink
      08/05/2014 8:56

      Obrigada. Então, legalmente vcs não tem direito ao permesso di soggiorno através da sua irmã sendo e casada e com filhos. Somente se vc fosse dependente dela ou menor de idade. Em todo o caso fale para ela se informar na questura, ou vc se informa no consulado italiano, o que pode ser feito. Não há outro meio de vcs entrarem legalmente. boa sorte

  8. Marcos permalink
    05/06/2014 15:25

    Muito legal o Post Carla, tenho dupla cidadania junto com minha esposa e duas filhas, morei um ano em Treviso e 3 anos em Londres, sei da situação ai e por isso meu único medo é a questão do trabalho, penso em ir embora do Brasil ano que vem pois estou me formando final do ano, penso em sair mais pela violência, quando se tem filhos a gente acaba não pensando mais na gente e sim neles.
    Não tenho a mínima intenção de ficar rico na Europa pois a ideia não é esta, e sim proporcionar a experiência que eu tive morando ai com minhas filhas.
    Ainda não estou bem decidido pra onde ir, Londres ou Itália, sei lá, mas Brasil já deu o que tinha que dar, viver sempre se cuidando pra não levar um tiro e ser assaltado, sem contar, agua, luz, escola, impostos, segurança, saúde tudo caro. Penso as vezes que é melhor viver com pouco mas VIVER.
    Grande abraço.

    • sonhosnaitalia permalink
      09/06/2014 8:52

      Verdade Marcos, eu também penso assim, segurança e mais qualidade de vida são as prioridades. Boa sorte pra vcs.

  9. Hirismar gomes permalink
    11/08/2014 1:54

    Sou fã da Itália, tenho um grande sonho de conhecer esta cidade belíssima, curto as cidades, monumento, as músicas e filmes… Em fim tudo q esta relacionado a este belo país, faço planos futuros de uma viagem que será sem dúvida a maior e melhor de toda minha vida. Acesso sempre este sity pra obter mais informações sobre a Itália e obter melhor conhecimento ♥♥♥. Cordiali saluti

  10. 28/08/2014 18:33

    pois é….iniciamos as conversas em casa sobre a italia. meu filho esta na epoca de vestibular, e apareceu a ideia de fazer a faculdade na italia. temos cidadania, e isso pode facilitar as coisas. ainda nao sabemos como é o ingresso nas faculdades, se é por vestibular ou por historico escolar. se souber alguma coisa disso, por favor, poste aqui. e eu tenho um desejo de revalidar meu diploma na italia e irmos todos prai. coisas pra daqui alguns anos. minha duvida é sobre a faculdade dos filhos. vc acha que é dificil entrar? ele quer medicina – pouca coisa, neh? obrigado

    • sonhosnaitalia permalink
      31/08/2014 8:15

      Não é difícil entrar. É preciso ter todos os títulos de estudos brasileiros legalizados pelo consulado italiano e o importante é que dê pelo menos 12 anos, para isso validar a pré-escola ou 1 ano de universidade também. Cada curso e universidade funciona de uma forma, quanto à seleção e vestibular. Podem começar olhando os sites das universidades para saber como funciona. boa sorte

  11. Nicodemos S Andrade permalink
    01/09/2014 1:22

    Olá!
    ví sua exposição e achei bastante esclarecedor, Tenho interesse em residir na Italia, não busco emprego, estou requerendo aposentadoria para dentro de um ou dois anos no máximo, juntamente com minha esposa e mais dois casais amigos com as mesmas pretensões, Lí hoje que uma pequena Cidade da sicília estimula a vinda de pessoas que queiram morar lá, pois se trata de um lugar pacato e tranquilo, exatamente o que penso ser o ideal.
    Minha pergunta é a seguinte, qual o valor mínimo em euros que devemos ter para viver em um lugar como esse ? nossa renda girará em torno de 10 a 12 mil reais, claro que isto em euros não significa muito, mas é possivel levar um padrão de vida semelhante ao que temos aqui ??

    att.

    Nicodemos.

    • sonhosnaitalia permalink
      01/09/2014 8:18

      Ola! Pra um casal, no mínimo 2000 euros. Morando num apartamento pequeno, com poucos gastos. Vcs com 12 mil reais vão ter mais de 3 mil euros disponíveis, é mais do que suficiente, ainda mais se morarem em cidade pequena, nas quais os gastos são bem reduzidos, tudo custa menos. Te desejo boa sorte.

  12. Denis Romlo permalink
    02/10/2014 20:09

    Ola, estou levantando a documentação para tirar a cidadania italiana.
    Até ai sei que pode demorar muito ainda.
    Sou casado, tenho 2 filhos e menor idade e minha pergunta é: ‘Caso eu queira morar na italia em 2015 e ainda nao tenha conseguido minha cidadania, quais os passos que devo tomar para ficar legalmente no pais ate sair minha cidadania e com autorização para procurar emprego?
    Qual o gasto médio para uma familia, ou se for o caso irei primeiro e depois venho busca-los.
    Qual a media de salário na italia?
    E um bom momento para se fazer isso, ou devo esperar mais um pouco?

    • sonhosnaitalia permalink
      03/10/2014 10:37

      Não tem como sem um visto de trabalho ou estudo. Vc só pegaria o permissão de permanência no país por cidadania se já tivesse toda a documentação e tivesse fazendo o reconhecimento dela na Itália mesmo. O gasto médio de uma família vai depender muito de onde forem morar e os hábitos. O calculo médio seria mais ou menos 1000 euros por pessoa adulta. Não existe um salário mínimo na Itália, o salário médio seria mais ou menos 1200 euros, mas isso também depende de onde se mora e trabalha, os salários variam de região pra região… É um momento difícil para o país, poucas oportunidades, sobretudo para os estrangeiros (mesmo aqueles com dupla cidadania). Aconselho a aguardar um pouco, ou então se vier, vir fazer sua cidadania aqui primeiro, sem a família, arrumar um emprego e depois trazê-los. Se precisar de assessoria para a cidadania italiana, busca de documentos, etc, procure o Benvenuti Cidadania Italiana. http://benvenuticidadania.blogspot.com ou o novo site que ainda não está oficialmente no ar http://www.benvenuticidadania.com

  13. Jamili Scardua permalink
    23/10/2014 14:48

    Olá Carla…
    Amei o post, esclareceu muito,achei as respostas que procurava.

    Sabe eu quero muito voltar para Itália, voltei para o Brasil mais ou menos 5 anos,tenho cidadania italiana,falo,leio e escrevo,porém tenho medo de voltar pois quando fui era adolescente tinha minha mãe e estudava,hoje sou casada meu marido não tem cidadania, mas meus sonhos estão ficando mais forte que o medo! estou melhorando minhas experiências com cursos de unha,unhas de gel,pois já sei porém melhorar nunca é demais…
    Tenho conhecimento de garçom e camareira,vendedora,encarregada,
    Sei que a cultura italiana e bem diferente do Brasil e que o jeitinho brasileiro nem sempre da certo,e brasileiro fora do Brasil é outra pessoa é um passando por cima do outro. Não são todos.
    Por isso não quero depender de amigos ou familiares para ir,por que todos falam com pensamentos negativos.
    Mas sera que com força de vontade e persistência vale a pena voltar?

    • sonhosnaitalia permalink
      23/10/2014 16:16

      olá! então, é um momento difícil no país, e é uma decisão delicada. Se vcs estiverem estáveis aí é melhor esperar um pouco mais. Porém, se apesar de tudo ainda têm o sonho de vir (tem que ser uma decisão da familia, vc e seu marido), o que posso dizer? Venham cientes de que não está facil, venham com uma reserva grande de dinheiro, pra se manterem pelo menos por 6 meses/1 ano e boa sorte.

  14. E Franco permalink
    18/02/2015 20:22

    Nos tínhamos, na verdade ainda temos, uma empresa na Italia, até inicio de 2014 tudo ia bem, melhor ainda até 2013 ia muitíssimo bem, mas com a crise, os italianos não estão gastando, apenas naquilo que compensa, e olha, nossa empresa era de informática e reparos, o que na teoria em epoca de crise, se sustentaria bem, mas isso não vem acontecendo, e o rendimento caiu 80%, para muitos colegas italianos do meio, também. Enfim, a Crise esta feia, e estamos voltando ao Brasil, onde la temos a mesma empresa e esta indo bem apesar de tudo. Pena deixarmos a Italia assim, pois gostamos daqui, ainda que no norte sejam “chiusi” e de poucos amigos. Mas enfim, não recomendo, somente com vontade de passear, ou “dar um tempo aqui” com uma boa quantia para gastar, emprego não vai achar, abrir empresa como fizemos, se não tirar o suficiente o INPS, commercialista, taxas etc corroem seu negocio em pouco tempo. Por isso vamos embora antes que fique mais dificil e impossivel de pagar, pena pois agora mais pessoas ficaram desempregadas aqui 😦

    • Carla Guanais permalink
      18/02/2015 20:24

      verdade Franco. E é triste. Esperamos que um dia tudo isso melhore. Obrigada por comentar!

  15. 26/02/2015 16:07

    OI Carla eu lia sue blog quando morava na Italia e sem querer cheguei a esse post.. 🙂 e reafirmo tudo que voce disse.. tendo cidadania italiana, falando italiano fluentemente e com um Master na Italia e com um emprego na Italia (com muitos amigos italianos desempregados) eu com muito pesar decidi deixar a Italia um ano atras e como muitos outros Italianos vim pra Londres.. A falta de perspectiva hoje na Italia e’ enorme.. Veja bem, eu tinha um emprego e mesmo assim decidi sair, alias eu tinha 2 empregos ! Mas um era de recepcionista em um hotel e outro de assistente turistico, que nao paga mal mas e’ totalmente sasonal.. ou seja, o problema nao e’ nem arrumar emprego na Italia.. porque falando outras linguas sempre tem algo no turismo principalmente em cidades como Roma.. mas com um Master e um ano procurando trabalho na area eu nao consegui mais que estagios gratuitos.. e mesmo com a cidadania Italiano e falando fluentemente n’os nunca seremos considerados Italianos.. somos brasiliani di origine italiana.. e a preferencia sempre vai ser pros locais logicamente. Em Londres em menos de um mes ja consegui um emprego com contrato permanente em uma empresa global.. e o mais triste e’ que vjeo um numero sem fim de italianos e espanhois em subempregos pq nao dominam o ingles.. enfim a crise ta ai eu tambem sou a primeira a apoiar sonhos e a recomendar a experiencia de morar fora do Brasil.. e’ maravilhoso e enriquecedor.. mas apesar de sentir muita falta da Italia e pensar sempre em voltar pra la pelo estilo de vida.. hoje eu nao me aventuraria.. e’ preciso ter muito claro o que voce quer, se e’ so’ um periodo e tudo vale a pena como trabalhar em um bar em Campo dei Fiori ganhando 3 euros a hora (sim isso aconteceu comigo no desespero”) pra viver essa esperiencia.

    • Carla Guanais permalink
      26/02/2015 16:42

      Verdade, é isso mesmo. Mas fico contente que você achou seu espaço em Londres. Como falei no post, se eu nao tivesse conseguido a bolsa de estudos estaria ai tbm. Tudo de bom pra você e obrigada por comentar.

  16. Pedro Barretto permalink
    04/06/2015 15:07

    Carla,
    voce sabe me dizer se consigo aplicar o soggiorno apos os 90 dias como turista?
    sendo matriculado em uma escola de italiano? pretendo ficar 6 meses antes de março 2016 que seria quando me caso com minha noiva italiana.

    desde ja, grato!

    • Carla Guanais permalink
      04/06/2015 20:36

      Não consegue. Pois você tem que entrar já com visto de estudos e fazer o pedido entre 8 dias em solo italiano para o permesso.

  17. Luma Boriollo permalink
    09/11/2015 1:48

    Eu e meu noivo estamos pensando seriamente sobre morar na Italia por pelo menos 1 ano para estudar e trabalhar… Eu tenho direito a cidadania Italiana. Temos pouco mais que 30 mil reais e um filho pequeno! Ainda não falamos a língua, porém iremos começar a estudar logo (Não pretendemos ir sem falar italiano). Além disso tenho inglês basico, mas ainda estou estudando e até lá já serei fluente! Ele tem o curso de segurança (mas não sei se é valido ai). Existe algum site ou agencia para conseguirmos emprego no exterior ainda aqui no Brasil? Você poderia me dar alguma dica sobre cidade com baixo custo de vida?

  18. 29/12/2015 18:16

    Tenho Permesso di Soggiorno (Visto) e vim ao Brasil para fazer um trabalho e depois retornar. Não aconselho ninguém que tenha um Permesso na Itália a voltar para o Brasil. Fiquem onde vocês estão !! O Brasil continua a merda de sempre e mesmo vivendo uma grande crise, a Itália é mil, 1 milhão de vezes melhor que o insuportável e quente país de terceiro mundo.

    • Denis permalink
      30/12/2015 15:46

      Ola Williams, tudo bem
      Como consigo o Permesso di Soggiorno, nao tenho dupla cidadania.

      Att
      Denis

  19. Sulamita permalink
    30/12/2015 21:35

    morei dez anos na Italia e tenho a cidadania e minha filha tambem nasceu la, estou ha 6 anso aqui no Brasil, quando retornei achei muito dificil tudo, mas por um periodo ate que a coisa por aqui dava pra leva…agora com essa crise aqui tambem, estou pensando seriamente em, voltar, eu tenho um irmao que pode me hospitar pois mora sozinho e tenho diploma de OSS operadora socio sanitario….aqui no Brasil sou tecnica de enfermagem? sera que tem trabalho para essa area no Piemonte? mas precisamente em Alessandria e Casale Monferrato???? como disseram crise aqui no Brasil e pior que crise la fora, mas a doiferença penso esteja na mentalidade…na italia eles se matam pelo desespero…aqui os bandidos matam e roubam e a saude é um verdadeiro caos….depender de hospitais publicos aqui e como ganhar na loto, seu atendimento vai depender da sorte…!!!!loucura

  20. Ricardo permalink
    26/07/2016 7:13

    Olha eu tbm penso em ir morar na Itália , descobri a pouco tempo sobre meu bisavô , e acabei conseguindo sua certidão de nascimento na Itália estou correndo atrás dos documentos mais ainda tenho duvidas :

    -dando entrada na cidadania na Itália em uma casa alugada o consu vem me visitar em minha residencia e eu tenho que saber e falar Italiano com ele?

    -residencia …com o que devo me preocupar mais .. quais sãos mais comuns de venda malsucedido de imoveis , tipo aquecedor, estado da estrutura da casa …

    -Abrir um negocio próprio é burocrático? Vender coisas nas ruas ou distribuir panfletos é proibido?

    -em caso de entrevista de residencia quando um representante do consu vem visitar você pra confirmar residencia …….perguntas geralmente feitas por eles?

    -atentados …..

    como devo me prepara para tira a cidadania? a cada 30 dias valores estimados com comida…uma média +ou-

    aeroporto , oque devo ou não devo levar na viagem para Itália??

    eu sendo casado quando tiro cidadania minha mulher automaticamente pode tirar o Permesso di Soggiorno ou leva um tempo?

    • 26/07/2016 9:42

      Olá, sim, você recebe “visita” de um policial, que vai confirmar e verificar sua residência, precisa falar o básico. Tem sim burocracia pra abrir negócio e não pode vender coisas na rua sem autorização. Sua mulher dá entrada no Permesso assim que sua cidadania for reconhecida. Duvidas por email sonhosnaitalia@gmail.com

  21. thomas.abelini@gmail.com permalink
    15/10/2016 17:24

    Olá Tudo bem?? Gostei da matéria sei que é antiga mas poderia me ajudar?? Tenho cidadania e um irmão morando na italia, no inicio do ano estou indo para Turim, como esta a crise e a taxa de desemprego ai?? É possível ingressar em uma universidade??

    • 18/10/2016 9:43

      A crise ainda é presente e a taxa de desemprego é alta. Mas tendo vontade e aceitando fazer qualquer tipo de trabalho começando do zero, se consegue. Para ingressar em uma universidade além do idioma precisa ter pelo menos 12 anos de estudos comprovados, reconhecidos e legalizados pelo consulado italiano. boa sorte.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: