Skip to content

5 motivos para morar na Inglaterra

01/12/2014

bz_inglaterra Rogério da Silva – Leeds, Inglaterra

Olá pessoal, meu nome é Rogério e sou natural de Goiânia. Conheço boa parte do Brasil e até já perdi o sotaque goianês, talvez por estar tanto tempo fora e pelas outras nacionalidades com que convivi e convivo até hoje nessas minhas andanças pelo mundo.

Test Analyst como profissão e blogueiro por diversão, gosto de caminhar, explorar, cozinhar, fotografar e depois colocar no blog tudo isso –  não necessariamente nessa mesma ordem.

Hoje moro no Reino Unido.  Pouco após eu e Daniela nos conhecermos logo começamos a namorar e nos casamos. Através de amigos em comum visitamos Leeds, região norte da Inglaterra, passeamos e nos apaixonamos pela cidade.

Cidade interessante, com excelentes restaurantes multiculturais, dos quatro cantos do mundo, inclusive com comidas brasileiras para quando bate a saudade.

Moramos aqui desde 2001, 13 anos. Uau! O tempo passa rápido. Nesse meio tempo voltamos (de vez) para o Brasil 3 vezes. Também moramos na Itália por 6 meses.

Lake District - UK52

Gostamos de morar na Inglaterra. É complicado comparar com o Brasil, sempre uso essa expressão – “Aqui há coisas bacanas que não temos no Brasil e no Brasil há coisas bacanas que não temos aqui…” Coisas óbvias como honestidade e sol.

Hoje falo 5 motivos pra morar na Inglaterra.

Motivo 1 – Honestidade

Aqui a honestidade é parte da cultura. Quando digo honestidade não confundir com sinceridade, mas honestidade em coisas simples como dar o troco correto. Até mesmo se não fala inglês as pessoas fazem questão em lhe retornar  apenas 1p (1 centavo de Libra Esterlina, aqui chamam de £1 = Pounds e 1p = Pences). Ou em  situações políticas como escândalos em que um parlamentar utilizou o dinheiro de recursos públicos com paisagismo com custo por volta de £500 (Mais ou menos R$ 1500), além de devolver o valor, voluntariamente demitiu-se. Ou o caso mais recente de má administração do departamento de polícia da cidade e região de Sheffield em que foram negligentes e admitem publicamente. As pessoas tem em si o lado instintivo de pensar em – “Se não é seu não pegue”.

Motivo 2 – Respeito

As pessoas respeitam umas as outras no trabalho, no trânsito, na fila do supermercado, ponto de ônibus, no banco ou em qualquer outro local público. Além de respeitar a natureza, preocupam-se com as reservas naturais, florestas (as poucas que possuem), água e costa. Há uma porção de lugares com estrutura, e a maioria através de voluntários e ONG’s específicas, para trilhas, acampamentos, pescaria. Respeitam a opinião um dos outros, respeitam quando vão construir algo, perguntam e pedem a opinião de pessoas que por ali passam.

M3367S-4507

Motivo 3 – Oportunidade

Com relação a trabalho – Quando se entra em uma empresa, seja ela qual for e seja ela em qual posição for, há sempre a possibilidade de crescimento, de treinamento, de mudança de posição, pode ser que com pouco inglês comece lavando os pratos em um restaurante, mas há, sem dúvidas alguma possibilidade de gradativamente chegar a ser o Chefe geral da cozinha, podendo chegar até ser o gerente geral da empresa, conheço vários exemplos assim.

Com relação a empreendedorismo – Há uma facilidade enorme de começar algo, com apoio e instrução e as vezes até fôlego no abatimento de impostos e taxas se tem algum negócio por aqui. Juntando a honestidade e respeito há sempre uma oportunidade em qualquer setor, seja ele pra começar em casa, ou até mesmo uma empresa, pequena, média ou grande.

Motivo 4 – Qualidade de Vida

O que é qualidade de vida? Isso depende muito do ponto de vista de cada um. O que acho bacana aqui é que qualquer pessoa assalariada consegue adquirir produtos como iPhone, Laptop, TV LCD (SmartTV e 3D). Conversando com um homem varredor de rua, ele conhece mais o mundo do que muitos de nós aqui – já viajou pela maioriua dos continentes, na época não havia visitado o Brasil mas me pediu dicas de onde ir, estava comprando um pacote e queria ver qual o melhor lugar para ir passear.

O imposto aqui é algo que vemos onde é aplicado, na saúde, no transporte, no asfalto, na segurança e educação. Recebemos extratos todo o ano mostrando onde o dinheiro foi aplicado e porcentagem.

Outra coisa que considero qualidade de vida é o acesso a informação, até os mendigos aqui lêem algo, um livro (o livro custa aqui em média de £5 (R$ 15), lançamentos podem custar mais, mas logo em breve caem de preço, além de fazerem versões com papel reciclável para baratear ainda mais e ser ecologicamente correto, as pessoas tem orgulho disso.

Leeds-UNI-1

Motivo 5 – Acesso a Produtos Multinacionais

Em termos de comida e produtos, são importadores de produtos de todo o mundo, talvez por conta da influência multinacional. Portanto se você é curioso, assim como eu e quer conhecer mais sobre qualquer coisa que não seja apenas brasileira, sei que as vezes bate uma nostalgia, e tem sempre alguém vendendo alguma coisa da terra maravilhosa. Há sempre a possibilidade de fazer uma comida marroquina, japonesa, tailandesa, chinesa, africana ou norueguesa sem muita dificuldade. E o melhor de tudo: com preço acessível que qualquer um, digo qualquer um mesmo pode ter acesso.

Acho que é isso, super resumido.

Como mencionei no início, não dá pra comparar na íntegra e muito menos é o lugar perfeito. Mas depois de minhas tentativas de morar no Brasil, sem dúvidas alguma, eu prefiro Leeds.

Sinto falta de poder ver meus pais, posso dizer o mesmo por Daniela, sempre conversarmos sobre isso, mas sempre que podemos, vamos encontrá-los e aproveitamos muito o Brasil, como turistas e independentes (o tanto que podemos) do sistema.

Afinal nós é que fazemos de nossa casa nosso lar, seja ele onde vocês estiver no mundo.

Fiquem a vontade para me perguntar qualquer coisa sobre o Reino Unido.

*Rogério da Silva é analista de testes em tempo integral e blogueiro em horários de folga. Para saber mais sobre ele clique aqui.

70 Comentários leave one →
  1. 01/12/2014 9:09

    Oi Rogério, muito bom o blog poder contar com alguém também do Reino Unido mas dessa vez fora de Londres !
    Sim, o conceito de qualidade de vida é muito pessoal e subjetivo, apesar de institutos de pesquisa terem critérios para avália-los. Para umas pessoas qualidade de vida é viver num país ensolarado, com muitas possibilidades de lazer junto à natureza. Para outros é viver num país seguro, com fortes políticas de bem-estar social e bem organizado. Enfim, o mundo é um lugar vasto e diversificado e muitos podem fazer suas escolhas donde viver.
    Bem-vindo e espero que curta muito escrever por aqui !

    • 01/12/2014 9:56

      Com certeza @anitafonseca. Nesses 14 anos entre Inglaterra, Brasil e Itália, esses pontos são bem evidentes.

      Obrigado pela oportunidade de compartilhar um pouquinho de nossa experiência aqui com vocês, e se me permitirem tem muito mais.

  2. Giacomo Carlomagno permalink
    01/12/2014 11:15

    Muito legal Rogerio, 5 pontos bem legais sobre a vida aqui no Reino Unido. Quanta saudade tenho do Brasil… porem para mim e para minha familia aqui foi uma otima escolha.
    Falando nisso, as oportunidades que a minha filha tem aqui na Inglaterra sao otimas, ensino publico de qualidade, seguranca, entretenimento, etc.
    Eu sempre penso que o Brasil pode chegar a ter tudo isso e faco a minha parte ensinando esses valores que voce colocou ali em cima para minha filha, espero que ela possa ajudar o sistema Brasileiro no futuro.

    • 01/12/2014 13:45

      Muito obrigado pelo comentário Giacomo. Sim, com certeza a diferença é clara e a esperança de melhoria para nosso país é grande.
      Tento colocar algo positivo aqui para que geramos inspiração para quem está lá e para quem está aqui e quer estar lá.
      Quem sabe um dia possamos todos levar de alguma forma essa experiência boa e positiva dos quatro cantos do mundo e fazermos do Brasil, realmente, um verdadeiro paraíso. Em todos os aspectos.

  3. Touché Guimarães permalink
    02/12/2014 9:25

    ola Rogerio, gostei muito do teu depoimento. Simples, sincero e positivo. Como nova colaboradora do BRZ, eu teria o maior prazer em ter você como colega.

    adorei esta frase: Afinal nós é que fazemos de nossa casa nosso lar, seja ele onde vocês estiver no mundo. De qualquer forma, parece que é bem melhor vivenciar o Brasil como turistas, não?

    we keep in touch,

    • 02/12/2014 16:15

      Obrigado @Touché. Somos acostumados a reclamar e comparar. Nós seres humanos somos direcionados e condicionados a seguir exemplos, se falarmos de coisas negativas, iremos alimentar coisas negativas, se falarmos coisas positivas iremos cada vez mais falar de coisas positivas.

      Nem tudo é perfeição, mas é tão bom falar de coisas boas, mesmo em dias nublados, escuros e molhados do Reino Unido. Mesmo que estamos longe de nossos amigos e familiares, é sempre bom falar de algo positivo, é um exercício, nos alimenta a andar sempre em frente, não importa onde você está.

      P.S. – Houve uma falha na pecinha que digitou o texto ai nessa frase. Me perdoem a falha. 😉 Mas o sentido é esse.

  4. Syria permalink
    24/05/2015 20:31

    Olá! Parabéns pelo blog! Esse post foi uma injeção de ânimo. Meu marido e eu estamos pensando em morar em Londres. Sou cidadã portuguesa. Estava procurando um livro na internet com algo do tipo “tudo que é preciso saber para morar em Londres”, conhece algum pra me indicar? Quero saber tudo que for possível antes de ir! Obrigada e sucesso!!!!

    • 25/05/2015 8:21

      Olá Syria. Muito obrigado pelo comentário.

      Que legal que está pensando em vir pro Reino Unido.

      Livro eu não saberia lhe dizer em específico sobre morar em Londres. Seria até bom ter um manual, mas considerando que as coisas mudam constantemente, o que eu poderia lhe sugerir é acompanhar aqui no BZ que tem uma porção de posts no assunto, se tiver algo em específico que gostaria de ver aqui, nos enviei uma mensagem que pesquisamos e colocamos aqui, até mesmo porque poderá ajudar outros.

      O bacana seria ter em mãos o básico, um guia de Londres, pra poder entender bem como funciona as regiões, transporte, atendimento público, etc… Tem esse guia aqui que acho bem legal, quando usei já faz alguns anos, agora já ta na versão mais atualizada – DK Eyewitness Travel Guide: London (Eyewitness Travel Guides) http://www.rogeriodasilva.com/london-guide

      Outra ponto interessante, além de claro, interagir com o pessoal daqui do BZ é buscar grupos no Facebook, há milhares de grupos, eu criei um grupo para compartilhar coisas relacionado a “Brasileiros Pelo Mundo” (https://www.facebook.com/groups/679117222142195/). Busque algo sobre Portugueses em Londres, dicas de morar em Londres, ou algo parecido.

      Livro na língua Portuguesa seria interessante.

  5. Marcus permalink
    01/06/2015 11:43

    Muito bom o sei blog! Parabéns
    Eu quero saber se é dificil arrumar um emprego bom? E como é a violência ai?
    Tenho um sonho enorme de conhecer a Inglaterra e espero um dia pode morar tbm!
    Pergunto sobre o emprego pois estudo aqui no Brasil Ciências da computação

    • 01/06/2015 11:54

      Obrigado Marcus.
      Trabalho tem. Bom é relativo, eu acho muito melhor do que no Brasil. As condições de trabalho, respeito e interesse no bem estar, desenvolvimento e crescimento e recíprico.

      Quanto a violência, comparado com o Brasil é quase nada. Claro que dependendo o bairro e se é cidade grande como Londres ou Birmingham, pode have desentendinento. Conheço Brasileiros que mora e várias cidades no Reino Unido, e até experiência própria, não tenho medo de sair na rua a qualquer hora da noite. Falando com um iPhone na mão, laptop, tablet ou até mesmo um boné, camiseta ou tênis de marca. Acontece brigas e roubos, mas é muito raro.
      Acompanhe o blog pra ficar por dentro das informações, a Carla e Ana estão sempre compartilhando algo relacionado a bolsa de estudos. Já com relação a trabalho, se tiver dupla cidadania ou a esposa, de qualquer parte da Europa, fica mais fácil de vir morar e trabalhar, se não for assim ai tem que conseguir um visto de trabalho, normalmente é de acordo com o contrato de trabalho, pode variar de 1 a 5 anos. Mas tem que ser excepcional no que faz, eles fazem um sistema de pontuação para liberar o visto.
      E claro, acima de tudo, ter um bom nível de inglês, não prescisa ser fluente, mas tem que conseguir se comunicar. Vê o curso do IELTS, te da uma boa base. O First é mais profi, recomendado se tiver interesse em dar aula, se não nem faz.

  6. Michel Lima permalink
    07/07/2015 1:46

    Rogério, meu sonho é sair do Brasil, tenho 38 anos, não falo inglês, sou pai de três meninas e sou corretor de imóveis, será que tenho alguma chance de ir morar aí? por onde eu começo? Se puder me orientar ficarei grato o resto da vida.

    • 08/07/2015 17:43

      Boa tarde Michel Lima. A pergunta fundamental, ainda mais na atual circunstância política do Reino Unido e da Europa, é:
      Você ou sua esposa, possuem dupla cidadania (Italiana, Espanhola, Portuguesa ou de qualquer outro país da união européia)?

      Se sim, facilita.
      Se não, o processo de seleção é por pontuação.

  7. Robinson passos da Silva permalink
    13/07/2015 2:03

    Bom dia amigo estive lendo sobre seus comentários da vida na Ingraterra que é bom morar por ai.
    Gostaria de saber se tiver como me ajudar ?
    Já morei no estados unidos . gostei muito mais fiquei ilegal no pais gostaria de voltar mais como morei inlegal lá creio que eles não vão me dar o visto para voltar.
    Mais se poder me ajudar me dando essa em formação para eu entrar ai na Ingraterra VC sabe me dizer que consigo entrar ai e arrumar um trabalho fácil?
    Eu trabalhei nos estados unidos 4 anos com instalação de Insulfilm automotivo nos vidros do veículos. Sera que ai na Ingraterra tem aceitação desse serviço?
    E como é morar ai sem a cidadania ? Da para viver ai e trabalhar sem a documentos na boa ?

    • 13/07/2015 20:28

      Trabalhar e morar no Reino Unido ilegal é coisa do passado. Aliás, nem sei como lhe dizer ao certo quanto a isso pois não tenho contato com ninguém que está morando ilegal aqui. Mas pelo que vejo é que não deve ser fácil já que mesmo com dupla cidadania ou casado com alguém que tem dupla cidadania a cobrança e comprovação é constante, em momentos em que necessita abrir uma conta, tirar a carteira de motorista e principalmente no trabalho, seja ele qual for.

      O inglês é essencial também, obviamente. Com relação ao seu ramo de trabalho, não sei lhe dizer, não tenho contato com o ramo automotivo, mas como qualquer outro negócio acredito que tudo é possível.

      Claro que nada é impossível, e claro que comparado a alguns anos atrás era diferente e claro que cada caso é um caso, portanto vai de você e da sua vontade, e muita coragem.

      Boa sorte e sucesso.

  8. Priscilla Marques permalink
    06/08/2015 4:39

    Olá Rogério.
    Eu e meu marido estamos há algum tempo amadurecendo a ideia de irmos embora do Brasil e acreditamos que a hora chegou. Nosso maior medo é quanto ao quesito emprego. Gostaria de saber se você teria dicas ou até mesmo nos indicar lugares onde haja brasileiros que possam nos dar alguma oportunidade. Por favor, nos contate pelo nosso email. Estaria muito agredecida se pudesse nos ajudar.

    • 11/08/2015 5:44

      Bom dia. A dica mais importante é a documentação. Se tiver tudo certinho ai o legal seria escolher a cidade e participar de grupos no Facebook locais.
      Pra quem está chegando e nunca veio antes, acredito que Londres é mais fácil de conseguir um trabalho.
      Ai então depende do que estão dispostos a fazer.
      Pode então trabalhar de garçom ou garçonete até na direção de um setor, o que afeta o conseguir da vaga é o nível de comunicação e experiência.
      Aqui é comum começar a trabalhar atravéz de agências de emprego. Mas vejo em grupos do facebook o pessoal compartilhando quando sai um bico pra fazer.
      Aqui pode-se trabalhar temporário, contrato temporário, freelance por 1 ou 2 dias, permanente ou até mesmo autônomo, que é incerto mas paga-se bem.
      Ai depende do que estão dispostos a fazer. Sempre digo que emprego tem, depende do que estão dispostos a encarar.
      O legal aqui é que demonstrando interesse é muito mais fácil de subir, mudar ou se promover comparado com o Brasil.
      Depende onde estiver trabalhando, mas no geral são justos e honestos, reconhecem quando a pessoa é determinada e merece algo melhor.
      A dica é, comece de baixo com humildade e honestidade que você vai longe. 😀

  9. Joyce permalink
    06/09/2015 19:31

    Olá Rogério, tem boas imobiliárias em Leeds??? Estou me mudando pra está cidade no próximo mês e não conheço nada.

    • 06/09/2015 21:26

      Olá Joyce,

      Há várias imobiliárias, porém as que achamos mais interessantes, com maiores detalhes e práticas são:
      – Pra alugar essa é bacana, além das próprias locações outras empresas colocam anúncios no site, então verás outras empresas anunciando lá também, a empresa se chama “RightMove.co.uk” – http://www.rightmove.co.uk/property-to-rent.html

      – Para comprar prefiro essa outra empresa por possuir maiores detalhes focando na venda, se chama “Zoopla” http://www.zoopla.co.uk/

      Ambas alugam e vendem. Da uma olhada nas duas, cadastre-se e dê uma olhada na região de interesse, receberás notificações de casas assim que anunciadas.

      Atenção na taxa de aluguel (fees apply), que é inevitável e introduzida a alguns anos agora, pode variar entre £150 a £250, além do depósito que pode ser o valor do mês do aluguel ou pouco mais que £100 somados ao valor do mês do aluguel.

      Pontos importantes em observar é o fácil acesso de vias principais, transportes públicos, acesso a Internet, com ou sem móveis, escola próximo (caso tenha crianças), esse tipo de coisa que em qualquer lugar do mundo agente olha. 😉

      Talvez até saiba dessas coisas e eu fico aqui esticando a resposta. Ta se mudando de onde?

      • Joyce permalink
        11/09/2015 11:51

        Oi Rogério, nossa seria ótimo continuar me dando dicas. Estou aguardando aqui na República Tcheca mas acho que só vou poder ir no mês que vem. Sou de SP e cheguei aqui em Agosto e estou com 3 criancas sendo que só uma delas vai pra escolinha. Depois se quiser pode me mandar email com algum outro contato seu para nos falarmos mais pois quase não encontrei a essa página aqui pra poder ver sua resposta. De qualquer forma te agradeço muito e teria mais dúvidas com certeza. Meu email e joycemecilia@yahoo.com.br obrigada!

  10. Joyce permalink
    16/09/2015 20:17

    Olá Rogério,

    Mais uma perguntinha…Em Leeds tem boas lojas de roupas? Tem bom preço? Nossa, vamos precisar de um guarda roupa novo para roupas de inverno.

    • 04/01/2016 12:41

      Tem lojas de roupas e qualquer coisa aqui o preço é muito melhor comparando-se com o Brasil, sem contar na qualidade, já que o consumidor é muito mais exigente na qualidade.

  11. Cássio Rodrigo louro permalink
    30/12/2015 18:31

    Olá Rogério! Parabéns pelo blog mto bom seus cinco motivos… Estou pensando em ir morar na Inglaterra, pra trabalhar em restaurante motorista ou em outro serviço sem preferência, queria q vc me indicasse uma cidade além de Leeds, eu estava pensando na cidade de Leicester vc conhece ? Vc pode me da alguma dica? Mto obrigado.

    • 04/01/2016 12:48

      Desculpe a demora, estou com acesso limitado a Internet nos “excelentes” serviços de dados em nosso maravilhoso Brasil.

      Não conheço Leicester, mas se rolar algo lá por indicação de alguém conhecido, por que não.

      A dica é, primeiro documentação, ta legalizado pra trabalhar no Reino Unido? Segundo, a língua, não precisa ser fluente e nem ter 300mil certificações que a nossa cultura nos obriga pra conseguir qualquer trabalho, se conseguir se virar bem e estiver com a mente aberta para aprender dia a após dia e se enturmar com estrangeiros lhe forçando a falar inglês, ao invés de se enturmar somente com Brasileiros e assistir a Globo ai vai sofrer um pouco mais pela dificuldade em se virar.

      Independentemente disso acima vale a pena ver qual o seu perfil de cidade, se mora em cidade grande no Brasil, por exemplo São Paulo, vai pra Londres, vai se sentir melhor, agora se vem de cidade média ou pequena, vai para uma cidade menor, seja ela qual for.

      Digo isso por experiência e por conta dos bate papos com outros Brasileiros que conheço ao longo desses 15 anos de Inglaterra, Itália e Brasil.

      Como qualquer outra situação de deslocamento para um local novo há um choque cultural e de adaptação, de descobrimento. Se for descolado, acredito que qualquer local é bacana de ir conhecer. Bom, eu sou meio curioso por natureza, gosto de explorar, conhecer e respeitar a cultura local, se fizer algo nesse sentido vai se virar bem.

      Boa sorte e sucesso.

  12. Andréia permalink
    05/01/2016 23:59

    Oi Rogério, sou Andréia Marques, moro no Brasil, aqui sou engenheira civil e meu esposo trabalha com segurança eletrônica, faz qualquer trabalho em carros em parte elétrica e eletrônica, temos uma filha de 5 anos e infelizmente chegamos a conclusão que não é possivel continuar vivendo aqui.

    Estou pensando em ir para a Inglaterra, mas ainda não temos referência de nada, pois não conhecemos ninguém.

    Iremos ir com uma grana inicial para não passar dificuldade, mas queremos chegar ai e já conseguir emprego, o que você tem a nos dizer e indicar? qual seria a melhor cidade para iniciarmos?

    Aguardo retorno.

    • 19/08/2016 8:41

      Olá Andréia, primeiro me desculpe por demorar tanto a responder o seu comentário. Não sei se a sua circunstância mudou desde então.

      O importante é vir com uma grana pra sobreviver pelo menos uns 3 meses, caso aconteça um contra-tempo. Há pessoas que chegam aqui e começam a trabalhar logo nos primeiros dias e tem gente que demora mais.

      Depende de com é seu entrosamento e disposição até conseguir entrar na sua área.
      Outra opção é, já com a data de chegada, umas 2-3 semanas antes de vir é procurar vagas na sua área e aplicar para essas vagas.

      Não precisa pagar como ai no Brasil, que é uma vergonha ter que pagar para arruma emrpego.

      Aqui os agenciadores recebem uma comissão da empresa que busca o candidato.
      Comentei aqui antes, há vários sites de emprego, mas um bacana pra começar é o site da Reed – http://www.reed.co.uk/

      A partir dai vai olhando que acredito ter sites específicos em ambos áreas.

      Boa sorte sucesso e comentem aqui como foi a experiência desde então.

  13. Luiz permalink
    11/01/2016 3:47

    Oi Rogério,
    Parabéns pelo blog…me incentivou muito… Sou brasileiro com cidadania italiana eestamos indo para Inglaterra em busca de um país com melhores consições para criarmos nossos filhos… A Inglaterra é menos burocrática que a Italia e como quero abrir uma empresa de reformas residenciais e minha esposa uma de venda de Jóias, achamos a Inglaterra o lugar ideal… Seu blog nos animou mais ainda!!! Forte abraço e sucesso!!! Se tiver dicas iremos adorar e agradecemos!!!!!

  14. Eleandro permalink
    02/02/2016 0:07

    Achei super legal seu comentario eh isso mesmo. Acabamos de chegar 2 meses eu e minha familia vim com visto de trabalho de 5 anos e ja vi isso que vc citou! Estamos perto de vcs aqui em York!

    • 02/02/2016 1:20

      Bacana Eleandro, que bom que está gostando. Realmente é outra realidade que só quem sai do Brasil entende.
      Boa sorte ai pra você e sua família. Sucesso!

  15. Marta Maria Ferreira permalink
    03/02/2016 17:22

    Gostaria de saber sobre o custo de vida em Grassmere District Lake.Aluguel de casa, apartamento ou mesmo compra e trabalho.Independente da simplilcidade do mesmo. Obrigada.
    marta-mariaf@yahoo.com.br
    Gostei muito do que escreveu, parabpens.

    • 03/02/2016 22:38

      O custo de vida é bem parecido na maior parte das cidades. Não saberia lhe dizer exatamente nessa cidade em específico. Pelo menos as cidades que conheço é bem parecido. O grande diferencial mesmo é Londres onde o custo de vida é bem mais alto que qualquer outra região, baseando em amigos que moram lá e conversamos sobre isso.
      Aqui é comum dividir casa, dependendo da sua intenção, então pode variar entre £300 pra alugar um quarto ou parte da casa/apartamento ou £500/£600 um apartamento, casa pequena, ou £700 a £1000 pra uma casa maior de 3/4 quartos. Digo isso pra quem não mora em Londres onde por regra básica esses valores podem no mínimo dobrarem.
      Aqui em Leeds o apartamento que moramos custa £500, de dois quartos, queremos uma casa maior agora, com 3 ou 4 quartos, estamos olhando algo por volta de £700 a £800.
      Casa pra comprar pode variar entre £90mil a £120mil ou nova por volta de £300 a £400mil. Isso fora de Londres onde casas lá não saem por menos de £300mil.
      Quando a libra estava 3 reais as casas chegavam a custar até menos que algumas regiões do Brasil, agora chegando próximo do 6 reais, já não sei se vale tanto a pena.
      A diferença aqui é a estabilidade dos preços.

  16. 03/02/2016 21:40

    O maior motivo pra mim eh a seguranca…it’s priceless

    • 03/02/2016 22:43

      – Segurança;
      – Ruas sem buraco e motoristas educados;
      – Saúde pública, que não é perfeita, mas é no mínimo 100x melhor que a do Brasil;
      – Tratado com dignidade em qualquer atendimento público, pago ou não;
      – Qualidade de qualquer produto comprado como carro, combustível sem alteração, equipamento eletrônico e por ai vai

  17. marcos valerio permalink
    09/03/2016 18:19

    ola tudo bom?
    sou o marcos eu quero muito sair do brasil
    para trabalhar em outro pais ,A Inglaterra pra mim seria uma opção bem mais favorável esta informações que vc postou é de muito valia, muito bom mesmo
    não tenho parente e não quero ir a passeio
    quero ir a trabalho, sei que vc não esta ai pra da um jeito pra quem quer ir fazer uma aventura
    mas se poder responder quais chances eu teria?
    e brigado pelas informações elegantes

    abraço

    • 09/03/2016 18:47

      Inglaterra ta fechando muito pra aventureiros. A não ser que tenha uma cidadania de algum país da União Européia, assim mesmo, até sair esse referendo ta muito cinza, não da pra saber.
      Sugiro ver esse lance que ta circulando sobre a Austrália e tentar por lá. Parece que ta mais favorável pra Brasileiros la pra aquelas bandas. Da uma olhada na linha do tempo do Facebook do BZ que a Ana compartilhou um artigo la recentemente sobre isso.
      Boa sorte na aventura.

  18. David permalink
    12/03/2016 21:31

    Olá!
    Meu nome é David.
    Bom, meu pai está com planos de ir pra Inglaterra a trabalho, e queria saber se aí tem bastante chance pra adolescentes crescer na vida profissional.

    Abraço

  19. 14/03/2016 4:37

    Olá Rogério, muito bom seu blog estou tirando a cidadania Italiana, e tenho uma irmã que mora em Norfolk mais de 15 anos, ela fala muito bem e deseja muito que eu vá com meu esposo e uma filha de 9 anos, embora eu esteja anima para isto, confesso que fico um pouco preocupada na questão do idioma e emprego, tememos ficar dependentes de minha irmã, percebi que no seu comentário você cita não ter problemas na questão de emprego e sim a questão do idioma, mas mesmo assim você cita que tem empregos não em grande qualidade mais tem, o que para mim que não domino o idioma, não fico preocupada com o tipo de serviço desde que seja honesto e se há oportunidades, mais confesso que isto me preocupa um pouco, será que conseguirei trabalho e me instabilizar bem se eu batalhar? que conselho pode me passar neste caso?

    • 15/03/2016 12:28

      Sim. Se vier com vontade e humildade o céu é o limite.
      Completamente diferente do Brasil.
      Há bem menos inveja e trapaça. Todos apoiam um ai outro.
      Depende de você.

  20. 15/04/2016 23:06

    Olá Rogerio, muito bom seu blog, Recebi recentemente uma proposta de trabalho e estou pensando realmente em sair do Brasil (de novo), estou 1 ano e meio aqui e já está me causando desconforto, Sou cidadão Alemão (dupla cidadania), e minha esposa tem nosso casamento registrado na Alemanha. Após ler os 5 motivos (suficientes) me deu mais vontade de ir e aceitar o emprego. A minha pergunta é a seguinte, vc conhece Ipswich? sabe se é um bom lugar?
    grato pela atenção

    • 16/04/2016 7:14

      Olá mykekraemer, obrigado pelo elogio.

      Conheço de passagem, não sei exatamente como é a cidade. Mas considerando que já possui uma proposta e que as coisas aqui em termos de funcionalidade são bem parecidas na maioria das cidades acredito que não terá problemas. O diferencial maior é entre Londres e outras cidades que não seja Londres.

      O bom é que não estão longe de Londres para aproveitarem passagens e pacotes com preços acessíveis para viajar pra qualquer parte do mundo. Tem uma estrada que liga direto a Londres e também tren.

      Pelo que eu sei, essa é considerada a cidade mais antiga habitada da Inglaterra, há uma disputa com Colchester. De qualquer forma, estará rodeado de história do Império Romano, anglo-saxões e vestígios da Escandinávia e Holanda. Isso se gostar de história, claro.

      Vale a pena dar uma pesquisada sobre o que tem pra fazer no dia a dia por que o funcional básico funciona como em qualquer outra cidade (saúde, transporte, segurança, educação, moradia e alimentação).
      Boa-sorte com sua decisão!

  21. 19/04/2016 2:13

    Olá Rogério, boa noite. Meu marido tem como tirar a cidadania portuguesa e estou tentando convence-lo de irmos morar na Inglaterra. Ele fala muito bem inglês, eu que não falo praticamente nada e também temos um bebê e uma gatinha. A família toda iria. Ele tem muito receio de largar tudo aqui para ir, eu entendo, ainda mais que eu não poderia trabalhar por causa do nosso filho. Aqui ele trabalha como motorista.

    Que dicas você poderia me dá para convence-lo? Será que só ele trabalhando conseguiria sustentar nos 3? Seria muito difícil conseguir emprego logo no 1 mês? Qual cidade e bairro você indicaria?

    Adorei o blog. Agradeceria muito se respondesse as minhas perguntas.

    • 22/04/2016 6:55

      Muito pessoal isso, não acha?
      A mudança, pra qualquer local que seja, mesmo ai no Brasil de uma cidade onde não conhece ninguém não é fácil. Vai depender muito de querer e compreender até começar a conhecer as pessoas lugares e como funcionam as coisas.

      Eu sou curioso por natureza, e já morei em várias partes do Brasil e fora do Brasil, eu gosto e agradeço o universo por minha esposa também levar jeito pra isso. Mesmo assim não é fácil, há momentos de incerteza, medo, dúvida e possível arrependimento. Se souber lidar com isso e seguir em frente, tudo é possível.

      Quanto ao bebê, não vejo dificuldades, já que aqui tudo que é para criança é bem mais em conta comparado com o Brasil. Sobre a gatinha, tem que ver as legalidades para trazê-la, aqui eles são bem restritos quanto trazer animais domésticos e o custo, para alguns, pode ser um pouco alto.

      Entendo que não deve ser fácil pensar na possibilidade de se separar dos pets.
      O seu marido na condição de motorista poderia olhar trabalho de taxista em Londres, trabalhando bastante, mas também se ganha razoavelmente bem para sustentar a família, no seu caso de ficar em casa.

      As casas seria ideal olhar algo fora do anel viário da M25 em torno da grande Londres, onde os aluguém são um pouco mais baixos dos que dentro de Londres, considerando a situação de somente ele trabalhar.
      Convencê-lo, ai já é muito pessoal e complicado, vocês tem que ter bem claro na cabeça que não é fácil, mas também é legal, se gostarem de explorar e conhecer coisas diferentes.

      O que me convence é ligar a TV e ver a programação Brasileira, só tem lixo na TV. Além da segurança, saúde, educação, transporte, moradia, alimentação, ou seja, tudo o que investimos em forma de impostos e somos totalmente enganados pelos nossos governantes.

      Boa sorte ai na decisão e successo.

  22. Marcus permalink
    26/04/2016 18:43

    Ola
    Cara quero saber se hoje compensa morar em Leicester?
    Tenho uma vontade absurda de morar na Inglaterra, porém meu inglês é básico básico, e ano que vem me formo em Ciência da Computação.
    Quero saber se pra ter uma casa ai é dificil, um emprego bom, e uma vida tranquila tbm?

    Obrigado!

    Abs

    • 26/04/2016 19:51

      Vamos fazer como o “Jack”, por partes.
      – Leicester não sei te falar especificamente, conheço de ouvir falar e não fica muito longe de Leeds. As cidades, em termos de sistema do dia a dia são bem parecidas, a diferença, tipo em dobro é entre Londres e qualque outra cidade do Reino Unido.
      – Legal a vontade, até senti daqui, sei bem como é. Voltei pro Brasil, “de vez” 4 vezes, mas olha, acho aqui melhor. Digo no quesito, honestidade, respeito e qualidade de vida. Ta frio? É preço de banana viajar para passar um fim de semana ou até uma semana em um país quente. Fato. Ponto.
      – Inglês é relativo ao grau de trabalho que está disposto a trabalhar. Quanto mais descolado você for maior é o grau e nível de trabalho. Porque ninguém vive sem trabalhar, convenhamos. Há muito estrangeiros aqui, portanto, são acostumados com sotaques estrangeiros. Fica sussa, ficar sem trampo não vai ficar, só depende do que está disposto a fazer e se tiver garra, honestidade e vontade, há oportunidades. Fato.
      – TI funciona bem daqui pra especialistas na área. Foca em um ramo específico, fica bom nisso e mostre que sabe, não tente abraçar o mundo como no Brasil é de costume ter que falar até com Jesus pra conseguir uma vaga de técnico. Se sabe e mostra os caras acreditam. Começa de baixo e vai subindo. Com humildade os caras reconhecem aqui.
      – Da pra alugar quarto e dividir casa pra começar, depois aluga uma casa. Não é impossível e também não é fácil, só seguir o que os caras pedem, claro, sem o jeitinho brasileiro que aqui isso não cola. Preto no branco.
      – Eu moro aqui há 16 anos, já me acostumei, eu gosto. Tranquilo, não sei dizer o que quer dizer especificamente. Se for questão segurança, nem se compara com o Brasil. Tem furtos? Sim há, mas é raro e sem a violência que já virou banalidade no Brasil.

      Ai entra a questão da legalidade. Se tiver alguma cidadania por parentesco de algum país da Europa, fica bem menos burocrático vir morar aqui. Outras opções são, patrocinados pela empresa contratante, mas tem que ser em uma vaga que há escacês na mão de obra aqui, senão a polícia federal dificulta pra liberar o visto.
      Estudante é bem limitado no tempi de trabalho e o curso é bem puxado, tem que ter uma grana boa pra vir como estudante. Isso no formato legal.
      Qualquer coisa que for ilegal, evite porque eles são bem rigorosos quanto a isso.

      Boa sorte e sucesso na busca de sair do Brasil pra tentar uma vida fora.

      Da uma pesquisada na Nova Zelândia que outro dia vi que estão abertos a receber profissionais brasileiros por lá.

      Outros lugares são:
      Canadá
      Austrália

  23. Lívia permalink
    05/05/2016 21:55

    Oi Rogério, tudo bem? Meu nome é Lívia e vou morar em Leeds por 4 meses pra fazer interâmbio. Estou à procura de um lugar para morar durante esse tempo. A acomodação da Universidade me lareceu uma boa opção, mas ainda é caro pra quem recebe em real, hehe. A mais barata custa £90 por semana, com contas inclusas e acesso à academia da unuversidade também. Você sabe me dizer se é comum famílias aceitarem estudantes aí? E o quanto isso custa? Ficaria mais bArato ou mais caro?
    Muito obrigada!

    • 11/05/2016 15:17

      Acho que o preço ta bom, considerando que as despesas estão incluidas.
      Tem pros e contras de alugar direto, é mais barato, mas não chega a ser tanto assim, acho que vale mais a pena se for ficar uns 12 meses.
      Tem que dar o depósito e arcar com as despesas, dai tem que registrar para pagar a eletricidade, gas, council tax, tv license, água, enfim, teria que correr atrás de fazer esses setups.
      Quanto a casa de família, pode ser que consegue sim, mas acredito que teria que ver através de alguma indicação já que sem conhecer assim fica mais difícil.
      Da uma conferida nesses sites que alugam temporariamente pra dividir com outras pessoas em situação semelhante a sua:
      http://uk.easyroommate.com/m/yorkshire-and-humberside/west-yorkshire/leeds-flatshare/listings/l
      http://www.spareroom.mobi/flatshare/leeds

  24. Silvia Coelho permalink
    10/05/2016 0:14

    Olá Rogério, sou brasileira casada com um inglês, de Surrey há 14 anos. Temos uma filha que irá fazer 13 anos em agosto… e com toda a situação econômica, política do Brasil, estamos pensando em morar na Inglaterra. A família dele, acha que não devemos ir..que aí está difícil de conseguir emprego. Gostaríamos de uma orientação de cidade para morar com custo de vida mais baixo que Londres, perto de Surrey e com boas oportunidades de emprego. Será que você pode me ajuda? Muito obrigada, Silvia

    • 11/05/2016 15:22

      Bom, eu acho que estão equivocados. Há empregos sim. O que está acontecendo é uma transformação econômica, assim como em todo o mundo, porém a diferença aqui e extremamente diferente do que a do Brasil em termos de qualidade de vida e custo de vida baseado no salário mínimo. Está em uma situação, de longe, bem melhor que a atual do Brasil. Isso é certeza.
      Agora tem que ver a disposição de trabalhar, se quiser mesmo trabalhar tem empregos de todos os níveis de conhecimento, qualificação e nível de Inglês.
      Londres e suas redondezas é sempre mais caro. Essa região é muito bonita e sempre mais quente uns 4-5 graus comparado ao restante da ilha.

  25. Caroline permalink
    15/05/2016 20:52

    Oi Rogério, adorei seu blog! Meu pai mora em Leeds (ele tem cidadania italiana), e eu e meu marido estamos pensando em morar lá, pois o ramo dele (off shore) está completamente enfraquecido no momento. Existe a possibilidade de eu conseguir tirar a dupla cidadania diretamente na itália, para eu e meu marido residirmos legalmente na inglaterra? E é muito difícil entrar no país, com relaçào a visto, imigração, etc? Agradeço desde já ☺️

    • 16/05/2016 8:21

      O ideal seria buscar um contato na Itália para lhe auxiliar e orientar nesse quesito. Eu não possuo conhecimento detalhado e acertivo na Itália já que fazem 11 anos desde que fomos para Itália resolver essas questões.
      Com relação a visto, contando que obtenha a cidadania não vejo dificuldades, aliás, nem visto é necessário.
      Boa sorte e sucesso no novo desafio.

  26. Rodolfo permalink
    16/05/2016 20:27

    Boa tarde camarada!
    Recebi um convite de um amigo para tentar a vida em Oxford.
    Ele me disse que há muitas vagas de emprego, não posso ir sem saber, pois minha sobrevivencia depende diretamente de um emprego por lá.
    Você conhece algo sobre a cidade? Se é uma boa alternativa?

    • 19/08/2016 8:02

      Bom dia Rodolfo. Já passeamos em Oxford, a muito tempo atrás. Até onde eu sei Oxford é uma cidade Universitária, não muito grande a e receptiva no quesito estrangeiros.

      Existem vários sites de busca de emprego aqui, mas o que considero mais completo é o da empresa Reed. http://www.reed.co.uk

      Se estiver buscando na área de TI, se seu Inglês for razoável e estiver documentado sem restrições de trabalho, acessa meu blog onde meus contatos compartilhar vagas de empregos focado na área de analista como Software Testing, Business Analyst, Project Manager, Developer e Product Owners. http://www.rogeriodasilva.com

      Eu particularmente prefiro qualquer cidade que não seja Londres. Gosto de Londres somente para passear, não pra morar.

  27. David permalink
    21/05/2016 2:45

    Olá Rogério, parabéns pelo blog. Gostaria que você falasse um pouco sobre o custo de vida em sua cidade, e se é possível conseguir um emprego com inglês intermediário. A insegurança no Brasil, corrupção e desrespeito por parte dos governantes me deixa triste e desanimado. O meu sonho é morar em uma cidade como a sua e proporcionar ao meu filho como você mesmo disse, qualidade de vida. Obrigado.

    • 19/08/2016 8:09

      Obrigado. Entendo como é ai no Brasil, já passamos por várias situações de altos e baixos.
      Em resumo, depende do que está disposta.
      Se for solteira e estiver disposta a dividir casa, aqui é super normal, com um salário mínimo consegue viver razoavelmente bem.
      Ai se for de balada, e sair bastante, tem que fazer umas horas extras, não é dificíl arrumar um trabalho que lhe permite isso, e é possível trabalhar em dois empregos.

      Um casal ganhando o salário mínimo consegue morar sozinho, em um apartamento ou uma casa simples e viver bem, se quiserem dividir casa também é possível.

      O Inglês é importante, mas é possível trabalhar com o Inglês limitado, depende da sua disposição, objetivo e foco. Paciência também é importante e com certeza com perseverança e humildade em qualquer lugar conseguirá um emprego e ir crescendo a medida em que vai conhecendo mais pessoas, se aclimatizando com o ambiente, cultura e trabalho.

      É simples, mas não é fácil. Não é impossível, mas também não lhe cai de mão beijada.

  28. 18/08/2016 23:51

    Olá Rogério, parabéns pelo post. Estou decidido a morar com minha familia na Inglaterra, na verdade, estamos voltando, pois moramos em Londres por 7 anos (de 1999 a 2006). E pesquisando muito, achamos a cidade de Leeds bem interessante e também não queremos Londres mais, pois parece que mudou bastante desde que a deixamos. Queria saber mais informações sobre transporte publico em Leeds, escolas (tenho uma filha de 13 anos), escola de inglês pra minha esposa, etc..
    No momento tenho um curso de ingles especializado em aulas individuais e tenho planos de continuar com ele mesmo aí em Leeds. Pretendo focar em aulas via Skype e queria saber como faço para abrir uma empresa aí em Leeds, no caso, uma microempresa.

    Obrigado pela oportunidade,

    Forte Abraço

    Christian

    • 19/08/2016 8:31

      É bem como comentei aqui antes, eu gosto de Londres somente para passear, para morar eu não me vejo nela.

      Leeds é bacana, uma cidade não muito grande e não muito pequena. Há uma grande quantidade de estrangeiros devido as Universidades e por ser o centro de muitas multinacionais. Isso atraí pessoas do mundo inteiro.

      O transporte público é bom, bem servidos de ônibus, trains e estradas excelentes.

      Acredito que fazendo uma capanha legal no Facebook, seu blog e conversando e enturmando em comunidades Brasileiras conseguirá exercer o seu trabalho freelance. Aqui é bem aceitável o autonômo e portanto não se acanhe quanto a isso.

      O que é necessário fazer é registrar junto ao governo o NI National Insurance number – https://goo.gl/e5Snar, que é equivalente ao nosso CPF, onde é recolhido a contribuição a partir da renda, como trabalha freelance a contribuição é voluntária, digo, você que tem que ir e declarar. Não sei exatamente os valores poir eu não me enquadro nessa categoria.

      Eu sou autônomo também, mas de uma forma diferente, eu tenho uma empresa de consultoria, uma empresa limitada onde possuo contador e registro de VAT, mas essa categoria não é logo de imediato a mais indicada, até você construir sua clientela e ter uma quantidade razoável de receita.

      Eu acredito, se me permitir, que a sua estratégia seria Facebook, entrar em grupos e postar banners oferecendo o seu trabalho, acredito que já deve fazer algo parecido. Além de ser uma excelente plataforma para ads pagos, o custo benefício e retorno de investimento é excelente, mas não vou entrar em detalhes aqui que foge um pouco do assunto.

      Há também alguns sites, que eu inclusive uso tanto para divulgar o meu trabalho quanto para requerer profissionais quando tenho projetos múltiplos, ainda mais agora com a minha primeira baixinha vindo ao mundo eu tenho que terceirizar muita coisa. Escrevi um post outro dia no meu blog sobre sites assim, da uma conferida aqui – http://goo.gl/cFvSCC O post está voltado a Software Testing porque é o ramo que trabalho, mas há uma infinidade de possibilidades lá inclusive tradução e tudo que outras línguas trazem com isso.

      Caso partit para emprego ou outro membro de sua família preferir, acessa o site de empregos, que considero um dos mais completos aqui – http://www.reed.co.uk Há outros, não se limite apenas nesse.

      Quanto a escola para sua filha é tranquilo, ela terá que estudar, é obrigatório. Portanto assim que chegar, logo nos primeiros dias a escola é prioridade, tem que ir no council e registrar ou ir direto na escola mais próxima, que aliás tem que ser a mais próxima de casa. Não sei exatamente como funciona porque nossa filha ainda nem nasceu, 😉

      Boa sorte na decisão e mudança que sabemos o quanto é empolgante, com um pouco de medo, transformação cultural e mudança de rotina. Mas se vierem todos com a mente aberta e se ajudarem com certeza toda a novidade vai ser gostoso e divertido, mesmo nas dificuldades.

      Sucesso pessoal e até mais.

  29. 27/10/2016 20:14

    Ótimas dicas,eu e muito esposa vamos morar em Epson perto de Londres ,ela morou lá por 12 anos,e está aqui a 4 anos no Brasil,fico com medo de não conseguir emprego ,de não se adaptar gostaria de sua opinião falo inglês britânico básico ,tô aprendendo

    • 28/10/2016 15:55

      Vem com a mente aberta e seja curioso.
      É uma oportunidade de vivenciar o novo.
      A qualidade de vida é diferente em diferentes aspectos.
      Vale a pena experimentar pra no futuro não se arrepender.

  30. Stela Rezende permalink
    11/01/2017 18:04

    Rogerio, li seu post.. e gostei muito.. meu namorado quer muito q eu aceite a ideia de morarmos na inglaterra por pelo menos 2 anos, para trabalharmos e conseguirmos juntar algum dinheiro e voltar p o Brasil, vc acha que mesmo sem indicação nenhuma a gente consegue trabalho.. ele fala ingles eu não falo nada, mas trabalho pra mim não seria problema nenhum, desde limpeza a atendente de pub… vc acha que dá certo ?

  31. 30/01/2017 12:46

    Oi tudo bom ? Sou recém formada em engenharia elétrica e meu namorado em contabilidade, queremos muito ir mora na Inglaterra, temos chances de atuar na área que se formamos?
    Obrigado pelas dicas amei seu post

  32. Cristina permalink
    04/03/2017 13:57

    Olá, Rogerio! Como está a situação do país hoje, visto que este texto é de 2014.hehe Ainda vale a pena morar aí? A situação aqui no Brasil, só piora…
    Já tenho como objetivo visitar alguns países antes de fixar residência como estudante. E a Inglaterra sempre esteve na minha lista. Acho um país lindo! Porém, tem a Austrália, que é um país maravilhoso também. Ainda não conheço nenhum dos dois. E tenho essa dúvida: na prática, comparando, qual seria “melhor” de se viver em termos econômicos, de infraestrutura e segurança e oportunidades?
    Dá para se viver trabalhando em casa? Por exemplo produzindo produtos ou alimentos para venda? Como bolos, doces…
    Vocês moram em Londres, né? Já vi que o custo é alto. Indica alguma cidade perto mas que tenha uma boa infraestrutura?
    Ficaria muito grata com sua resposta!
    Um abraço!

    • Cristina permalink
      05/03/2017 13:56

      Ah, uma coisa que esqueci de comentar, é que tenho 3 gatinhos! Teria que levá-los. Por quanto tempo eu posso morar sem visto de estudante? Pois eu teria que alugar uma casa ou Ap só para mim por causa deles… fazer intercâmbio e pagar residência sozinha ficará muito caro… outra coisa: eu jogo Tarô também. 🙂 Tem mercado para esta função aí? Seria uma forma de me manter financeiramente, também.

      • Cristina permalink
        05/03/2017 14:26

        Corrigindo: desculpa! Tu moras em Leeds! Falei Londres. Acho lindo o condado de Yorkshire! Adoro cidades Medievais, campo e litoral também. Indicaria alguma cidade boa no litoral? Pesquisando na internet, se tem muitas opções, cada uma mais incrível! 😊 Muito obrigada e desculpa o textão!

      • 06/03/2017 1:09

        Brighton, Portsmouth, Southhampton.

      • 06/03/2017 1:05

        É verdade. Muita coisa mudou desde então.

        Desde o referendo, a insegurança para estrangeiros ronda nossas vidas.
Mão de obra paga-se razoavelmente bem, especialmente fazendo trabalhos assim. Como qualquer negócio há um período de incerteza, mas com certeza com o tempo e persistência tudo da certo.

        Austrália, Nova Zelândia e Canadá estão aparentemente mais receptivos, assim ouço pessoas comentando. Pelo menos comparando UK vs Brasil.

      • 06/03/2017 1:08

        Sobre trazer animais, acredito que seja possível. Só precisa pesquisar como funciona. Como eu nunca fiz isso não tenho idéia de como fazer.
        Para oferecer serviços, não sei como é o seu nível de conversação em Inglês, o ideal é ir pra Londres, tem bastante Brasileiro por lá que poderia estar oferecendo esse tipo de serviços. Eu não tenho experiência com tarô. Não sei lhe dizer. Sinto muito.

  33. Cristina permalink
    09/03/2017 13:22

    Olá, Rogério! Muito obrigada!

    Me clareou bastante!! Vou pesquisar bastante! Agora o meu objetivo é uma volta ao mundo. Um ano sabático, mas levando meus gatinhos, claro! Me devo este presente! hehe Um Abraço!

  34. Lidia permalink
    16/03/2017 13:13

    Ei Rogério bom dia.. legal seu blog! Gostaria de algumas informações.. Meu marido está para ir para Portsmouth fazer um pós doutorado e queria que eu e meu filho fossemos também para trabalhar, aprender inglês.. a princípio por um período de dois anos. É fácil arrumar trabalho por ai? Eu tenho 33 anos e meu filho 19.. No caso de moradia, andei lendo algumas coisas que falam que moradia em Londres é muito caro.. Em Portsmouth também? Li que uma alternativa seria dividir espaço com outras pessoas mas não achei muito legal a idéia de dividir banheiro, cozinha … No caso,um apartamento simples, tipo uma kitchnet seria muito caro? Desde já agradeço. abç

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: