Skip to content

100 observações de uma brasileira nos Estados Unidos

15/12/2014

EUARenata Kotscho Velloso
San Francisco, EUA
 

Morando na Califórnia há 3 anos e meio já deu para conhecer algumas curiosidades aqui dos Estados Unidos. É provável que nem todas se apliquem ao país inteiro, afinal, como o Brasil os EUA tem dimensões continentais e muita diferença entre os 50 estados que compõem o país. Aliás se a gente for incluir a 101ª observação sobre os Estados Unidos é que apesar do patriotismo os americanos se identificam pelo Estado quando estão fora do país. Por exemplo, se você encontrar um americano em Paris e perguntar de onde ele é mais provável que ele vá te dizer que é da Flórida, ou da Califórnia e não dos Estados Unidos.

Trânsito

Aqui quando não pode entrar no sinal vermelho tem aviso, já que a regra é que pode.

Aqui quando não pode entrar no sinal vermelho tem aviso, já que a regra é que pode. Fonte da Imagem: SFCitizen.com

  1. Aqui nos EUA as pessoas usam muito menos a buzina do que no Brasil. A buzina é usada apenas para evitar um acidente e não para reclamar com o outro motorista. A maioria dos motoristas aqui também não sabem que o carro vem equipado com seta, para você avisar para onde vai entrar…
  1. Já os bombeiros e ambulâncias fazem muito barulho por aqui. Se você assustar toda vez que ouve uma sirene de bombeiro vai passar o dia tenso. Por outro lado nunca vi comboio transportando presidiários aqui, algo que me irritava bastante em São Paulo.
  1. Aqui nos EUA tem bem menos sinais de trânsito, ou faróis, do que no Brasil. Mas a cada esquina tem um sinal de PARE em que você tem que parar mesmo, com as quatro rodas. Não vale dar aquela brecadinha e seguir andando.
  1. Aqui nos EUA é permitido você entrar a direita mesmo quando o sinal está vermelho. Já quando o sinal está verde, ele abre para os pedestres ai fica mais difícil entrar a direita do que quando o sinal está vermelho…
  1. Aqui nos EUA não existem radares de trânsito que multam automaticamente. Para você receber uma multa de trânsito você tem que ser parado por um guarda que vai te dar a multa. Algumas vezes o guarda não te pára simplesmente, ele vai atrás de você com todas as luzes e sirenes ligadas, igual em filme. Tomar multa de trânsito aqui é uma coisa bem mais grave, pode até dificultar você conseguir um emprego.
  1. Aqui nos EUA não existe vagas para grávidas ou idosos, nem atendimento especial para eles ou mães com crianças de colo. Só deficientes físicos tem vagas a atendimento especial e ninguém usa a vaga deles, até porque a multa é bem alta.
  1. Aqui nos EUA você pode tirar a carteira de motorista com 16 anos, por outro você só pode consumir bebida alcóolica depois dos 21 anos. As regras de trânsito são mais rígidas para quem tem menos de 18 anos.

 

Alimentação

Buffets onde você pode comer quanto quiser fazem sucesso nos EUA. Fonte: wordpress.monmouth.edu

Buffets onde você pode comer quanto quiser fazem sucesso nos EUA. Fonte da Imagem: wordpress.monmouth.edu

  1. Aqui nos EUA são muito comuns os restaurantes do tipo “all you can eat” em que você paga um preço fixo e come o quanto quiser, ou “kids eat free” onde as crianças não pagam. Em qualquer lugar tirando os restaurantes super refinados as porções são enormes, então mesmo quando não é preço fixo acaba sendo “all you can eat”. É bem raro você conseguir matar um prato inteiro servido aqui.
  1. Por isso aqui nos EUA as pessoas costumam sair dos restaurantes com caixinhas de comida para requentar e comer depois. Isso é comum até nos restaurantes caros. O garçom sempre vem perguntar se você quer que embrulhe.
  1. Aqui nos EUA o serviço não está incluído na conta, mas é considerado uma ofensa grave se você não deixa gorjeta, em torno de 15 a 17% do valor da refeição. Se você não deixar gorjeta o garçom vai entender que você achou o atendimento péssimo e que nunca mais vai voltar. É melhor que não volte mesmo, porque ele vai lembrar de você.
  1. Aqui nos EUA as pessoas costumam comer comida quente no café da manhã mesmo quando estão em casa. Ovos, bacon, panquecas, waffle e mingau de aveia são os campeões de audiência. Uma mãe americana que se preza prepara um bom café da manhã quente para a família (mesmo que seja colocando tudo semi pronto no microondas).
  1. Já no almoço em geral os americanos comem comida fria, tipo sanduíche ou salada, ou então pizza, que é mais consumida aqui no almoço do que no jantar.
  1. Aqui nos EUA as pessoas comem pizza com as mãos e os ingredientes são os mais inusitados misturando várias proteínas. Tipo pizza de salame com carne moída e frango. E os molhos também são diferentes, tem pizza com molho de tomate mas também tem pizza como molho pesto, barbecue entre outros.
  1. Na maioria das casas aqui nos EUA a mesa de jantar é usada para qualquer coisa menos para sentar a mesa e jantar. Em geral as pessoas preparam seus pratos na cozinha e vão comer na sala ou nos seus quartos, cada um no horário que está com vontade.
  1. Os americanos estão sempre atrás de uma nova dieta milagrosa e elas acabam virando moda nos restaurantes e nos supermercados. Antes você achava tudo light, depois tudo sem carboidrato e agora é tudo gluten free.
  1. As pessoas que tem mais dinheiro acabam tendo uma alimentação mais saudável. É moda comprar orgânicos na feira, por exemplo, mas é bem mais caro do que comprar uma lasanha congelada pronta no supermercado.
  1. O que as pessoas chamam de churrasco aqui nos EUA normalmente é hambúrguer e hot dog na grelha, as vezes rola uma costelinha de porco. Picanha você só encontra se for em um açougue especializado. Os cortes de carne aqui são bem diferentes.

 

Drogas

Maconha: com receita médica dá pra comprar pela internet e receber em casa. Fonte: correodelorinoco.gob.ve

Maconha: com receita médica dá pra comprar pela internet e receber em casa. Fonte da Imagem: correodelorinoco.gob.ve

  1. Aqui nos EUA várias estados já aprovaram a maconha para uso medicinal. Aqui na Califórnia se você tem uma autorização médica para comprar cannabis (o que você faz em uma consulta rápida) você pode inclusive comprar para delivery pela internet.
  1. Os EUA é um dos poucos países, além na Nova Zelândia, em que as indústrias farmacêuticas podem anunciar remédios vendidos sob prescrição direto para a população. E eles anunciam MESMO. Tem muito anúncio de remédio na mídia aqui, e também muito anúncio de advogado oferecendo serviços para processar médicos, hospitais ou fabricantes de remédio.
  1. Isso não é uma regra no país todo, mas aqui na Califórnia quase ninguém fuma. O cigarro é associado a pessoas de baixa renda, então não é moda fumar. Quase ninguém tem cinzeiro em casa.

 

Educação

Escolas Públicas são a regra nos EUA. Mas educaçnao superior só pagando, e bem caro. Fonte da Imagem: Renata Velloso

Escolas Públicas são a regra nos EUA. Mas educaçnao superior só pagando, e bem caro. Fonte da Imagem: Renata Velloso

  1. Aqui nos EUA a grande maioria das crianças estudam em escola pública, mesmo as mais ricas. Mas existe uma grande diferença de qualidade em relação as escolas públicas dos bairros ricos e as dos bairros pobres.
  1. Os pais participam ativamente da vida escolar dos filhos e contribuem financeiramente e com seu tempo nas escolas dos filhos e é isso que acaba diferenciando as escolas públicas dos diferentes bairros. Alugar uma casa aqui em um bairro com escolas excelentes pode custar o dobro de um bairro com escolas piores, mesmo que sejam em ruas lado a lado.
  1. Aqui nos EUA todos os alunos estudam cerca de 7 horas por dia. As escolas começam em torno das 8:30 e liberam as 15:30. Algumas escolas oferecem atividades entre 15:30 e 17:00, mas essa hora extra é paga (bem paga).
  1. Aqui nos EUA a aula de educação física tem a mesma importância e a mesma carga horária do que as outras matérias, como ciências e estudos sociais. Em geral tem aula de educação física 3 vezes por semana, e as avaliações valem nota, como as outras.
  1. Nas escolas aqui nos EUA as classes são dos professores e não dos alunos. Então os alunos vão mudando de sala para fazer cada matéria. E a classe não é a mesma, ou seja, você pode fazer matemática com uma turma e inglês com outra. As classes em geral são formadas pelos níveis dos alunos, ou seja, você pode estar em uma classe “normal” de inglês e numa classe “avançada” de matemática.
  1. Aqui nos EUA as pessoas em geral não repetem de ano. Se você vai muito bem você é colocado em uma classe mais avançada, junto com alunos mais velhos do que você, se você vai mal, pode ser colocado em uma classe mais fraca, com gente mais nova, mas isso é feito matéria por matéria. Em geral se você é muito ruim ou indisciplinado você tem que sair da escola regular e ir para uma escola de recuperação. Isso também pode acontecer se você fica doente por muito tempo e perde muitas aulas.
  1. Aqui nos EUA as férias de verão duram quase o verão inteiro. Elas começam no meio de junho e as aulas só voltam no início de setembro. Já no meio do ano escolar, que é em janeiro, as crianças só tem 15 dias de férias e depois tem mais uma semana no começo da primavera, em abril.
  1. Aqui nos EUA não existe faculdade de graça. E quanto melhor a faculdade mais cara ela é. Alguns pais já começam a guardar dinheiro para pagar a faculdade assim que o filho nasce. Também tem gente que investe muito no esporte para tentar conseguir uma bolsa de estudos. Mestrado e doutorado também são bem caros e não rola bolsa do governo para quem está fazendo esses cursos.
  1. Aqui nos EUA as bibliotecas públicas e das escolas são super bem equipadas. As bibliotecas maiores tem salas de reunião, wi-fi grátis, café, é como se fosse um escritório compartilhado, só que de graça.

 

Esportes

"World Series" de Baseball só tem tima americano no campeonato. Fonte da Imagem: Kansascity.com

“World Series” de Baseball só tem time americano no campeonato. Fonte da Imagem: Kansascity.com

  1. Aqui nos EUA eles se consideram os melhores em todos os esportes. Por isso vários campeonatos americanos são chamados de “world series” ou “world championship” mesmo quando só tem time americano no páreo.
  1. O esporte mais popular aqui, de longe é o futebol americano, a NFL,  o segundo é o futebol americano universitário, só depois vem basquete e baseball. Os americanos são tão fanáticos pelo football que até alguns jogos dos times do ensino médio são transmitidos pela televisão.
  1. Aqui nos EUA o nosso futebol, que eles chamam de soccer é um esporte tão feminino quanto masculino. Aliás ainda tem mais menina do que menino que joga esse esporte, já que os meninos preferem futebol americano e baseball que as meninas em geral não podem jogar.
  1. Os principais times daqui levam o nome da cidade então quase todo mundo que mora em um lugar torce para o mesmo time. Mas apesar de levar o nome da cidade o time tem dono, que pode levar o time de uma cidade para outra. Por exemplo, o time de baseball aqui de São Francisco, o Giants, antes era de Nova Iorque e o dono trouxe o time para cá.

 

Relações sociais

As Kardashians são uma obcessão nos EUA. Fonte da Imagem: judiciaryreport.com

As Kardashians são uma obsessão nos EUA. Fonte da Imagem: judiciaryreport.com

  1. Aqui nos EUA as festas tem horário para começar e para acabar, e começam e terminam no horário marcado.
  1. Em geral as festas infantis são bem mais simples e mais curtas do que no Brasil. A criança convida uns 10 amigos e a festa dura umas 2 horas. Os presentes também são menores e muitas mães pedem para que as pessoas não trazerem presentes ou para fazerem uma doação para alguma instituição no nome da criança.
  1. Aqui nos EUA as pessoas não se comprimentam com beijinho e só dão abraço em quem já tem alguma intimidade. Em geral rola apenas um aperto de mão.
  1. É bem raro um colega de trabalho convidar outro para conhecer a casa, ou usar a sua casa para reuniões de trabalho.
  1. Aqui nos EUA há um sentimento de comunidade bem grande. Os vizinhos se conhecem e se ajudam. Se você precisa de alguma coisa, em geral alguém da comunidade irá te ajudar ou te emprestar.
  1. Aqui nos EUA o conceito de clube é diferente do Brasil. Existem alguns clubes aqui em que você compra o título, mas eles são muito caros e super exclusivos. Mas existem clubes mais simples em que você pode se associar pagando uma mensalidade ou mesmo só o dia, meio parecido com as academias no Brasil.
  1. Pelo menos aqui na Califórnia a comunidade gay é tratada de maneira totalmente natural na sociedade. Minhas filhas tem amigas com duas mães e com dois pais e é normal.
  1. Aqui nos EUA a opção ao aborto é considerado um direito da mulher, pelo menos nos Estados mais progressistas.
  1. Com relação a bater em crianças ainda há muita diferença entre os Estados. Tem lugar que não permite castigos físicos dos pais nos filhos, mas tem outros em que até os professores ainda podem bater nas crianças se julgarem apropriado.
  1. A religião predominante aqui nos EUA é a protestante, mas a muitas religiões convivem em harmonia. A maioria das pessoas que eu conheço frequenta alguma igreja nos finais de semana.
  1. Os americanos são obcecados por algumas celebridades. Antes era a Jennifer Aniston e a Angelina Jolie, agora é a família Kardashian. Elas estão em TODAS as capas das revistas e todo mundo sabe mais da vida delas do que dos próprios parentes.

Casa

 

A "lavanderia" aqui nos EUA fica perto dos quartos já que são as pessoas que moram que fazem o serviço. Fonte da imagem: homedesignfind.com

A “lavanderia” aqui nos EUA fica perto dos quartos já que são as pessoas que moram que fazem o serviço. Fonte da imagem: homedesignfind.com

  1. Aqui nos EUA quase ninguém tem empregada todos os dias em casa, em geral as pessoas contratam uma faxineira ou uma empresa de limpeza por algumas horas por semana. Esse serviço é pago por hora e é bem caro.
  1. Por isso a maioria das crianças americanas é educada para ajudar na casa desde de pequenas. Cada criança tem a sua lista de “chores” que são atividades que elas precisam fazer na casa.
  1. Com isso, aqui nos EUA o nível de limpeza e organização das casas é outro, se é que vocês me entendem…
  1. Aqui nos EUA quase ninguém cozinha “from scratch” ou seja, do zero. Uma vez eu estava preparando um frango assado no forno e a mãe de uma amiga da minha filha veio visitar, ela ficou impressionadíssima. É quase tão incomum quanto costurar a própria roupa.
  1. Aqui nos EUA as máquinas de lavar e secar roupa em geral ficam perto dos quartos, na maioria das casas não existe área de serviço.
  1. Nas casas americanas só tem ralo no chão do chuveiro os nas pias. Não existe ralo no chão do banheiro ou da cozinha. As pessoas limpam esses lugares com panos úmidos descartáveis que já vem com produto.
  1. Aqui nos EUA também é muito difícil achar vassoura de pelo para comprar, as pessoas não varrem a casa, no máximo passam aspirador.
  1. Alugar casa aqui nos EUA é muito fácil. Basicamente é o mesmo procedimento do que alugar um imóvel pelo Airbnb. Você fecha um contrato de uma página por email. Não existe fiador. No máximo o proprietário vai te pedir um mês de depósito. Por outro lado se você não pagar pode ser despejado no mês seguinte.
  1. Aqui nos EUA as pessoas tem o costume de limpar toda a casa e destralhar aquilo que eles não usam mais no começo da primavera. E ai eles vendem as coisas que não usam mais  fazendo uma lojinha na frente da garagem, chamado “garage sale”. Mesmo gente bem rica faz isso.
  1. Aqui nos EUA o caminhão de lixo passa só uma vez por semana. Cada casa tem direito a três tambores. O maior é para compostos orgânicos tipo folhas e cascas de comida, o médio é para reciclados e o menor é para lixo mesmo. Esse serviço é pago e você tem direito a destralhar umas coisas grandes tipos máquinas quebradas e sofás rasgados duas vezes por ano.
  1. Aqui nos EUA você também pode doar as coisas que estão em bom estado. Se você não vai usar mais um sofá por exemplo, se ele está em  bom estado você pode doar para o Exército da Salvação. É só agendar o serviço pela internet, eles vem retirar o objeto e te dão um recibo no valor que você estipular pela doação. Esse valor pode ser descontado do seu imposto de renda.

 

Dinheiro

Comprou pela internet? O pacote é deixado na porta da sua casa, sem precisar de assinatura. Fonte da Imagem: dedivahdeals.com

Comprou pela internet? O pacote é deixado na porta da sua casa, sem precisar de assinatura. Fonte da Imagem: dedivahdeals.com

  1. Aliás aqui nos EUA qualquer doação que você faz para instituições registradas você pode debitar do valor a pagar no imposto de renda. Isso explica um pouco (ou muito) porque os americanos tendem a ser super generosos com doações.
  1. Os americanos são super abertos para falar sobre dinheiro. Você pode ter acabado de conhecer uma pessoa e ele vai se sentir confortável para te perguntar no que você trabalha e quanto você ganha. Também perguntam na cara dura quanto você pagou por qualquer coisa, seja roupa, jóia ou casa.
  1. Aqui nos EUA não existe cartório. Algumas pessoas fazem um treinamento e recebem um certificado de “notary public” ou seja podem reconhecer assinatura e cobram para isso. Qualquer lojinha de correio tipo UPS tem um notary public, mas eles não devem ter muito trabalho, porque é muito raro você precisar reconhecer assinatura.
  1. Aqui nos EUA se você faz uma compra pela internet eles vão deixar o pacote na porta da sua casa e não vão pedir a sua assinatura. Mesmo que seja um pedido mais caro, tipo um tablet. No final do ano, quase todas as casas estão cheias de pacotes nas portas e ninguém mexe.
  2. Aqui nos EUA a maioria dos museus ou locais educativos para crianças tem plano de sócios anuais. Como esses lugares são fundações esses valores pagos podem ser abatidos no imposto de renda. Com o tempo eu fui virando sócia de metade dos lugares aqui da Califórnia.

Comemorações

  1. A festa mais tradicional aqui nos EUA depois do Natal é o Thanksgiving, que ocorre na última quinta feira de novembro. É nessa data que as famílias se reúnem em torno de uma mesa farta em geral com peru, purê de batata e torta de abóbora.
  1. Aqui nos EUA cada data comemorativa tem a sua decoração específica e algumas pessoas decoram a casa de acordo, fazendo decorações temáticas para o dia dos namorados, Páscoa, dia da independência, Halloween, Thanksgiving e Natal. Gasta-se muito em decoração aqui!
  1. Aqui nos EUA tirando o Natal, ano novo, Thanksgiving e 4 de julho (que é o dia da independência) todos os feriados são comemorados nas segundas feiras.
  1. Carnaval é um dia como outro qualquer aqui nos EUA ninguém comemora e eu nem ouço falar.

Patriotismo

  1. Os americanos são muito patriotas. Todos os dias de manhã as crianças fazem o juramento a bandeira antes de começar as aulas. Muita gente tem bandeira dos EUA na casa. Pela regra a bandeira só pode ficar hastiada se for iluminada a noite toda, caso contrário a pessoa tem que tirar antes de escurecer. E tem todo um jeito especial de dobrar a bandeira.
  1. Os veteranos de guerra aqui são considerados heróis nacional. Eles desfilam em carro aberto nos Memorial Day e no Veterans Day. Eles também tem atendimento preferencial em vários lugares.
  1. Os americanos em geral acham que todo mundo fala inglês. Se até nos filmes os ET’s já chegam falando inglês eles não entendem como alguém pode simplesmente não conseguir se comunicar bem com eles. Para o americano a pessoa que não fala inglês é a mesma coisa que alguém analfabeto.
Liquidação aqui nos EUA Ee pra valer. Fonte da Imagem: thebaghagdiares.com

Liquidação aqui nos EUA Ee pra valer. Fonte da Imagem: thebaghagdiares.com

Comércio

  1. Aqui nos EUA as lojas abrem todos os dias, inclusive nos domingos e feriados. Só fecham no dia do thanksgiving (para se preparar para a Black Friday) e no dia 25 de dezembro.
  1. A maioria dos Shoppings aqui nos EUA é a céu aberto. Isso está mudando um pouco e eles tem construído mais shopping centers como no Brasil, mas o modelo “outlet” ainda é mais comum.
  1. Aqui nos EUA ainda é muito comum as lojas de departamento multimarcas que vendem inclusive produtos de grifes super caras e exclusivas junto com produtos mais populares, eletrodomésticos, etc.
  1. Aqui nos EUA é muito fácil você trocar um produto e receber reembolso, na maioria das vezes te devolvem o dinheiro sem nem pedir a nota fiscal. Isso é menos comum nas lojas multimarcas porque eles querem ter certeza que você comprou naquela loja.
  1. Aqui nos EUA existem promoções de verdade, em datas determinadas. A maioria das pessoas esperam as liquidações para comprar, a não ser que seja um presente.

Trabalho

  1. Aqui nos EUA o horário de trabalho é das 9 as 5. A maioria das pessoas respeita essa regra, especialmente se tem filhos. Mas muita gente acaba levando trabalho para casa.
  1. As leis trabalhistas praticamente não existem aqui. Tudo é negociado entre o funcionário e a empresa, inclusive dias de férias, licença maternidade e décimo terceiro (que não existe aqui de maneira geral). Também não existe aviso prévio ou estabilidade no emprego.
  1. Tem muito imigrante trabalhando aqui nos EUA. Os indianos, russos e orientais são procurados para as áreas mais técnicas e que envolvem tecnologia. Já os latino americanos acabam ficando com os trabalhos mais braçais e muitos, infelizmente, acabam trabalhando como ilegais tendo ainda menos direitos.

Saúde

  1. Aqui nos EUA não tem SUS. O americano em geral acredita que fornecer saúde não é uma obrigação do governo, cada um tem que correr atrás da sua, como se fosse um carro ou uma casa.
  1. Aqui nos EUA você não consegue comprar remédio prescrito sem receita. Aliás o seu médico nem te dá a receita, ele já manda direto para a farmácia que você escolher e a farmácia só vai te vender o remédio se a receita estiver no sistema dela.
  1. Já remédios vendidos sem receita você encontra em qualquer lugar, farmácia, supermercado, loja de conveniência e até livraria.
  1. Aqui nos EUA as farmácias são enormes e vendem de tudo, decorações para casa, produtos de limpeza, comida e até roupa. A parte de remédios fica no cantinho da farmácia.
  1. Aqui nos EUA não precisa ser oftalmologista para fazer exame de vista. Isso é feito por um técnico chamado optometrista. A maioria das lojas quem vendem óculos oferecem o serviço de optometrista.
  1. Os médicos aqui também podem vender medicamento direto para os pacientes e muitos tem linhas próprias de remédios, especialmente os dermatologistas.
  1. Aqui os pais não são obrigados a vacinar as crianças. Até porque esse serviço não é grátis. A escola pede a carteira da vacinação, mas os pais tem a opção de dizer que não vacinaram porque é contra o que eles acreditam e fica por isso mesmo.

Armas

  1. Os EUA são uma nação completamente armada. Quase todo mundo tem uma arma em casa. Se alguém entrar na sua casa sem ser convidado você pode atirar. É um direito constitucional que cada cidadão tem o direito de se defender.

Tecnologia

  1. Aqui nos EUA, ou pelo menos na Califórnia, as pessoas são viciadas em tecnologia. Estão sempre buscando formas de fazer as coisas pela internet, ou através de aplicativos para o celular.

Sexualidade

  1. Ao contrário do dinheiro os americanos tem muito pudor a falar sobre sexo, em geral são super puritanos nesse sentido.
  1. Por outro lado são grandes consumidores de material pornográfico, especialmente o hard core.
  1. Como as pessoas não falam sobre isso é difícil saber, mas eu já li em alguns site que é comum um casal americano passar vários meses sem sexo.
  1. Palavrões são considerados uma coisa horrorosa, principalmente se for falado perto de crianças. Por outro lado quase todas as músicas modernas são cheias de palavrão e ai fazem uma versão “limpa” que toca da rádio e os país deixam as crianças ouvirem.

Regras

  1. As regras aqui nos EUA tendem a ser simples e rígidas. Quando alguém está fazendo uma coisa errada algum americano vai lá falar com aquela pessoa que em geral pede desculpas e pára de fazer, pelo menos momentaneamente.

Turismo

  1. Os americanos em geral preferem viajar dentro do país, de preferência sempre para os mesmos lugares. Existem programas de verão e de inverno que todo ano é meio igual.
  1. Fazer uma viagem internacional é algo que exige bastante preparação. Eles fazem todo um roteiro prévio, reservam não só hotéis mas programas e restaurantes. Já saem daqui com todo o planejamento feito.
  1. Americano que viaja para lugar menos desenvolvido é considerado super aventureiro. Em geral só jovens fazem isso. Viajar para a América Latina a turismo está para o americano assim como “mochileiro” está para o brasileiro.

Moda

  1. Aqui nos EUA (ao contrário da Itália) só tem biquinão. Maiô que avó usa no Brasil é considerado ousado por aqui.
  1. Havaiana é uma sandália como outra qualquer, o pessoal no verão entra com elas em qualquer lugar de igreja e restaurante fino.
  1. Dê uma maneira geral o americano é bem relaxado com moda e prefere o conforto ao invés da elegância.

Política

Estados Vermelhos no meio, Estados Azuis nas costas e Estados pêndulo decidem as eleições. Fonte da Imagem: danieljmitchell.wordpress.com

Estados Vermelhos no meio, Estados Azuis nas costas e Estados pêndulo decidem as eleições. Fonte da Imagem: danieljmitchell.wordpress.com

  1. Aqui nos EUA existem praticamente apenas dois partidos políticos “de verdade” os republicanos e os democratas. Os dois seriam considerados de direita no Brasil. Mas aqui os Republicanos são mais conservadores e os democratas mais liberais com relação as questões de comportamento.
  1. As eleições para presidente aqui são feitas por Estados. Cada estado tem um número de votos no colégio eleitoral e quem ganha no Estado leva todos esses votos do estado, mesmo que a eleição dentro do Estado tenha sido apertada, quem ganha leva todos os votos e quem perde não ganha nenhum.
  1. Existem Estados que sempre dão vitória aos democratas e Estados que sempre votam nos republicanos e os Estados “pêndulo” que acabam decidindo as eleições.
  1. Comunista por aqui ainda é considerado comedor de criancinha e a maioria acha que não tem nada pior do que viver em Cuba ou na Coréia do Norte.

—–

Renata Velloso é autora do Bulle de Beauté onde presta consultoria individual e em grupo para quem quer ter uma pele bonita e saudável para a vida toda. Ela também é responsável pelo projeto Doctors on the Cloud onde ensina médicos a se tornarem nômades digitais ou desenvolverem projetos que possibilitem mais liberdade na carreira.

Visite nosso Instagram e Twitter: @blogbrasilcomz Acesse e curta nossa fanpage no Facebook para mais dicas de viagem e turismo clicando aqui.

8 Comentários leave one →
  1. 15/12/2014 13:17

    Renata, eu adoro essas observações e cada uma delas poderia ser desenvolvida em um post (ou mais). Poderia discutir aqui várias delas com você.

    Seja muito grata por morar na California ! Pelo que acompanho da Fernanda Guimarães Rosa (do blog Chucrute com Salsicha) a CA bate um bolão em termos de orgânicos, vida alternativa, educação e meio ambiente. A Isabel Allende também é fã do estado.

    Os itens relacionados à alimentação são muito doidos. A mistura de proteínas, o exagero das porções, a falta de calma para sentar à mesa, a adoração por comida industrializada…
    Os estadunidenses são os mais gordos do mundo, não ?

    Mas o que me chama atenção são os números 52 / 74 / 77 (“As leis trabalhistas praticamente não existem aqui.”/ “Nos EUA não tem SUS” / “Alugar casa nos EUA é muito fácil Por outro lado se você não pagar pode ser despejado no mês seguinte.”). Eles são interrelacionados de certa maneira. Exemplo: Ficou doente – perde o emprego – não consegue pagar o aluguel e é despejado. Me parece que é uma sociedade que produz de maneira consistente muitos moradores de rua. O capitalismo na forma mais agressiva (“survival of the fittest”). Por isso não me parece uma civilização sofisticada.
    Outra coisa: são armados até os dentes e não transam o suficiente (mas são os maiores produtos e consumidores mundias de hard porn). Quanta agressividade contida…sem comentários.

    Você só consegue ver essas coisas e fazer essas observações porque veio de outra cultura. Espero que suas filhas – que talvez viverão pelo resto da vida nos EUA – tenham também um certo senso crítico sobre a cultura americana ao crescer.

    • 15/12/2014 19:15

      Pois é Ana, tentei ser balanceadas…ou seja, fazer umas críticas e também umas observações positivas. Como em qualquer lugar aqui tem coisas boas e ruins…

      Eu acho que a California é uma civilização razoavelmente sofisticada, mas não representa todo o país. Por exemplo, boa parte das empresas aqui do vale do silício oferecem benefícios acima do que existe no Brasil…como aviso prévio de 4 meses, férias de 30 dias úteis, etc…mas não há uma lei para isso, vai de cada empresa, e claro que as pessoas mais qualificadas tem os melhores benefícios.

      Beijos

  2. Maria Cristina permalink
    15/12/2014 14:19

    Obrigada Renata por seus comentários. Vivo aqui no Missouri há quase 3 anos e numa pequena cidade do interior. A casa é confortável, a cidade tem todas as “facilities” tais como hospital, Walmart. Walgreens, restaurantes, uma Universidade, etc. Sem dúvida, tudo prático, mas após viver muitos anos de minha vida no Rio e ter construído alguma coisa no Brasil, mesmo assim ainda não adaptei a viver em cidade do interior americano. A rotina é sempre a mesma, e noto que promoções e liquidações são o forte por aqui. Gostava muito do tempo em que vinha para os Estados Unidos de férias, para curtir. Aqui a americana na minha opinião trabalha muito, fora de casa e tem muitas obrigações tais como, cuidar dos filhos, do marido, da casa, enfim limpar janelas e cuidar de jardim, etc. Para uma mulher de meia idade como eu, creio que já passei dessa fase. Casei-me em 2012 e ainda prefiro o nosso estilo brasileiro de vida.

  3. Maira permalink
    15/12/2014 16:31

    Muito Legais suas impressoes Re!

  4. Touché Guimarães permalink
    23/12/2014 17:20

    oi Renata, gostei de ler tuas observações, algumas novas, outras não tão desconhecidas (sobretudo que recentemente passamos férias na California), mas sempre interessantes.

    particularmente, me chamou a atenção o item 25, sobre a maneira de se formarem as classes nas escolas, porque me parece estimular o individualismo, tipo, cada um por si. Acredito na socialização e criança tem facilidade de se interrelacionar. Mas, se desde pequeninas são colocadas num sistema ‘se vira’, o resultado é perigoso para o desenvolvimento afetivo, acho. Gostaria da tua opinião.

    não sabia que a posse de armas fosse tão fácil! assustador. E acho lamentavelmente compreensível que um povo reprimido, com alto nível de controle social, busque compensar suas frustrações através da pornografia. Compreensível e trágico.

    terminando: sim, o americano padrão desconhece que o mundo existe fora das fronteiras do país, acha que não falar inglês é algo impensável e que turista é quem vem de outro lugar, porque americano-turista de verdade, sai de um lugar pro outro…dentro dos US, of course.

    no entanto, de nosso contato e experiência com o povo americano, achamos que o que se passa na White House não exatamente reflete o que as pessoas gostariam de viver. Me engano?

    ps: nunca vimos tanto obesos num país. Estranho que, com tanto acesso à informação, o americano se alimente tão mal, né?

    abraço procê!

Trackbacks

  1. Observações de uma brasileira nos Estados Unidos da América! | misturafioapavio
  2. Segunda parte: Observações de uma brasileira nos Estados Unidos da América | misturafioapavio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: