Skip to content

Dica Cultural: Vai pra Disney? Saiba como funciona o novo fastpass.

16/01/2015

EUARenata Kotscho Velloso
San Francisco, EUA
 

Olá leitores do Brasil com Z!

Eu moro na Califórnia aqui nos EUA, mas nesse final de ano fui para Orlando visitar os parques da Disney com a minha família. Descobri que desde o início de 2014 a Disney implementou um sistema novo de fastpass que é uma forma de você evitar filas insanas nas atrações mais concorridas no parque. Como esse sistema ainda não foi muito bem divulgado achei que valia a pena escrever esse post para dar a dica.

Agora quando você compra o ingresso para os parques já pode reservar até 3 atrações por dia pela internet. Para isso você precisa abrir um conta no site da Disney, que é grátis e ter o número do seu ingresso (caso você não tenha comprado o ingresso no próprio site da Disney).

Reserva do Fastpass para os parques da Disney na  Florida agora é feito pela internet. Fonte da imagem: Wikipedia.org

Reserva do Fastpass para os parques da Disney na Florida agora é feito pela internet. Fonte da imagem: Wikipedia.org

Com a conta aberta e o número do ingresso em mãos você pode selecionar as suas 3 atrações preferidas e marcar o horário que você quer ir nelas. Com isso você acaba pegando uma fila bem menor, em geral em torno de 15-20 minutos, ao invés de filas enormes que às vezes podem passar de 2 horas nos dias e atrações mais procuradas. Vale muito a pena.

Se você está em um grupo grande, pode colocar todas as pessoas na mesma conta e assim tentar agendar todo mundo no mesmo horário. O sistema não é perfeito, e às vezes parece um quebra-cabeça mal assombrado até você conseguir colocar todo mundo juntos nas atrações preferidas, mas com paciência e boa vontade é possível programar o seu passeio nos parques usando a internet e assim aproveitar bem melhor o dia quando estiver lá.

Espero que a dica tenha sido útil para todo mundo que está pensando em visitar o Mickey. Esse sistema por enquanto foi implementado apenas nos parques da Disney em Orlando, mas deve ser expandido para a Disney da California, Paris e Japão também. Fique de olho antes da viagem!

Boa diversão!

8 Comentários leave one →
  1. 16/01/2015 8:09

    oi Renata,

    vou repassar a dica, que certamente vai servir prá amig@s.
    valeu,

  2. edujusto permalink
    16/01/2015 8:19

    Conheço gente que já usou o fastpass é me disseram que é indispensável!

    • 23/01/2015 19:46

      Sim, sem fastpass a Disney vira um inferno ainda maior hahahaha. Podendo agendar pelo computador facilita bem!

  3. 16/01/2015 8:48

    Brasucas amam a Disney, excelente post Rê !

  4. Carla - Sonhos na Itália permalink
    16/01/2015 12:03

    ótima dica, sempre ouço falar que a parte traumática do parque são as filas! Ainda bem que a tecnologia ajuda dando a possibilidade de não enfrenta-las! Ótimo! 😉

  5. Auto exilado permalink
    17/01/2015 7:47

    Eu nunca entendi adultos visitando Disney sem crianças. O que tem lá para adultos? Os americanos fazem isso também ou são principalmente estrangeiros?

    Os europeus dizem que na Disney Paris não se vê tantos adultos sem crianças como nos EUA.

    8 anos de ilhas Britânicas eu NUNCA ouvi ninguém maior de 20 dizendo que vai ou quer ir a Disney. NUNCA ouvi alguém mais velho dizendo que vai dar uma viagem a Disney ao filho. NUNCA vi uma propaganda sequer na TV ou revista ou em agência de viagem de excursões a Disney.

    Já no Brasil, eu me sentia o único a nao ter interesse. Existem até empresas de turismo especializadas nisso!

    Será que a América latina, por estar mais imersa na esfera de dominação cultural norte americana, está mais suscetível à adoração de produtos culturais de massa norte americanos do que os europeus, que não tem essa insegurança sobre sua identidade cultural?

    Exemplo: não vejo aqui na Europa o culto às marcas e logos como McDonald’s, Starbucks, e algumas de roupas.

    Não estou criticando quem gosta da Disney como adulto, Cada um na sua. Também tenho lá meus gostos incomuns. Só estou querendo entender o porquê essa diferença do que vejo aqui na Inglaterra, França e o que via no Brasil.

    • 18/01/2015 19:45

      Boa a sua observação. Eu nunca fui a Eurodisney, pessoalmente não gosto mas amigos comentaram que não há adultos solitários por lá. O que há são muitos marroquinos com muitas crianças. Os pais europeus que vão à Eudodisney são de crianças muito pequenas. Disney não é popular na Europa. Não se vê quartos decorados com pelúcias da Minnie ou roupas com estampas de Pluto, etc..

      Sobre o McDo… Fora dos grandes centros holandeses (me refiro à pequenas e médias municipalidades) tal cadeia está sempre fora do perímetro urbano, em estações de gasolina. Lógico, não tem nada a ver em cidadezinhas com paisagem “casinhas de bonecas” e art déco ter uma loja fast food toda colorida. McDo aqui é sinônimo de falta de dinheiro, só come lá quem não tem condições de comer algo apropriadamente nutricional. Alguns pais celebram o aniversário dos filhos com atividades esportivas (patinação, passeios em florestas ou laser games) e vão no fim da tarde comer umas batatinhas com os filhos e amiguinhos no McDo. Mas não é muito comum. Assim, meu primeiro filho (11 anos) comeu duas vezes na vida no McDo. Minha filha nunca. Ambos não estão perdendo nada.

    • 23/01/2015 19:45

      Sei lá, eu gosto de qualquer viagem. Gosto de ir pra Disney como gosto de fazer programas culturais, ou de passear pela natureza, ou gastronômicos…o legal é variar. O que eu acho meu estranho é o turismo de consumo…tipo visitar todos os Outlets. Mas de novo cada um na sua 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: