Skip to content

Carnaval em Leeds no Reino Unido

11/02/2015

bz_inglaterraRogério da Silva

Leeds – Inglaterra

Falar de Carnaval é fácil, quero ver falar de carnaval fora do Brasil.

“Peraí! Carnaval não é só no Brasil?”

Sinto informar que não. Não é exclusivamente do Brasil.

Essa era a minha percepção com relação ao carnaval, uma festa que influencia os quatro cantos do Brasil chegando até mesmo a influenciar economicamente o início do ano brasileiro. Uma festa, dentre tantas outras das quais nossa cultura não abre mão de espécie alguma, “faça chuva, faça sol”. Claro que há sempre algo para se comemorar, apesar dos pesares e apesar do que, como nação, consideramos importante e prioritário.

Carnaval em Leeds - Reino Unido - Inglaterra - @blogbrasilcomz

Carnaval em Leeds – Reino Unido – Inglaterra

Antes de mais nada, eu não sou muito fã de carnaval. Quando vi que o tópico do mês no Brasil com Z era carnaval, confesso que me deu até um frio na barriga. Será que sou sincero? Será que expresso minha opinião? Ou será que apenas falo o que já vi e vejo estando de fora do Brasil e conto como é aqui na Inglaterra a tal festa de carnaval?

As lembranças que eu tenho de carnaval, desde criança até quando deixei de morar no Brasil há 15 anos atrás, me fazem recordar meus pais, que antigamente eram festeiros, na década de 80. Me lembro bem das festanças.  Me lembro que não íamos às festas, ficávamos curiosos, obviamente. Pense em uma criança curiosa sobre essa tal festa de carnaval! Posso dizer o mesmo de meus irmãos.

Ficávamos na casa dos avós ou de tios/primos, enquanto nossos pais, com tios e tias saíam para a festa, momentos em que nós, crianças, ficávamos sem entender para onde iam e passavam a noite cheios de purpurina, e nos questionando: Por que os nossos pais se vestem de mulheres e nossas mães usam roupas esquisitas?

Carnaval em Leeds - Reino Unido - Inglaterra - @blogbrasilcomz

Carnaval em Leeds – Reino Unido – Inglaterra

Claro que o carnaval é fenômeno no Rio de Janeiro com todo deslumbre das escolas de samba. Me lembro da Mangueira por causa do Mussum dos Trapalhões e da globeleza pelada coberta por uma pintura que seu próprio marido faz.

De São Paulo e suas escolas de samba, a única da qual tenho recordação é Gaviões da Fiel  e da Bahia, que emenda o ano novo até a data oficial do carnaval com os trio elétricos, lembro de ver (na TV) Netinho, Daniela Mercury, Carlinhos Brown, Chiclete com Banana e muitos outros.

Mega-produções, de investimentos privado e público, para manter a alegria dessa cultura brasileira onde o ano começa somente quando a festa acaba. Onde todo mundo pode dançar, beber, beijar, beijar, beijar e muito, à vontade, sem preconceito e sem peso de consciência (sem mencionar o pudor).

Carnaval em Leeds - Reino Unido - Inglaterra - @blogbrasilcomz

Carnaval em Leeds – Reino Unido – Inglaterra

Até que faz um pouco de sentido o significado do carnaval – “festa da carne”, o período pré-quaresma, onde se pode tudo e o depois, quando todos se privam de tudo durante o período da quaresma. Claro que aí entra religião, misturada a costumes, e nem todos seguem as datas religiosas com esse intuito, porém todos seguem as datas baseando-se na festa.

Não sou considerado uma pessoa religiosa, sou meio neutro, mas respeito o ponto de vista de cada um. Acredito que pode fazer o que quiser, contanto que haja um certo respeito, e na minha opinião, a forma como o carnaval é no Brasil, e a forma como estrangeiros vêem a festa, não me fazem sentir orgulhoso da festa. Por isso nunca fui de ir.

Carnaval em Leeds - Reino Unido - Inglaterra - @blogbrasilcomz

Carnaval em Leeds – Reino Unido – Inglaterra

Além do carnaval oficial há também os carnavais fora de época; o ano inteiro tem carnaval pelo menos uma vez na semana em algum lugar do Brasil, em cada um dos 12 meses do ano. Se quiser passar o ano inteiro de carnaval, e quiser fazer um tour por todo o Brasil com muita festança e muita folia (se é que você me entende), no Brasil dá.

Hoje até música sertaneja e rock já entraram na folia do carnaval.

Aqui em Leeds, na InglaterraReino Unido, o carnaval é chamado de carnival, e com costumes trazidos pelos caribenhos, com influências africanas e francesas.

Carnaval em Leeds - Reino Unido - Inglaterra - @blogbrasilcomz

Carnaval em Leeds – Reino Unido – Inglaterra

Pode parecer meio mamão com açúcar, comparado com as mega-produções brasileiras, mas aqui vai um resumo do que é carnaval na Inglaterra e o que rola.

O carnaval de Leeds acontece em agosto, e não em fevereiro como no Brasil. Atrai por volta de 100 mil pessoas, ficando somente atrás do de Londres, que atrai por volta de 2 milhões de pessoas. Claro que não se compara com o carnaval do Brasil.

Foi introduzido em 1966 por Arthur France, e na época muitos foram contra por considerarem uma festa de baixo nível, mas ao longo dos anos provou ser uma festa atrativa e importante no calendário de festas da cidade. Hoje pessoas de todo o país, Reino Unido, Europa, América e Ilhas do Caribe, vem celebrar essa festa nos bairros de Chapeltown e Harehills. A apreciação é tamanha que hoje até mesmo tropas da rainha fazem parte do percurso, o que dá um charme e um contraste ao carnaval caribense-Inglês.

O carnaval aqui é com muita música, dança, apresentação de fantasias e comida dos mais diferentes cardápios, com muito churrasco e pimenta estilo Africano e Caribe.

Se quiserem conhecer o carnaval de Leeds, o evento mesmo acontece no dia 31 de Agosto de 2015, que é um feriado (Bank Holiday) mas há eventos relacionados, nos dias 23, 28 e 29 de Agosto 2015, prá quem quer curtir todos os aspectos do carnaval.

Lembrando que se espera curtir um carnaval como do Brasil, onde pode-se beber bebida alcoólica na rua, sair beijando qualquer um, fazer xixi na rua, entre outras coisas mais, verão que aqui é bem diferente. As pessoas se limitam à música, dança, fantasias e degustação das mais variadas comidas, além da festa ocorrer durante o dia.

O Carnaval aqui é ideal para sair com a família e passar o dia, depois ir para o parque que fica próximo fazer um piquenique.

Visite o site oficial da prefeitura de Leeds para maiores informações – www.leedscarnival.co.uk

As dicas oficiais do site são:

  • Participe
  • Dance
  • Experimente as comidas

E faça muito barulho

Leeds West Indian Carnival 2014

Esse é o panfleto do ano passado (2014) Aguardando lançamento de 2015

Confira algumas imagens tiradas do último ano por Air Adam

Flickr | Facebook

Pra chegar no ponto principal da festa, considerando que vai beber, o melhor é ir de transporte público. Não tem metro em Leeds (alguns bairros possuem trem), mas nesse caso o melhor é ir de ônibus ou táxi. Se for pegar táxi é só dizer que quer ir para o carnival, eles vão saber onde te levar. Se estiver em 4 pessoas, dependendo de onde estiver, o táxi vale mais a pena do que pagar o ônibus pois; somando-se o valor pago por todos; pode sair mais em conta e é mais confortável.

Se decidir ir de ônibus:

Para Chapeltown pegue um dos seguintes – 2, 3 ou 3A

Para Roundhay Road peque um dos seguintes – 12, 13 ou 13A

Aqui tem um mapa do centro da cidade de Leeds com as linhas dos ônibus e onde ficam as paradas.

*Normalmente pego o 2, 3 ou 3A na esquina da New Briggate com The Headrow

2 Comentários leave one →
  1. 11/02/2015 19:25

    O Carnaval é uma festa européia e antiquíssima, relacionada a festejos pagãos de fertilidade. Põe óóóó antigo nisso !
    Brasileiro fica meio perdido e achando que algo está “faltando” quando vê Carnaval na Europa. A minha primeira vez de carnaval na Holanda foi totalmente por acaso em Rotterdam. Tínhamos uma festinha de criança para ir a tarde e decidimos passar primeiro pelo centro, pois tinha muitas liquidações nas lojas. Vimos algo que se parecia a uma “parada”. Muita gente de Curaçao, Bonaire, St. Maarten e do Suriname em plumas e paetês. Animação forçada. Muuuuito aquém do carnaval do Rio, parecia uma arremedo das festas brasileiras e com aquelas musiquinhas do Caribe. Cheio de bolsões “vazios” na rua durante o desfile. Os transeuntes (adoro usar essa palavra) super desanimados, fazendo cara de paisagem. Brochei total. Porque vamos combinar: o Carnaval no Brasil é anabolizado, dedo na tomada pra receber choque de mil volts. A revolta mesmo foi depois quando fomos a tal festinha e uma holandesa me disse: “Se sentiu em casa né ? O Carnaval de Rotterdam deve ser igualzinho ao do Brasil”. PELAMORRRRR !!!

  2. 12/02/2015 21:23

    gosto de aprender e teu post trouxe novos fatos, texto muito interessante!
    também achei excelente a pesquisa de opinião: mais diálogo com o leitor.
    parabéns, Rogerio.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: