Skip to content

Autores convidados: De Porto Alegre para o velho mundo!

20/02/2015

Hoje como autora convidada apresentamos a Isis, que conta um pouco sobre sua vida de expatriada. 
bz_alemanhaIsis CansiFrankfurt, Alemanha

Nunca parei muito tempo em um mesmo lugar. Desde pequena, por causa do trabalho do meu pai, nossas estadias em uma cidade eram, em média, de 3 anos. Isso nunca ajudou muito a fazer amizades duradouras, mas foi ótimo pra desenvolver minha independência e adaptabilidade.

Até o final da faculdade minhas andanças se restringiram ao meu estado, Rio Grande do Sul, mas não demorou muito pro coração pedir um pouco mais.
Em 2008 surgiu a oportunidade de ir pra Londres. Uma amiga estava indo por uns meses e pensei: é agora ou nunca!
Em dois meses arrumei escola, visto, passagens aéreas e fui-me embora cheia de sonhos, mas também medo. Como seria viver em um país do outro lado do mundo?
Ao desembarcar no aeroporto e encarar mais de 2h na imigração com direito a raio-x confesso que queria dar meia volta e ir pra casa deitar no colo da minha mãe. O que aconteceu com o meu inglês intermediário?
Londres - Inglaterra

Londres – Inglaterra (foto arquivo pessoal)

O início não foi fácil e muitas vezes me perguntei o que eu estava fazendo ali. Na primeira semana arrumei um emprego de rua, fazendo pesquisa com brasileiros (tinha que ficar ouvindo as conversas dos transeuntes e abordar os que falavam a minha língua). Também fiz faxina, fui atendente no Mc Donalds, fui garçonete em casamentos judeus, e me acomodei como funcionária de uma loja de comida natural.

Estudava 3h por dia, trabalhava 8 e assim quase 3 anos se passaram, meu inglês foi de intermediário a fluente, minha experiência de vida também! Fiz mil amizades, algumas relâmpago e outras que duram até hoje, dividi casa com mais 7 pessoas e um mísero banheiro, fiz mais festas nesses 3 anos do que nos outros 29 de vida que tenho e conheci o amor da minha vida!

E foi assim, num dia de escola nada comum que o destino traçou pra mim novos rumos. Aquele cara lindo e bacana que entrou na minha turma ficaria em Londres apenas por mais 1 mês, mas foi o tempo que precisávamos para nos conhecermos. Ele voltou pra Alemanha, seu país de origem. Foi iniciar o mestrado em Köln (Colônia). Um ano depois, cansados de gastar uma fortuna em passagens, resolvemos morar juntos e lá fui eu para a cidade do Karneval alemão.

Permaneci em Colônia por 18 meses. Cidade de estudantes, com muitos bares, coktails bem acessíveis e gente de tudo quanto é lugar.

Em 2012 decidimos dar uma chance ao Brasil. Arrumamos empregos, casamos, meu marido aprendeu português e tivemos um filho. Mas a vida nas terras tupiniquins nunca foi fácil e em setembro de 2014 decidimos que teríamos melhores condições de criarmos nosso filho na Europa do que no Brasil e assim regressamos. Após 3 meses morando em Würzburg, cidade natal do meu marido, nos mudamos pra Frankfurt. Essa foi a minha 15 mudança e espero que pelos próximos anos seja a última!

Frankfurt - Alemanha

Frankfurt – Alemanha (foto arquivo pessoal)

Londres é de todos os lugares em que vivi a cidade mais multicultural. Também é a mais cheia de brasileiros. Basta pegar o metrô uma vez para ouvir pessoas conversando nas mais variadas línguas. Mas não se engane! Embora o número de turistas seja impressionante em todos os meses do ano quem vive por lá está sempre em “modo de trabalho” e isso significa estar sempre correndo, mesmo nos finais de semana. E não é só com a direção do transito que você deve se acostumar! É bom lembrar que os ingleses deixam sempre o lado esquerdo nas escadas rolantes livre para aqueles que estão com muita pressa. Ficar parado só do lado direito!

Em  Colônia a vida é bem diferente. O número de turistas e imigrantes não é tão grande e a vida não é tão corrida. Você não vai encontrar brasileiros em tudo quanto é lugar, mas se sentir muita falta da terrinha pode ir em um dos restaurantes ou bares brasileiros atrás daquele pastel de carne ou daquela coxinha. A vida noturna é bem agitada nos bares e os cocktails tem fama de qualidade e preço baixo comparado a outras cidades da Alemanha e Europa.

Já Frankfurt é a cidade do trabalho! Muita gente de terno e gravata, muita correria. Afinal de contas estamos no maior centro financeiro da Europa. Também é a cidade mais “internacional” da Alemanha e a menor metrópole do mundo. Dados apontam que uma em cada três pessoas que aqui se encontram não tem um passaporte alemão e mesmo assim eu não encontrei por aqui bares, casas noturnas e restaurantes onde a maioria dos frequentadores são brasileiros como há em Londres. Parece que aqui os estrangeiros estão mais inseridos na cultura local.

Alemães e ingleses, de um modo geral, trabalham muito e bem. As empresas aqui, ao contrário das brasileiras, investem muito em seus funcionários e esperam que este permaneça ali por toda a sua vida profissional. Mas isso é conversa para um próximo post.

Devo dizer que de todas as cidades em que ja vivi o lugar do meu coração é Londres. Um dia quem sabe eu volto pra lá. Ou me apaixono por outro lugar! Vai saber porque caminhos a vida ainda vai me guiar? Dessas andanças todas uma lição eu levo pra vida: se você está com o coração aberto para o novo você se adapta em qualquer lugar do planeta… e é feliz!

Até mais!

29 Comentários leave one →
  1. Carla Guanais permalink
    20/02/2015 10:04

    Olá Isis! Seja bem-vinda! Ótimo conhecer um pouquinho mais de você e saber seu percurso até chegar à Alemanha. Sempre temos um lugar preferido, não tem jeito. Mas já estou curiosa para saber tudo sobre esse país. Beijo

  2. marilise.cansi@hotmail.com permalink
    20/02/2015 11:36

    Parabéns pelo seu percurso, são verdadeiros atos corajosos que você escolheu e desejou percorrer, são poucos que têm a determinação que você teve e continuas tendo. Parabéns de sua clareza, objetividade e perfeição de escrever, deveria investir nisso. Bjs querida e espero ler mais comentários seus.

  3. Sabrina Cansi permalink
    20/02/2015 11:56

    Adoro a tua história, e foi ótimo poder ler toda ela aqui.
    Muita sorte nessa nova etapa da vida, espero que aos poucos teu coração vá se apaixonando por Frankfurt também.
    Beijos!

    • 26/02/2015 15:34

      Obrigada! Muitas coisas só são possíveis quando sabemos que temos pra onde voltar se tudo der errado.

  4. 20/02/2015 12:07

    Oi Ísis, bem-vinda ! Vamos adorar ter de novo uma colunista da Alemanha, país tão importante na Europa.

  5. Luana Rocha permalink
    20/02/2015 14:42

    Parabéns Isis, lindo texto e uma linda história de vida! Muito sucesso para vc.
    Bjus

  6. 20/02/2015 14:57

    Eis que eu morei com a Isis nesta mesma casa de 7 pessoas e 1 banheiro e foram meses incríveis 🙂
    Grande pessoa, profissional dedicada e baita mãe agora!
    Londres tem uma sensação de temporalidade, em ciclos de 6 meses por exemplo tudo muda: amigos, focos, vizinhos, tudo. A mais cosmopolita das cidades européias realmente está sempre em trânsito e o ritmo é frenético, como se vivêssemos anos em meses. Eu mesmo amadureci tanto, dos meus medos do primeiro país estrangeiro às curiosidades e descobertas do meu 37º. Tudo muda, inclusive nós mesmos.
    Boa sorte neste novo destino Isis!!!! Tudo de muito incrível pra ti! X

    • 26/02/2015 15:37

      A melhor coisa que se leva na bagagem são os amigos e as experiências compartilhadas. Obrigada por fazer parte delas!

  7. 20/02/2015 17:19

    oi Ísis,

    tem gente acomodada, fechada em casa, e gente que olha para a janela e voa. A comunidade dos ‘voantes’ é pequena, se pensamos quantitativamente, mas nos reconhecemos durante os trajetos, né?

    bom que você tenha aterrissado no blog, seja benvinda. Somos aves bem raras, com particularidades e personalidades diferentes mas compartimos a busca por lugares onde possamos viver bem e tranquilos.

    assim, cá estamos, do outro lado do mar.
    espero que nos veremos.

    ps: sou mais Alemanha que Inglaterra…

    • 26/02/2015 15:38

      Obrigada! Talvez hoje, casada e mãe eu descubra que também prefiro a Alemanha. Vamos ver!!

  8. Vanice Ribeiro permalink
    20/02/2015 17:44

    O mundo se torna pequeno para quem pensa grande. Parabéns pela linda família que formastes e pela linda história de vida. Sucesso

  9. 20/02/2015 21:40

    Parabéns filha pelo feliz pedaço de tua caminhada. Como a mãe águia que empurra seu filho do penhasco, para que aprenda a voar e a conquistar seu mundo, assim nos sentimos nós, Jorge e Sara, como pais. O medo, a perda , a separação. Mas prevalece a confiança e as partas abertas do mundo para quem quer alçar voos maiores. Se a sina que o Criador deixou do seu sinal em nós é buscarmos a felicidade, nada nos deverá deter.É caminhando que o caminho se tornará melhor. Grande Beijo. Sucesso.

    • 26/02/2015 15:41

      Nada disso seria possível se não tivesse vocês sempre a me apoiar. Posso morar onde for! Levo a família no coração pra qualquer lugar! Beijo

  10. Marilia de Ávila e Silva permalink
    21/02/2015 4:52

    Querida Isis, os teus poucos anos de vida escondem uma bagagem fantástica que só alguém com muita sede de conhecimento, de crescimento, consegue adquirir em tão pouco tempo. Teu texto claro, conciso, informal, só me deixa com vontade de ler mais sobre tuas aventuras. Que a tua jornada seja cada vez mais venturosa e que tu colha ótimos frutos do que tu estás plantando pois assim como teus pais passaram sementes preciosas para ti agora é a tua vez de passá-las para o teu filho. Bjs

    • 26/02/2015 15:44

      Obrigada Marília! Fico imensamente feliz que minha jornada desperte curiosidade. Todas as experiências postadas aqui nesse blog são interessantes. Seja bem vinda!

  11. Paula Cansi permalink
    21/02/2015 10:27

    Linda história, lindo texto!! Que vc seja feliz sempre, independente do lugar em q vive! Bjs!!

  12. Deise A. P. V. Pooter permalink
    21/02/2015 14:59

    Querida Isis … conhecendo um pouco de sua história, acredito que como diz a canção: ” a pessoa é do tamanho dos seus sonhos” … você sempre foi uma pessoa fantática e que acreditou no seu potencial e foi em busca … Aí está ela hoje na Alemanha com sua família linda e nós aqui no Brasil estaremos sempre torcendo sempre por vocês! Grande abraço … tudo de bom … hoje e sempre! Fiquem com Deus!

    • 26/02/2015 15:47

      Sempre usei uma frase de Pessoa que diz “sou do tamanho daquilo que vejo e não do tamanho da minha altura”. E eu quero ver muito!

  13. Filipe Andrade permalink
    23/02/2015 21:37

    Uma história interessante que tive a oportunidade de acompanhar de perto. Mal posso esperar para ler outros textos escritos por ti, ainda sobre as tuas novas experiências em Frankfurt. Obrigado.

    • 26/02/2015 15:48

      Obrigada você por acompanhar tudo isso! Logo logo escrevemos parte dessa história juntos!

  14. maria cansi permalink
    24/02/2015 1:47

    Parabéns pelo texto e obrigada por compartilhar conosco. São vivências que despertam para vida trazem maturidade e a certeza de que vocês alçaram vôo. Beijo grande querida muita sorte e sucesso porque talento já tens.

    • 26/02/2015 15:49

      Obrigada! Família é a base que firma nossos pés para que nossas asas possam alçar voo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: