Minha mãe costuma dizer que fui criada para o mundo. Pra mim, sempre o mais importante foi “viver coisas” e não “ter coisas”. Acredito que esse meu jeito de ser me ajudou muito quando meu marido chegou em casa, com uma proposta feita por sua empresa, de mudarmos 180 graus, enfiarmos nossa vida em 8 malas de 32 kgs e embarcamos com nossa filha (de 8 anos na época), pra San Luis Potosí, no México.

Eu, contadora, empregada, pensei assim… 5 minutos! Não sabia nem onde ficava SLP, de México só sabia que tinha Cancún e que o Chaves era de lá. Mas, abraçamos a oportunidade!

Igreja - San Miguel de Allende, Guanajuato.

Igreja – San Miguel de Allende, Guanajuato.

Eu nunca vou me esquecer o desespero estampado na cara das pessoas, quando eu contava com um sorriso no rosto o que estávamos prester a fazer. As perguntas eram sempre as mesmas: “Você fala espanhol? R: Não, nada! “ , “Você vai trabalhar por lá? R: Não, não posso!”, “Mas o México é subdesenvolvido, perigoso. Você não tem medo? R: Não! De jeito nenhum!”. Sim, meus amigos acharam que eu tinha enlouquecido.

As únicas (e poucas) informações que eu tinha do México, do lugar que iríamos morar foram obtidas pela internet. Fui conhecer quando, depois de uma viagem super estressante, aterrizamos aqui. No caminho do aeroporto até minha casa temporária, o desespero foi tomando conta, e eu tive que “respirar no saco”.

O México é um país que você tem que estar aberto a conhecer… Um país de contrastes muito fortes, tudo misturado, bagunçado. Mas a partir do momento que você se dá a chance, você se apaixonada perdidamente. E aprende que o México não é Cancún. Também tem Cancún.

Cachoeira - Huasteca Potosina , Cascada de Tamul.

Cachoeira – Huasteca Potosina , Cascada de Tamul.

Eu pensei que a Europa era o lugar no mundo com mais museus, até conhecer a Cidade do México. Eu pensei que todos os patrimônios da humanidade estavam no velho continente, até andar por aqui, e tropeçar em várias placas da UNESCO. Eu não sabia que além das fantásticas e enigmáticas pirâmides, o México tinha sua gastronomia como Patrimônio Cultural Imaterial da Humanidade.

Descobri o patriotismo e o orgulho das origens que todo mexicano tem. Descobri também que o espanhol é muito, mas muito mais complicado que o inglês. E fui presenteada com a simpatia e o calor da amizade mexicana! Que a partir do momento que você a conquista, cria laços de família mesmo.

E pra quem gosta de cultura, de tradição, de diversidade natural , você encontra tudo aqui! De montanhas geladas com neve, florestas imensas, desertos … Paisagens de tirar o fôlego! Porque esse conceito do cacto, não é 100% verdadeiro. Temos cactos, muitos, mas além disso temos uma infinidade de espécies.

Pirâmide - No topo da pirâmide do Sol, Teotihuacan, DF. (foto arquivo pessoal)

Pirâmide – No topo da pirâmide do Sol, Teotihuacan, DF. (foto arquivo pessoal)

E se você pensa que vai chegar no México e se deparar com um senhor sentado na calçada , com sombrero e um burrico, vai SIM! Mas se andar mais um quarteirão vai se encontrar com um shopping center de última geração…

México é a terra dos adoráveis contrastes. E pode vir tranquilo, não tem balas perdidas e nem cabeças fincadas nas estacas como vários meios de comunicação tentam pregar.

Tem um povo e um país de braços abertos, esperando por você! É só se permitir.

Melissa_brasileira_no_Mexico

Cancún