Skip to content

Como ser uma potência nos esportes?

18/03/2015

EUARenata Kotscho Velloso
San Francisco, EUA
 

Nas últimas olimpíadas, em Londres, os EUA ganharam 104 medalhas: 46 de ouro, 29 de prata e 29 de bronze. A China que ficou em segundo lugar obteve 88 medalhas, sendo 38 delas de ouro. Claro que o motivo dessa supremacia americana não é resultado de sorte, ou de talentos individuais predestinados a vitória. É resultado de muito investimento, planejamento e foco.

Educação física nas escolas americanas tem a mesma carga horária das outras matérias, tem provas teóricas e práticas, que valem nota como outra disciplina qualquer.

A cada estação do ano algum esporte é jogado competitivamente entre as escolas. Todo mundo treina e leva a sério.

Seriedade, essa é a característica principal do esporte nos EUA. Isso acontece porque ele de fato abre muitas portas para quem se dedica.

Nos EUA não existe ensino superior público gratuito. Por isso as bolsas de estudo para atletas são uma oportunidade de ouro para os jovens que almejam chegar a educação superior mas não tem recursos para pagar uma mensalidade caríssima nem querem sair da faculdade com dívidas astronômicas.

Por isso as bolsas de estudo representam hoje o verdadeiro sonho americano no qual muitos pais começam a investir desde a primeira infância.

Minha filha caçula começou a fazer ginástica olímpica com 7 anos. Alguns já a consideram “velha” para iniciar o esporte. Ela treina em um ginásio com estrutura profissional, 4 horas por semana. Isso porque ainda está no nivel pré-time. Quando estiver no time propriamente dito o treinamento será mais intenso. Na região de San Mateo, subúrbio de San Francisco onde moramos tem pelo menos 3 centros de ginástica olímpica com a mesma estrutura. No país são mais de 4.000 clubes voltados ao esporte onde treinam mais de 5 milhões de jovens.

Minha outra filha joga voley. Ela tem 10 anos e também treina 4 horas por semana. Eu estou escrevendo agora de um dos torneios de voley da liga em que ela participa, para menores de 12 anos.

Ela está jogando no centro de convenções da cidade de San Jose, uma cidade 10 vezes menor do que São Paulo. Aqui foram armadas 20 quadras de voley com jogos simultâneos. Todas para meninas com menos de 12 anos. Ela joga na divisão do norte da Califórnia contra várias dezenas de outros clubes com meninas da idade dela. Cada campeonato (tem pelo menos 1 desses por mês) começa as 8 da manhã e vai até as 6 da tarde. A estrutura é tão profissional que chega a assustar.

Campeonato de voley para menores de 12 anos: 20 quadras simultâneas e estrutura profissional.

Campeonato de voley para menores de 12 anos: 20 quadras simultâneas e estrutura profissional.

Por tudo isso os americanos entram para ganhar todas as medalhas que disputam nas olímpiadas. Esporte não é loteria, nem uma caixinha de surpresas. Costuma dar a lógica: que se dedica e trabalha sério ganha.

*Renata Velloso é médica e autora do Bulle de Beauté e também é responsável pelo projeto Doctors on the Cloud . Para saber mais sobre ela  clique aqui.

2 Comentários leave one →
  1. 18/03/2015 12:04

    é isso ai, Renata, futuro se constrói com esforço, dedicação e seriedade. Parece que esta verdade tão simplinha seja difícil de ser vivida em países onde vale o conchavo, né?

  2. Carla Guanais permalink
    18/03/2015 18:43

    Falha do ensino brasileiro é não considerar o esporte uma disciplina com o mesmo peso das outras, assim como o ensino de idiomas. Alguém já dizia: quanto mais treino, mais sorte eu tenho! E é assim! Não basta gostar de esportes, tem que treinar, e muito! beijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: