EUA
 
Renata Kotscho Velloso – San Francisco, EUA
 

Ao contrário do que acontece no Brasil, ter empregada em casa todos os dias é algo bastante incomum aqui nos EUA e também em outros países. No máximo, as famílias contam com ajuda de uma diarista, algumas horas por semana. Sim horas, não dias. Esse tipo de serviço aqui na Califórnia é cobrado por hora e costuma ser bem caro. Além do preço a qualidade também fica a desejar. Não existe faxina propriamente dita, a pessoa que faz esse tipo de trabalho passa aspirador no carpete, pano no piso frio e dá uma geral na cozinha e no banheiro. Via de regra saem deixando a cama desarrumada. Por esses motivos, quem mora fora do Brasil, em geral precisa aprender a se virar sozinho. Como essa tendência também está crescendo no Brasil, resolvi escrever esse post dando dicas de como manter a casa limpa e arrumada sem ajuda externa. Custa bastante disciplina, bastante paciência e programação. Mas vale a pena!

1. Coloque todo mundo na dança para ajudar. Crianças a partir dos 2-3 anos já podem começar a ajudar juntando os brinquedos. Com o passar dos anos as responsabilidades vão aumentando até que um adolescente seja capaz de dividir as tarefas igualmente com os adultos da casa.

2. Faça um pouco cada dia e evite acumular. A verdade é que quanto menos a gente faz menos a gente quer fazer. A sujeira e a bagunça vão acumulando no mesmo ritmo que a preguiça vai aumentando. É mais fácil manter a casa limpa e arrumada fazendo um pouquinho cada dia do que tentar limpar tudo numa super força tarefa e depos voltar a sujar no dia seguinte. Uma outra ideia é eleger um cômodo por dia e ir fazendo rodízio.

3. Tenha menos coisas. Quanto mais coisa você tem mais junta pó e fica bagunçado. A nossa tendência é acumular muita tralha ao longo da vida. Quebre esse ciclo e foque apenas no essencial. A gente adotou um lema aqui: tudo que não é útil ou lindo de morrer vai para doação ou para o lixo.

4. Roupa passada é coisa do passado. Desculpe o trocadilho, mas essa é a realidade de quem não tem ajuda. Passar roupa leva muito tempo e para ficar bom exige uma habilidade que a maioria das pessoas não tem. Procure comprar peças que não amassem e mande o que precisa estar impecável para a lavanderia.

5. Faça cardápios semanais e maximize as idas ao supermercado. Eu tenho uma lista de pratos que todo mundo em casa gosta e vou alternando. Sempre que possível faço compras de supermercado pela internet o que ajuda muito a economizar tempo.

6. Estabeleça “zonas da bagunça”. Eu tenho uma cesta em casa que chama “cesta da vergonha”, diariamente eu recolho tudo o que está espalhado pela casa e coloco ali. Quando a cesta fica cheia eu dou cinco minutos para os donos colocarem suas coisas no lugar ou vai tudo para o lixo. Funciona que é uma beleza!

7. Deixe os produtos de limpeza à mão. Na cozinha e em cada banheiro, eu deixo um “kit de limpeza”, assim fica mais fácil a gente limpar algo que está sujo assim que detecta a sujeira. Se os produtos estão longe, a gente acaba deixando para depois e esquecendo.

8. Crie um fluxo para as roupas. Quando a gente tem empregada, as crianças (e alguns adultos também) acham que a roupa desaparece do chão do banheiro e reaparece limpa, passada e dobrada dentro do armário. Como, infelizmente, isso não acontece é melhor criar um fluxo que facilita a vida de todos. Por exemplo, separe dois cestos grandes um para roupa branca e outra com cor e já fale para as pessoas separarem as roupas e deixá-las virada no direito dentro dos cestos. Depois de dobrar as roupas limpas, faça pilhas e  peça para os donos guardarem. Tudo isso facilita a vida e desestimula que sujem as roupas desnecessariamente.

9. Estabeleça horários para comida. Eu tenho 3 filhas: uma adolescente e duas pré adolescentes. Ou seja, se deixar elas fazem lanchinhos e sujam a cozinha a tarde inteira. Então criamos a regra a cozinha “fecha” depois do lanchinho que elas fazem as 3:00 da tarde quando chegam da escola e só abre de novo na hora do jantar.

10. Compre os equipamentos certos. É inegável: uma boa lava louça, lava roupa, secadora, ferro de passar roupa e um bom aspirador de pó fazem muita diferença. Muita mesmo!

Dica extra: reduza as suas expectativas e o seu nível de exigência. Não tem muito jeito, por mais que todos se esforcem a sua casa não vai ficar tão limpa nem tão arrumada como quando você tem empregada mensalista. Mas a liberdade de cuidar das suas coisas e o dinheiro economizado compensam. Então relaxa, toma uma taça de vinho e esqueça a poeira atrás da televisão. Ela não faz mal a ninguém!

 ——————
*Renata Velloso é médica e autora do Bulle de Beauté e também é responsável pelo projeto Doctors on the Cloud . Para saber mais sobre ela  clique aqui.
Sharing is caring! Gostou do que leu? Então compartilhe com seus amigos nas mídias sociais. Sigam-nos no Facebook, Instagram e Twitter para atualizações diárias. Blog “Brasil com com Z”, um blog feito por brasileiros expatriados vivendo nos quatro cantos do mundo.