bz_india

Juliana Paula – Índia

Se tem uma coisa que eu e meu esposo ficamos abismados quando fomos ao Brasil ano passado foi o preço dos produtos e serviços. Passamos um mês lá e ao fazer as contas, percebemos que quase tudo estava pelo menos, 3 vezes mais caro que na Índia! Quando contamos isto para nossos amigos e familiares no Brasil, eles também ficaram impressionados. Por isso, resolvi escrever um post sobre o assunto: Quanto custa na Índia?

O salário 

Bem, os salários, claro, variam, mas num geral, não são muito altos.
Uma pessoa recém formada, com inglês fluente, provavelmente vai começar ganhando 15.000 a 18.000 rúpias. 100 rúpias equivale a 5 reais. Portanto, o salário de um recém-formado seria aproximadamente uns 700 reais.

Um professor de faculdade pública geralmente ganha o mesmo que um estudante recém-formado. Se tiver PhD, pode chegar a ganhar o dobro, mas não vai passar de 1500 a 2000 reais.

Os estrangeiros (expats) que vêm à Índia com um visto de trabalho, por lei, devem ganhar no mínimo, cerca de 2500 dólares, podendo ganhar muito mais que isso, dependendo do cargo e experiência. E, com 2000 dólares aqui na Índia, você pode se considerar rico!

Feira típica em Mumbai (foto: livemint.com)

Feira típica em Mumbai (foto: livemint.com)

No dia-a-dia

Há diversos tipos de supermercados para todo tipo de bolso. Geralmente, no dia-a-dia, as donas de casa compram nas barraquinhas que passam ou ficam paradas nas ruas vendendo vegetais. São muito, muito baratas. O mesmo vale para as frutas. Mas, num supermercado, geralmente o preço será mais ou menos assim:

1 litro de leite, produto muito usado aqui para fazer os doces e para o famoso chai (chá preto com leite e especiarias) custa menos de 1 real.

1 kg de tomate – 1,30 reais

1 kg de feijão ou lentilhas (consumidas diariamemte no país) -102 rúpias = 5 reais

300 ml Coca-cola -34 rúpias = 1,70 reais

2 mini baguetes – 15 rúpias -0,75 reais

1 kg frango congelado – aproximadamente 10 reais

Produtos importados são fáceis de achar, mas são bem mais caros, como queijos franceses, salame, presuntos, etc. Ainda mais porque não fazem parte da maioria das mesas indianas.

Juliana Paula mora na Índia desde 2013 e desde então, tem desbravado aquele belo e encantador país. Para saber mais sobre ela clique aqui.