Skip to content

A Itália dos… etruscos!!!

06/05/2015

bz_italia

Carla Guanais – Roma, Itália.

 

Continuo hoje a a série “A Itália dos…”  aqui no Brasil com Z (quem não leu A Itália dos jardins clique aqui), especialmente para quem ama a Itália mas acredita que esse lindo país é só a Toscana, com seus campos de parreiras ou então as ruínas romanas.

Hoje, portanto, falo da Itália dos etruscos!

Mas quem eram os etruscos?

Os etruscos eram um aglomerado de povos que viveram na península Itálica na região a sul do rio Arno e a norte do Tibre, grande parte do território é a atual Toscana, mas também com partes no Lácio e Úmbria. Eram chamados Τυρσηνοί, tyrsenoi, ou Τυρρηνοί, tyrrhenoi, pelos gregos e tusci, ou depois etrusci, pelos romanos; eles auto-denominavam-se rasena ou rašna. É pela sua designação grega que se fala de mar Tirreno.

Desconhece-se ao certo quando os etruscos se instalaram aí, mas foi provavelmente entre os anos 1 200 a.C. e 700 a.C.. Nos tempos antigos, o historiador Heródoto acreditava que os Etruscos eram originários da Ásia Menor, mas outros escritores posteriores consideram-nos itálicos. A sua língua, que utilizava um alfabeto semelhante ao grego, era diferente de todas as outras e ainda não foi decifrada, e a religião era diferente tanto da grega como da romana.
A Etrúria
Etrúria (foto: wikipedia)

Etrúria (foto: wikipedia)

A Etrúria era composta por cerca de uma dúzia de cidades-estados (Volterra, Fiesole, Arezzo, Cortona, Perugia, Chiusi, Todi, Orvieto, Veios, Tarquinia e Fescênia), muito civilizadas que tiveram grande influência sobre os romanos. A Fescênia, próxima a Roma, ficou conhecida como um local de devassidão. Versos populares licenciosos, na época muito cultivados entre os romanos, ficaram conhecidos como versos fesceninos (obscenos). Os últimos três reis de Roma, antes da criação da república em 509 a.C., eram etruscos. Verificaram-se prolongadas lutas entre a Etrúria e Roma, terminando com a vitória desta última no século III a.C.
Jóias etruscas em ouro (foto: museoetrusco.it)

Jóias etruscas em ouro (foto: museoetrusco.it)

A sociedade etrusca
Um fato muito importante sobre o povo etrusco era a posição da mulher na sociedade. A mulher etrusca, ao contrário da grega ou da romana, não era marginalizada da vida social, senão que participava ativamente dos banquetes, nos jogos ginásticos, nas danças e também nas “guerras”, existem objetos etruscos que retratam a mulher guerreira.
Esta situação social da mulher entre os etruscos, muito mais livre que entre gregos e romanos, fez que gregos e latinos considerassem “promíscua” e “licenciosa” a cultura etrusca. Entre helenos e latinos as mulheres estavam absolutamente subordinadas aos varões.
A mulher ademais tinha uma posição relevante entre os aristocratas etruscos, pois que estes últimos eram poucos e amiúde estavam envolvidos na guerra: por isto, os homens escasseavam. Esperava-se que a mulher, em caso de morte do marido, assumisse a tarefa de assegurar a conservação das riquezas e a continuidade da família. Também através dela transmitia-se a herança.
Sarcófago dos esposos  - Museu etrusco de Cervinia (foto: villagiulia.beniculturali.it)

Sarcófago dos esposos – Museu etrusco de Cervinia (foto: villagiulia.beniculturali.it)

Vale a pena visitar algumas das 12 cidades etruscas, pelo menos Tarquinia, que era considerada a principal do reino da Etruria.
No museu tem inúmeros objetos pessoais, utensílios domésticos, vasos, etc, encontrados nos túmulos deles. Dá pra visitar a Necrópole também, e apreciar as diferentes pinturas de cada uma das tumbas etruscas. Pinturas essas que representavam a personalidade da família ou pessoa ali sepultada, assim como sua profissão.
Muito interessante é perceber a representação de anjos, a porta do céu protegida por guardiões e também o diabo. Tudo isso de uma cultura de pelo menos 800 anos antes de Cristo!
Incrível não?
Pinturas dos túmulos etruscos

Pinturas dos túmulos etruscos

Pois é, a Itália não é só Roma e os romanos..
A Itália é Etrúria e os etruscos!
Recomendo!
Arrivederci!
Carla Guanais é cientista, blogueira e mora na Itália desde 2010, onde está cursando um doutorado. Saiba mais sobre ela clicando aqui.
7 Comentários leave one →
  1. 06/05/2015 15:46

    Moramos em Perugia 6 meses, e podemos ver bem a história dos Etruscos encravadas nas estruturas antigas da cidade, nos costumes e o jeito único de ser dessa região.

    Uma região fantástica de conhecer e ainda queremos voltar para curtir os parques abertos com centenas de pés de oliveiras, os pés de figos e frutas, visitar os museus fantásticos e se rolar de ir em Outubro aproveitar o festival do chocolate.

    Tem um significado importantíssimo pra mim e Daniela, onde no dia 08 de Outubro de 2005 onde nos casamos.

    Legal a história, vale muito a pena pra quem está visitando a cidade de Assis que fica do lado.

    Excelente artigo Carla. 😉

    • Carla Guanais permalink
      06/05/2015 16:39

      obrigada Rogério! Adorei Perugia e gostaria de voltar em julho para o Festival de Jazz! beijo

      • 06/05/2015 17:08

        O festival de Jazz. Como poderia me esquecer. É fantástico. Vale a pena conferir.
        Eu acho que ainda temos fotos dessa época. Muuuuuito legal mesmo.

        Falando do chocolate, me lembro que em várias partes da cidade colocaram blocos de chocolate puro de mais ou menos 1.5mt quadrado, e fizeram esculturas de chocolate a céu aberto, colocaram uma manta branca no chão do cavalete, e quem passava pra ver o artista trabalhando poderia pegar as lascas de chocolate, ali mesmo.

        E me lembro que foi onde a primeira vez na vida comi chocolate com pimenta. (P.S. – Eu adoro pimenta, de todos os níveis da escala Scoville)

  2. 07/05/2015 2:27

    Que interessante! Obrigada pela aula de história, Carla! Um abraço!

  3. Arlete permalink
    20/05/2015 9:00

    Oi Carla, muito bom texto.
    Quando morei no sul da Itália, li bastante sobre os messápios. É incrível o quanto a gente aprende viajando, né? A curiosidade pela história dos lugares por onde passamos chega como que espontaneamente e a gente aprende um monte. Na escola parece tudo sempre tão abstrato. É uma pena.

    • Carla Guanais permalink
      20/05/2015 13:10

      exatamente! E ter o blog também me estimula a pesquisar e aprender. 🙂 beijo

Trackbacks

  1. A Itália dos… burgos e suas sagras!!! | Brasil com Z

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: