Skip to content

Um país de Josés, Diegos y Carmitas.

12/05/2015

bzEdu Justo – La Coruña, Espanha

lla-001-varios

Muito se fala de Portugal, cuja população parece estar composta somente por Manueis, Joaquins e Marias. Mas a Espanha não fica muito atrás. A criatividade dos espanhóis na hora de escolher nomes se limita no maximo à 6 opções.

Em toda a Espanha abundam nomes como Diego, Juan, Manuel, José, Jesus ou Luis. Entre as mulheres, os nomes mais utilizados são: Maria, Carmen, Manuela, Rocio e recentemente notei o surgimento de uma geração massiva de Sofias.

Aproveitei este post para fazer uma investigação de nomes na minha familia, e levei um susto. Temos 7 Carmens, 6 Luis, Josés em todas as variações possiveis, e mais de 10 Marias.

Eu mesmo, me chamo José Eduardo. Meus amigos no Rio de Janeiro, são filhos de imigrantes espanhóis, e o nome José é utilizado de todas as maneiras: José Antonio, José Luis, José Manuel, José Carlos, etc..

Nem a Familia Real Española escapa. O nome do nosso querido Rei (recém abdicado), é Juan, (Juan Carlos I), seu pai, pouco criativo, se chamava…. Juan !!!! (D. Juan I, Duque de Barcelona). O Avô do Rei Juan Carlos se chamava Alfonso XIII (sim, houve outros 12 Alfonsos na familia). O atual rei se chama Felipe VI, já que outros 5 Felipes o antecederan no trono espanhol. E para terminar este imbroglio monárquico, a rainha da Espanha se chama Sofia, que também é o nome de sua neta, 3ª na linha de sucessão  do trono espanhol.

Também são chamativos os apelidos: Pepe (para quem se chama José), Paco (para os Franciscos), Luismi (abreviação de Luis Miguel), Juama (diminutivo de Juan Manuel), Juanfran (Juan+Francisco), Nacho (Ignacio), Lola (Dolores), Manu (Manuel ou Manuela), Manolo (Manuel)… e Chus…. Levei semanas para descobrir o que significava Chus, que pode ser Jesus ou Maria Jesus. No meu trabalho falo muito por telefone com os clientes e um deles se chama Chus. Esta pessoa tem uma voz jovem e fina e até hoje não consegui descobrir se é homem ou mulher… e agora ??

Saindo deste mundo comum de Josés, Marias e Manueis, existe outra seleção de nomes infelizes e também abundantes: Dolores, Soledad, Esclavitud, Piedad e Angustias.

A razão para o uso de tantos nomes parecidos tem uma explicação. São todos ligados à igreja católica. Durante a ditadura espanhola que durou 36 anos (De 1939 a 1975), a lei proibia o registro de qualquer nome não-cristão ou estrangeiro. Alguns amigos brasileiros, filhos de espanhóis, que foram batizados no Brasil com nomes estrangeiros (Michael, Rachel ou Mary), na hora de se registrarem no consulado espanhol, tiveram que mudar seus nomes respectivamente para Miguel, Raquel e Maria. Mas isso foi na década de 70. Desde a chegada da democracia, esta proibição deixou de existir, mas…. o povo aqui continua saturando o país de Marias, Migueis, Rocios e Manolos.

Pouco a pouco, as familias vão superando este vicio, e já começam a aparecer algumas Jessicas, Sonias, Lauras ou Vanessas. Pelo menos (e por enquanto), o povo aqui ainda nao pegou uma infeliz mania que existe no Brasil de dar nomes esquisitos aos filhos como Aricléia, Epaminondas, Esdras ou Magnésia.

Para fechar este post sobre os nomes espanhóis, um fato curioso. Quando eu era criança, me lembro que minhas tias da Espanha me mandavam presentes no dia 19 de março. Eu adorava, claro, mas nao entendia nada, porque meu aniversário é no dia 6 de setembro (data que minha tias ignoravam completamente). Isto ocorre porque na Espanha havia um habito muito difundido de dar presentes e felicitações no dia do santo da pessoa. No meu caso, me chamo José Eduardo, então meu santo é Sao José, dia 19 de março. Este costume vai perdendo força aqui na Espanha, porém ainda é muito comum algumas lojas oferecerem descontos ou brindes para seus clientes no dia de seus santos.

santoral julio

As senhoras de idade, principalmente, todos os anos compram um calendário, chamado “Santoral”, que é um calendário normal de colocar atrás da porta da cozinha, porém com uma informação extra: O nome do santo do dia. Desta forma, elas se mantem atualizadas, para que no dia do santos de seus netos, não se esqueçam de presenteá-los.

Aliás, hoje é dia 12 de março, dia de São Pancrácio (acabo de comprovar no santoral da minha agenda…. Sim as agendas aqui também vêm com Santoral, não sei como consegui viver sem isso até agora. Não sei se alguém chamado Pancrácio vai ler este post… Se for o seu caso, parabéns e…… lamento pelo nome…)

Edu C. Justo é administrador de projetos e escritor e vive em La Coruña. Saiba mais sobre o autor clicando aqui. Veja mais fotos da Espanha e outros países no Instagram: @blogbrasilcomz

11 Comentários leave one →
  1. 12/05/2015 7:14

    Oi Edu ! Na “…seleção de nomes infelizes e também abundantes: Dolores, Soledad, Esclavitud, Piedad e Angustias” faltou mencionar o clássico “Socorro”. Na França (e talvez Itália) a lista de nomes possíveis é também bem restrita. Sempre Jacques, Jean, Thomas, Marcel, Maurice, Antoine… Na Holanda é loucura total. Ao lado dos tradicionais Willem, Hendrik, Johannes, Piet, Anton… há tudo que vc possa imaginar. Nomes marroquino-holandeses, nomes compostos, anagramas, nomes estrangeiros com ortografia deturpada, muitos nomes andróginos. Trabalhei com uma moça chamada Jarretelle (cinta-liga). Conheci uma menina adotada do Suriname que se chama Maloeke (pronuncia-se “maluca”).
    Mais, aqui: https://blogbrasilcomz.com/2010/09/19/os-estranhos-nomes-holandeses/

  2. J. Eduardo Caamaño permalink
    12/05/2015 8:26

    Onde tem muito nome engraçado é em Cuba. Quando eu estive lá a recepcionista do hotel se chamava Onlyou (Only You) e eu conheci um cara que se chamava (pasmem) Usanavy (U.S Navy) !!!

    • 12/05/2015 10:39

      É que os pais quiseram facilitar a vida dos filhos caso eles queiram emigrar para os EUA, entendeu ? 😉

  3. Arlete permalink
    12/05/2015 9:33

    Oi Edu, muito divertido e curioso o post.

    Aqui na Suíça, não vejo tantos nomes estranhos, mas sobrenomes que me chamam a atenção desde que aprendi alemão. Não chegam nem perto daqueles citados no post da Ana, que são de morrer (de desgosto) de rir.

    Alguns exemplos são sobrenomes como Herrgott (Senhor Deus), Angst (Medo) ou Klo (banheiro), Ast (galho), Hammer (martelo), Bächli (riachinho) ou Hartmann (homem duro). Também acho curioso nomes que vêm de profissões como Mauer (pedreiro), Schneider (alfaiate), Bauer (camponês / agricultor), mas que aqui são super normais.

    Depois parei pra analisar os sobrenomes mais comuns do Brasil e, que pra gente, tb são normais: Pedreira (ok. esse não é super comum), Negrão, Matos, Pinto, Madureira, etc. Quanto aos nomes das crianças, tivemos uma geração de Washingtons, Deivids, Gutembergues, Maikons e Jacksons, pra citar alguns mais comuns. Eu tinha um conhecido que se chamava Sunday (se pronunciava Sundaí). Ainda bem que isto tem mudado no Brasil e os nomes “comuns” estão voltando a ser moda. Sendo assim acho que é preferível uma nação de Josés, Pedros, Marias e Joãos, que pelo menos a gente consegue escrever e pronunciar direito 🙂

    • 12/05/2015 10:38

      Eu preciso ampliar aquele post dos nomes holandeses ou fazer uma parte II, continuação. Porque desde então já me espantei com outros nomes. Eu até anoto num caderninho cada nome louco com que me deparo. Hey, meu segundo sobrenome é “Matos”que tem errado com ele ???

      • Arlete permalink
        12/05/2015 11:29

        Kkkk. Pra nós, nada de errado Ana, mas o que será que um estrangeiro que morasse no Brasil acharia? Matos, ervas, grama… 😉

      • 13/05/2015 6:38

        Ah, é. Mas olha: o meu marido tem um sobrenome composto e o segundo é “Bos” (bosque/mato). Muito incomum na Holanda.

  4. J. Eduardo Caamaño permalink
    12/05/2015 10:47

    Ana, você me fez lembrar de outra curiosidade em relação aos nomes espanhóis. Tem gente aqui que teria que mudar seus nomes se mudasse para o Brasil. Minha dentista se chama “Anta”, tem gente com o sobrenome “Boquete” e coisas do gênero !

    http://www.farodevigo.es/deportes/2015/05/11/veronica-boquete-liderara-seleccion-espanola/1237797.html

  5. J. Eduardo Caamaño permalink
    12/05/2015 10:48

    Hahahaha, sem querer baixar muito o nível, esse link que eu acabo de postar é no mínimo bizarro… A menina se chama Veronica Boquete, e na foto ele aparece chupando (ufa) o dedo !

  6. 12/05/2015 10:57

    A família do meu marido também tem essa triste seleção de nomes rs Ele se chama Giancarllo no Brasil, mas teve que ser registrado como Juan Carlos na Espanha. Seus avôs, bisavôs e tataravôs se chamam todos Vicente, e os irmãos dos respectivos, todos Juan ou variações de Juan. E as mulheres da família, a maioria são Catalina. Acho que é uma coisa de região também, porque aqui em Ibiza o que mais tem é Catalina, Juan e Vicente. Acho muito engraçado isso! Como aqui é uma ilha, e os sobrenomes se repetem muito por serem famílias que estão aqui há muitos anos, você acaba encontrando dezenas de pessoas com o mesmo nome E sobrenome, é confuso demais haha

  7. Junior permalink
    09/07/2015 18:41

    Ei Edu, muito legal o seu post. Aqui na França também tem esta tradição de dar parabéns no dia do Santo !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: