Skip to content

10 Estereótipos sobre a Holanda e os holandeses

18/05/2015

bz_holanda Ana Fonseca – Holanda

Estereótipos são ideias preconcebidas sobre um povo ou país. A maioria dos estereótipos tem um fundo de verdade. Porém, é sempre melhor investigar se não passam de mito ou estória da carochinha.

dutch humble

1 – A Holanda é situada abaixo do nível do mar. Falso. Só uma parte do país, a Randstad e ao longo da costa é que está abaixo do nível do mar (1/4 da área total do país), sendo protegida por diques. O resto do país é, digamos, seguro com relação a possíveis enchentes.

2 – Os holandeses usam tamancos de madeira. Falso. Eu só vi em 15 anos que vivo por aqui dois idosos usando “klompen”, e para andar na terra fofa do jardim. O “pobrema” é que a Holanda divulga muito para o exterior essa imagem de holandeses vestidos com roupas típicas e de tamancos, principalmente para atrair turistas. Há uma imagem muito “fixa” principalmente entre os norte-americanos de que os holandeses são doidões promíscuos.

dutch girl

3- São os mais altos do mundo. Verdade. Muitos biólogos e cientistas têm coçado muito a cabeça tentando explicar esse fato. Talvez devido ao alto consumo de laticínios, prosperidade e boa assistência médica, ou talvez porque mais famílias tem capacidade financeira de passar férias com os filhos em países ensolarados (vitamina D), os holandeses tiveram um pique incrível no crescimento da altura durante o século XX. Desde os anos 50 do século passado mantém o posto de mais altos do mundo, com os norte-americanos em segundo lugar.

weed plantage

Forte supseita de plantação de maconha no ático de uma casa, em pleno inverno. Os vizinhos denunciaram, a polícia entrou em ação. Rondas de helicópteros feita pela polícia na área urbana durante o inverno não são incomuns. 

4 – As drogas são totalmente liberadas na Holanda. Falso. Drogas leves como haxixe ou maconha podem ser adquiridas em coffee shops, até uma certa quantidade por pessoa (5g). É legal plantar até 5 pés de maconha em casa, para consumo (a-hem) próprio. O que acontece é que na Holanda há a política de “fechar um olho para certas ilegalidades” (gedoogbeleid), como o consumo de drogas pesadas. A lei holandesa não pune o consumidor que esteja na posse de até 5g, mas prende o produtor. Como consequência, o consumo de drogas é um dos menores de toda a Europa. Você não vê pessoas drogadas no ambiente de trabalho ou pelas ruas. Obs.: menores de 18 anos não caem na política de gedoogbeleid. É estritamente proibida para menores a possessão de drogas.

dutch problems tumblr

via: dutchproblems.tumblr.com

5 – Todo holandês fala inglês. Em termos. O inglês é ensinado nas escolas. Mas nem todo holandês consegue no estalar de um dedo sair falando inglês fluente. Há donas de casa, fazendeiros, empregados de fábricas, e até profissionais com curso superior que tem um contato mínimo ou zero com a língua e não falam inglês com fluência.

6 – A prostituição é legal na Holanda. Verdade. Profissionais do setor se registram como tal e pagam impostos ao governo. As áreas vermelhas estão em franca diminuição no país e muitos profissionais da área estão trabalhando na ilegalidade. As prefeituras de diversas cidades não estão renovando as licenças de bordéis e casas de prostituição, preferindo conceder licenças a lojas e bares/restaurantes, etc.. Isso porque o país quer sair da lista de destinos preferidos para comercializar mulheres traficadas.

7 – A eutanásia é legal na Holanda. Verdade. Porém nem todo médico a pratica. Muitos se recusam e indicam a família a um outro colega médico. O método mais comum é uma injeção letal.

8- O aborto é legal na Holanda. Verdade. Até um certo período de gravidez e feito com muita parcimônia. O método mais comum nesse caso é a ingestão de pílulas abortivas. Again: o índice de gravidez indesejada é dramaticamente menor na Holanda do que países como Inglaterra, França e Alemanha. Isso devido à franca educação sexual na escola e em casa.

9 – A língua holandesa é como a língua alemã. Argh, não ! Mas os alemães aprendem holandês bem rápido e vice-versa…

10 – O país é todo plano. Verdade. Plano como uma panqueca (o ponto mais alto do país tem apenas cerca de 300m). E o mais populoso da Europa. Você nunca está sozinho na Holanda: tem sempre uma vaca no pasto, um carro na estrada, um ciclista na rua, um barco navegando no canal, alguém te dando uma cutucada.

the world

 Amsterdam como o umbigo do mundo e o resto do mundo visto pelos holandeses. Fato ou falso ? 

————–

Ana Fonseca vive desde 1999 na Holanda. Veja fotos dela e dos autores do BZ no Instagram: @blogbrasilcomz

19 Comentários leave one →
  1. J. Eduardo Caamaño permalink
    18/05/2015 7:39

    Muito legal o seu texto. Eu gosto destes posts de curiosidades. Tenho uma pergunta em relação a maconha na Holanda. Se a produção de maconha na Holanda só está permitida para consumo próprio e limitada à cinco pés, quem são os fornecedores dos coffes shops ? (O Pablo Escobar 🙂 é como está regulamentado este fornecimento ?

    • 18/05/2015 8:04

      EXCELENTE pergunta, para qual não tenho resposta. Eu vejo sempre na TV que eles descobrem uma garagem clandestina, um armário com luzes forte onde mané criava muita maconha. Destroem tudo, o mané vai preso… Mas de onde vem a maconha das coffee shops ? O que existia antes do Big-Bang ? Aonde termina o universo ? Existem infinitas dimensões paralelas ? Acho que é proibido coagir o dono da coffee shop a fornecer respostas. O que fazem é limitar a quantidade que está na coffee shop. Volta e meia os policiais dão batidas nos estabelecimentos para pesar a quantidade em estoque (há um máximo permitido para a venda por dia). Então: consumir não é um ato criminoso. Vender em lugares reconhecidos seguindo certos parâmetros não é crime. Mas produzir não pode. Gotcha?

  2. Carla Guanais permalink
    18/05/2015 7:53

    muito interessante sua lista! É sempre bom esclarecer e tentar colocar a baixo os estereótipos. Adorei o número 3 hahahah! Devo ter um pouco de sangue holandês. beijo

  3. Melissa Lima permalink
    18/05/2015 14:33

    Adorei o texto! Muito bom!
    Eu adorei a Holanda e preciso voltar pra explorar mais… Eu sempre esperei chegar e ver um Woodstock a céu aberto, admito, e foi muito bom saber o quão organizada é. A gente teima em acreditar nas hipérboles que soltam por aí!
    Um beijo! Mel.

    • 18/05/2015 14:53

      Os anos 60 & 70 foram de muita experimentação por aqui (criação livre dos pequenos, abandono do registro de casamentos, invasão organizada de casas sem gente morando, emancipação sexual, etc). A época do flower power e New Age foi forte nos Países Baixos. A Holanda tem um espírito forte de aceitação das individualidades e diferenças. Mas é uma sociedade extremamente organizada e cheia de regras para tu-do que você possa imaginar. No dia-a-dia é muita pontualidade, disciplina, agenda, trabalhar bem rápido, andar na linha e nada de jogar conversa fora.

  4. Arlete permalink
    18/05/2015 20:01

    Texto divertido e informativo. Mas tenho uma observação: como assim “Argh” pro alemão?? Poxa, mesmo sem o alemão ser minha língua nativa, magoei 😦
    Quem (da minha geração) não gostava da música da Nena “99 Luftballon” ou não se lembra de “Ich schau Dich an” com nostalgia? Poxa, tão feia assim a língua nao eh.
    Deixo aqui os links do youtube pra quem quiser matar a saudade. 😉

    Nena: https://www.youtube.com/watch?v=qfPTC7-wCL8
    Spider Murphy: https://www.youtube.com/watch?v=5y81f4zXfrE

    • 19/05/2015 6:26

      Ai, Arlete. Adorei seu comentário ! 🙂
      Nada mesmo contra os alemães da minha parte. Já fui e vou a várias cidades alemãs com frequência. Só que cansa ouvir perguntas como: “O povo holandes é um tipo de alemão né ?” (parece até que está flando de gatinhos ou cachorrinhos, tipo: pastor alemão). Ou “a língua holandesa é uma espécie de língua alemã. né?”. Bom, faz parte do grupo de línguas germânicas, algumas palavras tem a mesma raiz… mas é só isso. Não há declinações, não há gênero para os substantivos (tudo neutro). Eu não entendo patavinas de alemão quando vou passar un finde na Alemanha e até me dá nervoso e desespero com a língua. Eu nunca fico com tanta saudade da Holanda como quando no final de três dias pela Alemanha. Fico com falta dos canais de água, da pessoas andando de roupas coloridas e descoladas (tipo marcas Desigual e Didi)… Enfim, a Holanda tem um cultura bem distinta para não ser confundida com a cultura alemã. Acho que o que os dois países têm em comum é o “arbeids ethos”. De resto, pouca coisa (e no geral os tamanquinhos são mais relax do que os alemães).

      • Arlete permalink
        20/05/2015 6:38

        Nunca havia pensado que as pessoas confundissem os dois idiomas e povos. Tenho que confessar que fiquei com um pouquinho de inveja em relação ao holandês ter só o gênero neutro. Mesmo depois desse tempo que moro aqui ainda tenho (como todo imigrante que aprende alemão depois de adulto) lá meus problemas com os artigos e declinações de adjetivos. Em alemão, isso é bem chato. Entendo bem isso de sentir saudades do país onde se mora, quando a gente viaja. Já me sinto bastante em casa aqui e quando o avião pousa ou o trem chega na estação central sempre suspiro e penso: de volta pra casa.

      • 20/05/2015 6:46

        Mas tem DOIS neutros: “het” e “de”. Eu até hoje não sei com segurança quando uma palavra é o quê. Het bed, het water, het huis… Porém de koffie,de man, de zon, … E tem vogais dobradas (aa, ee, uu, oo). Eu também às vezes esqueço de “esticar” a pronúncia dessas vogais (ex.: zon -sol, zoon -filho) . Eu me sinto muito mais segura para falar francês e inglês que holandês, por isso sempre trabalhei o tempo todo em multinacionais estrangeiras.

  5. 19/05/2015 6:35

    Arlete, legal seus links! Quanto aos hits antigos, lembra-se de “Suzanne” talvez ? É holandês, mas devido às inúmeras versões em outras línguas muita gente nunca ouviu o original. Há alguns hits americanos que na verdade foram traduzidos do holandês.

    • Arlete permalink
      20/05/2015 6:40

      KKK! Gostei muito! Nunca imaginei que essa música fosse originalmente holandesa. Me passa o nome dos outros hits que vc falou quando puder.

      • 20/05/2015 7:29

        Pfff, lista muito longa. A cultura pop dos EUA está muito interligada à da Holanda, expressões idiomáticas e provérbios sobre os holandeses no inglês americano também. Assunto para um post inteiro. O que acontece é que os holandeses são super bons em se metamorfosear. Amam a “Amerika”, foi (e é) o sonho absoluto dourado de muitos que saíram do país no passado em busca de sobrevivência ou saem agora em busca de fama e fortuna. No show bizz cantam em inglês, com nomes de bandas ou nome artístico em inglês. Se parecem com americanos, se vestem como americanos… Bom, talvez vc se lembre desse hit? Saturday night. Acho que será familiar para vc já nos primeiros acordes… https://www.youtube.com/watch?v=eTVYWl64M1Q

  6. Daniel permalink
    20/05/2015 1:54

    Oi, Ana! Adorei o texto!
    Preciso fazer uma pergunta (prometo que não tem nada a ver com drogas ou coisas do tipo). No texto você comentou que apesar do inglês ser ensinado nas escolas, não é todo mundo que fala inglês. A minha pergunta vem de uma realidade que eu senti aqui no Brasil. Todos, sério, todos os holandeses que eu conheci no Brasil não quiseram me ensinar nada de holandês (e não me pergunte o motivo). Eles sempre conversaram comigo em inglês. Os holandeses que você conhece foram bem receptivos e lhe ajudaram a adquirir o holandês?
    Talvez meu caso tenha sido isolado, mas confesso que até desanimei de estudar a língua por conta disso.
    Bedankt! Até mais! 🙂

    • 20/05/2015 7:01

      Daniel, holandês tem muita exceção. Exemplo bobo: como vc sabe, o fonema “ij” pronuncia-se “ai” (assim como as grafias “ei” e “ai”). Há várias palavras porém com essa grafia (ij) e que se pronunciam como “ê”: Lelijk, bijzonder, heerlijk, etc.. Todas as palavras francesas na língua holandesa sofreram variação de grafia e pronúncia (ex.: o portemonnaie aqui virou portemonnee.) Se você pronunciar chauffeur, carré ou fauteil como na língua francesa, os holandeses dizem que é errado. O “g” sai como “sh” se eles tem que falar “ravage”, “plantage”…
      Ou seja: acho até que os holandeses se constrangem com as irregularidades da língua deles. Só vale a pena ensinar e corrigir holandês para alguém que irá morar “forevis” na Holanda. E eu acho que eles se irritam profundamente com estrangeiros falando a língua deles com sotaque. Há uma “campanha” aqui, que os estrangeiros deveriam dominar o holandês melhor, que é absurdo tanta gente viver aqui anos sem dominar a língua, etc etc. Mas eles são grossos, muito grossos com pessoas titubeando em holandês. Você tem que ser mais forte mentalmente que todos eles juntos para superar esse “bullying”. (Obs.: meu marido ignorou meus errinhos durante… well, forevis. Medo de eu picar a mula, enfiar a viola no saco e ir cantar em outra freguesia ? Meus filhos caem matando em cima de mim e me corrigem mesmo. Agradeço muito a eles ! 😉

  7. Arlete permalink
    20/05/2015 10:43

    Não consegui ver o vídeo, o Youtube diz que não pode ser mostrado nessa região. Mas fica aqui a sugestão de um post: os hits holandeses que ganharam o mundo 😉

    • 20/05/2015 11:14

      Haha, era Herman Brood cantando Saturday Night. O “The Cats” teve sucessos (só em inglês) durante os anos 60-70 e 80 e eu achava que eles eram ingleses, olha só… Ah, tem porcaria também: o grupo holandês Vengaboys (Boom, Boom, Boom, Boom , etc.). Esse vídeo já teve 47 milhoes de visualizações no youtube e ninguém acredita que são holandeses quando digo.

  8. Herica permalink
    27/04/2016 20:53

    Ouvi dizer que as holandesas tem filhos muito cedo, contradizendo o que eu pensava sobre isso. Verdade ou mito?

    • 27/04/2016 21:01

      Ao contrário. Bem tarde. Tanto em relação à Europa e ao resto do mundo. A maioria tem filhos a partir dos 35-40 e apenas um ou dois. Uma tendência para todo país civilizado e com alto grau de educação. Você volta e meia também fica sabendo de algum casal que preferiu nunca ter filhos. Querem conforto, viajar muito e não ter esse tipo de “preocupação” nunca.

Trackbacks

  1. Mais estereótipos sobre a Holanda e os holandeses | Brasil com Z

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: