bz_franca

Fabio T – Normandia, França

Com 25 dias úteis de férias anuais no mínimo garantidas por lei (podendo chegar à 45 dias úteis se contarmos as recuperação de hora extra ou dias adicionais dados pelo empregador),  uma “característica cultural” de querer-se aproveitar os prazeres da vida, as férias são um dos assuntos preferidos nas conversações.  Aqui em geral têm-se o espírito de trabalhar para viver e não viver para trabalhar.

É claro que muitas famílias (um terço) não tem condições de partir de férias (fonte challenges.fr) ou cujos trabalhos (como agricultores) não permitem que eles partam, e com a crise que dura desde 2009, a situação não tem melhorado muito.

A primeira coisa a saber quando se chega aqui é que nos meses de julho e agosto, muitas pessoas partem de férias (e é claro, este período coincide com as férias escolares), muitas empresas dão férias coletivas ou trabalham em ritmo reduzido. Então se você precisa resolver algum assunto, então tem que fazer até fim de junho, se não tem que esperar o começo de setembro. É parecido com os meses de janeiro e fevereiro no Brasil. Imagino que em outros países da Europa deve ser parecido.

Cidades como Paris são “deixadas” aos turistas 🙂

Há os que partem em julho (chamados de ‘’juilletistes’’) e os que partem em agosto (‘’aoutien’’). As datas marcantes são os feriados do 14 de julho (festa nacional da queda da Bastilha) e o 15 de agosto (festa da Anunciação).

O lugar preferido para partir no verão é claro que é a Praia!

Depois de meses de inverno e outono passado sob tempo coberto, neve e chuva, os franceses também adoram tomar um solzinho na praia.

Com um litoral de quase 9000 km (fonte wikipedia.org) há praia para todos os gostos !.

Um tipo de praia que eu nunca tinha visto é a praia de pedrinhas no lugar de areia presente na costa da Normandia!.

Praia de Etretat

Praia de Etretat ©

O lugar mais procurado no verão é a costa do mar mediterrâneo com praias de areia e um mar azul transparente. Posso dividir a costa em duas partes:

– A Côte d’Azur, muito chique e frequentada pelos ricos e famosos, que vai desde a fronteira com a Itália até a região de Cassis. Fazem parte desta região as cidades míticas de Cannes e Saint Tropez.

Vista de Mônaco

Vista de Mônaco ©

Para se chegar nesta região, muitas pessoas pegam as chamadas rodovias do Sol (rodovias A6 e A7) que vão desde Paris até Marselha, passando por Lyon. E comum ouvir falar, ver reportagens no telejornal de engarrafamentos monstros nestas estradas e as pessoas levando muitas horas a mais para fazer o trajeto. É parecido com as rodovias Anchienta-Imigrantes em véspera de Ano Novo.

– A Costa da Região de Languedoc Roussilon que vai até a fronteira com a Espanha. É uma região de turismo mais popular, mas também com a reputação de ser muito bonita.

Praia em Cerbere, na froneira com a

Praia em Cerbere, na fronteira com a Espanha ©

Outra região muito procurada é a ilha da Corsa no mar mediterrâneo.

A Região da Bretanha é muito visitada também.

Cap Frehel, Bretanha

Cap Frehel, Bretanha ©

E você, onde vão e o que fazem as pessoas nas férias no país onde vc mora, e o ritmo vai mais devagar no verão ?

* Fabio Takeshi Utida mora na França há 6 anos e, após morar nas regiões de Borgonha e Champagne , resolveu estabelecer-se na região da Normandia.  Para saber mais sobre ele clique aqui.