Skip to content

Quer vir para a China? Pense antes no visto !

09/11/2015

BZ_ChinaEdvan Fleury – Beijing, China

De 10 a cada 10 e-mails que recebo são de pessoas que querem vir para a China a passeio, mas no fundo (no fundo) a intenção é outra. Muita gente quer vir para cá para trabalhar, mas com o visto errado. A situação é sempre a mesma: eu vou com um visto de turismo aí chegando na China vou procurar um emprego e pronto! Gente, não é assim que a banda toca. Solicitar um visto de turismo para a China não é um bicho de sete cabeça,s é extremamente fácil, mas vir para cá com a intenção de ficar a longo prazo é muito perigoso e nada econômico. Como assim? Para explicar melhor vou dividir este post por tipo de vistos (aí vai ficar claro).

Antes de explicar, cabe aqui dizer que a China tem vários tipos de visto que você pode solicitar. Neste texto eu vou me limitar a apenas aos mais comuns: o de trabalho, o de turismo e o de estudante (no site da embaixada chinesa é possível consultar todos os tipos de vistos disponíveis).

Visto de turismo

Esse é o tipo de visto mais comum de solicitar e ele tem uma validade de 30 dias. Ou seja, após esse prazo você deve sair do país. Como o próprio nome já diz esse é o visto para quem vem para a China a passeio, e só. Acontece que a politica de emissão de visto e duração do mesmo muda muito. No momento que você lê este post ele pode ter mudado. A questão da validade e do prazo de permanência dentro do país varia conforme a nacionalidade e o humor do governo chinês (como eu já disse essa coisa de visto pode mudar da noite para o dia).

Eu não vou aqui falar de documentos necessários para emitir o visto porque isso também varia e toda hora muda. Então, o bom mesmo é entrar sempre no site da embaixada em Brasília para confirmar quais os documentos exigidos. Na época em que eu fiz o meu visto ele foi negado, mesmo entrando em contato com a embaixada e eles me falando todos os documentos necessários (mas eu fui uma exceção). Há também uma modalidade no qual você ganha um visto de 3 anos ou 10 anos (válido apenas para passaporte dos EUA e mais algumas outras seletas nacionalidades), porém a cada 90 dias é necessário que você saia da China e retorne.

BLOG Visum

Visto de trabalho

Esse visto de trabalho é uma história, e é um dos que mais mudam ao longo do ano. Nos últimos anos a China teve uma migração de estrangeiros muito grande. Muita gente entrou pelo país com o visto de turismo e aqui mudou para o visto de trabalho. No passado essa prática era muito comum. Hoje não. O governo barra e dificulta o máximo a pessoa que tem um visto de turismo migrar para um visto de trabalho. Hoje em dia, se você chegar na China com um visto de turismo e tentar trocar para um visto de trabalho terá uma certa dor de cabeça e não vai sair barato.

Esse foi o processo que eu fiz. Na época que eu cheguei na China o governo estava começando a dificultar a emissão do visto de trabalho e por isso ele criou várias categorias de visto de trabalho que não são muito claras. Na prática você só pode ter um visto de trabalho se voltar para o Brasil (e 99,9% das empresas não vão pagar suas despesas com as passagens de ide e volta). Aqui na China existem várias agencias que as empresas usam para ajudar na emissão desse visto e se você já estiver aqui trabalhando com um visto de turismo e querer trocar para um de trabalho sem voltar para o Brasil é possível, mas vai sair muito caro para quem é brasileiro. Eu também não vou falar que tipo de documentos são necessários para o visto de trabalho porque cada cidade possui requisitos diferentes. Por exemplo, no meu caso, para Beijing você dever ter ao menos 25 anos de idade, mais 2 anos de experiência na área em que trabalha após ter concluído o nível superior, ter uma carta de recomendação do seu empregador anterior, um exame médico completo e a empresa tem que provar que um chinês não é capaz de realizar o mesmo trabalho que você fará aqui na China. Esse processo para obter todos esses documentos leva em torno de 2 meses e após ter todos esses documentos em mãos é possível tirar o visto de trabalho. Infelizmente, passar por todas essas etapas leva tempo (a China é um país cheio de burocracia igual ao Brasil). Há também que se levar em consideração outros fatores como o tipo de empresa, o quanto a mesma consegue gerar de lucro liquido ao ano, proporção entre funcionários estrangeiros x chineses, ramo de atuação corporativo e etc… Algumas pessoas me perguntam assim: mas é possível trabalhar com visto de turismo ou de estudante? Sim, é possível, mas… Você estará ilegal. Qualquer tipo de trabalho que seja, leia-se, intercambio, modelo, professor de inglês e afins é necessário ter visto de trabalho. Caso você seja pego trabalhando ilegalmente não tem choro e nem vela. Você será encaminhado a polícia local, no qual deverá permanecer por uns 15 dias e depois seu visto será alterado para uma duração de 5 dias no qual você deverá deixar o país o mais rápido possível.

Tem muito brasileiro trabalhando como professor de Inglês aqui na China. O problema desse tipo de trabalho é que as chances de você ter um visto de trabalho aprovado são mínimas. Por que? lembra no paragrafo acima quando eu disse que a empresa deve provar que o seu trabalho não pode ser feito de igual forma por um chinês? Esse é o principal motivo. Qualquer chinês formado em Inglês poderia ser um professor de língua inglesa, por que um brasileiro seria mais qualificado para isso? Para ser professor de inglês o requisito principal é ser nativo do idioma e por isso que as chances de uma brasileiro ter um visto de trabalho como professor são difíceis. Não digo que é impossível, até conheço um brasileiro que dá aulas de inglês em uma universidade (mas é aquela coisa, cada caso é um caso).

Se você conseguir um trabalho na China e a empresa propor a você vir com um visto de turismo que dure 30 ou 90 dias, não aceite. A empresa DEVE emitir um visto de trabalho! não importa se você vai ficar apenas 15 dias na China. TRABALHO PRECISA DE VISTO DE TRABALHO.

Ah, mas eu quero vir para a China para ficar mais de 30 dias. Como faço? A minha sugestão é…

Visto de estudantes

Venha como estudante! Há no Brasil vários intercâmbios estudantis entre universidades chinesas e brasileiras ao qual é possível candidatar-se. Um dos mais famosos que eu ouço aqui é o do Instituto Confucio e mais recentemente o Ciências Sem Fronteiras (eu não sei se a China ainda está na lista desse projeto ainda). Com um visto de estudante é possível receber uma bolsa remunerada (ou não) para estudar chinês por um semestre. Esse é o tipo de visto que sempre aconselho para quem quer passar um bom tempo aqui, sem ficar ilegal. Mas é aquela coisa, tem muita gente que acaba trabalhando com o visto de estudante (recentemente, o governo Chinês autorizou algumas universidades a terem estudantes trabalhando como estagiários. O problema é que poucas empresas sabem como lidar com esse tipo de visto e nem o governo sabe como proceder, incrível né?!). No geral, quem tem visto de estudante, não pode trabalhar!

BLOG Visto

Foto via: http://studyinchina.universiablogs.net/

Visto em Hong Kong/ Macau

É possível também tirar esses vistos em Hong Kong caso seu visto não seja aprovado pela embaixada/consulado, como foi o meu caso. Fazer lá sai um pouquinho mais caro para o visto de turismo e muito caro para o visto de trabalho (se você for brasileiro). Lá há várias agências que fazem esse tramite para você e só é preciso levar alguns documentos (cada agência pode exigir diferente tipos de documentos e, é claro, o valor vai ser diferente de agência para agência). Infelizmente, é possível que seu visto não seja aprovado (as chances são mínimas, mas existem), porém, para evitar isso as empresas que emitem visto sempre pedem a fotocopia de seus documentos por e-mail para garantir que tudo corra bem e no final você tenha o seu visto bonitinho. Tirar o visto em Hong Kong/Macau é uma grande vantagem para quem já mora na Ásia e não quer voltar ao Brasil.

Sobre o tempo que leva para conseguir o visto em Hong Kong/Macau, documentos e mais detalhes você pode entrar em contato com as agências que eu usei no passado (mande e-mail em Inglês, ok?):

catherine@akvisa.net

fbtravel@fbt-chinavisa.com.hk

nsknsk04@qq.com

Visto em Shanghai

Há poucos meses o governo chinês permitiu a emissão de visto no próprio aeroporto de Shanghai e também é possível dentro de 30 dias trocar de visto de turismo para visto de trabalho no próprio aeroporto, porém há várias exigências para tal e, sinceramente não conheço ninguém que tenha feito ainda. O que vi no noticiário é que esse tipo de visto emitido em Shanghai ainda é bem nebuloso e nada claro, nem mesmo as autoridades alfandegárias sabem muito bem lidar e proceder com essa demanda por ser algo muito recente.

E por fim…

Infelizmente, se eu fosse falar de todos os poréns e detalhes sobre esses tipos de visto daria para escrever um livro (eu estou falando sério, a última atualização de visto que recebi sobre visto chinês tinha 33 páginas, ha!). A melhor coisa a se fazer na hora de viajar para a China é pensar que tipo de visto se aplica a sua situação e SEMPRE consultar a embaixada. Para o visto de turismo é tudo muito rápido, mas o de estudante e o de trabalho (principalmente) o processo é um pouco mais demorado, por isso não ache que você vai viajar em 1 mês. Prepare-se sempre com muita antecedência e siga todas as orientações dadas pelo consulado/embaixada.

_______

Edvan Fleury nasceu em Manaus e é jornalista. Para saber mais sobre ele clique aqui. Sigam nossa pagina no Facebook clicando aqui e no Instagram clicando aqui.  

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: