Colômbia Medellin

Como consegui meu visto na Colômbia

BLOG flag colombiaFilipe Teixeira – Colômbia

Antes de vir para morar em Medellín pela segunda vez, meu plano era dar a volta ao mundo. Porém, houve uma reviravolta maravilhosa na minha vida – chamada Camila – e então retracei minha rota. Como trabalho remotamente para uma empresa em Portugal, tenho a liberdade de estar onde eu bem entender. Então, conversei com a Camila e decidimos mudar de país. Mas para onde?

A primeira opção era voltar para Portugal, já que minha condição de trabalhador independente me permitiria obter o título de residência, porém o processo de visto seria bem mais demorado e caro. Então voltamos nossos olhos para a América do Sul. E, antes de pensarmos na Colômbia, nosso destino seria o Uruguai. Durante as pesquisas, descobrimos a existência do Visto Mercosul. Essa categoria de visto permite que qualquer cidadão de Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru e Uruguai residam nesses países sem a necessidade de comprovação de vínculo estudantil, empregatício ou qualquer outro.

Apesar de Montevidéu apresentar melhor qualidade de vida, é uma cidade cara para os nossos padrões, então decidimos vir para Medellín, onde o custo de vida é, pelo menos, 50% mais baixo que na capital uruguaia. Assim, em junho deste ano, embarcamos para a Cidade da Eterna Primavera.

BLO VIsto Colombia

Assim que chegamos e nos instalamos, demos início ao processo de visto, que consiste nas seguintes etapas:

1. Legalizar o Certificado de Antecedentes Penais

No site da Polícia Federal, é possível imprimir esse Certificado. Estando com ele em mãos, o próximo passo é pagar a taxa (COP 14.500 ~ R$19), cujo procedimento é orientado pelo Consulado Brasileiro. Depois de pagar a taxa, o próximo passo é levar as cópias dos documentos (RG, CPF, Título de Eleitor, comprovante de quitação com o serviço militar (para os homens)) mais o Certificado de Antecedentes Penais para o Consulado. No nosso caso, como o Consulado Brasileiro em Medellín é honorário, tivemos que pagar ao Cônsul a taxa (COP 24.000 ~ R$31) para o envio dos documentos a Bogotá. Em três dias úteis, recebemos o documento legalizado.

2. Traduzir, enviar o Certificado para a Cancillería Colombiana e legalizá-lo

Enviamos o Certificado por e-mail para uma tradutora juramentada em Bogotá, fizemos o depósito bancário relativo à tradução (COP 36.000 ~ R$47) e, em 24 horas, ela nos enviou o documento traduzido. Por via das dúvidas, pagamos uma taxa adicional (COP 8.000 ~ R$11) para que ela nos enviasse a tradução também por correio. Tendo os arquivos traduzidos, enviamos para a Cancillería através do site do Ministério das Relações Exteriores da Colômbia. Em seguida, pagamos a taxa (COP 20.000 ~ R$26) da legalização do documento.

3. Pedir o visto

Nesse site, preenchemos um formulário com todos os nossos dados, anexamos a cópia do nossos passaportes em PDF e pagamos outra taxa (USD 50 ~ R$190) para análise do pedido. Um dia depois, recebemos a confirmação de que nosso pedido havia sido aprovado. O próximo passo foi pedir a confecção do visto, o que custou USD 205 ~ R$777. No dia seguinte, recebemos um e-mail avisando que nosso visto havia sido publicado, com a imagem em PDF.

4. Colar o visto no passaporte

Porém, como estamos em Medellín, tivemos que ir a Bogotá para colar o visto no passaporte. Apesar do trânsito caótico da capital colombiana, conseguimos chegar ao Ministério das Relações Exteriores e, em menos de meia hora, estávamos com o visto colado em nosso passaporte, válido por dois anos.

5. Confeccionar a Cédula de Estranjería

Tudo pronto? Não, amigos, quando se trata de burocracia, sempre há mais um documento a ser apresentado. Tínhamos um prazo de 10 dias corridos para ir à Migración Colombia para solicitarmos nossa Cédula de Estranjería, que equivale a uma carteira de identidade. Para isso, preenchemos outro formulário e ainda tivemos que apresentar a cópia do passaporte, do visto e de um exame de sangue com o tipo sanguíneo. A cédula custou COP 162.000 ~ R$208. Depois de alguns dias, buscamos nossa Cédula e agora só precisamos fazer esse processo novamente em 2017.

Observações:

  • O total gasto foi de aproximadamente R$1.300 por pessoa, sem contar o exame de sangue, as xerox e as passagens Medellín-Bogotá-Medellín
  • Os valores podem variar de acordo com a cotação das moedas citadas
  • Fizemos tudo isso tendo apenas o visto de turista
  • Há quem diga que é mais barato fazer isso no Brasil

Comparando com o que passei para tirar o visto em Portugal, aqui na Colômbia foi moleza. Se tiverem qualquer dúvida a respeito do processo, deixem seu comentário. Será um prazer ajudá-los.

* Filipe Teixeira nasceu em Fortaleza e é tradutor. Saiba mais sobre ele clicando aqui. Siga nossa fanpage no Facebook clicando aqui

12 comentários

  1. Rapaz, como é burocrático isso aí, hein? E o tanto de taxa que se paga, fiquei assustado. Imagino, já que comentou sua comparação com o visto português, você está craque nisso.
    Só achei que dois anos é um período curto demais para um visto de trabalho. Muita mão de obra em um espaço de tempo pequeno.
    Sucesso.

    1. Cara, como falei, em Portugal, por exemplo, foi muito mais complicado. Pra tirar um visto de 4 meses, tive que apresentar muito mais documentos do que um simples Certificado de Antecedentes Penais. A única facilidade foi que não tive que traduzir nada. Tive que arrumar até uma declaração de alguém com uma renda bruta num valor bem alto como garantia. E tudo foi feito presencialmente. Aqui na Colômbia, grande parte do processo foi feito pela Internet e, se eu morasse em Bogotá, tudo teria sido muito mais rápido. Outra vantagem é poder fazer isso com visto de turista. Mas é tudo uma questão de percepção.

      Abração!

  2. Olá Filipe tudo bem? Eu tenho algumas dúvidas. Eu quero solicitar o visto estando na Colômbia mas fiquei na dúvida se é possível fazer o trâmite nos consulados honorários e como você disse, só ter que ir a Bogotá pra selar o visto no passaporte? E outra coisa coisa…eu tava pensando que pra adiantar o processo eu antes de viajar já poderia imprimir a declaração no site da polícia e encaminhar pro meu namorado colombiano pra ele já ir solicitando na Colômbia pra quando eu chegar prosseguir com o que falta? Se puder me ajudar com alguma informação eu agradeço desde já!!!!!

  3. Olá, Nayara. Sim, você pode fazer tudo através dos consulados honorários e ir a Bogotá somente para colar o visto no passaporte. Mas acho que pra outra pessoa fazer a solicitação por você só com procuração.

  4. Bomdia, Felipe, tudo bem?Quero morar na Colombia, o que poderia me ajudar, emprego,?Minha esposa é Pedagoga, ajudaria?Paz, Sou Eliseu, me responde por favor!!!

  5. Olá tudo bem? Estou indo morar em Bogotá e essa era minha maior dúvida , se eu poderia tira o visto Mercosul depois de estando lá! Porque me falaram que pra tirar esse visto Mercosul eu só poderia fazer no Brasil, caso contrário não conseguiria morar lá legalmente, e para eu tira esse visto teria que voltar para o Brasil é fazer todo processo pelo Laís de origen, em Bogotá só agente faz isso ou tipo tem despachantes de visto igual Brasil que você paga a eles e eles fazem a correria inteira de documentos para agente ?

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

%d blogueiros gostam disto: