Skip to content

Pequena história dos food trucks americanos

08/12/2015

bz_euaSheila Ward – EUA

Segundo o site culinaryschools.com, a história dos food trucks americanos teve origem no final do século 17, na costa leste do país, com vendedores ambulantes que paravam suas carroças nas ruas e vendiam comida aos transeuntes. Depois da Guerra Civil (1861-1865), muita gente começou a cruzar o país em busca de novas oportunidades. Essa expansão criou uma necessidade grande de alimentos, e a carne era um deles. Para suprir essa demanda, pecuaristas precisavam percorrer enormes distâncias levando gado para o oeste e o norte do país e, como as ferrovias ainda não haviam chegado àqueles lados, acabavam ficando meses a fio nas estradas, com pouca coisa para comer.

Em 1866, enquanto se preparava para a longa viagem que teria pela frente para levar suas duas mil cabeças de gado do Texas para o estado do Novo México, o rancheiro Charles Goodnight teve uma sacada genial: adquiriu uma carroça que havia pertencido ao Exército e a adaptou com uma cozinha. Deu um jeito de enfiar uma superfície onde pudesse preparar e servir a comida, estocou o vagão com enlatados e outros não perecíveis e lá foi ele, feliz da vida, porque finalmente conseguiria comer bem na estrada. A ideia pegou. Para os cowboys, ‘chuck’ significa ‘boia’ ou ‘rango’  e, desde então, essas carroças  passaram a ser conhecidas como chuck wagons. Essas ‘cozinhas sobre rodas’ são as precursoras dos food trucks de hoje nas terras americanas.

Décadas mais para a frente, imigrantes mexicanos trouxeram a cultura dotaco truck para a Califórnia. A coisa foi se diversificando um pouco, mas, durante muito tempo, food trucks eram sinônimos de hambúrgueres, cachorros-quentes, sorvetes e, naturalmente, tacos. Nada muito interessante.

BLOG Food truck

A crise financeira iniciada na década passada foi a responsável pela reviravolta do street food (comida vendida na rua, seja em bancas, feiras, carrinhos ou food trucks). Por causa da crise, muitos chefes de restaurantes badalados perderam o emprego. Montar um food truck pareceu uma boa ideia para alguns deles, uma vez que o capital que precisariam empregar seria relativamente pequeno. Os americanos, já acostumados com a cultura dostreet food, estavam ávidos por uma comida rápida, econômica, mas de melhor qualidade. Bingo! Assim nasciam os food trucks gourmet.

BLOG FOOD

Ambas fotos desse post: autoria Sheila Ward

As cidades americanas com mais concentração de food trucks são Chicago, Los Angeles, Nova Iorque, Washington D.C., Houston, Miami e São Francisco. Presume-se que, a cada semana, dez food trucks novos sejam abertos. Hoje há cerca de três milhões deles nas ruas do país e sabe-se lá quantos outros espalhados pelo mundo. A história do street food em países asiáticos, africanos e europeus é muito mais antiga, e a origem de seus food trucks certamente é diversa. Porém, a onda dos food trucks repaginados e chiquezinhos de hoje se deve bastante à influência da cultura americana.

Na outra ponta dos food trucks gourmet estão aqueles com finalidades humanitárias que são usados para levar ajuda a refugiados e populações carentes ou de áreas em conflitos. Entre um extremo e outro, segundo a Food and Agriculture Organization of the United Nations, eles alimentam cerca de 2,5 bilhões de pessoas por dia. É gente para caramba!

Uma curiosidade: O termo food truck foi adicionado à Wikipédia em 2006.

E se por acaso ainda não viu, não deixe de ver o gostosíssimo filme Chef, com Jon Favreau, Sofía Vergara e Scarlett Johansson.

Sheila Ward se formou em tradução. Já morou na Inglaterra, Portugal, Itália e EUA e adora escrever sobre o que vê em suas andanças por aí. Curtam a fanpage do BZ no Facebook clicando aqui. Mais fotos da Sheila e outros autores no nosso Instagram. Twitter ? Clique aqui!  

5 Comentários leave one →
  1. 09/12/2015 4:36

    Eu gostei muito do Food Truck que conheci em Austin.
    Comida brasileira. Sempre muito bom pra matar saudade do Brasil.
    http://www.botecoatx.com/locationhours.html

    • 09/12/2015 18:40

      Food truck de comida brasileira, que delícia! Aqui em São Francisco tem um de açaí, mas os donos são brasileiros, e a tigela de açaí vem com morangos e outras frutas vermelhas misturadas. Não dá para matar muito a saudade, rs. Abraços.

  2. 09/12/2015 16:23

    Olha só, eu não fazia a minima ideia dessa origem dos food trucks nos EUA…

    Aqui na primavera tem todo ano eventos de food trucks. O de Amsterdam e’ imenso e os veículos são bem artiguinhos dos anos 50, 60 e 70, reformados, lindos de morrer. Em Haarlem achei o evento pequeno, o de Amsterdam e’ bem grande, com uns 120 veículos, muita variedade, comida alternativa, étnica, hamburgueres de pão negro (of course, está na modinha) ou de lagosta, insetos, sucos loucos, e shows de rock. Sem falar nos Brad Pitts circulando, tuuuudo barbudo. Tá na modinha também, afs…

    • 09/12/2015 18:47

      Ih, é! Barba tá na moda aqui também. Quanto mais hipster, mais barba, rs. Esses food trucks ‘vintage’ aí devem ser uma graça, Ana! Acho bem bacana essa coisa de food trucks gourmet, mas gosto também dos originais. Em frente à escola do meu filho tem um food truck cujo dono é um senhor chinês. Ele para seu caminhão lá na hora do almoço há mais de 30 anos, imagina! Turma após turma, os alunos contam com isso. É uma tradição local! Agora, food truck de insetos é difícil de encarar, não? Rsrs.
      Abraços!

      • 09/12/2015 19:49

        Esse senhorzinho chines… cada turma encerrando os estudos na escola deviam prestar uma homenagem a ele. Sim, os veículos vintage vendendo comida daqui são um graça. Kombis que adquirem um segundo piso, minis vendendo scones e sorvetes… Aqui tinha comida australiana, tailandesas, paellas… alguns food trucks com gafanhotos e uns besourinhos com algas em pão verde (com espirulina). Não sei, também não é minha praia isso de comer insetos. Aliás, acho que gafanhotos já estão a venda em alguns supermercados holandeses.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: