Skip to content

Os vilarejos mais bonitos da Itália

19/02/2016

bz_italia Ana Patricia Silva – Calábria, Itália 

Um país como a Itália, que através dos milênios de história viveu grandes divisões durante o período medieval, não pode deixar de ser repleto de aldeias e castelos. Isso acontece porque as cidades se fechavam dentro de muralhas e fortalezas, resultando em jóias de arquitetura e paisagismo, preciosidades históricas que estão entre as mais importantes do mundo. Não é à toa que os vilarejos italianos são “a menina dos olhos da Itália”.

Os vilarejos italianos não são mais apenas história e cultura, mas também lugares repletos de vida e oportunidades. Pontos de referência, cenários inéditos, estradinhas, casas antigas e habitações modernas colocadas entre pedras seculares… Velhas técnicas que se renovam… Pessoas otimistas e verdadeiras, espírito jovial… Detalhes, emoções, curiosidades…

A “aldeia” italiana é percebida como um lugar pouco conhecido, que deve ser explorado, em uma dimensão ligada ao passado – geralmente com uma natureza característica da região ou um elemento de atração (um castelo, uma igreja, um edifício particular – como, por exemplo, os trulli ou nuraghe). Os vilarejos se distinguem das grandes cidades porque partem de uma perspectiva diferente. Eles envolvem diretamente os moradores, as associações, o comércio local e os artesãos. Esse é um grande recurso, pois em lugares assim os cidadãos são muito ligados a tradições – e isso implica em maior colaboração da parte do povo. É por isso que, para propor uma linha de desenvolvimento, é preciso analisar o contesto histórico-cultural – o que significa fazer com que as pessoas participem e desfrutar da criatividade deles.

Na verdade, esses lugares precisam se desenvolver e merecem destaque pelo enorme patrimônio (histórico, paisagístico, cultural e criativo). Eles são capazes de satisfazer a demanda turística na Itália, igualmente ou até mais do que as grandes cidades. A história de cada aldeia, a autenticidade, os prazeres e sabores, os eventos e os museus guiam o turista através da inesperada riqueza do município, onde a beleza depositada na história aguarda apenas a oportunidade para se revelar ao visitante curioso. Todos os vilarejos categorizados pela Associação (junto com a ANCI) são fruto de uma seleção cuidadosa em todo o território nacional.

É a procura de sensações, autenticidade, espontaneidade e tradição  que traz o turista para as aldeias italianas. O visitante deseja compreender que é possível vivenciar essas emoções, seja por uma hora, um dia, uma vida. Não se deve rejeitar nenhuma cidade, pois cada uma tem seu encanto. É preciso descobrir esses lugares, onde você pode confrontar a si mesmo, com seus próprios fantasmas. Na imaginação é possível absorver o “senso de tempo”, sentir o perfume da vida e de suas fases. Os vilarejos são esses lugares encantadores, cuja beleza consolidada pelos séculos transcende a nossa vida.

Na Itália há aldeias famosas e povoados desconhecidos, de igual beleza também. É uma descoberta contínua dessa realidade fascinante, que pouco a pouco é revelada. Esta é uma lista aleatória dos lugares mais bonitos e encantadores, porém pouco conhecidos. A nossa intenção é justamente de incitar a sua curiosidade e, por que não, convencê-lo a pegar o carro, moto, ônibus, trem, ou qualquer meio de transporte, e vir correndo visitar esses vilarejos.

Vamos começar a desenrolar esta pequena lista dos vilarejos mais bonitos que selecionei para vocês leitores:

1) Étroubles – Vale de Aosta

BLOG ETroubles

Étroubles, Vale do Aosta. Foto via panoramio.com

Este vilarejo no coração do Vale do Grande São Bernardo, possui apenas 500 habitantes. Conhecido desde o período medieval, pois era um dos pontos de passagem da via Francigena (percurso que naquela época unia Cantuária a Roma). Quem se hospedou em Étroubles foi Napoleão, durante a viagem para a batalha de Marengo. Hoje Étroubles é famoso entre os amantes da arte, pois seu centro histórico é um museu com obras de artistas internacionais, inspiradas no tema de viagem.

2) Castellabate – Campânia

BLOG Ana paticia Castellabate

Castellabate, foto via labellevie.it

Vilarejo famoso por ter sido o set de filmagem do aclamado “Bem-vindo ao Sul”, um dos maiores sucessos do cinema italiano nos últimos anos. Com mar aprovado pela “Bandeira Azul”, seu território entra no Parque Nacional de Cilento e no Vale de Diano.

3) San Leo – Emília-Romanha

BLOG Ana patricia San leo

San Leo, foto via lavolpina.com

Pitoresco e peculiar, San Leo é definitivamente o destino turístico mais frequentado de Valmarecchia. Localizado na ponta de uma rocha enorme e intransitável, a cerca de 32km de Rimini, conquista os turistas com sua imponente fortaleza (colocada bem no pico da rocha). Casa de Dante, do Conde Cagliostro e de São Francisco de Assis, que aqui receberam de presente o Monte Alverne do Conde Orlando di Chiusi no Casentino (1213).

4) Sermoneta – Lácio

BLOG Ana patricia Sermoneta

Castelo em Sermoneta, na região do Lácio. Foto via weddingmapper.com

Aldeia tipicamente medieval, pertencente à Igreja, Sermoneta é vigiada por uma monumental muralha e um castelo do século XI. Estamos falando do Castelo Caetani, um dos mais conhecidos exemplos de arquitetura defensiva de Lácio. O território de Sermoneta, que se estende entre os montes Lepinos e o Agro Pontino, na província de Latina, possui cerca de 9.797 habitantes.

5) Gangi – Sicília

BLOG Ana patricia Gangi 2

Gangi. Foto via dailymail.co.uk

Exótico e de atmosfera curiosa, Gangi encanta e cativa com seu lindo centro histórico e vistas para o Monte Etna. De origens antigas, desde a Idade da Pedra, este vilarejo na entrada de Palermo é considerado um dos mais fascinantes do território de Madonias. Com um centro histórico caracterizado por vários prédios e igrejas de grande valor histórico, com casas típicas de pedra – que agora estão à venda por uma quantia baixíssima. Até o New York Times falou sobre Gangi, graças à iniciativa da cidade em vender as casas por preços irrisórios (praticamente de graça), desde que fossem reformadas ao longo de quatro anos. O vilarejo de Gangi fica na mesma região que o vilarejo de Corleone, que ficou famoso por causa de sua história relacionada a Mafia e ao livro e filme `The Godfather´.

6) Bova – Calábria

BLOG Ana patricia BOVA

Bova, foto via ntcalabria.it

Considerado a capital da Bovésia, região grecófona da Calábria, este vilarejo de 400 habitantes foi colônia da Magna Grécia e área conquistada também pelos normandos. Localizado no alto, é vigiado por um imponente castelo normando. Antiga sede episcopal, a vida da aldeia de Bova é inseparavelmente ligada à região. Para comprovar este fato, a cidade é famosa pela produção de instrumentos musicais e pelo Sentiero della Civiltà Contadina (um museu a céu aberto pelas ruas do vilarejo – exposição da vida cotidiana e principais ferramentas utilizada por agricultores).

É impossível contar sobre todos os vilarejos, pois são tantos! Esses que vimos são uma pequena parte. Porém, qualquer lugar que escolher ir, qualquer que seja o destino que tenha decidido, você vai encontrar em todos esses vilarejos a beleza das cidades menores que engrandecem a Itália.

______________________

Ana Patrícia da Silva é uma Rondoniense formada em Turismo pela Universidade de Calábria e  vive na Itália há 12 anos. Para saber mais sobre ela clique aqui. Sigam-nos no Facebook, Twitter eInstagram

 

4 Comentários leave one →
  1. Mirian permalink
    19/02/2016 12:29

    Que presente!! Que coisa maravilhosa para os olhos!!! Parabéns, lugares maravilhosos.

    • 20/02/2016 10:15

      Obrigada querida!! Não deixe de continuar nos seguindo, estarei a cada mês falando de um ponto turistico italiano, tenho certeza que você vai adorar! 🙂 Grande abraço, Ana Patricia

    • 16/03/2016 17:35

      Obrigada querida!! Realmente a Itália é maravilhosa, justamente porque é feita de tantos aspectos diferentes!! 🙂

  2. 27/02/2017 18:30

    Boa tarde
    Você conhece, e pode falar sobre< Casaletto Spartnao?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: