Skip to content

Positano, a pérola da Costa de Amalfi

16/05/2016

bz_italia

Ana Patricia da Silva – Itália

Olá leitor, eu hoje estou participando do blog Brasil com Z com um post super especial dedicado a Itália desconhecida, ou seja aos vilarejos e burgos italianos… Tenho certeza que vão adorar !

A viagem pelas aldeias mais belas da Itália é uma viagem realmente fascinante. Qualquer lugar que formos, encontraremos em todas as aldeias a beleza das cidades menores que fazem da Itália um grande país. Colocando os pés nessas aldeias, cada sentido procura lembrar o passado para revivê-lo no presente. Nesse texto falaremos de uma esplendida aldeia no mar, uma das mais belas da Itália, em outras palavras, a costeira Amalfitana, mais precisamente Positano, a pérola da Costeira.

Positano

Positano

Lugar encantador onde as casas de cores pasteis descem em direção ao mar. Uma vez foi uma aldeia marítima rival de Amalfi, hoje é uma renomada localidade turística com tantas lojas e uma praia encantadora. Positano é, com certeza, uma das cidades italianas mais conhecidas no exterior, a beleza da cidade, situado em uma posição especial, entre mar e montanhas, a cozinha e o inconfundível estilo, todo italiano, fazem do local um lugar onde todos tem o prazer de tornar.

O que torna Positano uma das aldeias mais cobiçados e visitados da costa de Amalfi e da Itália é certamente o seu aspecto urbano tipicamente mediterrâneo com as clássicas casas das cidades do mar.

Os bairros mais antigos desenham uma arquitetura caracterizada por típicos gessos calcários, pequenas cúpulas que coletam as águas para os tanques, que se opõe à majestosa Igreja de Santa Maria Assunta. Graças ao seu trafego para o Oriente Médio e aos navios que navegam pelo Mediterrâneo, Positano se enriqueceu enormemente, tanto a ponto de merecer o titulo de “Montanha de Ouro”. Naquela época ressaltam as belas mansões do século XVIII, verdadeiras joias no estilo barroco.

Positano

Positano

Durante a Primeira Guerra Mundial, Positano pagou um altíssimo preço de sangue. Na cidade se refugiaram grandes artistas e literários russos e alemães que, com suas obras, fizeram conhecer esse ângulo de paraíso em todo o mundo. Depois do fim da Segunda Guerra Mundial, pintores, diretores, escritores, enfeitiçados pela mágica atmosfera, atraídos pela sensual beleza de Positano, seduzido pelo estilo de vida dos pescadores, reestruturaram conventos, casas de campo, vilas, criando abrigos dourados. Explode assim a famosa moda Positano: extravagante,  colorido, exótico.

Esse lugar assim característico, considerado um verdadeiro “presépio vivo”, deve a sua fama ao imponente Duomo, às suas Torres Saracene e à “moda Positano” feita de vestes simples e arejadas, de cores e desenhos ao seu redor, puramente marítimos e que ainda hoje são pino e atenção das impulsivas compras da elite nas suas ruas e infinitos becos.

Laços, chinelos, chapéus de palha, em Positano as pessoas se vestem assim, com leveza e bom gosto, essa é a moda praia daqui e é famosa em todo o mundo. Artesãos por gerações  continuam a fazer o seu trabalho. Entalham a pele, costuram roupas, revestem chapéus, tudo “Made in Positano”.

Positano é um deleite que não se pode perder para quem quer conhecer s magnificência da Costa de Amalfi e passar algum tempo longe do clamor da cidade. Os dias são marcados por sol e lua, que aninhada como é no mar, nina como uma doce canção de ninar todos os seus habitantes.

É possível visitá-la em qualquer período do ano, embora o momento ideal seja o verão, na primavera e no outono a cidade mostra todo o seu charme. O centro da aldeia está reunida em torno da Piazza Flavio Gioia com a Igreja do século XIII dedicada a Santa Maria Assunta em que se encontra a cúpula de faiança.

conhecer Positano

conhecer Positano

A Igreja de Santa Maria Assunta é um dos edifícios históricos da cidade e as suas origens são estreitamente ligadas àquelas do monastério beneditino de Santa Maria, onde ficaram somente poucos vestígios. A igreja no curso de 1700 andou lentamente em declínio, ate quando submetida a um processo de restauração que durou cinco, não se pode perder absolutamente uma visita à cripta da igreja, onde no curso de uma serie de trabalhos de restauração, imergiu os restos de uma vila romana.

Quem chega a Positano não pode perder a costa e as praias, uma mais linda que a outra, com recursos maravilhosos que, nos dias particularmente límpidos, permitem de ver de longe a ilha de Capri. Imperdíveis são as praias de Fornillo e Praia Grande e depois caminhar ao longo do Caminho dos Deuses, para um passeio panorâmico que te deixará de boca aberta.

Você se perderá entre as cores das casas, os becos cheios de lojinhas e as espetaculares descidas ao mar. Para não falar do fiorde de Furore, onde o diretor Rossellini rodou o filme “O Amor” com Ana Magnani. O fiorde foi criado da erosão constante do fluxo Schiato. É possível descer até embaixo através de uma escadaria que a partir do topo da estrada estatal chega até a parte mais baixa. Ao interno do fiorde encontramos duas construções pelas produções locais, se chamam Lo Stenditoio, usado para secar as folhas de papel, e La Calcara, para o trabalho das pedras para usar na construção. O panorama e a vista desses lugares te deixarão sem palavras, realmente uma vista de tirar o fôlego.

Como Chegar a Positano

A possibilidade de escolha é bastante ampla já que existem diversos meios de transporte que ligam tanto Positano, quando a Costeira Amalfitana, com diversas cidades principais de província e com as principais localidades turísticas da Campania.

De avião

Os voos chegam e partem do Aeroporto de Nápoles, não existindo um Aeroporto em Positano a escala aérea mais próxima é no aeroporto napolitano.

De trem

Nápoles é um ponto de referência e as estações são três.

De carro

Seja Positano que a Costeira Amalfitana, pode ser alcançada de carro das cidades do Norte e da Itália Central de modo bastante simples. Quem chega da Itália centro-setentrional deve percorrer a autoestrada A1 até Caserta e depois prosseguir ao longo da autoestrada A2 até superar Nápoles, depois deverá prosseguir pela autoestrada A3 até a saída de Vietri no mar, que se localiza um pouco antes de Salerno.

Pelo mar

As ligações via mar com a Costa de Amalfi são ativos somente no verão e infelizmente não existe mais nenhuma ligação via mar de Nápoles em direção a Costa Amalfitana. Os portos que partem hidrobarcos e balsas para Positano e Amalfi são, Salerno, Sorrento e Capri. Esses trajetos são, em gênero, ativos de abril até a metade de outubro. No mês de julho e agosto são ativos também conexões entre os vários países da Costeira.

Grande abraço da Itália!

Ana Patricia

_______________

Ana Patrícia da Silva é uma Rondoniense formada em Turismo pela Universidade de Calábria e  vive na Itália há 12 anos. Aqui no blog BZ ela fala sobre as jóias  de aldeias da Itália, algumas muito famosas, outras desconhecidas – todas muito charmosas. Para saber mais sobre ela clique  por favor aqui. Sigam-nos no Facebook, Twitter Instagram ! Blog Brasil com Z, um blog de expatriados brasileiros vivendo nos quatro cantos do mundo. Quer fazer parte da equipe do BZ? Escreva pra gente! blogbrasilcomz@gmail.com e explique para a Carla Guanais e a Ana Fonseca o motivo e sua biografia. Agradecemos! 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: