Skip to content

Os indianos x o dinheiro

18/05/2016

bz_india

Juliana Paula – Mumbai, Índia

Money, money, money..must be funny, in the rich men’s world“…já cantava o Abba antes de muitos de nós termos nascidos. Claro que todo mundo precisa dele para viver e para realizar alguns pequenos desejos. Mas, nunca pensei muito em dinheiro ou, nunca ouvi falar tanto dele como ouço aqui na Índia.

BLOG zimbio dot com

Via: Zimbio.com/pictures

Desde que cheguei, foi, sem dúvidas, a palavras mais falada e usada até hoje. Money, paisa, rupaya…não importa como eles o chamam. Minha primeira percepção sobre a fixação dos indianos com o dinheiro foi já na minha primeira visita à Índia, quando minha sogra, descascando suas batatas, virou do nada para mim e disse:

Quanto você ganha???

Era a primeira vez que alguém me perguntava algo tão, tão….íntimo! Nem minha própria mãe nunca me perguntou quanto eu ganhava! E a pergunta:

Quanto custou esta túnica? – é outra campeã.

O pior, é quando eles te perguntam o preço do presente que você comprou para eles, como:

Quanto você pagou  nesse saree?

BLOG Dreams time dot com

Via: dreamstime.com

Não importa que eu já esteja aqui há 3 anos. Não consigo esconder meu choque cada vez que me perguntam o preço de algo. Outro dia, almoçando com os colegas do trabalho, uma delas me perguntou o preço do sanduíche que eu havia comprado. Me vi obrigada a informar que havia custado 120 rúpias, valor que elas, claro, consideraram um absurdo para um sanduíche. Absurdo, para mim, é comer um almoço de 35 rúpias na rua, sujo, feito em água de procedência  duvidosa, cheio de moscas sobrevoando os alimentos, e tudo ao ar aberto, em uma das ruas mais sujas e empoeiradas da região!

Mas, voltando ao assunto…nestes 3 anos de Índia, fui percebendo e analisando a estranha relação dos indianos com o dinheiro e a mórbida curiosidade em saber o preço de praticamente tudo.

Mas, o que mais me espanta nisso não é saber que eles não gostam de gastar dinheiro. Mas sim, a de que muitos deles, mesmo tendo muito dinheiro no banco, fazem questão de se privar de comer bem e de viver com mais conforto, coisas que, pelo menos, eu e meu marido, achamos primordiais.

Não são poucas as famílias de indianos que conhecemos que alugam um apartamento de 1 quarto e lá enfurnam uma família de, pelo menos, 10 pessoas. Aqui no meu prédio, por exemplo, há várias famílias assim.

Outro dia, minha colega de trabalho, que vem de uma família abastada, me disse que a geladeira de sua casa havia pifado e eles precisavam comprar outra. Me perguntou até qual marca eu usava. Depois de muito discutirmos sobre marcas de geladeiras, eis que no dia seguinte ela vira e diz: “ Meu pai achou melhor a gente ficar sem geladeira mesmo. Ele acha que a gente não precisa disso. É só cozinhar a porção daquela determinada refeição e não deixar nada sobrar. “   Eu e a colega japonesa do mesmo escritório quase soltamos em uníssono:

“-Mas…o verão esta chegando! É perigoso!”.
Meu pai disse que vai experimentar. Se a gente conseguir passar sem geladeira, então, não vamos precisar comprar.

Ficamos sem saber o que dizer. A mesma colega, vira ontem para mim e diz que está com alergia na pele. E, que o seu médico lhe disse que isso pode ser consequência de ela “estar tomando muita água mineral” (hein???). Aí, eu disse: – Mas é água mineral! Teoricamente, não deveria te fazer mal.”  Então, ela vira e diz: – “Mas lá em casa a gente não bebe água mineral.” – “Ah! Bebem do filtro, né?…” disse eu com minha ingenuidade brasileira.
-“Não, não….a gente pega a água da bica e ferve.

Emudeci.

Não posso acreditar que em pelo século XXI, em uma cidade moderna como Mumbai onde se encontram filtros de todos os preços, eles ainda prefiram ferver a água, só para não gastar uma graninha com o filtro! E, diga-se de passagem: a água de Mumbai é uma das piores do país. Mesmo fervendo, não ajuda muito. Não é à toa que ela ficou quase 2 semanas com infecção intestinal braba outro dia!

Mesmo na minha família indiana, meus sogros até hoje não compraram um ar condicionado para a casa, sendo que lá onde eles moram, a temperatura vai facilmente aos 42, 44 graus no verão. Tampouco se importaram em comprar um aquecedor para o rigoroso inverno no qual as temperaturas vão abaixo de zero e todo mundo fica batendo queixo dentro da casa. Meu esposo cansou de insistir com os pais para comprarem, pelo menos, um ar condicionado. Tanto que até se ofereceu para comprar um, mas fiz ele desistir da ideia rapidamente, pois eles têm muita grana guardada debaixo do colchão e também são donos de terras. Portanto, não precisam de nossa ajuda para comprar um ar condicionado. E, parece que nem se importaram, pois até hoje, passam um calor do cão no verão e um frio do mal no inverno! Vai entender!

Aqui em Mumbai, por exemplo, vemos muitas pessoas e famílias comendo fora. Porém, em muitas cidades da Índia, mesmo sendo consideradas metrópolis, comer fora não faz parte da cultura, porque significa gastar dinheiro. Além disso, muitos só comem em casa porque em casa é mais limpo, outros porque não querem correr o risco de comer comida feita em uma panela que pode ter sido usada para cozinhar carne e, alguns, não querem comer nenhum alimento feito por alguém de casta inferior, etc. Sim, concordo com você, leitor: a Índia é muito complexa mesmo!

Até mesmo na hora de dar esmola para os mendigos, não vemos indianos dando notas de 10 ou 20 como costumo fazer. Apenas dão moedinhas de 1, 2…no máximo 5 rúpias. Não vou esquecer o dia que um mendigo bateu lá na casa de minha sogra e eu, rapidamente, saquei 20 rúpias da carteira para dar a ele. Na mesma hora, ela agarrou minha mão, se jogou na minha frente, fez sinal de NÃO e deu uns 2 centavos para o pobre mendigo.

BLOG Beggar

Enfim…a relação dos indianos com o dinheiro é realmente algo com o qual jamais me acostumarei. Meu esposo até que é bem mais tranquilo do que a maioria dos indianos, já que gosta de comer bem, de ter conforto, de comprar roupas boas, etc. Mas, volta e meia o lado indiano dele fala mais alto. E aí, é o momento da lavagem de roupa suja em casa! Depois de 3 anos de casados, percebi que 98% das brigas giram em torno do tema…adivinhem? Ha ! DINHEIRO!!

Mas, analisando o assunto de forma mais cultural, podemos dizer que os indianos poupam muito dinheiro e são ensinados assim desde pequenos porque têm muitos deveres a cumprir em sua vida, como: educação dos filhos (eles realmente investem em educação e fazem vários sacrifícios para enviar os filhos para as melhores escolas), casamentos (quanto mais pompa e ostentação, melhor), o famigerado dote da filha quando ela se casa (quanto mais alto o valor, mais respeito ela terá perante a família do marido), parto dos bebês e claro, as doenças e internações ao longo da vida, já que na Índia não temos um sistema de saúde público e, ir ao hospital público é pedir para sair de lá com uma infecção generalizada.

Além disso, tem uma “crença popular” que diz que se até os 35 você não tem sua própria casa ou apartamento, você é um perdedor. Algo ridículo, mas levado a sério por muitos.

Sendo assim, o ciclo de deveres financeiros nunca tem fim.

Agora, eu quero saber dos amigos e leitores do Brasil com Z: Como é a relação com o dinheiro nos países onde vocês vivem?

Um abraço e até o próximo post!

Banjara

_________________

Juliana Paula já morou e trabalhou no Japão. Foi para a Índia em 2013 e, desde então, tem desbravado aquele belo e encantador país. Para saber mais sobre ela clique aqui. Sigam a nossa página no Facebook acessando: http://www.facebook.com/blogbrasilcomz e dêm uma curtida ! Temos também uma conta no Instagram e no Twitter. Divirtam-se ! 

9 Comentários leave one →
  1. 18/05/2016 20:21

    Adorei saber desses babados! Pôxa, não rola o menor constrangimento a respeito da privacidade financeira da pessoa, hein ? Totalmente escrachado o negócio.
    Eu acho que todo povo tende a gastar mais em certas coisas e economizar em outras. Os holandeses andam mudando bastante os hábitos nos últimos 10, 15 anos. Sempre gastaram mais com jardim-casa-viagens e tudo pra crianças (principalmente brinquedos). Mas aqui também não rola ostentação com festas e recepções.

    • 19/05/2016 5:08

      Oi, Ana!!É verdade. Essa coisa de ostentar é coisa aqui do lado de cá: Índia, Emirados Árabes, etc.

      • 19/05/2016 7:17

        E de brasileiro né ? Principalmente com festa de aniversário para crianças e casamentos. Sempre fiquei muito impressionada, principalmente vindo de pessoas que a gente sabe que não tem a menor condição. Na Holanda é considerado ordinário ostentar (tanto falando de bens materiais quando mostrando opulência).

      • Arlete permalink
        13/06/2016 11:47

        Incluam Itália na lista. Já fui a casamentos cinematográficos em que a família se individou pra fazer bonito. Deve ser uma questão cultural de auto-estima.

  2. 18/05/2016 20:47

    eu tambem ficaria chocado se me perguntassem o preco de um presente que eu dei para a pessoa rsrs. Aqui na França tenho a impressão que falar de dinheiro e ostentar são de mau gosto; aqueles que podem, gostam de utilisar o dinheiro para ter uma boa casa para se sentirem bem, comer em um bom restaurante, se vestir bem etc.

    • 19/05/2016 5:06

      Ola, Junior!Sim….concordo plenamente com os franceses. Ate hoje fico chocada com as perguntas sobre dinheiro aqui na India! Hahahaa..

  3. Arlete permalink
    13/06/2016 11:42

    Oi Juliana, aqui na Suíça é mais ou menos como na Holanda e na França. O suíço, no geral, costuma ser discreto, mas gasta bastante viajando, morando e comendo bem. Normalmente é muito constrangedor falar sobre dinheiro ou bens, mas acho que enobar deve ser inerente ao ser humano, pq sempre tem um ou outro que fala discretamente que teve seu bebê na Clínica XYZ ou tem uma casinha na montanha Tal, etc. apesar de não ser a regra.

  4. Danielle Guerra permalink
    05/01/2017 6:08

    Juliana, estou AMANDO seu blog.
    Penso em visitar a Índia ainda este ano, e suas dicas estão sendo de extremamente valiosas!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: