Skip to content

Visitando o interior da casa do governo chileno

23/09/2016

bz_chile-transparente

 

Carlos Fernandes – Santiago, Chile

Esse meu texto faz parte da série: “Nunca pensei que um dia eu fosse…”

Pois é… nunca pensei que um dia eu fosse visitar o interior da sede do governo de um país. E acabei fazendo isso no Chile. Visitando o histórico Palacio de la Moneda, a casa do governo chileno.

O Palacio de la Moneda é um dos pontos turísticos mais visitados e fotografados pelos turistas em Santiago. Está localizado no centro da cidade em meio a um complexo de prédios pertencentes aos Ministérios do Chile. Sua beleza relaciona-se ao fato de ser a única edificação de estilo neoclássico italiano puro existente na América.

Palacio de la Moneda - Foto: Natalia Maimoni

Palacio de la Moneda – Foto: Natalia Maimoni

Projetado inicialmente para abrigar a Casa da Moeda, o palácio teve sua construção datada entre 1786 e 1812, sendo inaugurado oficialmente no ano de 1805. Suas paredes são construídas com enormes pedras, chegando a ter mais de um metro de largura, para dar à construção a resistência necessária aos frequentes terremotos. (Clique aqui e confiram minhas experiência com os abalos sísmicos no Chile).

E, curiosamente, é um dos poucos edifícios da época colonial que ainda permanece em pé na cidade. Porém, foi somente em 1845 que o palácio foi convertido em sede do governo e residência oficial de seus presidentes.

dsc00693

Complexo do Palacio de la Moneda – Foto: Carlos Fernandes

O golpe militar no Chile e o La Moneda

O La Moneda se mistura com a história do golpe militar no Chile. Para os amantes e interessados em história como eu, o palácio é um prato cheio para entender os acontecimentos daquela época.

Em 11 de setembro de 1973, data que ocorreu o golpe de estado no país. O até então presidente Salvador Allende foi deposto e morto dentro do La Moneda. E o edifício foi também duramente bombardeado por canhões do exército e aviões da força aérea, ficando parcialmente destruído. Depois de três horas de luta, o Palacio de la Moneda foi tomado pelo exército. E ali se iniciava a ditadura de Augusto Pinochet.

A foto mais famosa do ataque ao La Moneda - Foto: AFP

A foto mais famosa do ataque ao La Moneda – Foto: AFP

Quando algum de vocês estiverem em Santiago e quiserem ver o passo a passo do golpe militar e o palácio sendo bombardeado e invadido, visitem o Museu dos Direitos Humanos na própria capital chilena. É possível assistir aos vídeos que foram gravados de todo o ataque por parte das forças armadas chilenas. E também ler cartas trocadas na época por prisioneiros. Lá também está uma das camas usadas para tortura. Ainda indico o filme “Colonia” com a atriz Emma Watson (Harry Potter) e o ator Daniel Brühl (Bastardos Inglórios). O longa é baseado em uma história real e se refere justamente ao ano de 1973 no Chile.

Cama usada para tortura na ditadura - Foto: Carlos Fernandes

Cama usada para tortura na ditadura – Foto: Carlos Fernandes

A visita ao interior do La Moneda

A possibilidade de se visitar o local é algo que os turistas brasileiros não tem conhecimento. Eu mesmo fui saber disso após quase um ano vivendo em Santiago. E é muito fácil fazer o agendamento. Além de ser uma visita gratuita. Basta fazer um cadastro no site oficial do palácio e preencher o formulário disponível. Os tours, em espanhol ou em inglês, acontecem de segunda à sexta às 09h30, 11h00, 15h00 e 16h30.

A visita guiada tem início no “Patio de los Naranjos”. Ali o guia conta um pouco da história do local e podemos ver também a escadaria que dá entrada ao gabinete da presidente Michelle Bachelet. Há quem diga que ela posa para selfies caso esteja de bobeira nas dependências do La Moneda. No dia da minha visita ela estava em viagem oficial.

Patio de los Naranjos - Foto: Carlos Fernandes

Patio de los Naranjos – Foto: Carlos Fernandes

Escadaria que dá entrada ao gabinete da presidente Michelle Bachelet - Foto: Carlos Fernandes

Escadaria que dá entrada ao gabinete da presidente Michelle Bachelet – Foto: Carlos Fernandes

Dali segui para dentro do palácio para conhecer 3 importantes salões. O primeiro salão visitado foi o “Salón Pedro de Valdivia”, que serve como uma sala de estar para recepcionar os chefes de estado, sendo também o local para as fotos oficiais. A curiosidade deste salão é que não se pode pisar no grande tapete existente, já que ele está em processo de conservação por ser centenário.

Depois segui para o “Salón Montt-Varas”, onde os presidentes chilenos se dirigem ao país com comunicados e informativos para a televisão. Finalizei no “Salón O`Higgins”, onde há almoços e jantares oficiais promovidos pelos presidentes ou ministros.

Salón Pedro de Valdivia - Foto: Carlos Fernandes

Salón Pedro de Valdivia – Foto: Carlos Fernandes

O passeio continuou no “Patio de los Cañones”. O pátio recebe esse nome porque ali há dois belos canhões, chamados de “relâmpago” e “furioso”. E para finalizar o tour, o “Patio de Los Canelos”, que recebe esse nome devido a uma árvore considerada sagrada pelo povo mapuche (povo indígena que lutava contra a invasão dos conquistadores espanhóis). É lá que vemos o local exato onde Salvador Allende morreu.

A última visita é na capela do palácio. Nela podemos observar algumas obras de arte de esculturas com mais de 300 anos, assim como o púlpito onde o Papa João Paulo II se ajoelhou em sua visita ao Chile.

Patio de los Cañones - Foto: Carlos Fernandes

Patio de los Cañones – Foto: Carlos Fernandes

E tem mais…

Também vale a pena acompanhar a troca da guarda chilena em frente ao La Moneda. É claro que não estamos falando da troca da guarda do Palácio de Buckingham. Mas os “Guardias del Palacio” também dão seu show executando inclusive músicas brasileiras através da banda marcial.

Troca da guarda - Foto: www.youtube.com

Troca da guarda – Foto: http://www.youtube.com

Então fica a dica aos amigos que pretendem visitar a cidade de Santiago. Os sites e agências de turismo vão dar uma breve indicação do que é o Palacio de la Moneda. Mas fiquem espertos porque vocês podem também reservar um espaço na agenda para acompanhar a troca da guarda e visitar o interior do prédio. E quem sabe sair com uma foto da presidente que, diga-se de passagem, esbanja educação e simpatia sempre que participa de eventos oficiais.

Enorme bandeira chilena em frente ao La Moneda - Foto: Natalia Maimoni

Enorme bandeira chilena em frente ao La Moneda – Foto: Natalia Maimoni

_____________________

Carlos Eduardo Fernandes é publicitário,  já morou na Irlanda e atualmente é professor de inglês online em Santiago, no Chile. Saiba mais sobre ele e o blog pessoal clicando aqui. Sigam-nos no Facebook acessando aqui. Instagram e Twitter, procure por: @blogbrasilcomz 

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: