Skip to content

Os espanhóis e o seu inglês

12/10/2016

 
Edu  – A Coruña, Espanha

Uma das coisas que se descobre em poucos dias morando na Espanha é que os espanhóis não sabem falar inglês. E os que sabem, falam com um sotaque indecifrável. Não importa se a pessoa é guia turístico, ou uma aeromoça. Nem a professora de inglês escapa!!!

Eu acho que uma das razões desta grave deficiência é a total falta de contato com o idioma britânico. NÃO EXISTE filme legendado nos cinemas. É raríssimo você achar um cinema legendado, 99% dos filmes são dublados, o que é extremamente frustrante.

Quando eu morava no Brasil eu adorava cinema. Ficava ansioso pelas estréias e achava o máximo a voz do Darth Vader, do Robocop ou do Batman…. Aqui na Espanha estes heróis falam igual ao Julio Iglesias (ainda bem que eles não cantam). Quem quiser ver filmes legendados tem que alugar DVDs.

A coisa vai mais longe: Os nomes ingleses são traduzidos também. Um dia lendo o jornal, me deparei com a seguinte noticia: “El Príncipe Guillermo y Kate Middleston se casarán en noviembre“. Fiquei pensando quem era este príncipe Guillermo, porque na Europa não havia nenhum príncipe com este nome. Porém, ao ver a foto do tal Príncipe “Guillermo”, me toquei que na verdade eles estavam falando do Príncipe Willian, o filho mais velho de Lady Di, sucessor da coroa inglesa! Ou seja, traduziram Willian como Guillermo, assim como traduzem Rainha Elizabeth como Rainha Isabel ou Príncipe Charles como Príncipe Carlos…. Como se traduziria Barack Obama?

Eu já testemunhei momentos hilários envolvendo o idioma britânico. Uma vez no escritório, estávamos conversando sobre jogos de vídeo game e eu comentei de um dos meus jogos preferidos “Age of Empires” da Microsoft. Fiquei espantado que ninguém conhecia este jogo, e olha que eu trabalho em uma empresa de informática. Me parecia incrível que ninguém tivesse ouvido falar do Age of Empires, um verdadeiro clássico dos jogos da Microsoft.

Tentei fazê-los recordar do jogo contando os detalhes: “é um jogo que permite aos usuários serem líderes de grandes civilizações ancestrais, atacando uns aos outros de modo a avançar nas quatro eras (Idade da Pedra, Idade da Ferramenta, Idade do Bronze e Idade do Ferro) evoluindo tecnológica e operacionalmente suas civilizações“.

De repente alguém do grupo entendeu de que jogo se tratava e disse “Claro que conocemos este juego, es el ARRE OVI IMPIRIS!

Fiquei estupefato!!! Na hora me veio à mente uma imagem de Shakespeare dando socos de ódio no caixão, e fiquei pensando como os espanhóis se comunicam no exterior, quando o uso do inglês é indispensável!!!

blog-espanhol

Um dia estava no carro ouvindo um programa de economia que eu costumo acompanhar, quando um dos locutores começou a falar da bolsa de valores,que havia sofrido uma grande queda naquele dia. Num determinado momento ele falou da bolsa de Nova Iorque e disse a seguinte pérola: “Hoy la bolsa ha sufrido una enorme caída en Olitrí“.

Olitrí? Fiquei pensando se este nome se tratava de algum novo jargão de economia, ou o nome de algum índice macro-econômico, quando de repente caiu a ficha e não pude fazer outra coisa que gritar: “PQP, fala sério! Olítri é pronuncia espanhola de WALL STREET !”

Bom, o pior de tudo é que eu tive que começar a falar inglês igual aos espanhóis para pode me fazer entender: então em vez de dizer “Skype”, eu comecei a falar “Esquipe. “Coca-Cola Light”, virou “Coca-Cola Lai” e em vez de falar “Wi-Fi” passei a falar “uifi”.

Com o tempo, meu inglês começou a ficar deteriorado, foi quando tomei a seguinte decisão: Vou falar inglês corretamente tal e como manda o figurino, e eles que me entendam ou se não que façam urgentemente um programa de intercâmbio na Inglaterra ou Estados Unidos.

Se eu continuasse falando como os espanhóis, em pouco tempo eu perderia toda a fluência que eu levei décadas para conquistar.

Veja alguns vídeos mostrando alguns “micos” da pronuncia inglesa espanhola aqui e aqui. E para fechar, um hilário video do Ditador Francisco Franco discussando em inglês!!!! Clique aqui

Gudi bai !!!

_________

*Eduardo Caamaño Justo é blogueiro e autor de biografias históricas, sobre o Barão Vermelho e o mágico Houdini, disponíveis em português e espanhol via Amazon. Filho, neto e bisneto de espanhóis, mora há 12 anos na cidade de La Coruña. Saiba mais sobre ele clicando aqui. Veja fotos do Edu e de outros autores do BZ clicando na nossa conta do Instagram. Sigam-nos pela Facebook clicando aqui

19 Comentários leave one →
  1. 21/09/2010 10:41

    Hahaha ! Meus colegas espanhóis falam “son” ao inves de “some” e “dotch” ao inves de “Dutch”. Percebi que brasileiro fala inglês tb muitíssimo mal… não falam as consonantes isoladas no final da palavra (m, k, l, p, etc.). Assim “book” vira “buki” e “good” passa a ser “gudi”. E dizem ” I sinki” ao inves de “think”. Os franceses e italianos tambem latinizam tudo… Tb acho estranha a pronúncia em inglês dos holandeses (que todo mundo acha que são ótimos no inglês). Falam mellek (milk) e fillum (film) e não sabem a diferenca de “v” e “f”. Assim: Very well Edu, your videos are very funny” Soa como: “Fery vel Edu, your fideous are fery funny!”
    Bai-bai !

    • 21/09/2010 12:33

      Pois eu tb acho que a grande maioria dos brasileiros (os que estudaram inglês, obvio) também fala bastante mal, principalmente as palabras que utilizamos no nosso cotidiano: “mausi”, “deleti”, “noutibuki”… Mas também é verdade que os espanhóis se passam muito, coitados: impressora “lacer”, “esprite”, “gogle”… é impossível não falar errado como eles, se não, ninguém te entende!
      Aqui na minha cidade (Sevilha) tem um cinema onde passa só versão original com legendas. Acho que em toda cidade grande tem um, já que o normal é dublar tudo. A grande maior dos espanhóis odeia filme legendado, não consegue coordenar a leitura com as cenas do filme! Tadinhos…

  2. 21/09/2010 11:18

    Cara aqui na Venezuela é igual no cinema, é muito raro ter um filme em inglês, mas agora descobri um shopping que tem alguns filmes em inglês, mas esses são nas salas premium e são cobrados o dobro do preço, a vantagem é que as cadeiras são bem mais confortáveis e a gente ainda ganha a pipoca grátis.. hehehe
    Aqui o inglês do pessoal até que é bom, o que dificulta mesmo é a fonética, tipo os sons que a lingua espanhola não tem
    um abraço
    Daniel Thomás

  3. Alessandra permalink
    21/09/2010 13:40

    Na verdade, a questão da língua inglesa e os espanhóis é muito mais complicada do que parece.
    É verdade que o fato dos filmes serem dublados atrapalha, mas não é só isso. A língua espanhola tem menos vogais que a inglesa, os fonemas são diferentes, há também um componente cultural muito forte. Uma vez li um artigo excelente no El País, de um professor de inglês da Universidad de Alcalá, explicando isso.
    Irrita muito qdo vc se vê obrigado a falar errado pra eles te entenderem, isso sempre acontece comigo. É verdade que o sotaque deles é estranho, mas quando trabalhava, sempre tive de falar inglês e tive colegas espanhóis que falavam bem. Geralmente são pessoas viajadas, que foram a UK e conseguiram se aprimorar.
    Enfim, é uma questão cultural e linguística, espero que com o tempo eles melhorem.

  4. 21/09/2010 23:03

    realmente é muito engraçado ve-los falando ingles. Na verdade como eles mesmo falam eles “castellanizaram” a lingua. OUtro dia no estagio ficamos discutindo algumas palavras tipo homem aranha (spider man) eles realmente fala Spider com som de I. BMW tornou-se BMV, No filme exterminador do futuro, nao falam “hasta la vista baby” e sim “Sayonara baby” Mcdonalds, é MAC… a Serie CSI com pronuncia igual se escreve, e por ai vai, fui pego de surpresa com o post e nao estou lembrando. Mas o que tenho visto é um espanhol orgulhoso do castelliano tentando a todo custo nao entrar na onda de “americanizaçao” de produtos, dialetos e costumes. Mas seja estudado ou nao, aberto ao ingles ou nao, é super engraçado ve-los falando.

  5. flordoexilio permalink
    22/09/2010 8:50

    Oi Edu
    Quando estive em Madrid há muito tempo atrás, fui ao cinema assistir Gladiator e tive que sair depois de cinco minutos frustrada pois nao entendia a dublagem em espanhol. Aí acabei encontrando outro cinema com legenda pra assistir Mission Impossible 2.
    O sotaque dos espanhois é geralmente bem carregado. Mesmo os que falam bem ingles talvez jamais perderao o sotaque. A mesmíssima coisa acontece com os italianos.
    O sotaque dos brasileiros nao fica atrás nao. Tem uns em Londres vivendo aqui há séculos que continuam falando muito mal. Mas o pior de tudo sao os coitados dos chineses, japoneses etc, esses realmente penam com o ingles!
    Bem vindo ao blog como colaborador Edu! Deixei de ser colaboradora mas continuarei acompanhando os posts da galera.
    Flor

  6. Karol Nascimento permalink
    22/09/2010 14:22

    Jesus, Maria, José, sério que é assim?? Essa de traduzir os nomes é terrível!! Gente, como pode??
    Adorei o post! Super informativo.

  7. 22/09/2010 15:36

    Acrescente nessa lista os cubanos, venezuelanos, colombianos,nicaraguenses e por ai vai…

  8. 22/09/2010 19:44

    Aqui na Argentina nao é taaao assim mas também é. E eles ainda se acham no direito de rir do nosso “róqui”, “pingui-pongui”… hahaha

  9. 24/09/2010 21:29

    hahaha só me veio na cabeça o video do Joel Santana dando uma entrevista em inglês (com legendas). O link é esse aqui: http://www.youtube.com/watch?v=88mAOmdSQi4

  10. savyo permalink
    30/11/2010 11:37

    Eu jogo Age of Empires e sou viciado em Desert Operations! Criei há pouco tempo a minha conta de graça, sem baixar nada e já tô frenético! Quem tiver aliança pra indicar me avisa. Pra quem não conhece, segue o link http://www.desert-operations.com.br/?rid=913

  11. 05/01/2011 14:16

    Gostaria de poder escrever tambem!!! Moro em Londres e tenho varias experiencias legais… Bjinhos

  12. 29/01/2011 13:50

    Vou ter que defender os brasileiros. Quando comparados às pessoas de países de língua espanhola, os brasilieiros falam muuuuuuuito melhor o inglês. Isso é bastante óbvio, já que o português tem muito mais fonemas do que o espanhol. E mais, comparando com gente de qualquer lugar do mundo, eu ainda acho que os brasileiros falam muito bem o inglês (desde que dispostos a aprender, lógico). Claro que sempre haverá os preguiçosos que não fazem questão de se aprimorar e de corrigir os vícios na pronúncia.
    Agora, esse excesso de traduções na língua espanhola, além de muito engraçado, chega a ser assustador.
    Por exemplo, vocês sabem quem é o Pedro Picapiedra ou o Bruno Díaz? Hahahaha!

    • 29/01/2011 16:54

      Hahahahahahahahahahahahahahahahahaha…
      Olha, moro na Espanha há mais de cinco anos e sei, claro, quem é o Pedro Picapedras e o Pablo Mármol… mas cai na risada quando fui pesquisar quem era esse tal de Bruno Díaz. Que barbarida… para os curiosos eu conto: Bruce Wayne!

  13. Mariana permalink
    30/06/2011 2:53

    hahaha, engraçado, pra não dizer sofrível!

    Tive a mesma experiência com os franceses que,’ bon ‘ tb não são tão fãs assim do ..cof ‘anglais’.
    Creio que falem mais que os espanhóis, mas já experimentei sotaques espetaculares (ao ponto de até ter um delay pra entender que o que a pessoa estava falando era, de fato, inglês)

    Creio que os franceses não mudem os nomes, mas o sotaque é tão ‘ adaptante’ que é quase uma outra palavra.
    Passei uma vez 3 dias de uma viagem com amigos franceses que insistiam que queriam passar no ‘Mákdô’.
    Makdô pra cá, Makdô pra lá, discussões sobre makdô, como a comida era diferente no Brasil. Eu, me sentindo uma energúmena pensando,’ jesus, eu tenho mó alma de gordinha’, que raio de lugar é esse que eu não conheço??
    Eis que o tal do Makdô era uma abreviação pra “Makdônálds” . Sim, Mc Donalds!!!

    Tb já passei uma aula de francês inteira discutindo com o professor que insistia em falar sobre os ‘types américains’ com suas ‘Rárrrrrléis’.
    Quase duas horas pra entender que era a tal da ‘Harley Davidson’ que ele tava falando.Ou seja, passei 2 horas discutindo sobre algo que não fazia idéia do que era, por causa do maldito sotaque adaptante.

    E a versão francesa de música putzputz seria música ‘oinc oinc’ .
    Nessa não aguentei, gritei dentro do carro: Oinc, oinc?? Tipo porco?
    A francesada inteira chorou de rir quando eu disse que aqui era putzputz.

    Enfim… as maravilhas da troca cultural!!!:)

  14. jairo permalink
    12/02/2013 1:32

    Eu morei com um peruano, e acho que o grande problema dos hispano-hablantes é a pobreza fonética do espanhol. Eles fecham todos os “ó” e “é”, além de não usarem o fonema do “v”. Explique para eles a diferença entre bobo, vovô e vovó! Impossível. E quando ele falava comigo alguma palavra em inglês tinha de pedir para ele soletrar, altamente incompreensível. Enquanto isso, brasileiros metem “i” no final de tudo, trocam o som do a fechado (â) pelo som nasal (ã), e metem o j em tudo o que tem d, assim, bud vira bãdji.

  15. jairo permalink
    12/02/2013 1:52

    “BMW tornou-se BMV”. Na verdade a ignorância aqui é dos brasileiros,. A Marca é alemã, e em alemão letra W é chamada de “vê”, a letra V é chamada “fau”. A pronúncia de BMW é be-em-ve mesmo.

    • Rebeca permalink
      20/07/2017 9:41

      Ótima colocação, Jairo, vc está correto. O detalhe é que eles não dizem “Bê-Em-Ve”, como seria em alemão, e sim “Bê-Eme-Ube”, porque a letra V se diz “Ube”/”Uve” em espanhol (na Espanha). Até entender do que se trata, estampa-se a cara de interrogação 😀

  16. 04/02/2015 10:54

    oi Edu,

    super legal teu post! quero mais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: