Skip to content

Entrei de caiaque no navio

18/10/2016

Claudia Lordão – Adelaide, Austrália

 

Morar em outro país e ter que falar outra língua é uma verdadeira montanha russa emocional. Tem dias que acho meu inglês perfeito!  Noutros acho que pareço “mentally challanged”. E esse pequeno detalhe vai decidir se o meu dia vai ser melhor ou pior. Minha auto-estima depende do meu inglês!!! Não é ridículo?

blog-bab

Posso não entender várias palavras, frases, conversas inteiras em português. Isso não me abala nem um pouco. Mas quando acontece de eu não entender uma palavrinha que um gringo fala. Nossa! Meu mundo cai. Fico pra baixo, minha autoestima no pé.

blog-bbbb

Já parou pra pensar quantas vezes não entendemos algo em português? Letra de música, por exemplo. Quantas vezes entendemos errado. E alguém fica pra baixo por causa disso? Claro que não!

blog-bbb

Minha irmã costumava cantar: “Entrei de caiaque no navio, entrei , entrei , entrei pelo cano”. Eu imagino a cena. O Herbert Viana carregando um caiaque, daqueles bem grandes, batendo em tudo e em todos e entrando no navio, tipo assim “cheguei!!!!”. Da onde a minha irmã tirou isso eu não tenho a menor idéia! Mas até hoje, quando ouço essa música, rio sozinha, de gaiata que sou.

Outra dos Paralamas: “Vital e sua moto. Mais que um leão feliz!!!!” O Vital e a moto são juntos, mais que um leão? E ainda por cima feliz? Hum… Faz sentido…

E a música antiguinha lááá do Sítio do Pica-pau amarelo? Por muitos anos da minha tenra infância cantei assim: “Marmela dá de banana, Banana dá de goiaba, Goiaba dá de marmelo”. Nunca entendi o que a letra queria dizer e só fui descobrir a correta depois de adulta.

Quando a Elis cantava aquela música linda “Como nossos pais”, tinha uma parte que muita gente cantava assim: “mas é você que é mal passado e que não vê que o novo sempre vem”. Uau! Se você fosse ao ponto ou bem passado, certamente perceberia a chegada do novo.

Por último, uma clássica: “Eu perguntava tudo ao holandês. E te abraçava, tudo ao holandês. Beijar você. Um sonho a mais não faz mal…” Mas essa não vale. Porque, nesse caso, o que a gente não entendia mesmo era a parte em inglês.

Agora me diz. Ficar pra baixo por não entender uma palavra ou outra em inglês é ou não é uma besteira?

Obs.: Se quiser ver a letra correta das músicas, é só clicar nos links abaixo:
 
Melô do Marinheiro – http://letras.terra.com.br/os-paralamas-do-sucesso/47949/ 
Vital e sua moto – http://letras.terra.com.br/os-paralamas-do-sucesso/47967/
Sítio do Pica-Pau Amarelo – http://letras.terra.com.br/gilberto-gil/46244/
Como nossos pais – http://letras.terra.com.br/elis-regina/45670/
Whisky à Go Go – http://letras.terra.com.br/roupa-nova/63945/
__________
Sigam-nos no Facebook e Twitter para atualizações diárias. Para ver fotos dos nossos autores, sigam-nos no Instagram. Quer colaborar como autor(a) do blog Brasil com Z? Envie-nos um e-mail com sua mini bio e motivação para participar: blogbrasilcomz@gmail.com
15 Comentários leave one →
  1. glendadimuro permalink
    06/08/2010 13:32

    Vixe…a minha lista é longa:
    “Batatinha quando nasce, esparrama pelo chão…”
    “Atirei o pau no gato…. Dona Chica ca-ca, di-mi-rro-se-se…”
    Aquela do Djavan… “você disse que não sabe se não (…) mas você adora mousse…”
    “Na madruga vitrola rolando um blues, tocando di biquini sem parar…”

    Mas olha só, se eu fosse ficar com a alto estima baixa cada vez que eu não entendesse um andaluz falando, nossa senhora do espanhol perfeito, estaria perdida!!!! Esse povo aqui fala um dialeto complicado!

    • luis permalink
      07/08/2011 6:31

      tocando di biiquini nunca ouvi… kkkk…B.B.King…

  2. 06/08/2010 13:52

    hahahah, seus ultimos pots tem sido sensacionais, parabens!!!

    e eu tb fico muito triste quando deixo passar alguma palavrinha francesa… argh!

    beijos!

  3. barbarabasso permalink
    06/08/2010 15:39

    E isso que estamos falando de países onde conhecemos o idioma (ingles, espanhol)…

    Quando eu morava na Republica Tcheca e na Hungria, aí sim eu me sentia uma retardada mental (ou uma criança de 2 anos), que nunca conseguia explicar o que eu queria…

    me davam o troco errado… azar, não sei reclamar
    não era esse o prato que eu pedi… bom, como igual, não sei pedir pra trocar…
    e muuuitas outras…

    acho que vou fazer um post a respeito 😉

    beijos!

  4. 08/08/2010 12:20

    Olá Claudia,
    Vc tem um senso de humor sensacional!!! …hahahaha. Rir das “próprias desgraças” é mesmo o melhor remédio, pelo menos, “desopila o fígado”. E que”jogue a 1a pedra” quem nunca troucou letra de música …ahahahahahahahahahaha.
    Bjocas =D

  5. Ingrid permalink
    08/08/2010 15:41

    Excelente texto.
    Acredito que o aprendizado da lingua tem dois caminhos.
    Primeiro voce comeca a ficar muito feliz quando entende uma palavra ou outra “pescada” do que os nativos falam. Depois, quando voce ja consegue entender mais de 99% fica super criteriosa com o 1% que nao entende…rs

    Mas pera um pouco…. Nao eh um caiaque???????????
    hauahuahaiuaa

  6. 08/08/2010 18:24

    Glenda, não era “tocando di biquini”… era trocando de biquini! sem parar!! hahaha

    Estou aqui na França agora por um mês, com meu “françois” fajuto e eu morro de rir das coisas que eu falo. Hoje mesmo pedi uma tartine que, até então, eu achava que sempre vinha tostada. Essa não veio. Aí eu só sabia dizer algo como “você poderia fazer quente”… a mulher me entendeu, mas eu me sinto ridícula, mas também não deixo de morrer de rir das pataquadas.

    Ótimo post, Bárbara!

  7. 08/08/2010 18:25

    Bárbara não, Cláudia! Oops! Sorry!

  8. 09/08/2010 8:09

    Oi gente! Obrigada pelos posts. Ainda vamos cometer muitos erros nessa nossa caminhada…. E o negócio é rir da ente mesmo.

    bjs

    Claudia

  9. Karol Nascimento permalink
    09/08/2010 11:46

    kakak. Muito bom!!! Dias desses eu estava pensando nisso. Quando não entendo a letra em inglês ou não tenho certeza, olho na net pra conferir. Coisa que eu nunca fiz em português. Cantava errado mesmo. hheheh

  10. fabiobossard permalink
    10/08/2010 23:38

    Hahahahaha..me acabei de rir com esse post!!
    Eu tb, como alguem citou aqui no post, cantava “Atirei o pau no gato…. Dona Chica ca-ca, di-miro-se-se…” e quando era criança nunca perguntei o que seria ‘dimirose-se’ até que um dia, já adulto eu li a letra e tudo fez sentido!

  11. Mariana permalink
    13/08/2010 4:05

    Acabei de achar esse blog (estou adorando) e li isso.
    Amei! hahaha Td mt verdade!! E a gente desconsidera que pra quem mora onde idioma oficial não é o ingles, ainda fica 30 vezes mais difícil entender 100%, pq é cd sotaque que aparece….

    E pára tudo!! Não é mal passado?????

  12. 14/08/2010 11:37

    ….hahahaha…Claudia! Eiu tbm ri muito com esse post! Muito maneiro mesmo! Não condene a sua irmã….que atire a primeira pedra quem nunca cantou ao menos uma vez….caiaque no navio…hahahahaha…. e vou te confessar uma coisa. Eu cliquei no link do Sítio do Pica-Pau Amarelo para entender o que havia de errado na letra que vc cantava ! hahahahahaha…. e ri mais ainda depois de descobrir finalmente o sentido de o que vem a ser…banana dá de goiaba…hahahahaha…

  13. 18/10/2016 8:01

    Eu já falei coisas horríveis em holandês. O pior foi numa entrevista para trabalho, eu tensa que nem uma panela de pressão, tentando falar coisas “inteligentes” e rápido, escorreguei feio, falei algo totalmente sem sentido e até ofensivo Fui quase expulsa do lugar. Fiquei tão magoada comigo mesma por muitos anos. Mas olha: até os nativos em inglês apelam para mudanças com letras de música. Se eles não escutam direito, então a gente também pode se perdoar, né? Exemplo: Na música ‘Purple Haze‘, de Jimi Hendrix, a letra diz “excuse me while I kiss the sky” (me dá uma licencinha enquanto eu beijo o céu); porém, muitos cantam ‘excuse me while I kiss this guy‘ (me dá uma licencinha enquanto eu beijo esse cara).

  14. 18/10/2016 18:43

    nossa adorei seu post muito interessante !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: