Skip to content

6 dicas de museus em Santiago

20/10/2016

bz_chile-transparente

Carlos Fernandes – Santiago, Chile

A cidade de Santiago possui um grande número de museus. É realmente um prato cheio para os turistas que curtem esse tipo de passeio! E muitas delas gratuitas e próximas ao metrô.

Eu, particularmente, defendo a ideia de que devemos visitar sim museus nos países em que viajamos. Assim como devemos comer os pratos típicos do país em restaurantes locais. Sério, esse negócio de procurar restaurante brasileiro em outro país é fugir do turismo real. Assim como não conhecer a história daquele local através de algum museu é deixar para trás a oportunidade de aumentar o conhecimento histórico e cultural do país visitado. Mas enfim… Esse é um posicionamento da pessoa que vos escreve.

Sendo assim, separei aqui 6 dicas de museus imperdíveis na cidade Santiago.

1 – Museu da Memória e dos Direitos Humanos

Sem dúvida uma das melhores opções de museu em Santiago. Diríamos que uma visita obrigatória. Principalmente para quem se interessa por história. Por lá encontramos tudo o que se refere a um dos períodos mais negros da política mundial: o golpe militar liderado pelo general Augusto Pinochet. Todo o passo a passo do que aconteceu no dia 11 de setembro de 1973 foi filmado e está disponível no museu.

É possível assistir aos ataques das forças armadas chilenas e seus tanques abrindo fogo contra o Palacio de la Moneda, onde se encontrava o até então presidente Salvador Allende, morto naquele dia e naquele local. O museu oferece ainda muitos materiais referente àquele período em que passou o Chile, como cartas oficiais e até uma cama de tortura utilizada na ditadura de Pinochet.

A entrada é gratuita. O horário de funcionamento é de terça a domingo, das 10:00 às 18:00. Em janeiro e fevereiro até às 20:00. Está localizado ao lado da estação de metrô Quinta Normal, na rua Matucana, 501. Essa estação de metrô desemboca praticamente dentro do Parque Quinta Normal. Além de todos os atrativos de um parque, o local oferece também outros museus gratuitos para visita. Ou seja, é um passeio completo.

Cama utilizada para tortura disponível no museu. A foto não está em boa qualidade, pois foi feita de maneira amadora por ser proibida fotografia no local. Foto: Carlos Fernandes

Cama utilizada para tortura disponível no museu. A foto não está em boa qualidade, pois foi feita de maneira amadora por ser proibida fotografia no local. Foto: Carlos Fernandes

2 – La Chascona Casa Museo

Nada mais nada menos que a casa onde o grande poeta chileno Pablo Neruda viveu em Santiago. Você poderá conhecer não somente a casa em si, mas também seu interior, onde se encontra uma galeria de arte com obras de pintores chilenos e estrangeiros. E também os ambiente de Neruda, como a sua sala de jantar com louças e talheres originais.

Visitar apenas a fachada da casa não lhe custará nada. Mas para a visita ao interior é cobrado $6.000 por pessoa. Está muito bem localizada, na rua Fernando Márquez de la Plata, 192, no Bairro Bellavista. O popular e boêmio bairro onde todo turista brasileiro passará com toda a certeza em sua visita à Santiago.

Fachada da casa de Pablo Neruda, hoje um museu. Foto: Carlos Fernandes

Fachada da casa de Pablo Neruda, hoje um museu. Foto: Carlos Fernandes

3 – Museu Chileno de Arte Precolombino

O museu é surpreendentemente, completo e amplo, dividido em dois pisos. Além da arquitetura do prédio ser uma obra à parte. A coleção abrange artefatos de toda a América pré-colombiana e possui painéis explicativos muito úteis. Destacam-se sua valiosa coleção têxtil andina, com peças de mais de 3.000 anos. As Múmias Chinchorro, as mais antigas do mundo. E obras em cerâmica, metal e pedra que são verdadeiras obras de arte de culturas andinas, astecas e maias.

A entrada custa $4.500 por pessoa, sendo o primeiro domingo de cada mês gratuito. Está aberto de terça a domingo, das 10:00 às 18:00. Encontra-se na rua Bandera, 361. Facilmente acessado através da estação de metrô Plaza de Armas, no centro.

Figuras famosas expostas no Museu Chileno de Arte Precolombino. Foto: estoy.cl

Figuras famosas expostas no Museu Chileno de Arte Precolombino. Foto: estoy.cl

4 – Museu Interativo Mirador

Certamente um dos melhores museus em Santiago. Local perfeito para pessoas que gostam de interagir com a obra de arte. Ótimo para crianças e adultos que procuram uma experiência diferente da oferecida por um museu convencional. Ali o lema é “aprender brincando”. É muito bem estruturado e basicamente tudo é interativo. Todas as peças tem um fundamento por trás, desde física, química e geografia, por exemplo.

O ponto alto fica para a Sala do Terremoto. Ali podemos experimentar a sensação de um terremoto de magnitude 8 na escala Richter. Há também as salas de robótica, de mecanismos, da luz, da mineria, mente e cérebro, eletromagnetismo, entre outras.

A entrada para crianças de 2 a 12 anos é de $2.700. Adultos pagam $3.900. Para as quarta-feiras, as tarifas se reduzem a metade. Está aberto de terça a domingo, das 09:30 às 18:30. Está localizado fora da área turística de Santiago, na avenida Punta Arenas, 6711, no bairro La Granja. Para acessar o museu devemos descer na estação de metrô Pedrero em direção a avenida Estadio com Sebastopol. Bem próximo ao Estádio Monumental, campo do Colo-Colo.

Fachada do Museu Interativo Mirador. Foto: chilearq.com

Fachada do Museu Interativo Mirador. Foto: chilearq.com

5 – Museu Nacional de Belas Artes

O palácio possui uma belíssima fachada e já é muito fotografado por si só, mesmo sem sabermos de que se trata de uma das mais importantes instituições culturais do Chile. E um dos mais antigos museus de arte da América Latina. Suas dezenas de salas oferecem desde exposições de obras de arte que remetem ao século XIX até exposições de arte contemporânea. Abrange, majoritariamente, a história da arte chilena. Mas também conserva uma seção de arte internacional, onde predominam obras das escolas latinas da Europa ocidental, sobretudo França, Espanha e Itália. Possui ainda uma biblioteca especializada em artes visuais, com aproximadamente 100.000 volumes.

A entrada é gratuita. O museu está aberto de terça a domingo, das 10:00 às 18:45. E a biblioteca de terça a sexta-feira, das 10:00 às 17:45. Está muito bem localizado, em uma região totalmente turística da cidade, na rua Casilla, 3209. Fica em frente ao Parque Florestal no Bairro Lastarria. Para acessar diretamente o museu, basta descer na estação de metrô Bellas Artes.

Museu Nacional de Belas Artes. Foto: Carlos Fernandes

6 – Museu do Presidente Pinochet

Se por um lado temos o Museu da Memória e dos Direitos Humanos, por outro o ditador Augusto Pinochet também possui um espaço que lembra a época obscura do Chile. Confesso que ainda não o visitei, mas vou me basear nos comentários de brasileiros que lá estiveram. E, no geral, parece que há um bom acervo sobre a ditadura. Além de expor o luxo em que viviam aqueles que trabalhavam ao lado do general.

O museu conta, inclusive, com uma cadeira utilizada por Pinochet onde o visitante pode sentar-se para uma foto. E também a mesa que ele usava para comer durante sua detenção em Londres entre os anos de 1998 e 2000. Pouco é encontrado sobre tal local. E poucas fotos também. Até porque o museu nunca foi bem aceito no Chile.

O horário de funcionamento é de segunda a sexta, das 10:00 às 13:00 e das 15:30 às 17:30. Está localizado em Vitacura, região nobre da cidade, na rua O`Brien, 2244.

Interior do Museu do Presidente Pinochet. Foto: TripAdvisor.com

Interior do Museu do Presidente Pinochet. Foto: TripAdvisor.com

E aí, gostou das dicas? Caso queira compartilhar outros museus com a gente, deixe seus comentários.

_______________________

Carlos Eduardo Fernandes é publicitário,  já morou na Irlanda e atualmente é professor de inglês online em Santiago, no Chile. Saiba mais sobre ele e o blog pessoal clicando aqui. Sigam-nos no Facebook acessando aqui. Instagram e Twitter, procure por: @blogbrasilcomz

No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: