O México sempre me surpreende. Trata-se de um povo festeiro e feliz acima de tudo! Tudo é motivo pra festa. Então confesso que as comemorações da Páscoa, me decepcionaram um pouco. Eu pensava que seria ‘A comemoração’, tratando-se do número de católicos aqui existentes e ser a terra da Nossa Senhora de Guadalupe.

Foi aí que eu me surpreendi com a realidade: essa época aqui é muito mais famosa pela “Spring Break”, férias de primavera, das escolas, do que pelo almoço de Páscoa com a família. As famílias se programam para aproveitar as duas semanas de folga e vão fazer viagens pela república! Salões de Beleza, escolas, prestadores de serviço, seus amigos, todos de férias.

BLOG CHOCO MEX

Então a programação é focada mais nos eventos religiosos. Ou seja, a Páscoa aqui obedece o real sentido do período, a ressurreição, a paixão de Jesus Cristo. Se você pensa que aqui tem chocolates nos tetos dos supermercados ou uma infinidade de tipos de ovos de Páscoa caseiros, ledo engano. Estamos na terra que descobriu o chocolate, mas o máximo que eu vou conseguir achar por aqui, são ovos kinder e alguns importados da Bélgica no Costco (minis). Simplesmente não tem! Não existe!

Nem decoração de coelhos, não vi na-da!

E como a gente tem saudades do que não tem, eu que nunca fui adepta ao chocolate, encarei horas de estrada pra encontrar com uma brasileira que fazia ovos de Páscoa Caseiro e fez a alegria da comunidade brasileira no México. A minha primeira pergunta foi: Que chocolate você usa? Ela me respondeu: um belga. Ufa!

Por que? Eu não gosto do chocolate mexicano, e meus amigos mexicanos não curtem muito o chocolate gringo, acham gorduroso, doce. Mas…

Que Suíça o quê!!!! O chocolate foi descoberto aqui!

3d34acc1de88e9a119a8e6e39a44c3c6

Comecem e agradecer os Astecas. Foram eles sim que inventaram o chocolate. As sementes de cacau eram usadas como moeda no México e, com as sementes, preparavam uma bebida acreditando que era afrodisíaca e davam forças e eles. Um presente de Quetzalcoatl (da série “repete o nome” ….kkkk ). Seu nome vem de tchocoatl, o nome dado a bebida. Tudo isso em 1500 AC.

Mas, sinceridade a parte, já disse e repito.  Não gosto das marcas mexicanas de chocolate, nem um pouco. Mas eles que descobriram o cacau!!! Já ta bom!!! 🙂 Ponto pros astecas.

 Taza Cacao Puro Mexicano 70 Wrapper Web

 

Curiosidades do período de Páscoa e Semana Santa:

  • Ocorre em todo o país a encenação da Paixão de Cristo, especialmente em Iztapala, cidade ao sul da Cidade do México que atrai cerca de 3 milhões de mexicanos. A tradição é uma homenagem a Santo Sepulcro, que segundo contam afastou para sempre a cólera de 1843, epidemia que dizimou quase toda população local. Após a epidemia de cólera, os sobreviventes imploraram ajuda ao Santo Sepulcro e, após dez anos sem nenhum registro da doença, realizaram a primeira representação como forma de agradecimento. Desde então, todo ano a cidade se converte em uma antiga Jerusalém, atraindo cerca de 3 milhões de mexicanos.
  • Toda Sexta Santa as ruas do Centro de San Luís Potosí ficam místicas. A partir das 20 horas começa uma marcha que converte a cidade em um cenário da Procesión del Silencio, o maior ritual religioso da capital, que ano a ano fica de luto pela morte de Jesus.

Tudo se inicia na Plaza del Carmen, quando a representação das tropas romanas abre a noite com o soar de tambores e clarim, depois a guarda toca 3 vezes a porta do Templo del Carmen, e por   toda vez o clarinero ordena silêncio. A multidão obedece e fica ao redor em clima de expectativa.  Então se abre a porta do Templo e despontam sobre a plaza as primeiras cruzes e cirios que serão levados pela comitiva. Aos poucos as ruas ficam cheias de luzes e cofrades (homens com vestimenta da cor de sua ordem e capuzes cônicos, todos com imagens religiosas). A figura da Virgem, Nossa Senhora de La Soledad, é a grande protagonista do desfile, sendo majestosamente transportada por 40 homens. Essa tradição é herança da Espanha, e foi trazida a SLP pela ordem das carmelitas descalças, sendo assim, a procissão mais importante da República Mexicana.

pasion14

  •  Apesar de chocolates e coelhos fazerem parte da rotina somente das classes mais altas, é mantido o costume de não comer carne na Sexta-Feira Santa e muitas vezes até em todas as sextas-feiras da Quaresma.
  • No domingo de Páscoa, passa em rede nacional uma missa especial em celebração a ressurreição de Cristo. Todos os mexicanos tem “obrigação” de assisti-la. A celebração é feita em memória da Ressurreição de Jesus Cristo e a devoção e concentração é presente no olhar do povo.
  • Ao meio-dia do domingo de Páscoa, acontece a “malhação de Judas”. Na brincadeira, bonecos representando o apóstolo traidor são socados, enforcados e queimados, sendo que em alguns lugares o boneco é trocado por uma piñata, objeto grande cheio de doces que as crianças tentam quebrar.

Conclusão, Páscoa no México = Páscoa no Brasil SEM chocolate.