Skip to content

12 iguarias francesas estranhas ao paladar brasileiro

11/07/2017

bz_franca Fabio T – Normandia, França 

 

Costuma-se dizer que os frances são capazes de comer tudo – e é verdade. Para eles, qualquer animal, ou parte de um animal, pode ser aproveitado para preparar bons pratos. Acho que esta tradição vem da época de fome e de pobreza ao longo dos séculos, onde eles eram obrigados a aproveitar todas as partes dos animais. E, mesmo até os dias de hoje, estas tradições culinárias persistem.

Alguns desses pratos não são exclusivos franceses mas pode-se encontrá-los sem muitas dificuldades em restaurantes e no supermercado.

  • Salsicha preta (Boudin noir):  Esta é uma salsicha preta feita com sangue coagulado de porco e também consumido na Espanha (Morcilla), Alemanha (Blutwurst), Reino Unido (Black pudding)  e na Bélgica (Bloedworst). Eu ainda não tive coragem de experimentar essa salsicha.
brasil com z boudin noir source ouest-france

Linguiça aveludada e que derrete na boca: Boudin Noir (fonte ouest-france.fr)

  • Escargot: os melhores escargots vem da região da Borgonha e precisam ser bem limpos por 24 horas antes de ser cozidos; em seguida eles são recolocados nas conchas e servidos com um molho de manteiga, alho e salsinha e são colocados no forno. Fica muito bom passar este molho eu bom pedaço de pão.

Ô coisinhas gostosas: Escargots. (Foto: Healthy Living)

  • Coxas de rã (cuisses de grenouilles): é uma carne branca e parece com frango; em geral é servido na chapa e temperado com alho e ervas ou feito à milanesa.

Não dá para resistir à essa delícia: coxas de rã com creme de salsinha (foto L’Académie du Goût)

  • Cérebro de vitela (tête de veau): parece que este prato também é consumido na Alemanha, Bélgica, Suíça e Itália. Dizem que é muito bom para quem tem artrite, mas eu nunca experimentei…

Tête de veau (Fonte: Amafacon)

  • Pombo (pigeon): uma receita tradicional natalina é pombo assado recheado com fígado de ganso (foie gras).

  • Rim (rognon) de boi, vitela ou cordeiro: este órgão vem sendo consumido há séculos no país, e pode-se encontrá-lo sem muitas dificuldades nos restaurantes, inclusive nos mais chiques.
  • Pâncreas de vitela (ris de veau): fica uma delícia empanado e servido com um molho de cogumelos.
brasil com z riz de veau source marmiton

Uma iguaria: Ris de veau (fonte marmiton.org)

  • Coelho (lapin): para nós, os coelhos são animais bonitinhos e nunca pensaríamos em come-los; já os franceses não tem este bloqueio. É uma carne magra e mais elegante que o frango. Eles às vezes comem este tipo de carne de gosto forte com um bom molho de mostarda.

Lapin aux prunes (coelho com ameixas), um clássico. Foto: Simply Recipes

  • Linguiça de intestino e estômago de porco (Andouillette de Troyes): eu adoro este prato bem cozido, temperado e com um molho de mostarda ou um molho de cebolas confitadas.
Brasil com z Andouillette source pinterest

Nham-nham! Andouilette (fonte: Pinterest)

  • Queijos fedorentos:
    • Bleu, chama-se assim por que os pontos escuros no queijo parecem ser azuis,
    • Maroilles : queijo com gosto muito forte típico do norte da Franca.

Sabor especial… e as lombrigas ficam todas ouriçadas só da gente ver: queijos azuis franceses. 

Então, ficaram com vontade de experimentar um ou mais destas iguarias francesas ? (Rs, rs)  Contem-nos nos comentários!

_________________

Fabio T mora na França há mais de 8 anos e, após morar nas regiões de Borgonha e Champagne, resolveu estabelecer-se na região da Normandia. Siga a nossa página no Facebook para notícias atuais sobre viver no exterior clicando aqui. Sigam também nosso Twitter e Instagram.

3 Comentários leave one →
  1. AnaFonseca permalink*
    11/07/2017 11:06

    Fábio, você pegou pesado, juntando todos os pratos mais controversos num post só. Excelente post, por sinal.

    Já provei: boudin (é “ok”. Na Holanda é bloedworst, bem comum), uns escargots numa paella (ok, mas não quero de novo), pombo recheado com patê (num casamento, foi bem gostoso e repetiria sim) e Andouillete (nunca mais). Lebre, também já comi um pouquinho em vários Natais com vinho e ameixas, mas porque minha sogra faz muito bem e não dá para dizer: “NÃO!!”.

    Queijos azuis: amo – mas preciso me refrear, porque também gosto muito de cogumelos e aí fico com muito fungo.

    Já vi na seção de açougues na França: cérebros fatiados de cavalo, focinhos de porco enfileiradinhos numa prateleira, cabeças de bezerro… Faz a gente repensar sobre o estilo de vida que vivemos.

  2. Toninho de Paulo permalink
    11/07/2017 19:27

    Surpreso em saber que pode-se encontrar esses alimentos em países desenvolvidíssimos da elegante Europa , já que vários deles por sinal muito saborosos fizeram parte de minha infância pobre em uma remota cidade do interior mineiro. Dessa lista fornecida minha antiga e sábia mãe nunca fez para nossa família Escargot e claro o queijo.Adorei o post.Obrigado.

    • AnaFonseca permalink*
      11/07/2017 20:31

      Que legal seu comentário Toninho! O Fábio, autor do post, vai amar também. Os franceses não desperdiçam nada, são os maiores mestres com tripas e órgãos e todo tipo de legume.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: