Fabio T – México

Olá, leitores do “Brasil com Z”. Vou dar uma pausa nos meus textos sobre a França. Eu estive recentemente em férias no México e quero compartilhar com vocês algumas dicas gerais para quem for morar lá ou simplesmente conhecer este país maravilhoso, rico em cultura e com povo alegre.

Eu, em Chichen Itza, México

Minha primeira dica é…

Tenha sempre dinheiro na carteira!

Enquanto a Suécia e outros países vão na direção de eliminar o dinheiro em papel, no México é quase uma obrigação carregar dinheiro na carteira. Muitos lugares como pequenos restaurantes, lojas e a barraquinha de tacos não aceitam cartão de crédito ou débito. Achei o custo de vida no México razoável. Por exemplo: uma refeição em um restaurante popular custa uns R$17 (100 pesos), um taco na barraquinha da esquina custa R$ 2,5 e uma passagem de metrô na cidade do México custa menos de R$1 (5 pesos).

Pesos Mexicanos [fonte cityexpress.com]

Pesos Mexicanos [fonte cityexpress.com]

Compre chip pré pago de celular no aeroporto

Convenhamos, ninguém consegue mais viver hoje em dia sem o smartphone, mesmo em viagem ao estrangeiro para enviar as fotos via as redes sociais, conversar com parentes e amigos via Whatsapp, consultar um mapa, ver se a atração está aberta, usar Uber, … O problema é que o custo do Roaming é caríssimo. A solução é usar um smartphone desbloqueado e comprar um chip pré-pago em uma operadora. Comprar um chip no México em uma loja é rápido, fácil e barato (por R$17 compra-se um chip com créditos); e nem precisa se cadastrar. Existe até mesmo lojas de operadoras de telefone celular no Aeroporto Internacional do México. Eu usei a operadora Telcel e não tive nenhum problema. Pode-se fazer a recarga em vários lugares, até mesmo em lojas de conveniência 24h como no “Oxxo” ou no “Seven Eleven”.

Use o Uber

O México recebe milhões de turistas por ano e não é para menos, com tantos lugares interessantes e lindos para visitar. A maioria dos mexicanos que eu encontrei foram muito simpáticos e honestos mas alguns taxistas desonestos podem se aproveitar dos turistas que não conhecem os verdadeiros preços mexicanos para os extorquir pois muitos táxis não tem taxímetros e deve-se negociar com o motorista o preço da corrida. Se o taxista for desonesto e ver que você é  “gringo”, ele pode tentar te cobrar um preço absurdo por uma corrida. Eu mesmo encontrei com um taxista que queria me cobrar o dobro da corrida do Uber, a diferença na minha moeda não era tão significativa (algo como cobrar R$18 por uma corrida de R$9), mas o que eu não gostei nada é desta tentativa de extorsão; então peguei um Uber.

Uber está em mais de 38 das principais cidades Mexicanas, como Cidade do México, Cancun e Guadalajara; é facil de usar e o preço da corrida é calculado pelo aplicativo.

Uber México [fonte techcruch.com}

Uber México [fonte techcruch.com}

Não esqueça da gorjeta

Em alguns países como no Japão e na Coréia do Sul, dar gorjeta é quase uma ofensa, em outros países, como nos Estados Unidos, é quase uma ofensa não dar gorjeta. Já no México é altamente recomendável deixar uma gorjeta para o garçom do restaurante (pelo menos 10% da conta), para o maleiro do hotel (20 à 40 pesos por mala), para a camareira (20 à 40 pesos por noite e deixe à cada manhã).

Traga lencinhos de papel

Se der vontade de ir no banheiro depois ter comido aquela enchilada de pollo con chile, não há problemas para encontrar um banheiro em galerias comerciais na rua. Traga um pacote de lencinho de papel, pois apesar da maioria destes banheiros serem pagos (cerca de R$1 por passagem), alguns deles podem não ter papel higiênico. E no México, o papel higiênico sujo vai na lixeirinha do lado da privada.

Noção de picante é relativo

Uma das frases quase obrigatória e mais útil no México é : “La salsa pica? ” (O molho é picante ?).  Parece que os mexicanos cresceram bebendo leite com pimenta na mamadeira pois quando eles dizem “No pica nada” ou “Pica un poquito”, tenha cuidado e tenha um copo de água ao lado de tão picante que a comida pode parecer paladares desavisados mais sensíveis. Eu achei a “salsa verde” muito picante. Achei estranho que eles até colocam chile (pimenta) nas frutas.

Cuidado com o chile [fonte me.me}

Cuidado com a pienta! [fonte: me.me}

Tenha paciência

Quando um Mexicano te dizer que a sua comida ou o táxi vai chegar “ahorita”( já já), melhor você ter muita paciência. A definição temporal mexicana de “ahorita” pode variar de 10 minutos a muito tempo. A melhor solução para não se estressar e não ficar com raiva é de simplesmente deixar uma grande margem em todos os planos, programas e encontros marcados;

Fazer compras e visitas

Imagine que você está no México e você precisa comprar uma roupa, o chip do celular ou qualquer outra coisa, mas é domingo ou é mais de 19h, o que fazer ? Não há problemas pois a maioria das lojas estão abertas domingo e até mais tarde. Em compensação muitos lugares turísticos, como museus estão fechados na segunda-feira; então programe-se bem a sua semana.

Espero que tenham gostados destas minhas dicas.

E se você decidir viajar para o México: “Buen provecho!”

_________________

Fabio T mora na França há mais de 8 anos e, após morar nas regiões de Borgonha e Champagne, resolveu estabelecer-se na região da Normandia. Siga a nossa página no Facebook para notícias atuais sobre viver no exterior clicando aqui. Sigam também nosso Twitter e Instagram.